Archive for fevereiro \28\UTC 2013

São Paulo sofre para vencer bolivianos no Morumbi

fevereiro 28, 2013

O São Paulo não jogou bem, encontrando enormes dificuldades para vencer o fraco The Strongest, por dois a um, no estádio do Morumbi.

Osvaldo, novamente, foi o nome do jogo.

Logo no início do primeiro tempo, o Tricolor foi com tudo para cima dos bolivianos, e, aos 40 segundos, a arbitragem errou ao marcar falta em Osvaldo, retirando a vantagem do ataque, que concluiu para as redes com a partida já parada.

Na cobrança, aos 2 minutos, Rogério Ceni bateu com maestria, mas Daniel Vaca fez grande defesa.

Com alguma dificuldade na criação, o São Paulo permaneceu atacando, porém criava oportunidades apenas em batidas a longa distância.

Surpreendentemente, aos 20 minutos, Pablo Escobar bateu escanteio pela esquerda, Cristaldo deixou Rogerio Ceni vendido num leve desvio e Barrera empurrou para a rede.

Com o gol sofrido, o Tricolor se enervou, propiciando equilíbrio à partida para o The Strongest, que infernizava a zaga do clube em jogadas de bola paradas batidas por Pablo Escobar.

Somente aos 39 minutos voltou a levar perigo quando Aloisio deixou Luis Fabiano na frente de Daniel Vaca, mas o atacante bateu por cima do gol.

Dois minutos depois, novamente em bola levantada por Escobar, a defesa bobeou e o atacante boliviano chegou um pouco atrasado no segundo pau.

Para alivio do torcedor são-paulino, Luis Fabiano girou dentro da área, Vaca fez grande defesa, mas, no rebote, Osvaldo não perdoou.

A segunda etapa o The Strongest continuou jogando muito bem, marcando com qualidade, sem dar chances ao Tricolor, e, vez por outra, arriscando o contragolpe.

Tecnicamente, somente Osvaldo jogava bom futebol no São Paulo.

Aos 15 minutos, Jadson arriscou batida na entrada da área que beijou o travessão.

Um minuto depois, Ney Franco colocou Ganso em campo, no lugar de Denilson.

Aos 22 minutos, em contra-ataque, Reina cabeceou sozinho, mas Rogerio Ceni defendeu.

Estava realmente difícil.

E só melhorou aos 34 minutos, quando Canhete encontrou Ganso dentro da área, que levantou a cabeça e deu o gol para Luis Fabiano, colocando o Tricolor em vantagem.

Daí para frente foi só administrar a vantagem, sempre atento com as investidas corajosas da equipe boliviana.

Valeu pelos três pontos conquistados, que deixam o Tricolor em situação mais confortável para suas próximas disputas na Libertadores.

Pelé parece ter razão… Neymar e o “lança-perfume”

fevereiro 28, 2013

Recentemente, o Rei do Futebol, Pelé, alertou sobre problemas na vida pessoal de Neymar que estariam desviando o foco de suas atuações dentro de campo.

Na última semana, o garoto do Peixe fechou uma casa noturna para comemorar seu aniversário de 21 anos.

Rolou de tudo.

Segundo informações, Neymar, visivelmente alterado no palco, durante a apresentação do que muita gente considera um “show”, estaria baforando “lança-perfume”, proibido no Brasil, numa latinha de Red Bull.

Será ?

Assista ao vídeo abaixo e tire suas conclusões.

Lider dos Gaviões da Fiel pode ter fornecido sinalizador que matou garoto boliviano

fevereiro 28, 2013

A fuga de Tadeu de Macedo Andrade e de seus comparsas, para não pagar a conta de um hotel de luxo em Cochabamba, escancarou ainda mais a promiscuidade entre dirigentes das “organizadas” e a diretoria do Corinthians.

Principal nome à sucessão nos “Gaviões”, Andrade estava hospedado no mesmo hotel dos jogadores e dirigentes, quase como um membro oculto da gestão.

Desde a prisão do Diretor Financeiro da “organizada”, por suspeita de assassinato do garoto boliviano, o temor tomou conta da vida de seus “colaboradores”, sabedores de que arquivos e histórias que precisam continuar ocultas podem vir a ser reveladas.

Entre eles os serviços prestados a todos os “grupos”, que transformaram a vida de um até então carteira vazia, que respondia a processos por calotes e até despejo, por encanto, num empresário do ramo hoteleiro.

Pelo menos no papel.

Hotel Kolins, localizado no bairro da Santa Cecília, próximo a radio Globo, utilizado sistematicamente por prostitutas e viciados da região, em que Tadeu passou a figurar, desde 29/06/2009, como proprietário de 50%.

Porém, seu comercio mais polêmico funciona no Jardim Brasil, uma casa de Fogos de Artifício, aberta em agosto de 2007, período em que o dinheiro iraniano passou a circular na campanha à presidência de Andres Sanches.

A OLIVEIRA ANDRADE BAZAR E PAPELARIA LTDA. tem como objeto social na JUCESP, além do ramo explicitado no nome, “Comércio Varejista de Fogos de Artifício e artigos pirotécnicos”.

Habilitação que era utilizada por Tadeu para facilitar o fornecimento dos referidos artefatos à “organizada”, entre eles os famosos sinalizadores.

Informação esta que não pode ser desprezada pela polícia boliviana, e que pode dar novo rumo ao caso do citado homicídio, nem pelo MPSP, que há tempos investiga ações criminosas dos Gaviões da Fiel em São Paulo.

E pensar que os hábitos de delinquir do dirigente dos Gaviões poderiam ter sido penalizados com maior rigor, em setembro de 2008, após atos de selvageria praticados pelo próprio, e por seu grupo, no estádio do Pacaembu, ocasião em que foi preso em flagrante.

Tadeu saiu livre da prisão após o promotor do caso, o famoso Paulo Castilho, solicitar ao Juiz que a pena fosse convertida em serviços comunitários.

Por sinal, uma moleza.

Cumpridos em dois dias, 13/09/2008 e 16/09/2008, nos mesmos horários em que o Corinthians disputava partidas de futebol.

Há muito ainda a ser revelado na relação entre Corinthians, Gaviões da Fiel e facções criminosas que dividem a gestão no Parque São Jorge.

E Tadeu, certamente, participou de quase tudo.

CASA DE FOGOS DE ARTIFÍCIO EM NOME DE TADEU ANDRADE

tadeu 1

FACHADA DO IMÓVEL DA CASA DE FOGOS, LOCAL EM QUE “CULTOS” A SANTA MARIJUANA SÃO REALIZADOS

tadeu 2

FACHADA DO HOTEL KOLINS, VULGO “ABATEDOURO”, DO QUAL TADEU É, AO MENOS NO PAPEL, UM DOS PROPRIETÁRIOS

tadeu 3

Participe do MidiaCast Esporte Clube !

fevereiro 28, 2013

banner1

Não perca, às 18h, mais uma edição do programa “MidiaCast Esporte Clube”, pela rádio MidiaCast.

http://radiomidiacast.com.

Com apresentação de Paulinho.

Um espaço em que os principais assuntos discutidos são escolhidos pelo público.

Perguntas serão respondidas pelo twitter @radiomidiacast, e também, ao vivo, em participação do ouvinte pelo telefone (11) 3042-7415

O programa será depois disponibilizado em Podcast.

Desde já agradecemos pela audiência.

*Patrocine o trabalho independente do “Blog do Paulinho” e da “rádio MidiaCast”, entre em contato e saiba mais informações paulinhonet@terra.com.br.

Obsessão desastrada que pode prejudicar o Corinthians

fevereiro 28, 2013

É natural que boa parte da imprensa, que acompanha superficialmente os bastidores do Parque São Jorge, tenha caído no conto do torcedor indignado, que teria sido o fator motivador de seis pessoas terem conseguido uma liminar para assistir à partida entre Corinthians e Milionários, no Pacaembu.

Descobriu-se, depois, que todos fazem parte do tal grupo “Corinthianos Obsessivos”, que sustenta politicamente a atual gestão de Mario Gobbi.

A partir daí, novo teatro.

Os “torcedores” reuniram-se a portas fechadas, no estádio, com ampla cobertura da imprensa, com os advogados do clube, Luis Bussab, o trapalhão, e Felipe Santoro, ambos, por coincidência, também dos “obsessivos”.

Precisavam mostrar ao público que o clube estaria “indignado” com a situação.

Não estava.

É absolutamente impossível que os dirigentes alvinegros, presidente Mario Gobbi e vice, Sergio Alvarenga, não soubessem antecipadamente do episódio, embora neguem, com extrema cara de pau, publicamente.

Assim como numa espécie de “seita”, nenhuma ação de tamanha magnitude é tomada sem a autorização dos caciques do movimento, entre eles, Alvarenga.

As conversas entre os membros “obsessivos” são disparadas em grupo por e-mails que chegam à caixa postal de TODOS os integrantes, o que impossibilita dizer que nada sabiam.

Entre eles, membros das facções criminosas Gaviões da Fiel e Fora Dualib, muitos deles integrantes da atual gestão.

É obvio que foi um movimento orquestrado, e desastrado, diria até pouco inteligente, de protesto da diretoria alvinegra contra a CONMEBOL, em tentativa de desmoralizar a decisão tomada de permitir ao clube jogar apenas com portões fechados.

Tiro esse que pode sair pela culatra, à curto prazo, com nova punição, ou a longo, na certeza de que, em momentos de dúvidas, a entidade Sul-Americana se lembrará do referido episódio.

Abaixo você confere fotos dos “torcedores” em companhia de dirigentes alvinegros, nos eventos “obsessivos” no Parque São Jorge.

 obsessivos 1

1- Maurício Pimenta (torcedor com liminar)

2- Milton Mendonça (torcedor com liminar)

3- Fabricio Vicentim (conselheiro do Corinthians)

 obsessivos 2

1- Mauricio Pimenta (torcedor com liminar)

2- Cacilda da Fofoca (ex-diretora social)

3- Claudio Weinschenker (assessor da diretoria)

4- Denis España (advogado do Corinthians e de Andres Sanches)

Conflito no São Paulo: João Paulo de Jesus Lopes coloca Marco Aurélio Cunha em seu devido lugar

fevereiro 28, 2013

O vice-presidente de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes, não se conteve ao ler entrevista recheada de besteiras, ditas por Marco Aurélio Cunha, conselheiro do clube ligado ao ex-judoca Aurélio Miguel, que dispensa apresentação, e ligou ao blog do Menon, para rebatê-las.

E bateu forte.

Cunha, que pela mídia do “oba-oba” é tratado como “importante” no Morumbi, embora apelidado de “bobo da corte” por conselheiros do Tricolor, foi colocado em seu devido lugar pelo dirigente.

O da insignificância.

Confira abaixo os principais trechos da resposta.

“O Marco (Aurélio Cunha) é ótimo em relações pessoas, mas não é um dirigente.”

“Ele toca nessa tecla há tempos. Quer um time em Santa Catarina. Teríamos de entrar lá na quarta divisão. Fizemos experiência com o Toledo, no Paraná, não deu certo, apesar de temos montado uma estrutura com dirigentes e comissão técnica nossa. Não funcionou, é difícil administrar de longe. Outras experiências de outros times deram errado.” (sobre Marco Aurélio Cunha insistir na criação de um time “B” do São Paulo).

“O Marco Aurélio é fã deles, mas não podemos ser sentimentais. Não dá para ficar mantendo indefinidamente, devo satistação aos conselheiros e sócios. Não pode ter sentimentalismo. Entre Junior e Fabio Santos,  optamos pelo Junior. Análies no momento mostraram isso. Estávamos certos.”

“Quanto à segunda crítica (do SPFC contratar jogadores jovens), ela me surpreende porque o Marco Aurélio foi nosso funcionário e sabe como as coisas funcionam. Formação de jogador não é como formação de biscoito ou de autopeças. Não é automático. Não é indiscriminada em todas as posições, ninguém rervela um time inteiro, precisa buscar fora. Todos os times fazem assim. Só vai revelar 100% e montar um time com jogadores apenas da base se o time não quiser ser campeão. O mercado mostra.”

Paulo Nobre começa a favorecer empresários de jogadores

fevereiro 28, 2013

Dinheiro na privada: Corinthians pagará 1.000% a mais por sanitários do “Fielzão”

A notícia, divulgada pelo Blog do Perrone, de que o Palmeiras pagou R$ 1 milhão para os empresários que intermediaram a chegada ao clube dos quatro jogadores do Grêmio envolvidos na transação de Barcos é absolutamente alarmante.

Ainda mais levando-se em consideração os benefícios já adquiridos, e que nunca serão assumidos, da dupla Brunoro-Luxemburgo no negócio.

Pior foi a desculpa utilizada após o vazamento da informação, de que o referido pagamento não seria “comissão”, e sim assessoria para redigir o contrato dos atletas em questão.

Em primeiro lugar, os pagamentos de comissão na compra de jogadores são hábitos estranhos aos praticados no mercado, em que o pagador deve sempre ser o vendedor, utilizados quase sempre por dirigentes que encontram nesse procedimento razões para dividirem a “Bolada” com os agentes.

Em sendo verdade, então – e não é – que empresários de futebol receberam tamanho montante em dinheiro para redigir contratos, não há alternativa diferente a ser tomada senão a destituição de todo o departamento jurídico do clube, que assinou atestado de incompetência.

Pois é.

Parece realmente que as recentes reuniões de Paulo Nobre com “espertalhões” conhecidos do clube, como Gilberto Cipullo, investigado por diversos “rolos” em transações de jogadores palestrinos, e Sergio do Prado, que simplesmente levou para casa, sem autorização, HD de computador com dados do clube (e que, por coincidência, vazaram na imprensa), começaram a surtir efeito na gestão do Palmeiras.

Críticas injustas a Benjamin Back no Pacaembu

fevereiro 28, 2013

benja

São absolutamente infundadas, desprovidas de conhecimento, diria até maldosas, as críticas realizadas nas redes sociais à presença de Benjamin Back, o Benja, no setor de imprensa do estádio do Pacaembu.

Muitos dizendo que assistiu à partida na “carteirada” pelo simples fato de ser corinthiano.

Fato este, inverídico, que obrigou-o a responder as insinuações em seu facebook.

Por questão de justiça, este jornalista relata que durante anos frequentando o estádio, sempre observou que Benja, mesmo credenciado há mais de uma década pela ACEESP, portanto com a possibilidade de assistir gratuitamente as partidas de seu clube de coração, se assim o desejasse, nunca se utilizou do artifício.

Enquanto muitas das fontes das críticas se amontoavam no reduzido espaço da imprensa escrita, Benja sempre pagou seu ingresso de numerada, local em que invariavelmente era encontrado ao lado de seu filhinho.

Mesmo estando a trabalho, já que, no dia subsequente, sua coluna no Lance! abordava não apenas a partida, mas também acontecimentos dos bastidores.

Ontem não foi diferente, basta acompanhar novamente as mídias da qual faz parte, e até seus perfis sociais, para perceber as histórias da partida contadas a partir da ótica do jornalista.

Se assistiu o jogo, além disso ?

Óbvio que sim.

São as benesses ocasionadas pela competência, que faz o profissional trabalhar exatamente naquilo que gosta de fazer.

benja desabafo

Corinthians vence Milionários no deserto Pacaembu

fevereiro 27, 2013

Sem correr riscos, o Corinthians jogou com seriedade e venceu a fraca equipe colombiana do Milionários, por dois a zero, em grande atuação de Alexandre Pato.

Jogou num Pacaembu com apenas quatro torcedores pagantes, beneficiados por uma liminar, numa temerosa ação orquestrada pela diretoria do clube, utilizando-se do grupo que faz parte da gestão alvinegra, numa maneira pouco inteligente de demonstrar insatisfação com a CONMEBOL.

Mesmo sem a presença de grande parte do torcedor corinthiano, o Timão começou a partida com empolgação de estádio lotado, buscando o ataque a todo instante.

Nos primeiros cinco minutos arriscou pelo menos três vezes a gol, uma delas com Paulinho, que o goleiro defendeu no centro das traves.

O gol saiu naturalmente, aos 10 minutos, quando Renato Augusto bateu escanteio pela direita, Paulinho desviou e Guerrero, sempre oportunista, mandou para a rede.

Seis minutos depois, Pato perdeu gol feito após belo passe de Danilo.

Guerrero quase ampliou aos 24 minutos, participando de bela triangulação com Alessandro e Pato.

Um minuto depois, Pato recebeu dentro da área, bateu forte, mas o goleiro abafou bem.

Cassio pegou na bola apenas aos 26 minutos, numa batida fraquinha de Renteria.

Nos últimos 15 minutos o ritmo caiu um pouco, compreensível pela situação e também facilidade encontrada no gramado.

Logo aos 3 minutos do segundo tempo, Ralf cruzou pela direita, a bola atravessou a área a Pato, com agilidade, fez o segundo gol.

Daí por diante, sem muita empolgação por parte do Corinthians, o jogo caiu bastante, praticamente sem chances de gols criadas.

Aos 31 minutos, para facilitar ainda mais a vida alvinegra, Martinez deu carrinho com a sola em Renato Augusto e foi expulso.

Deu tempo ainda para, aos 40 minutos, Romarinho, empolgado, fazer boa jogada e tocar para Sheik, sozinho, bater mal à direita do gol.

E, dois minutos depois, Romarinho bater cruzado pela esquerda, para boa defesa do goleiro.

Uma vitória justa e tranquila do Corinthians, sem o charme de um Pacaembu lotado, mas importante para as pretensões da equipe no campeonato.

MidiaCast Esporte Clube volta na quinta-feira

fevereiro 27, 2013

midiacastlogo1

Amanhã o MidiaCast Esporte Clube, apresentado pelo Paulinho, estará de volta, às 18h, com o retorno da participação dos ouvintes pelo Skype.

ACEESP voltou a ser a entidade da panelinha

fevereiro 27, 2013

???????????????????????????????

Durante muitos anos a ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) esteve sob comando de deploráveis, gente que trabalhava apenas para que “espertalhões” da imprensa obtivessem vantagens na profissão, sejam elas quais fossem.

Algumas “panelas” foram formadas, entre semelhantes, numa maneira de pressionar os dirigentes para que desejos fossem atendidos.

Com o tempo quase todos se mesclaram, praticamente retirando a voz de quem procurava se comportar de maneira séria e se posicionava contrariamente às vantagens e privilégios dessa gente, que pouco ou nada se importava com a essência real do jornalismo.

Falar a verdade, apurar informações, entre outras obviedades eram deixadas de lado se pudessem, de alguma maneira, comprometer o grupinho do poder.

O panorama foi alterado com a séria administração da dupla, Ricardo Capriotti e Luis Carlos Quartarollo, que atendiam a todos com isonomia e humildade, chegando até, em demonstração de coragem, a expulsar alguns “paneleiros” da entidade, após comprovação de desvios de conduta, denunciados por este espaço.

Lamentavelmente, o grupo que tomou o poder na sequencia, e permanece até os dias de hoje, voltou às praticas abomináveis do passado.

O presidente Luiz Ademar, comentarista da SPORTV, fraco, porém político tratou de se entrelaçar com os “paneleiros”, atendendo, com subserviência, suas reivindicações.

Entre elas o não credenciamento dos que foram responsáveis por escancarar ao público as verdades que precisavam ficar escondidas para a manutenção das mascaras de boa parte de jornalistas comprometidos com o que há de pior no esporte.

Em troca, Ademar garantiu uma governabilidade sem cobranças ou “problemas”, sendo até agraciado, de maneira constrangedora, com o premio de melhor blog de esportes da internet, em 2011, e a segunda colocação, em 2012.

Com o tal “Blog Caipira”, que, numa votação minimamente séria, sequer seria lembrado.

Uma pena que a grande maioria dos jornalistas de bem, temerosos com possíveis atitudes vingativas da ACEESP, entidade que mantém o monopólio dos credenciamentos no estado de São Paulo, e de alguns “sabujos” de boa entrada na mídia, tenham medo de falar a verdade sobre seus desmandos, que passam à margem do conhecimento público.

Enquanto bons profissionais, que não participam das panelas políticas, algumas absolutamente enlameadas, são prejudicados pela entidade, gente que nada tem a ver com o esporte, mas é bem relacionado com o “Poder”, ocupa o lugar de profissionais da imprensa, sem pagar ingressos, apenas para assistir partidas de futebol ou mesmo “tietar” seus personagens.

Muitos são os casos presenciados por este jornalista, como, por exemplo, a presença do apresentador Raul Gil, ou então do fofoqueiro Nelson Rubens, além de outros, que certamente nada tem a ver com a cobertura esportiva.

Hoje, a ACEESP, além de favorecer os já referidos, existe apenas para faturar em entregas de prêmios claramente sem credibilidade, e também na venda de credenciais, muitas delas, fornecidas ou negadas por critérios absolutamente políticos.

Confira abaixo alguns nomes selecionados por este espaço, de pessoas que fazem parte da atual gestão da ACEESP, e que, por si, explicam bem o funcionamento político da entidade.

LUIS ADEMAR – presidente

LEANDRO QUESADA – conselho fiscal

OCTAVIO MUNIZ – conselho fiscal

MARIO IORIO (conselheiro do Corinthians, irmão do ex-presidente da entidade, Flavio Adauto) – comissão de sindicância

EDUARDO AFFONSO (hoje na ESPN, trabalhava para o site “FUTEBOL INTERIOR”, denunciado por vender matérias) – comissão de sindicância e diretoria de patrimônio

MARCELLO LIMA – diretor social

Corinthians e Gaviões na campanha: “salvem o Tadeu senão a casa cai”

fevereiro 27, 2013

Muito maior do que o desejo de saber quem, de fato, matou o garoto boliviano de apenas 14 anos, ou de liberar os jogos do Corinthians para a presença de torcedores, é o desespero das diretorias de Corinthians e Gaviões da Fiel em soltar um dos 12 presos na Bolívia.

Trata-se de Tadeu Macedo Andrade, 30 anos, diretor financeiro dos Gaviões da Fiel, e nome mais cotado para ser o novo presidente.

Tadeu é um arquivo vivo de todas as transações envolvendo o clube e a “organizada”.

Nem sempre contabilizadas, mas, certamente, presenciadas pelo torcedor.

Desde a farta distribuição de ingressos, passagens e estadias, até os auxílios financeiros em momentos “difíceis” de seus dirigentes com a polícia e o judiciário.

Se Tadeu não estivesse entre os detidos, certamente todos já estariam abandonados, a grande maioria sem importância para as partes citadas.

Nem mesmo Hugo Nonato, principal suspeito de ter atirado o sinalizador, receberia tamanho empenho na tentativa de soltura, que envolve até menores de idade discursando e a presença atuante do Itamaraty.

Certo é que se Tadeu resolver contar o que sabe, muitas casas serão demolidas, no Parque São Jorge, no Bom Retiro e até em alguns presídios da capital paulista.

Sheik está com medo da prisão

fevereiro 27, 2013

Não é novidade para o leitor deste espaço que o atacante corinthiano, Emerson Sheik, que na verdade tem o nome de Marcio Passos de Albuquerque, é adepto, há tempos, do mundo da criminalidade.

Foi condenado por falsidade ideológica, ao mudar até o nome de seu documento, para obter vantagens em transações internacionais.

Fato este que quase ocasionou um incidente gravíssimo entre a Seleção do Catar e a FIFA, quando Sheik atuou com nome falso pelo país árabe, tendo antes jogado pela Seleção Brasileira de base.

Na volta ao Brasil foi preso, ainda sem alarde, e dividiu cela com Reinaldo Pitta, hoje seu empresário.

O tempo passou e os hábitos de Marcio, ou Emerson Sheik, não mudaram.

Resolveu, mesmo já com a vida feita no mundo do futebol, continuar delinquindo.

Entrou num esquema internacional de contrabando de automóveis e deverá ter, nos próximos dias, que resolver novos problemas com a Justiça.

O MP solicitou sua prisão ao judiciário carioca, e sua pena, após possível condenação, pode chegar a quatro anos.

Esta é a razão do futebol do jogador ter desaparecido após a Libertadores do ano anterior, dele ter faltado aos dois últimos treinos do Corinthians e ter sido, hoje, relacionado para o banco de reservas.

Sheik está realmente com medo de ser preso, possibilidade plausível levando-se em consideração que já está em meio a outro cumprimento de pena, este em regime aberto.

CBF aproveita fumaça para facilitar entrega de jogos no Brasileirão

fevereiro 27, 2013

“Eu vi o Andres sair com uma mala de dentro do Corinthians. Acho que ele roubou...”

Durante toda a semana, a imprensa do país esteve envolta no triste caso da morte do jovem boliviano, em partida do Corinthians pela Libertadores da América.

Aproveitando-se da fumaça, a CBF decidiu novamente facilitar a vida dos recebedores de malas brancas e pretas do futebol nacional.

Acabou com a disputa de clássicos regionais nas últimas rodadas do campeonato, que certamente impediriam ou, ao menos, dificultariam a referida prática.

Resta saber a quem interessa a mudança, impedindo não apenas que a seriedade impere no torneio, como também evitando que decisões memoráveis ocorram na disputa dos sempre esperados clássicos.

Enquanto todos tentam apaziguar, Neto, em discurso deplorável, convoca torcida para o Pacaembu

fevereiro 27, 2013

neto gaviões

Polícia Militar, imprensa, e quase todos os envolvidos na partida entre Corinthians e Milionários, que será disputada com portões fechados, por determinação da CONMEBOL, trabalham para conscientizar os corinthianos de que não devem comparecer ao entorno do Pacaembu.

Evita-se assim novas confusões e punições ao clube de parque São Jorge.

Porém, de maneira absolutamente deplorável, na contramão do trabalho realizado pela maioria, o comentarista Neto, da BAND, com o agravante de ser conselheiro do Corinthians, está convocando o torcedor do Corinthians, aos berros, para ir ao estádio.

Com o auxílio subserviente, ao menos nesse programa, de Ulisses Costa, e a indignação, ainda bem, de Fernando Fernandes.

Alguém, seja a BAND, ou o Corinthians, talvez até a Secretaria de Segurança Pública, precisam, de alguma maneira, encontrar meios de punir tamanha irresponsabilidade.

Confira abaixo, vídeo e transcrição de parte da insanidade.

“Vai pro Pacaembu !

Vai pro Pacaembu !

Vai pro Pacaembú !

Vamos lá !

Vai pro Pacaembu!

Lota o Pacaembu por fora

Vai todo mundo na paz, na tranquilidade, assistir o jogo, vibrar…

Eu vou pro Pacaembu, você vai ?

Corintiano, você que tá assistindo, ouvindo a gente, vá pro estádio !

Você que comprou seu ingresso, como eu comprei o meu, que sou Fiel Torcedor, vai pro estádio !

Fique lá, vai torcer lá !

Vai mostrar pros jogadores do Corinthians a importância que é o torcedor.

Não fica em casa não.

Vai lá.

A Polícia tem que dar segurança

E vai fazer festa, já que não pode entrar com bandeira dentro do campo, vai com bandeira lá, fica na Praça Charles Miller, fica ali no Pacaembu.

Fique em volta, em torno, que a parada é essa.”


%d blogueiros gostam disto: