Archive for janeiro \31\UTC 2012

Andres Sanches: o medo da Polícia Federal e seus encontros secretos com Kia Joorabchian

janeiro 31, 2012

Durante toda a semana publicaremos o áudio, com a respectiva transcrição, de conversas que mantivemos, tempos atrás, com a Sra. Nilza Fiuza, ex-controler do Corinthians, braço direito, por anos, de Andres Sanches e também de toda a cúpula do PT.

Uma senhora que conversa com o presidente Lula pelo celular, e tinha acesso a todos os departamentos do Corinthians.

Principalmente o da presidência.

Hoje mostraremos como o presidente do Corinthians, Andres Sanches, faz para se encontrar, às escondidas, com o iraniano Kia Joorabchian.

Além disso, Nilza fala sobre o medo do ex-presidente corinthiano de uma investigação da PF ainda sobre o caso MSI.

Confira abaixo.

Nilza Fiuza

Então, vou contar outra coisa… quem tá chegando é o Kia

Paulinho

E ai ?

Nilza Fiuza

É assim… tá chegando, mas vai ficar na dele porque já está combinado

Paulinho

Tá… mas ele vem para o Brasil

Nilza Fiuza

Para o Brasil

E o Andres está com o cabelo em pé… apavorado… porque está para estourar uma denúncia, ainda da MSI, contra ele

Paulinho

É, estou sabendo… conversei com o pessoal da polícia… é bem possível…

Nilza Fiuza

Diz que vai estourar um negócio muito feio…

Até achei… o pessoal falou falou do Kia e desse (indecifrável)… eu achei que o Kia fosse trazer essa notícia ou chegar aqui se defendendo… mas disseram “Não, não, esquece, o Kia é amigo, já vem combinado”…

O que vai estourar é o assunto da MSI do ponto onde ele não consegue explicar…

Paulinho

E quando o Kia chegar, eles vão ficar amigos, se encontrar, ou vão ficar distantes combinados ?

Nilza Fiuza

Distantes combinados

Se encontrarem vai ser escondido, entendeu ?

Deve chegar agora, até o final do mês.

Paulinho

Nossa…

Nilza Fiuza

Eu vou ficar sabendo…

Paulinho

Ótimo

Oposição do Corinthians coloca quase 2 mil pessoas em churrascaria de São Paulo

janeiro 31, 2012

Cerca de 1.700 pessoas, todas associadas do Corinthians, compareceram ontem numa churrascaria de São Paulo no evento de lançamento oficial da candidatura de Paulo Garcia à presidência do clube.

Além deles, dezenas de ex-atletas, como Rincon, Dinei, Ataliba, Marcelinho Carioca declaram oficialmente apoio aos oposicionistas.

Era tanta gente que o rodízio teve que ser servido em pé, porque todas as mesas do local estavam absolutamente tomadas.

Era nítida também a euforia do grupo, que entoava gritos de apoio e cantava o hino do clube.

Quem passava na Radial Leste, ao lado do restaurante, acreditava estar próximo a um estádio de futebol.

Acusação de racismo contra o Cinemark

janeiro 31, 2012

Por DIEGO RENAN

Paulinho

Um amigo meu dos tempos de faculdade, de etnia negra, foi retirado de dentro do cinema do Cinemark no Shopping da Mooca.

O segurança chegou nele e disse que enviaram uma denúncia que estava cometendo um crime e que se repetissem essa denúncia, ele seria retirado.

Cinco minutos depois chegou outro segurança e o colocou para fora.

Assim que ele saiu do filme me ligou chorando, totalmente fora de si.

Eu falei para ele ir para a delegacia fazer um B.O

A ocorrência foi registrada.

Eu tava trabalhando no jogo do Santo André x Palmeiras B, assim que acabou o jogo fui com ele no shopping para tentar entrevistar o shopping ou o cinemark.

O segurança do shopping falou que não tinham nada a declarar.

Eu liguei o gravador e disse “Então você está confirmando que vocês não tem nada a declarar, posso colocar isso na matéria”

Ele me ameaçou para eu desligar o gravador e tirar da cara dele.

Durante todo o tempo que estivemos no shopping, senti que fomos intimidados porque fomos seguidos o tempo todo e um outro segurança viu a gente saindo de carro e anotou a placa do nosso carro.

Eu não tenho medo, to de boas.

Mas gostaria de saber se poderia ajudar a divulgar esse assunto.

Fiquei muito revoltado com a situação.

Estou fazendo uma divulgação no Face ,explicando melhor a história

Camisa da verdade ?

janeiro 30, 2012

O associado do Corinthians, Ciborg, fez sucesso ao desfilar, no Parque São Jorge, com uma camiseta contendo citações nada honrosas ao presidente do Corinthians, Andres Sanches.

Confira abaixo.

Saiba como funciona a “Máfia dos Ingressos” no Parque São Jorge

janeiro 30, 2012

Durante toda a semana publicaremos o áudio, com a respectiva transcrição, de conversas que mantivemos, tempos atrás, com a Sra. Nilza Fiuza, ex-controler do Corinthians, braço direito, por anos, de Andres Sanches e também de toda a cúpula do PT.

Uma senhora que conversa com o presidente Lula pelo celular, e tinha acesso a todos os departamentos do Corinthians.

Principalmente o da presidência.

Para começar, vamos escancarar o funcionamento da “Máfia dos Ingressos” do Parque São Jorge, segundo ela, capitaneada por André Negão, diretor administrativo, Mané da Carne, assessor de Andres Sanches, pelo advogado Luis Bussab, com a ajuda do conselheiro conhecido como Arizão.

Um esquema que toma, a cada rodada, 10% de toda a arrecadação do clube nos jogos em que é mandante.

E que fez o clube dar 35% a mais de ingressos “gratuitos”, se comparado com a era Dualib.

Uma verdadeira proeza.

Confira abaixo.

Paulinho

Quem cuida dos ingressos ? Era o Bussab, né ?

Nilza Fiuza

O Bussab, o Arizão…

Paulinho

O Mané da Carne também ?

Nilza Fiuza

O Mané da Carne só vai retirar…

Ele retira 10… depois ele volta quer mais 10… e ai ele chora e o Andres acaba dando os dele

Paulinho

Então é Arizão… Mané da Carne… André Negão…Bussab

Nilza Fiuza

Alguns são vendidos (por eles) a preço de meia… eu, por exemplo, comprei para todos os meus sobrinhos e dei um cheque… esse cheque foi compensado… estou quase pedindo… par ver se foi depositado… na conta de quem…

Paulinho

Então, faça isso…

Nilza Fiuza

Mas eu tenho quase certeza que o Bussab embolsou isso…

O André Negão pegava de 15 a 20 ingressos…

Teve um dia que eu fiquei muito puta com a Marcia, que é a Secretária do Andres, porque chegaram todos os ingressos La na recepção, pra passar para o Andres… e o André Negão passou e levou todos…

Paulinho

Nossa senhora…

Nilza Fiuza

Todos… no futebol profissional, o atleta que quer ingresso paga um preço menor, mas ele paga…

Paulinho

Quem é que pega mais ? Mario Gobbi, né ?

Nilza Fiuza

Quem mais pega, de verdade, é Andre Negão e Mané da Carne… porque eles barganham isso no Senadinho… eles saem distribundo, dando uma de moral…

Ele (Andres Sanches), já bateu o Dualib, e muito… o Lucio (Diretor de Arrecadação) me deu um documento, que dizia que a gente já tinha superado em 35 % os gastos de Dualib só na doação de ingressos…

Sócio de V(W)anderlei(y) Luxemburgo tenta subornar “Blog do Paulinho”

janeiro 30, 2012

“25 mil para retirar as matérias do ar e não depor se for convocado, nem à polícia muito menos no Flamengo”

Foi com essa frase que um intermediário do empresário Carlos Vilarinho, sócio de V(W)anderlei(y) Luxemburgo, também do mesmo ramo, iniciou uma conversa com o dono deste espaço, que, a princípio, havia sido marcada para que novas denúncias fossem feitas.

Para provar que falava em nome de Vilarinho, chamou-o pelo rádio, dizendo estar com o “cliente do carro de R$ 20 mil”.

“Tudo bem, então, depois me liga”, respondeu o interlocutor.

Após dezenas de negativas de nossa parte, e insistência do outro lado, percebi que a única maneira de sair do local, seria “fingir” aceitar o “agrado”.

Peguei um pacote com timbre do banco Santander e disse que precisava ir ao banheiro para guardar o montante, porque não poderia sair na rua com envelope para não chamar a atenção.

Entrei, retirei a quantia do envelope, rapidamente fotografei, e depois joguei tudo dentro de um armário.

Com papel higiênico fiz volume nos bolsos, e despedi-me, aparentemente sem deixar suspeitas, pegando o primeiro taxi que vi pela frente.

Ufa ! Um alívio.

Algumas horas depois passei a receber seguidos telefonemas do telefone de Carlos Vilarinho, que nem me dei mais ao trabalho de atender.

É isso.

Vida de jornalista é assim.

Correr risco para derrubar uma quadrilha de abutres do futebol, e mais ainda para se desvencilhar de uma proposta indecente.

Pior ainda é constatar, in loco, novamente, o quão imundo – e mafiosos, são os bastidores do futebol.

E nas mãos de quem está um dos maiores clubes do mundo.

Confira abaixo fotografia do dinheiro do “suborno”

Corinthians perde, no mínimo, R$ 1,2 milhão ao negociar Edno

janeiro 30, 2012

O Corinthians comprou 40% do jogador Edno, da Portuguesa, por R$ 3 milhões, arcando ainda com salários próximos a R$ 150 mil mensais.

Logo na sequencia, num negócio que se fosse ao contrário seria motivo de piada, emprestou-o novamente à Lusa, arcando ainda com 60% de seus vencimentos.

Ou seja, a Portuguesa teria mantido o mesmo jogador, encheu os cofres com a quantia citada acima e ainda passou a pagar salários menores do que pagava anteriormente.

Pra finalizar a estranha operação, neste final de semana, foi anunciado que o Corinthians vendeu Edno para o México, e receberá, pelo seu percentual de participação, R$ 1,8 milhão.

Um prejuízo, sem contar os salários pagos, de R$ 1,2 milhão.

Enquanto isso, a Lusa, esperta, ou acertada com alguém, utilizou-se da vitrine corinthiana, e lucrou ainda mais, sem que precisasse sequer se esforçar para vendê-lo.

Resta saber se o Corinthians embarcou nessa por incompetência ou motivações outras, embora, o histórico de seus dirigentes não deixe lá muita margem à dúvida.

Sergio do Prado saiu sorrindo do Palmeiras

janeiro 30, 2012

No dia 23 de novembro, o então gerente de futebol do Palmeiras, Sergio do Prado, foi demitido, após inúmeras rusgas com a comissão técnica do clube.

Porém, justo nesse mês ocorria o dissídio coletivo de sua categoria, o que lhe garantiria estabilidade.

Motivo pelo qual foi agraciado com multas e indenizações que o levaram a receber bem mais do que imaginavam os dirigentes palestrinos.

Não é a toa que a lanchonete do presidente do clube teve que leiloar até o papel higiênico do banheiro uma dezena de vezes.

Haja incompetência.

Jogos horrorosos no Paulistinha

janeiro 29, 2012

Tivemos mais uma sessão desesperadora de péssimo futebol para brindar os corajosos torcedores que pagam ingresso para assistir o Paulistinha.

Somente o Come-Fogo, com vitória sofrida do Comercial, foi razoavelmente digno de nota, até pela rivalidade na região.

Coube ao Corinthians vencer ao Linense, por um a zero, gol de oportunismo de Emerson Sheik, num jogo de arbitragem prá lá de suspeita.

Anulou um gol legítimo de Fabão e deixou de expulsar dois corinthianos por agressão, uma delas de Elton, dentro da área, e outra, escandalosa, do lado do auxiliar, de Jorge Henrique, chutando o adversário por trás.

Futebol que é bom, ninguém apresentou.

O Palmeiras, então, por pouco não conseguiu a proeza de perder para o quase lanterna – no início da rodada –  Catanduvense, num show de incompetência de seu jogadores.

Fernandão, que veio do banco, salvou a equipe, aos 38 minutos do segundo tempo.

Apenas o Tricolor saiu feliz na rodada, mas pelo resultado, não pelo futebol, vencendo a o São Caetano por dois a um.

Porém, por azar, deve perder Luis Fabiano por algum tempo.

Daqui a pouco será a vez do Santos, com equipe reserva, tentar ao menos equilibrar as coisas com o Paulista de Jundiaí.

Sem emoção, com futebol pífio, estes são os estaduais, campeonatos da cartolagem- e dos empresários – cada vez mais enganando os torcedores pelo Brasil adentro.

Contaminada pela água da “fonte”

janeiro 29, 2012

Enquanto o caderno de esportes do “Estadão” pisa em ovos ao tratar da vida particular de Andres Sanches, ex-presidente do Corinthians, sua colunista social, Sonia Racy, vive dando notinhas cirúrgicas a respeito.

Surgiu de sua proximidade com o corinthiano a notícia para a mídia de que Sanches seria um grande empresário, assunto depois desmentido pelos fatos.

Eis que agora, estranhamente, Racy publica sobre uma “pesquisa” para as eleições alvinegras, que nunca foi feita, dizendo que o candidato de seu amigo alvinegro estaria em vantagem.

Não cita, evidentemente, que órgão teria realizado, até porque, de fato, ela nunca existiu.

Situação tão ou mais constrangedora do que a insistência em afirmar que Felipão, treinador do Palmeiras, havia assinado pré-contrato com o São Paulo, no ano anterior.

Mesmo com a negativa do treinador e sem nunca ter sequer tido acesso ao tal documento, até porque também não existia, a colunista persistiu no “equivoco”, dizendo que o tempo provaria que estaria com a razão.

Contava, é claro, com a falta de memória do público.

Estamos em 2012, Felipão permaneceu no Palmeiras e Leão ainda é o treinador do Tricolor.

Assim como o “empresário” Andres Sanches, a “fonte” da pesquisa citada acima, tornou-se mero funcionário assalariado da CBF.

“O Brado Retumbante” é esperança pura

janeiro 29, 2012

Poucas vezes uma emissora de televisão acertou tanto quanto a Rede Globo ao exibir a magnífica série “O Brado Retumbante”, nas últimas semanas.

De absoluto bom gosto, diálogos inteligentes, a mini-série deveria ser exibida no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília, para, quem sabe, um ou dois dos bandidos aprendam como, de fato, um político teria que agir em seu mandato.

Mostra um país dirigido por um presidente honesto, Paulo Ventura, que não aceita se submeter a conchavos políticos, faz uma devassa em seu ministério, formado por corruptos, e, mesmo com sofrimento decorrente de sua atuação, não sucumbe aos desonestos que o cercam.

Uma obra preciosa, em que é demonstrado, num belíssimo roteiro, que a união de um presidente com os desejos populares pode ser muito mais forte do que as realizadas nos porões do submundo das ratazanas políticas.

Está em tempo, ainda, de ser assistida e assimilada por nossa presidente, Dilma Rousseff, ou quem sabe, pelo próximo que está por vir.

Esperança pura, de que um dia desses, um homem corajoso e sem compromisso com a bandidagem possa ao menos tentar ser diferente de todos os que estiveram por ai.

Visita ao “Fielzão” fez muita gente perder a cabeça

janeiro 29, 2012

Saiu pela culatra a tentativa de utilização da construção do “Fielzão” para angariar votos ao candidato situacionista Mario Gobbi.

Pouca gente compareceu e, entre eles, muita gente utilizava a camisa da chapa adversária.

Situação que ocasionou desconforto num dos “guias” da empreitada, o assessor da presidência, Mané da Carne.

Descontrolado, bateu boca com os correligionários do empresário Paulo Garcia, chegando até a tentativa de agressão do associado Wanderley Ferreira, felizmente, apartada pelos presentes.

Armação no caso do aumento a Pedro Carmona

janeiro 29, 2012

Nunca existiu a “proposta” para o futebol japonês, criada pelos empresários espertalhões Fernando Otto e Cesar Behlinhg com o único intuito de aumentar o salário de Pedro Carmona, recém chegado no Palmeiras.

E o pior é que conseguiram.

Com a conivência da diretoria de futebol, que não checou a veracidade do documento ou fazia parte da armação.

O fato é que gente ligada aos dois, e que, por “coincidência” trabalha no grupo DIS (dono de boa parte das categorias de base do clube) afirma que soube dias antes que uma tentativa como esta seria executada.

Desrespeito absoluto ao Palmeiras, mesmo que a proposta fosse verdadeira, deixando-se ser vítima de uma ação de quase chantagem, pouco depois de dar oportunidade a um jogador, ainda inexpressivo, de vestir camisa tão gloriosa.

Embora, não se poderia esperar lealdade de um grupo de empresários que, para levar o atleta ao Verdão, enganou os dirigentes de seu clube anterior, o Criciuma, retirando-o na calada da noite da concentração.

Eleições corinthianas: dinheiro do clube na campanha de Mario Gobbi

janeiro 28, 2012

Todos os associados do Corinthians, votantes, foram convidados para um conveniente “tour” nas obras do Fielzão.

Com direito a translado, lanches, discursos políticos e demais regalias.

Pagas, evidentemente, com dinheiro do clube.

E, com a presença apenas de dirigentes ligados à chapa do delegado Mario Gobbi, que, segundo histórico profissional policial, nunca foi lá um adepto da moralidade.

Seus diversos processos na corregedoria que o digam.

Tudo isso a menos de 15 dias das eleições.

É ou não um “vale tudo” pelo poder, em que inexistem regras, e ainda se gasta dinheiro do qual não se é o proprietário ?

Enrustidos da Mancha Verde podem ser punidos por homofobia

janeiro 28, 2012

Fez muito bem a Secretaria Estadual da Justiça em abrir processo contra os homofobicos da facção criminosa Mancha Verde.

No último mês, essa gente exibiu faixas com os dizeres “A homofobia veste Verde”, em protesto para impedir a contratação do jogador Richarlysson.

Idiotice que, lamentavelmente, foi acatada pela direção palmeirense.

A multa pela infração, segundo a coluna de Monica Bergamo, na FOLHA, pode atingir R$ 55 mil.

Pouco, mas, ao menos, servirá para que não fiquem totalmente impunes.


%d blogueiros gostam disto: