Anúncios

Archive for maio \31\UTC 2016

Gabinete de Andres Sanches (PT) utiliza Estádio em Itaquera para reunião política, sem pagar aluguel

maio 31, 2016
Marcio Seboso, André Negão e Andres Sanches

Marcio Seboso, André Negão e Andres Sanches

Não bastasse, mesmo sem cargo no Corinthians, o deputado federal Andres Sanches possuir escritório dentro do estádio em Itaquera, agora reuniões políticas estão sendo realizadas no local, sem que o clube receba um centavo de aluguel.

Ontem, por exemplo, o gabinete de Sanches utilizou-se do auditório da Arena para promover o evento “Idéias e Diálogos para Zona Leste”.

Estiveram presentes líderes de bairros e demais funcionários do ex-presidente alvinegro.

Alguns deles ligados ao Corinthians, como André Negão e Marcio Seboso.

Sem o menor pudor, em meio a discussões vazias, Sanches divulgou feitos que não realizou, enquanto Negão aproveitou-se para “lembrar” os presentes que seria candidato a vereador (pelo PDT).

Incompetente para gerar receitas que beneficiem o estádio, o ex-presidente do Corinthians é especialista em acumular despesas, sempre amparado na subserviência de uma gestão que recebe suas ordens de joelhos e com aparência apavorada.

arena 1arena 7 arena 2 arena 3 arena 4 arena 5 arena 6

Anúncios

Tite é exaltado em lançamento de livro

maio 31, 2016

tite

Ontem, durante o lançamento do livro que leva seu nome (escrito pela ótima jornalista Camila Mattoso), o treinador Tite sentiu o verdadeiro termômetro do torcedor corinthiano em relação a seu trabalho e postura nos anos de Corinthians.

Entre gritos de “Olê, Olê, Tite, Tite”, empurra, empurra para autógrafos e fotografias, a consagração foi total, para desespero de alguns “organizados”, pagos para criticá-lo, que, acanhados, estavam no local, mas não tiveram, em pouco número, coragem de ofendê-lo.

O vexame ficou por conta do dirigente alvinegro Eduardo “Gaguinho” Ferreira, que, investigado pelo episódio da corrupção nas categorias de base do clube, passou todo o tempo em troca de confidências com o ex-diretor financeiro Raul Corrêa da Silva (seu parente), sendo praticamente ignorado pela Fiel.

Nem mesmo Tite arriscou proximidade, sabedor, evidentemente, de como preservar a própria imagem.

No mais, o lançamento foi um sucesso, com grande presença de público, jornalistas e a confirmação do homenageado sobre a veracidade do teor das histórias contadas pela jornalista na obra recém lançada.

Blog do Paulinho no Youtube

maio 31, 2016

paulinho

Hoje, excepcionalmente, não teremos a exibição do programa “Blog do Paulinho”, no Youtube.

Estaremos em compromisso fora de São Paulo.

O programa voltará a ser exibido na próxima sexta-feira, no habitual horário das 19h30m.

Desde já agradecemos pela compreensão.

Promotor diz que 99% da violência em estádios é fruto das “organizadas” e que Turiaçu parece Amsterdam

maio 31, 2016

paulo castilho

O promotor Paulo Castilho, do MP-SP, teve atuação contundente na CPI das “organizadas”, recentemente realizada em São Paulo.

Apesar de propor soluções das quais discordamos, ao menos, está ao lado de quem combate essa gente.

Disse Castilho, em trecho de seu pronunciamento:

“(…) eu posso falar tranquilamente que 99,9% da violência que ocorre no futebol está por trás a torcida organizada. Eles perderam aquele princípio da torcida organizada, aquele lado romântico, onde eles incentivavam e cobravam o clube. Eles ganharam poder, faturamento. Uma torcida igual a Gaviões fatura esse ano fácil em torno de 10 milhões de reais.”

Continuou:

“É um orçamento alto. Estou falando de Orçamento oficial, sem ter a parte do crime que se permeia, infiltra em algumas dessas torcidas.”

O promotor tratou, também, os bastidores dos jogos do Palmeiras como viagem a Amsterdam, com consumo e venda de drogas praticamente liberados:

“(…) Faço um alerta sobre a palmeirense. Hoje, a Turiaçu se tornou uma Amsterdam. Hoje, a Turiaçu em dias de jogos é uma terra sem lei. Por quê? Eles aglomeram as pessoas ali que não podem entrar no estádio, tem ali comércio de maconha, cocaína, garrafas de cervejas que são aglomeradas e vai ser muito difícil intervenção policial.”

Para finalizar, Paulo Castilho garantiu que nunca será candidato a cargo público (em eleições), e que seu trabalho no combate à violência no esporte é realizado por amor a profissão.

O tempo há de comprovar ou não a afirmação.

Santos terá que mostrar contrato de Gabigol a empresário que alega possuir 10% do jogador

maio 31, 2016

gabigol

Em 2014, o agente de jogadores  Candido Padin Neto ingressou com ação contra o Santos alegando possuir 10% dos direitos econômicos do atacante Gabigol.

Juntou ao processo documentos assinados pelo jogador e seus representantes legais.

Em recente despacho, a Justiça concedeu-lhe liminar para ter acesso aos contratos firmados pelo Santos com o atleta, que está em vias de ser negociado à Europa.

O clube, assim que citado, terá cinco dias para expor o material.

gabigol contrato

Asneiras “organizadas” na CPI

maio 31, 2016

asno

Recentemente, os políticos de São Paulo, comandados pelo vereador Laércio Benko (PHS), envergonharam a população ao utilizarem-se de uma CPI, denominada “das organizadas”, para aproximação eleitoral com a bandidagem.

O relatório final é canonizador.

As facções entraram “investigadas” e saíram elogiadas.

Tivemos acesso ao inteiro teor das declarações de todos os convocados a prestar esclarecimentos.

Em determinado momento, Benko, no auge do puxa-saquismo, utilizou-se de ataque a Marco Polo Del Nero para exaltar quem deveria, em tese, colocar na parede:

“Estive aqui como os presidentes da Gaviões da Fiel, da Pavilhão 9, da Mancha Verde, da TUP, da Independente, da Dragões da Real, da Torcida Jovem, da Leões da Fabulosa e tenho certeza de que eu posso convidar qualquer um dos senhores para sair do País comigo. Mas, se o Presidente da Confederação Brasileira de Futebol puser o pé para fora da divisa, ele estará imediatamente preso. Então, quem é bandido nessa história? É isso que nós temos que apurar.”

Os representantes das facções, sentindo-se acolhidos, defenderam-se com bravatas, discursos desprovidos de verdade, e muitas, muitíssimas asneiras.

Dirigente da Pavilhão 9, em resposta a Conte Lopes (apesar de tudo que dele se sabe, dos poucos combativos na CPI), disse que o nome da “torcida” é uma “homenagem aos corinthianos oprimidos pelo sistema” e que exigiam respeito.

Selecionamos, porém, os mais caras de pau.

Vale a pena ler e rir, para não chorar, demonstrando o nível dessa gente, e pior, dos nossos políticos, que em vez de combatê-los, quase saíram de lá entregando as próprias filhas para união conjugal.

Marcelo Moisés Moura Lima (TUP): (…) o clube não dá nada, não. A não ser quando a diretoria quer ir lá chamar a gente para dar uma compradinha, dar um ônibus, isso é normal. Existe em sindicato, existe em política, existe em igreja, existe em terreiro, existe em tudo quanto é lugar…”

Em verdade, o presidente da TUP refere-se a gestões anteriores do Palmeiras, já que o presidente atual, Paulo Nobre, rompeu com as “organizadas” que se dizem torcedores do clube.

Denis Almeida (Torcida Jovem do Santos): “Eu tive, há um ano, eu tive um associado que ele morreu na Penha, próximo à minha sede. Ah, culpa da briga de torcida, culpa disso, mas não tinha um policiamento, era um clássico, rua escura, quase na periferia… Tipo assim, a responsabilidade volta a cair tudo sobre nós, mas se você pá(?), uma avenida como a Radial Leste não tinha uma viatura de polícia, uma volta de um clássico”

“O Flávio Padro faz campanha há anos; por causa de uma briga particular dele, ele faz campanha há anos falando para ninguém ir ao estádio. Eu mesmo, a nossa torcida, nós ficamos anos sem dar entrevista para nenhum tipo de imprensa devido a esse tipo de coisa.”

Ou seja, eles e matam, mas a culpa é da polícia e do jornalista Flávio Prado.

Alvaro Souza (Leões da Fabulosa) A mídia entrou para criminalizar as torcidas organizadas porque viu que poderia dar problema, poderia afetar o seu lucro, a sua lucratividade, e a mídia cai matando. Cai matando desde antes de 92 e vem matando até hoje.”

Convenhamos, quase uma piada de português…

Pouca Transparência

maio 31, 2016

temer

EDITORIAL DA FOLHA

Dado que Michel Temer (PMDB) alocou na Esplanada dos Ministérios figuras acossadas pela Operação Lava Jato, era fácil prever que em algum momento o presidente interino se veria levado a promover mudanças em seu gabinete.

Não se imaginava, porém, que precisaria fazê-las antes de completar 20 dias de governo.

Depois que conversas comprometedoras reveladas por esta Folha custaram ao senador Romero Jucá (PMDB-RR) a pasta do Planejamento, era simples predizer que as gravações feitas por Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, alvejariam outros membros do primeiro escalão de Temer.

Não se antecipava, todavia, que o atingido seria Fabiano Silveira, ministro da Transparência, Fiscalização e Controle (antiga CGU, Controladoria-Geral da União) –um funcionário de carreira do Senado sobre quem não pesavam suspeitas.

Áudios divulgados pelo programa Fantástico, da TV Globo, mostram Silveira criticando a Lava Jato e passando a Machado e ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), orientações sobre como proceder em relação à Procuradoria-Geral da República —ambos são investigados.

Os diálogos seriam do final de fevereiro, quando Silveira integrava o Conselho Nacional de Justiça. Embora não constituam crime, expõem contradições que nenhum governo deveria tolerar.

Como conselheiro do CNJ, Silveira deveria atuar para aperfeiçoar a Justiça, e não prestar assessoria a políticos com pendências judiciais. Como ministro da Transparência, não poderia ter seu nome associado a conchavos sorrateiros e ver posto sob dúvida seu compromisso com o combate à corrupção.

Pelo precedente do caso Jucá, supunha-se que Temer agiria de forma resoluta. Não foi o que aconteceu, contudo. A despeito dos veementes protestos de servidores do órgão de controle e apesar da reação negativa da opinião pública, o presidente interino hesitava.

Talvez temesse se tornar refém de um padrão, mas, acima de tudo, procurava não contrariar Renan, a quem coube indicar o titular do Ministério da Transparência.

Michel Temer depende do presidente do Senado não somente para aprovar medidas centrais de seu pacote econômico mas também para garantir os 54 votos necessários ao impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff (PT).

No equilíbrio precário entre as exigências da opinião pública, que clama por mais ética, e as de muitos senadores, que desejam o oposto, Temer fazia a sua escolha.

A carta de demissão apresentada por Fabiano Silveira salva o presidente interino de um vexame prolongado, mas não afasta a percepção de que o governo Temer é vulnerável à transparência.

Caso Felipe: Corinthians pode tomar novo “chapéu” do pessoal da MSI

maio 30, 2016
Ricardo Guimarães e Kia Joorabchian

Ricardo Guimarães e Kia Joorabchian

Segundo jornalistas portugueses, o zagueiro Felipe, do Corinthians, teria acertado, por intermédio do empresário Giuliano Bertolucci (parceiro de Kia Joorabchian), sua transferência para o Porto (Portugal), por 6 milhões de Euros.

Não é verdade, como vem sendo noticiado, que o Timão é detentor de 100% dos direitos econômicos, que estão assim divididos: 50% do Corinthians, 50% do BMG, o banco do Mensalão (que emprestou o dinheiro à época da aquisição, mas ainda não recebeu).

Para que o leitor entenda bem o que se passa nos bastidores, o dono do BMG é Ricardo Guimarães, que, não por acaso, costuma “investir” nos atletas que, de alguma maneira, estão ligados a Joorabchian.

A proximidade é tal que ambos dividem camarote em partidas disputadas mundo afora, além doutras coisas mais.

Os dois, por sinal, desde sempre, realizam negócios, há tempos, com o deputado federal Andres Sanches, atual “dono” do Corinthians.

Esclarecidas as sociedades, relembraremos que noutros casos envolvendo atletas ligados às partes citadas, o procedimento foi o seguinte: o jogador “X” é vendido para o clube “Y” por R$ 20 milhões, porém, antes de ir para o destino final, é levado ao clube “Z” (preposto), que é divulgado como “verdadeiro comprador”, por valores bem abaixo do que realmente foram combinados.

Daí, o Corinthians recebe, digamos, um quarto do valor real como se fosse inteiro, o clube “aluguel” utiliza o atleta sem despesas maiores, para, meses depois, surgir a ‘informação” de que outra agremiação (o verdadeiro comprador) contratou o jogador por quatro vezes mais.

A diferença, evidentemente, vai para o bolso de quem preparou o negócio (e seus parceiros), com o Timão sendo prejudicado, tendo ainda que quitar a parte do BMG (no caso deste negócio), que emprestou dinheiro a juros, com informações de cobrança, ainda, de 5% de comissão para a transação financeira.

Foi assim com Jucilei, Jô, etc.

Vale lembrar que boa parte dos clubes portugueses são conhecidos por se prestarem a esse papel, assim como os dirigentes alvinegros e os agentes envolvidos na venda de Felipe, também.

EM TEMPO: por “coincidência”, circulam informações de que o jogador Luciano estaria sendo oferecido ao Benfica (Portugal).

São Paulo é condenado a indenizar assessor de Carlos Miguel Aidar

maio 30, 2016

oliverio e kia

Em março, último, o São Paulo foi processado pela Saboy Comunicações, que cobrava-lhe R$ 269,2 mil pelo rompimento do contrato, ocorrido logo após a queda de Carlos Miguel Aidar, ex-presidente do clube, acusado de corrupção.

A empresa tem como proprietários Marco Antônio Sabino de Souza (no contrato social) e Olivério Junior (sócio oculto).

Ambos, além de assessores diretos de Aidar, trabalharam, também, para alguns de seus clientes, como o iraniano Kia Joorabchian, ex-MSI.

Em recente decisão, o São Paulo foi condenado a pagar a quantia estipulada, que, acrescida de correções e demais custas, ultrapassa os R$ 300 mil.

Assim que citado, o clube terá que fazê-lo, no máximo, em cinco dias, sob pena de penhora.

Zé Roberto na lateral esquerda ?

maio 30, 2016

ze roberto charge

No auge de sua forma, Zé Roberto foi dos melhores laterais esquerdos do país, período em que tinha vinte e tantos anos de idade.

Com o tempo, treinadores inteligentes passaram a utilizá-lo no meio campo, local em que não precisaria correr tanto, mas poderia, com sua inquestionável habilidade, continuar contribuindo para as equipes que o contratavam.

O tempo passou, e, aos quarenta anos, beira o surreal observar treinadores, tratados como “Top de Linha” no Brasil, insistirem em retorná-lo à posição de origem, sem que possua mínima condição física de suportá-la.

Foi assim com Marcelo Oliveira e está se repetindo, agora, com Cuca.

Com o agravante de que, no meio campo, o Palmeiras não possui um jogador sequer com a mesma categoria de Zé Roberto, o que amplia ainda mais a insanidade.

Ontem, no clássico entre São Paulo e Palmeiras, o exemplo não poderia ser mais claro: Zé Roberto tomou um nó dos atacantes tricolores que atacaram pela direita (evidentemente velocistas), enquanto no meio, em que poderia ajudar mais, o clube se viu cercado dos cabeças de bagre habituais.

Sambista ou o Bicheiro ? Gaviões da Fiel acende vela para Deus, o Diabo e o Talvez

maio 30, 2016

ernesto e negão

No último final de semana, na subsede do Itaim Paulista, os Gaviões da Fiel exaltaram o vice-presidente do Corinthians, André Negão, acertando apoiá-lo às eleições para vereador de São Paulo.

Porém, no próximo dia 04, o sambista Ernesto Teixeira, que há anos é a voz da facção no Sambódromo, promete lançar candidatura para o mesmo cargo, na sede do Bom Retiro.

Também com apoio “garantido” dos Gaviões.

Ou seja, os criminosos estão acendendo vela para Deus, o Diabo e o Talvez, à espera, obviamente, da oferta que mais proporcione benesses à cúpula, sem pensar no que é melhor para a população.

Aliás, quem, em sendo minimamente decente, votaria em alguém que “disputasse” ou, em alguns casos, até pagasse por apoio dessa gente ?

Cuca e a Champions League

maio 30, 2016

cuca palmeiras

O Real Madrid conquistou a Champions League 2016 após empatar com o Atlético de Madrid em uma a um no tempo normal, zero a zero na prorrogação, para então somente ratificar o título em batida decisiva de penalidade convertida por Cristiano Ronaldo.

Qual é a probabilidade de alguém, antes do jogo, acertar exatamente esta sequencia de eventos numa mesma partida ?

Exatamente… muito difícil.

Não, porém, para o treinador Cuca, do Palmeiras, que em entrevista ao canal Esporte Interativo demonstrou que se um dia estiver com problemas na profissão poderá seguir novos rumos, mais esotéricos.

Confira abaixo:

Reflita sobre estupro, se for homem

maio 30, 2016

estupro

Do EL PAÍS

Por XICO SÁ

Por mais que você, homem sensível, diga que sente na pele, jamais sentirá o pavor de vislumbrar no beco a ameaça do estupro que ronda as mulheres no Brasil

Por mais que a gente se diga envergonhado, por mais que você, homem sensível, diga que sente na pele, por mais que esteja indignado e solidário, por mais que tente eliminar o machismo em atos e palavras, por mais que faça sua parte, por mais que não entenda a covardia e monstruosidade dos seus semelhantes, por mais que peça punição contra a barbárie na zona sul ou no Morro São José Operário, zona oeste do Rio de Janeiro… Jamais sentirá o pavor de vislumbrar no beco, na próxima esquina, a sombra do inimigo, a ameaça do estupro que ronda as mulheres no Brasil cada vez que o relógio corre 11 minutos. Por mais que você até arrepie os pelos, jamais sentirá na carne.

Por mais que você não entenda os machos que sempre buscam culpar as “vadias”, por mais que você condene o discurso na linha “Bolsomito”, por mais que você julgue importante ter mulheres nas equipes de governo, por mais que você vá à passeata feminista, por mais que você ache bizarro o ator Alexandre Frota — o piadista da cultura do estupro — em confraria com o ministro interino da Educação em Brasília… Por mais que você se ponha no lugar da vítima, nunca saberá o terror que se instala no cérebro como um pesadelo interminável.

Mea culpa

Por mais que você resolva deixar de ser reaça e retire o seu apoio aos projetos-de-lei homofóbicos do Congresso, aos projetos anti aborto etc. Por mais que você esqueça o passado de porco chauvinista. Por mais que você cresça e deixe de puxar os cabelos das meninas nos bares, festas e boates. Por mais que você saque e nunca mais caia na besteira de achar que existe “vadia para transar e santinha para o casamento”. Por mais que tudo isso seja um avanço, ainda é pouco, muito pouco, pouco mesmo para sentir o drama que apavora as mulheres no vagão do trem, na rua escura, no parque…

Gaviões da Fiel formaliza apoio a vice acusado de desviar R$ 500 mil do Corinthians

maio 29, 2016

negão gaviões

Enquanto a facção criminosa Gaviões da Fiel mente publicamente ao intitular-se “combatente da corrupção do Corinthians”, internamente, as coisas funcionam bem diferente.

Ontem, por exemplo, numa de suas subsedes, localizada no Itaim Paulista, o vice-presidente alvinegro, André Negão foi exaltado.

A “torcida” decidiu, ainda, apoiá-lo para a candidatura a vereador de São Paulo.

Desnecessário dizer que as promessas mútuas, para tal, ultrapassam limites da indecência.

Negão, além da ficha policial extensa e amplamente conhecida do leitor deste espaço, foi preso, dias atrás, pela Polícia Federal no âmbito da “Operação Lava-Jato”, acusado de receber R$ 500 mil de propina da Odebrecht (talvez como preposto de Andres Sanches), referentes às obras do estádio em Itaquera.

Dinheiro que entrou nas contas da construção e que deverá ser pago, em algum momento, pelo Corinthians.

Ou seja, desviou dinheiro do clube.

Sem contar o indiciamento por crime fiscal (que também lesou os caixas alvinegros – em muitos milhões de reais), ao lado dos semelhantes Andrés Sanches, Roberto “da Nova” Andrade e Raul Corrêa da Silva.

Estão mais do que explicadas as razões do porque os criminosos, em vez de protestar contra a diretoria, o fazem com jogadores e treinador, além do “esquecimento” de levar aos estádios faixas que critiquem os bandidos da “lava-Jato”, lembrando-se, apenas, de corruptos inimigos de seus atuais parceiros.

Abílio Diniz trabalha contra Leco no São Paulo

maio 29, 2016

leco e abilio

Inconformado por não possuir voz de comando na administração Tricolor, o empresário Abílio Diniz, com dinheiro e cooptação política, trabalha, nos bastidores, contra a gestão atual do São Paulo.

Leco acentua-se, a cada dia, como desafeto dos interesses do mega-empresário.

Nem todos, impessoais.

Diniz reclamou, inclusive, de não ter sido consultado na escolha do novo treinador, além da conhecida insatisfação pela demissão de Milton Cruz, que atendia a seus desejos enquanto funcionário do São Paulo.

Sem força política para eleger-se presidente, o ex-homem forte do Pão de Açúcar, em reuniões informais, busca informações que possam minar a gestão de Leco, além de analisar possíveis nomes de “financiados” para a próxima disputa eleitoral.

Para tal, o candidato de Diniz, de antemão, saberá que, em troca do apoio, terá que dividir o comando com o mecenas, quando não, apenas obedecê-lo.


%d blogueiros gostam disto: