Archive for junho \30\UTC 2014

Alemanha sofre para vencer heróica Argélia e está nas quartas de final

junho 30, 2014

image

Numa grande atuação da Argélia, a Alemanha encontrou enormes dificuldades para vencer, por dois a um, com gols marcados apenas na prorrogação.

Foi justo, surpreendente e extremamente complicado.

Os primeiros minutos da primeira etapa tiveram os alemães alugando o campo da Argélia, que sequer passavam do meio campo.

Porém, no contragolpe, aos 8 minutos, Slimani foi lançado na esquerda, ganhou na corrida da zaga, mas Neuer saiu com precisão para desarmar o argelino.

Schweinsteiger, aos 13 minutos, acertou a primeira bola alemã no gol argelino, bem defendida pelo goleiro.

Com o passar do tempo, confiante pela consistência apresentada na marcação, a Argélia passou a atacar mais, levando imenso perigo aos alemães.

Aos 18 minutos, Ghoulam escapou pela esquerda, e, na saída de Neuer, bateu cruzado, com a bola raspando a meta esquerda.

Ozil errou o cruzamento, aos 23 minutos, mas a bola quase caiu no gol, com o arqueiro argelino desviando.

O jogo, de maneira inesperada, era lá e cá.

Muller, aos 34 minutos, antecipou-se à defesa e tentou de cabeça, após cruzamento pela direita, e a bola passou perto.

Dois minutos depois, Ozil arriscou, e o goleiro rebateu, perigosamente.

Neuer tirou com a vista chute de Mustefa que passou á direita do gol.

M’Bolhi defendeu milagrosamente, aos 41 minutos, após duas grandes batidas em seqüência do ataque alemão, uma delas, cara a cara de Goetze.

A Alemanha pressionou nos minutos finais, mas correu riscos no contragolpe, obrigando Neuer a jogar como libero, em diversos lances da partidas.

Schurrie e Mustafi, aos 2 e 3 minutos do segundo tempo, em jogadas perigosas de ataque, demonstraram que a Alemanha não voltou para brincadeira depois do intervalo.

Lahn acertou belíssimo chute da entrada da área, mas o goleiro argelino defendeu de maneira fantástica, aos 10 minutos.

Passados 20 minutos, o ritmo da partida caiu, e a Argélia passou a reequilibrar as ações.

O jogo era duro, indefinido.

Feghouli, aos 28 minutos, virou de surpresa, bateu no canto, e quase marcou.

Um minuto depois, em novo ataque argelino, Slimani chutou no meio do gol e Neuer defendeu.

Novamente o arqueiro argelino fez milagre em bola cara a dar de Muller, aos 35 minutos.

Um minuto depois, Muller recebeu na área, fintou o zagueiro para dentro e bateu à esquerda da meta.

Que partida !

Schweinsteiger, sozinho, da marca do pênalti, cabeceou no chão, aos 44 minutos, para nova defesa do arqueiro africano.

Com o surpreendente empate consumado, a decisão foi para a prorrogação.

PRORROGAÇÃO

Logo no primeiro minuto da prorrogação, a Alemanha saiu do sufoco, quando Muller cruzou da esquerda para a finalização de Schuerrle, inapelável.

Um a zero.

Muller, aos 8 minutos, bateu cruzado da esquerda para a direita, e a bola, em curva, foi para fora.

Aos 11 minutos, Khedira falhou e a bola sobrou para Mostefa, livre, bater à esquerda de Neuer.

Um drama !

Com as equipes estafadas, os alemães jogaram a segunda etapa com inteligência, cadenciando o jogo, esperando o relógio passar.

Em contra-ataque , a Alemanha, com a Argélia mortinha, fez o segundo, com Ozil finalizando após rebatida da zaga, aos 14 minutos.

Porém, de maneira heróica, Djabou diminuir para a Argélia, um minuto depois.

Sensacional !

No final, depois de muita luta, os argelinos merecem ser exaltados pela superação diante de um adversário muito superior, enquanto a Alemanha, classificada, deverá protagonizar uma quartas de final sem prognósticos, num duelo de Titãs contra a também campeã mundial França, no Maracanã.

França vence Nigéria e está nas quartas de final da Copa do Mundo

junho 30, 2014

image

Em partida absolutamente equilibrada, a França soube aproveitar-se das falhas da zaga africana e venceu a ótima Nigéria, por dois a zero.

Pogba foi o nome do time.

O início do jogo foi bem equilibrado, com ambas as equipes se estudando, e, dentro do possível, buscando o ataque.

Giroud, aos 15 minutos, bateu da entrada da área, com perigo, após receber passe de Benzema.

Aos 18 minutos, com a Nigéria mais à frente, Emenike empurrou para as redes, mas a arbitragem, corretamente, enxergou o milimétrico impedimento.

Os franceses responderam, aos 21 minutos, com batida de primeira de Pogba, dentro da área, defendida espetacularmente por Eneyama.

O jogo se abre e fica ainda mais interessante.

Valbuena serviu a Debuchy, aos 39 minutos, que, da entrada da área, bateu no contrapé do goleiro, mas a bola passou rente a trave.

Emenike arriscou, aos 43 minutos, para boa defesa de Lloris.

A segunda etapa começou tão movimentada quanto a primeira, com as seleções se arriscando pela classificação.

Matuidi entrou de maneira criminosa em Onazi, aos 10 minutos, que precisou até ser substituído pela contusão, mas recebeu apenas cartão amarelo da arbitragem.

Lloris fez defesa difícil, aos 19 minutos, após chute forte de Odemwidgie.

Benzema fez grande tabela no ataque, e saiu na cara de Eneyama, que salvou a Nigéria com grande defesa, aos 24 minutos.

Na pressão da França, aos 32 minutos, após grande jogada de Benzena, Ambrose salvou a bola na direção do gol, que sobrou para Cabaye acertar, de primeira, o travessão.

Um minuto depois, novo milagre de Eneyama em cabeçada de Pogba.

Porém, na cobrança de escanteio, o mesmo Eneyama saiu mal e socou a bola na cabeça de Pogba,que não perdoou.

Um a zero França.

O goleiro nigeriano , logo na seqüência, salvou novamente a equipe em batida forte do ataque francês.

A França seguiu no jogo atacando, com a Nigéria, valente, demonstrando estar fisicamente esgotada.

Deu tempo ainda para, aos 46 minutos, Valbuena bater escanteio curto para Benzema, receber de volta e cruzar rasteiro para Yobo, tentando cortar, bater contra a própria meta e marcar contra.

Dois a zero.

No final, a vitória francesa, suada, garantiu mais um campeão mundial nas quartas de final, esperando agora pelo resultado da próxima partida, com a favorita Alemanha enfrentando a heróica Argélia.

Esclarecimento sobre mentiras que o PT vem contando sobre o Blog do Paulinho

junho 30, 2014

livrolula

Mais uma vez meu nome vem sendo citado por publicações bancadas pelo PT como depoente num inquérito movido por Lulinha, filho do ex-presidente Lula.

É mentira !

A “matéria”, antiga, está sendo retomada nas mídias sociais como se fora atual, em trabalho orquestrado pelos “trolls” contratados pelo partido.

Nunca fui citado, nem intimado, muito menos prestei o depoimento que o jornalista Gilberto Nascimento, do Brasil Econômico – conhecida mídia bancada pelo PT – colocou em minha boca.

Repito: as “aspas”, ou palavras que dizem que falei nunca existiram, são mentirosas.

Desafio qualquer pessoa a encontrar um depoimento, informal ou assinado por mim, referente a esse caso.

O PT mente e utiliza as mídias sociais, como de hábito, para divulgar suas inverdades.

O filho de Lula, boçal como o pai, deveria, antes de compactuar com a mentira – seja por ação ou omissão – comprovar, para calar a todos, a origem dos recursos que elevaram-no de recolhedor de estrume do zoológico, em São Paulo, a empresário milionário.

No mais, se tem algo que não possuo, é medo de vagabundo petista.

Pode vir quente, que o blog está fervendo, com audiência e coragem suficiente para expor as verdades.

Bingueiros e Bicheiros fecham acordo para bancar campanha de Andres Sanches

junho 30, 2014

bichonegao1-153x300

O ex-presidente do Corinthians, Andres Sanches, não precisará mais se preocupar com os recursos para bancar sua nada barata campanha a Deputado Federal pelo PT.

Nos últimos dias, Sanches praguejava contra o próprio partido, que não estaria lhe auxiliando conforme prometido.

Com a promessa de batalhar para a liberação dos Bingos no Brasil, e para a manutenção do Jogo de Bicho na clandestinidade – os bicheiros preferem assim – o dirigente alvinegro conseguiu reunir alguns “empresários” do setor em torno de sua candidatura.

Bom para ambas as partes.

Andres terá, agora, apenas o trabalho de encontrar “empresas” que possam absorver o volume de dinheiro, embora, para quem já teve 43 empresas de “fachada” – existiam apenas no papel – não seja uma das tarefas mais difíceis.

Os Gregos e a premiação recusada

junho 30, 2014

grecia futebol

Os jogadores da Grécia não apenas recusaram a premiação, em dinheiro, a que tinham direito pela conquista da vaga às oitavas de final, como obrigaram a Federação Grega a utilizar o montante na construção de um CT para a equipe, melhorando, assim, as condições de trabalho futuras para os atletas locais.

Uma atitude digna, que demonstra, ainda, a diferença de uma cultura milenar para outras que, mesmo engatinhando, se acham mais espertas do que a própria esperteza.

Prêmio não é salário – este sim obrigatório – e deve ser distribuído a bel desejo de quem, deseje ou não agraciar alguém com o mimo.

Discutir ou cobrar premiações é absolutamente abominável, deselegante, com um “q” até de chantagem.

Típico de gente inculta e mercenária.

Os jogadores africanos deram mostras, diversas, desse tipo de desvio de conduta, razão pela qual, apesar da habilidade, continuam a servir de chacota e saco de pancadas em todos os mundiais.

Há muitas referências semelhantes no futebol brasileiro, nem tão explícitas quanto no episódio africano, mas, ainda assim, deploráveis.

Tomara o exemplo de dignidade grega sirva, ao menos, para que se reflita sobre o assunto noutros mundos, inclusive o nosso, seja na cabeça dos jogadores, como também na dos dirigentes, que não podem mais aceitar passivamente esse tipo de coação.

Capela sem efeito

junho 30, 2014

hino a capela

Durante a Copa das Confederações, o hino brasileiro, cantado a capela por milhares de presentes aos estádios, em atitude surpreendente e espontânea, serviu de combustível para atuações turbinadas da nossa Seleção.

Indubitavelmente, tem sua parcela de colaboração na conquista do torneio.

Agora, meio que cantado “na obrigação”, com outras seleções indo no embalo, perdeu o efeito.

Nem os jogadores se emocionam mais – com exceções, como David Luiz – muito menos o público, que canta mais para participar da festa do que com o sentimento de nacionalismo explícito daquele tempo de manifestações populares.

Ontem teve show de Robben. Hoje França e Alemanha jogam pela honra dos campeões mundiais

junho 30, 2014

brasil 2014

Ontem, durante toda uma primeira etapa marcada por sol escaldante no Nordeste brasileiro, a seleção da Holanda, de maneira absolutamente arriscada, se poupou, guardando forças para decidir na etapa final, contra um México que jogava todas as fichas no campo ofensivo.

Um chute e o gol de Giovanni dos Santos, deu esperança aos mexicanos e obrigou os holandeses a jogar futebol.

E como jogaram !

Principalmente o genial Robben, responsável pela virada, com gols que tiveram sua participação direta, aos 41 e 48 da segunda etapa.

A “laranja” enfrentará, agora, pelas quartas de final, como franca favorita, uma surpreendente e cada vez mais emocionante Costa Rica, que eliminou a Grécia na cobrança de penalidades, mesmo jogando com um homem a menos durante a maior parte do embate.

Os centro-americanos são, de longe, a equipe que mais superou limitações, merecendo, por isso, o respeito dos europeus.

Hoje a Copa do Mundo assistirá dois campeões mundiais, ambos da Europa, na luta pela vaga às quartas de final, contra escolas africanas distintas e sempre perigosas.

A França, que vem jogando bom futebol no torneio, é favorita contra uma Nigéria de ataque interessante e defesa mais robusta do que em Mundiais anteriores.

Benzema, inspirado, pode fazer a diferença.

Para finalizar, a Alemanha, por enquanto a melhor equipe da Copa do Mundo, chocaria o planeta se não vencesse os valorosos argelianos.

Espera-se até uma goleada, com possibilidade de mais um tento de Klose, que colocaria Ronaldo “Fenômeno” abaixo no título de maior artilheiro de todas as Copas.

Brunoro e o sonho de infelicitar o Flamengo

junho 30, 2014

brunoro

“Eu sou um profissional. Não vou deixar de ser palmeirense. Gosto muito de adrenalina. Tenho 64 anos e trabalho 14 horas por dia, até pela necessidade de continuar jovem. Meus filhos são jovens e eu preciso de uma cabeça boa para dialogar com eles. Tenho uma vontade enorme de trabalhar no Flamengo, pela marca que é o Flamengo. Já tive quatro convites e não consegui aceitar nenhum por não considerar a proposta firme em termos de autonomia”

JOSÉ CARLOS BRUNORO, responsável pelo futebol do Palmeiras, em palestra realizada no SESC Taubaté, no último dia 25.

O choro do Capitão que pediu para descer primeiro do navio

junho 30, 2014

thiago silva chorando

Federação Gaúcha é obrigada a assinar TAC que impede limitar idade para árbitros de futebol no curso de formação

junho 30, 2014

apito

No último dia 28 de maio, a Federação Gaúcha de Futebol, que impedia árbitros de se formarem após os 32 anos, foi enquadrada pelo Ministério Público, e teve que mudar seus procedimentos.

Assinou Termo de Ajuste de Conduta (TAC) nº 156/2014, que diz:

“(deverá) Abster-se de incluir entre os requisitos para a participação no curso de formação de árbitros que ministrar, a partir de 2015, a exigência de idade máxima de 32 anos. “

A multa pelo descumprimento será de R$ 20 mil por ocorrência.

Abaixo você tem acesso ao inteiro teor da documentação:

TAC FGF arbitragem

Fim de Copa do Mundo para a Arena Pernambuco: valeu a pena ?

junho 30, 2014

arena pernambuco

Por ROBERTO VIEIRA

480 minutos de bola correndo.

9 penalidades máximas.

180 mil torcedores nas arquibancadas.

Valeu a pena?

Quantos torcedores pernambucanos puderam ir a campo?

Quantos torcedores daqueles que amam o futebol cima de todas as coisas.

Os geraldinos?

Os pés rapados?

Quantos nem conhecem a Arena?

E a Arena que não tem metrô?

Nos próximos anos haverá esquema especial pra quem deseja assistir futebol?

Mas principalmente, e muito mais importante.

A região metropolitana foi beneficiada?

Recife mudou?

Ficou mais saneada?

Menos violenta?

Mais civilizada?

Ou os pequenos carnavais fora de hora?

Os congraçamentos com os estrangeiros foi tudo uma ilusão de ótica no futuro?

Porque quando a segunda-feira chegar, tudo volta ao que era antes?

E descobriremos que a conta de um bilhão de reais foi grande demais.

Para 480 minutos de bola correndo.

9 penalidades máximas.

180 mil torcedores nas arquibancadas.

Valeu a pena?

Cabe a cada pernambucano responder estas indagações.

Olhando para aquilo que desejamos construir em nossas vidas…

Navas defende pênalti e Costa Rica histórica está nas quartas de final da Copa do Mundo

junho 29, 2014

image

A Costa Rica, com muita raça, jogando desde a segunda etapa com um jogador a menos, empatou com a Grécia no tempo normal, manteve o placar na prorrogação, e, numa extraordinária defesa de Navas, classificou-se para as quartas de final da Copa do Mundo, nas penalidades.

Absolutamente emocionante.

A equipe, que faz história a cada rodada, tentará agora a quase impossível missão de superar a fortíssima Holanda, do genial Robben.

A primeira etapa começou equilibrada, com as equipes se estudando, evitando correr maiores riscos.

O primeiro momento de perigo ocorreu aos 7 minutos, quando Ruiz serviu a Bolaños, que bateu por cima da meta grega, dentro da área.

Cristodolopoulos respondeu para a Grécia, aos 11 minutos, em chute da intermediária que passou à direita do gol.

Com o passar do tempo, a Costa Rica se postou mais a frente, porém com enorme dificuldade de superar a forte e tradicional marcação grega.

Salpingidis, aproveitando-se de cruzamento da direita, quase marcou para a Grécia, aos 36 minutos, em batida de primeira, dentro da pequena área, bem defendida pelo goleiro.

Aos sete minutos, Bolaños, enfim, conseguiu se livrar da marcação da equipe grega e rolou para Ruiz, da entrada da área, bater rasteiro no canto esquerdo e marcar um golaço.

Fez-se justiça.

Quando a partida estava tranqüila para a Costa Rica, com a Grécia sem conseguir levar perigo, Duarte fez uma falta boba no meio campo e foi expulso, deixando a equipe com um jogador a menos.

A Grécia, por consequência, adiantou ainda mais o time.

Quando ninguém esperava mais nada, Sokratis Papasthatopoulos, aproveitando-se de rebote do goleiro, empatou a partida, aos 46 minutos.

Dois minutos depois, Navas evitou a virada, em defesa fantástica, após cabeçada a queima roupa de Mitroglou.

E veio a prorrogação.

PRORROGAÇÃO

Com um homem a mais, a Grécia iniciou o primeiro tempo no ataque, e Gekas, de cabeça, quase marcou, aos 4 minutos.

A Costa Rica, cansada, mal conseguia se defender.

Nem bem começou o segundo tempo, Brenes, com grande esforço físico, ganhou na corrida da zaga grega e quase marcou para a Costa Rica, aos dez segundos.

Na seqüência, a Grécia permanecia no ataque, enquanto os costarriquenhos apostavam em Campbell, sozinho, lutando contra a zaga adversária.

Em contragolpe, aos 7 minutos, Navas salvou a Costa Rica em batida de Cristodolopoulos.

Sozinho, aos 16 minutos, Nitroglous perdeu gol feito em grande defesa de Navas.

Com novo empate consumado, a decisão ficou para os tiros livres da marca de pênalti.

PÊNALTIS 

Celso Borges bateu no meio do gol e colocou a Costa Rica em vantagem.

Nitroglou, com parafina, empatou.

Um a um.

Ruiz, com categoria, dois a um.

Cristodolopoulos empatou, dois a dois.

Gonzales, no meio, três a dois.

Holebas, três a três.

Campbell rolou no canto oposto do goleiro, quatro a três.

Navas, sensacional, defendeu cobrança de Gekas.

Umaña converteu e colocou a Costa Rica nas quartas de final da Copa do Mundo, de maneira justa e emocionante.

Robben leva Holanda a virada espetacular contra o México

junho 29, 2014

image

A Holanda, em atuação magnífica e Robben, virou um jogo quase perdido sobre o Mexico, por dois a um, com gol aos 46 minutos, e está nas quartas de final da Copa do Mundo.

Com absoluta justiça.

Os mexicanos iniciaram a partida sem medo, partindo para cima dos holandeses.

Antes dos 4 minutos, Layun já havia levado perigo em duas batidas da intermediaria.

De Jong, logo aos 8 minutos, teve que sair, machucado, dando vaga a Indi.

Em grande trocas de passes do México, Peralta ajeitou para Herrera, que, dentro da área, bateu raspando a trave direita do goleiro, aos 17 minutos.

Salcido fez Cillensen trabalhar, aos 22 minutos, em chute forte, de boa distância.

Enquanto o México buscava acelerar o jogo no ataque, a Holanda, sentindo o calor, cadenciava como podia as ações, em toques lentos, mantendo a posse de bola.

Giovanni dos Santos, aos 28 minutos, bateu no centro do gol, da entrada da área.

Aos 41 minutos, Cillensen fez grande defesa em nova batida, desta vez cara a cara, de Giovanni dos Santos.

Em bobeada da defesa mexicana, aos 46 minutos, a Holanda conseguiu dar o esperado bote, a bola sobrou para Van Persie, este serviu a Robben que foi calçado dentro a área por Rafa Marques, mas a arbitragem não marcou a penalidade.

Logo no início da segunda etapa, Giovanni dos Santos ajeitou bem na entrada da área e bateu forte, no canto esquerdo, abrindo o marcador.

Um a zero México, com justiça.

Sem alternativa, a Holanda adiantou a equipe, e o jogo se equilibrou.

Aos 11 minutos, Ochoa fez milagre em batida de De Vrij, dentro da pequena área, que ainda pegou no travessão, salvando o México.

Robben fez grande jogada, aos 15 minutos, serviu a Sneijder, mas a bola desviou e foi para escanteio.

A Holanda pressionava.

Aos 22 minutos, Robben fez grande jogada pela direita, entrou na área e foi derrubado, com a arbitragem, mais uma vez, sem marcar a penalidade.

Robben jogava muito, e, aos 28 minutos, escapou pela direita, bateu cruzado, e Ochoa salvou mais uma vez.

Salcido, aos 33 minutos, bateu da entrada da ara e levou perigo ao arqueiro holandês.

Enfim, a justiça foi feita, aos 42 minutos, quando Sneidjer, em batida espetacular de primeira, aproveitando-se de rebote da defesa, empatou a partida.

Nova jogada magnifica de Robben, aos 46 minutos, gerou penalidade de Rafa Marques, desta vez duvidosa, marcada pela arbitragem.

Huntelaar, com categoria, virou o placar.

No final, após uma virada absolutamente justa, a Holanda segue em frente no Mundial, cada vez mais se colocando entre as favoritas a conquista do torneio.

Rodrigo Paiva e o soco no jogador chileno

junho 29, 2014

Novo presidente quer demitir Rodrigo Paiva da CBF

O assessor de comunicação da CBF, Rodrigo Paiva, é personagem daquelas nebulosas, porém conhecidas, histórias de gente que permanece no cargo por saber e fazer parte de coisas que podem comprometer, de alguma maneira, seus patrões.

No mais, sua conhecida falta de educação, princípios e até capacidade para o ofício são públicas, notórias e só não comentadas por jornalistas pelo medo que possuem suas respectivas redações em serem barradas, ou terem a vida dificultada, em coberturas da Seleção Brasileira.

Razão pela qual a denúncia de que Paiva teria agredido a socos um jogador chileno, Pinilla, no intervalo da partida disputada, ontem, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, é absolutamente crível.

Diria, até, um fato menor, comparado a outras denúncias, também fáceis de acreditar, mais graves, como o suposto hábito de espancar a ex-mulher, a atriz global Maitê Proença, e o de servir de bolso para Ricardo Teixeira, em paraísos fiscais, em ação de desvio de dinheiro de amistoso da Seleção Brasileira.

Paiva é o que é há muitos anos.

Só o tem como funcionário, semelhantes ou gente que, de alguma maneira, teria razões para temer as consequencias de sua demissão.

Andres Sanches não viu o bicheiro ?

junho 29, 2014

sanches parque novo mundo

Candidato a Deputado Federal pelo PT, o ex-presidente do Corinthians, Andres Sanches, fez um boquinha em boteco do Parque Novo Mundo, bairro conhecido por ser reduto de líderes da criminalidade em São Paulo.

No local, havia um cambista de jogo de bicho, segundo se fala, ligado a um de seus assessores de campanha.

Ao lado, localiza-se a “apuração” da jogatina, sem a menor preocupação de se fazer esconder.

Desatento, e com um delicioso pão na chapa para consumir, Sanches, não deve ter se apercebido da situação.


%d blogueiros gostam disto: