Advertisements

Obsessão desastrada que pode prejudicar o Corinthians

É natural que boa parte da imprensa, que acompanha superficialmente os bastidores do Parque São Jorge, tenha caído no conto do torcedor indignado, que teria sido o fator motivador de seis pessoas terem conseguido uma liminar para assistir à partida entre Corinthians e Milionários, no Pacaembu.

Descobriu-se, depois, que todos fazem parte do tal grupo “Corinthianos Obsessivos”, que sustenta politicamente a atual gestão de Mario Gobbi.

A partir daí, novo teatro.

Os “torcedores” reuniram-se a portas fechadas, no estádio, com ampla cobertura da imprensa, com os advogados do clube, Luis Bussab, o trapalhão, e Felipe Santoro, ambos, por coincidência, também dos “obsessivos”.

Precisavam mostrar ao público que o clube estaria “indignado” com a situação.

Não estava.

É absolutamente impossível que os dirigentes alvinegros, presidente Mario Gobbi e vice, Sergio Alvarenga, não soubessem antecipadamente do episódio, embora neguem, com extrema cara de pau, publicamente.

Assim como numa espécie de “seita”, nenhuma ação de tamanha magnitude é tomada sem a autorização dos caciques do movimento, entre eles, Alvarenga.

As conversas entre os membros “obsessivos” são disparadas em grupo por e-mails que chegam à caixa postal de TODOS os integrantes, o que impossibilita dizer que nada sabiam.

Entre eles, membros das facções criminosas Gaviões da Fiel e Fora Dualib, muitos deles integrantes da atual gestão.

É obvio que foi um movimento orquestrado, e desastrado, diria até pouco inteligente, de protesto da diretoria alvinegra contra a CONMEBOL, em tentativa de desmoralizar a decisão tomada de permitir ao clube jogar apenas com portões fechados.

Tiro esse que pode sair pela culatra, à curto prazo, com nova punição, ou a longo, na certeza de que, em momentos de dúvidas, a entidade Sul-Americana se lembrará do referido episódio.

Abaixo você confere fotos dos “torcedores” em companhia de dirigentes alvinegros, nos eventos “obsessivos” no Parque São Jorge.

 obsessivos 1

1- Maurício Pimenta (torcedor com liminar)

2- Milton Mendonça (torcedor com liminar)

3- Fabricio Vicentim (conselheiro do Corinthians)

 obsessivos 2

1- Mauricio Pimenta (torcedor com liminar)

2- Cacilda da Fofoca (ex-diretora social)

3- Claudio Weinschenker (assessor da diretoria)

4- Denis España (advogado do Corinthians e de Andres Sanches)

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: