Advertisements
Anúncios

Processo de Andres Sanches enviado à Justiça Federal é por receber propina da Odebrecht

O Blog do Paulinho publicou, pela manhã, que o Ministro Celso de Mello enviou processo criminal contra o deputado federal Andres Sanches à Justiça Federal do Paraná por conta do suposto delito ter sido praticado antes dele tornar-se parlamentar.

A informação está confirmada.

Erramos, porém, ao confundir os crimes cometidos pelo presidente do Corinthians.

Em vez de tratar sobre os crimes de “arara” do dirigente, em verdade, o Inquérito nº 4.341 diz respeito às investigações da “Operação Lava-Jato” sobre supostos recebimentos de propina para ajudar a superfaturar o estádio de Itaquera em favorecimento à Odebrecht.

Sanches sempre disse que não estava na “Lava-Jato”.

Mentiu.

A PF deverá indiciar, também, dois outros diretores do Corinthians: André Negão e Vicente Cândido, com possibilidade doutros nomes surgirem durante as apurações.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Nota de Repúdio contra intimidação de Leila Pereira

Por GENARO MARINO, VICTOR FRUGES e JOSÉ CARLOS TOMASELLI

Recebemos na manhã desta terça, 14, Carta de Citação do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, na qual a Sra. Leila Medjalani Pereira ajuizou pedido de indenização por danos morais por conta da Nota de Repúdio que emitimos em 26 de julho. Diante de tal ato, vimos a público, repudiar a nova tentativa da “conselheira” (?) de intimidar quem defende os interesses da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Em primeiro lugar, lamentamos que a “conselheira” (?) Leila mais uma vez crie turbulência política e traga para si os holofotes às vésperas de um jogo decisivo do que é mais importante para todos nós, a Sociedade Esportiva Palmeiras. Diante disso, lamentavelmente, voltamos a ser obrigados a defender publicamente o nosso clube, coisa que o Exmo. presidente Mauricio Precivale Galiotte se abstém de fazer por motivos que não conseguimos entender.

Todo legítimo palmeirense sabe o que é ser perseguido ou ameaçado. Está na nossa história. Desde que fomos discriminados por sermos imigrantes italianos ou quando nos obrigaram a mudar de nome. Isso nos fez crescer e nos transformou no gigante que somos. Porém, nunca aceitamos. E não será agora que permitiremos que alguém utilize reiteradas vezes o revólver do poder econômico para nos censurar. Ninguém vai nos calar, nem nos fazer retroceder.

A capacidade ilimitada da “conselheira” (?) de contratar advogados para processar quem ouse dela discordar não vai nos intimidar. Ao contrário do que faz o presidente Maurício, não seremos omissos e não abaixaremos a cabeça. Sobretudo quando nossas palavras são para proteger a independência do clube que amamos e que, por obrigação, devemos sempre defender. Um amor que existe desde que nascemos e que não é um sentimento efêmero baseado em desejo de poder e em negócio.

Essa atitude é apenas mais uma prova de que, o que dissemos naquela ocasião, é modus operandi da “conselheira” (?). Quando confrontada, a senhora ameaçou tirar o patrocínio do Palmeiras. No COF, tentou em vão intimidar nossos colegas que têm como função orientar e fiscalizar os atos do Poder Executivo do clube. Agora, em vez de aceitar o debate democraticamente, como um legítimo conselheiro palestrino faria, utiliza-se do Poder Judiciário diante de uma posição contrária a sua opinião.

Defenderemos a camisa alviverde a qualquer custo. Uniforme que, aliás, usamos desde criança. E não será um processo com um pedido de indenização que vai nos calar e impedir de lutar pelo que entendemos ser o melhor para a instituição que amamos.

A “conselheira” (?) disse que vai ceder ao clube o valor arrecadado no processo, R$ 300 mil, caso vença a questão no Judiciário. Essa DOAÇÃO será igual aos R$ 120 milhões que, de forma monocrática, Maurício Galiotte transformou em DÍVIDA em uma canetada?

Como dissemos, a Sociedade Esportiva Palmeiras não tem dono. Nem dona. Já passou de a hora dos presidentes da Diretora Executiva e do Conselho Deliberativo saírem em defesa do clube. Esperamos que, após tomarem conhecimento dessa aviltante atitude contra membros legítimos da diretoria, eles parem de trabalhar apenas para resguardar os interesses da patrocinadora e a sanha de poder da senhora Leila Pereira.

Genaro Marino Neto
1º Vice-Presidente

Victor Fruges
3º Vice-Presidente

José Carlos Tomaselli
4º Vice-Presidente

Facebook Comments

OMNI receberá R$ 50 milhões para sair do Corinthians

“Para o economista, o nível ótimo de corrupção não é zero… porque toda vez que eu elimino um foco, uma atividade corrupta, eu incorro num custo… e se esse custo é maior do que eliminar aquele tipo de corrupção, a economia recomenda que não faça…”

“Mas e a ética ? Não… estou te falando aqui como economista…”

(LUIS PAULO ROSENBERG)

 

Há anos beneficiada por um contrato absolutamente combatido no Parque São Jorge, em que tem direito a expressivos 50% da arrecadação de bilheteria do Corinthians, além dos recebíveis do plano “Fiel Torcedor”, a OMNI, empresa de propriedade controversa e forte ligação com o presidente Andres Sanches, receberá R$ 50 milhões (valor apurado pelo Blog do Paulinho) para dar lugar à IBM no Corinthians.

O acordo está sendo fechado pelo primeiro ministro, Luis Paulo Rosenberg.

Acusada de repartir lucros com dirigentes alvinegros, a OMNI, antes da gestão “Renovação e Transparência”, inexistia no mercado, e, nos últimos anos, apesar de toda a ajuda alvinegra, permaneceu fiel a um único cliente.

Nos R$ 50 milhões (valor aproximado, que poderá ser ultrapassado) estão incluídos indenização a ser paga pela IBM e também supostos empréstimos ao Corinthians, revelados por Rosenberg e Andres Sanches, em recentes entrevistas, mas nunca apresentados no balanço alvinegro.

Não se sabe ao certo se, de fato, existiram, e, em sendo verdadeiros, quanto, quando e em quais condições foram formalizados.

Em concretizado o repasse de clientes da OMNI para a IBM, nas condições previstas, em acordo milionário, certamente todos os que se beneficiaram da parceria com o Corinthians, desde os que possuem nomes em contratos sociais até os que atuam ocultamente, preencherão, novamente, os bolsos com dinheiro atrelado à marca alvinegra.

Concomitantemente, em entrevista publicada ontem, o gerente de marketing do Timão, Caio Campos, braço direito de Rosenberg, afirmou que, daqui por diante, todos os licenciamentos de lojas e marcas do clube serão tocados por ele, no escritório do departamento, e que a SPR (Ex-Poá Textil) permanecerá responsável pela distribuição dos materiais aos franqueados.

Quem leu a entrevista e desconhece os bastidores entendeu que tratava-se de grande mudança.

Em verdade, tudo permanecerá como antes, com Caio Campos, que era CEO da SPR, mantendo junto de si o controle de mais esta entrada de dinheiro do clube, sem, porém, abrir mão da empresa, necessária para esquemas conhecidos e denunciados por lojistas em diversas ações judiciais, que vão desde emissão de Notas Fiscais, digamos, equivocadas, até pressão sob ‘parceiros” que se revoltem contra determinadas atividades.

Dois “golpes de mestre”, OMNI e SPR, orquestrados por experts da sacanagem, um deles, enrolado no STF, na Justiça Federal, na “Operação Lava-Jato” e também na Receita, o outro velho conhecido da CVM e do Banco Central do Brasil.

Andres Sanches, Caio Campos e Luis Paulo Rosenberg em confraternização da SPR – julho de 2017

Facebook Comments

Madame Leila Pereira pressiona opositores na Justiça

Madame Leila Pereira, com todo o poderio financeiro que sua dedicação matrimonial ao dono da Crefisa proporcionou-lhe, tem por hábito pressionar, na Justiça, os que revelam seus maus-feitos.

Pede indenizações suculentas, difíceis de serem honradas pelos desafetos, mas que, para ela, servem como dinheiro de café.

Os jornalistas são seus alvos principais, invariavelmente obrigados, por juízes despreparados, a retirarem do ar, liminarmente, matérias de absoluto interesse público, em claro desrespeito à liberdade de expressão e da profissão.

O Blog do Paulinho, em exemplo, mesmo contrariado, teve que cumprir liminares nesse sentido, assim como outros, razão pela qual muitas denuncias contra essa gente, vez por outra, “desaparece” da internet.

Houve até quem proibisse o blog de citar o nome de Leila, disparate que nem mesmo com carta assinada pelo Papa seria respeitado.

Nesse contexto, recentemente, Madame decidiu processar três vices-presidente do Palmeiras, Genaro Marino, Victor Fruges e José Carlos Tomaselli. que “ousaram” dizer o que pensam sobre seus métodos, principalmente depois dela condicionar o patrocínio do clube à manutenção de seus grupo no poder palestrino.

Pede indenização de R$ 100 mil de cada um deles, além de, como habitual, que apaguem os comentários postados em rede social e notifiquem os sites que os entrevistaram a agir de maneira semelhante – para não serem também processados.

Com hábitos de “Mussolini”, Leila demonstra ao Palmeiras, desde já, como será a gestão do clube daqui a três anos, quando, inevitavelmente, assumirá a presidência (o cargo está comprado e reservado desde sua entrada no Conselho).

Quem se atrever a contrariá-la ou expor suas irregularidades sofrerá pressão judicial, que, em regra, por conta da possibilidade de perda de patrimônio diante dum judiciário absolutamente inconfiável, acaba por reprimir manifestações contrárias, inclusive da imprensa.

Facebook Comments

Celso de Mello envia outra ação penal contra Andres Sanches para a Justiça Federal

Na última quarta-feira (08), o ministro Celso de Mello decidiu enviar ação penal. inquérito nº 4341 – Paraná, contra o deputado federal Andres Sanches para a 1ª instância da Justiça Federal, observando novo entendimento do STF de que delitos cometidos fora do âmbito do mandato não serão acolhidos por foro privilegiado.

Esta ação estava em segredo de justiça.

Os crimes atribuídos a Sanches são idênticos aos de outro processo, inquérito nº 4357, que Celso de Mello enviou no dia 10 de maio para a Justiça Federal de São Paulo, ou seja, criação de empresas fajutas em nome de “laranjas” para golpear o mercado, instituições financeiras e também a Receita Federal.

A única diferença é que estes caso, iniciado pelos investigadores da “Operação Lava-Jato”, será reenviado à Justiça Federal do Paraná, com possibilidade de distribuição ao juíz Sergio Moro.

Confira abaixo a íntegra da sentença de Celso de Mello:

decisao-celso-mello-andres-sanchez

Facebook Comments

Peres descumpre liminar e Santos pode perder CT Meninos da Vila, além de pagar ressarcimento de R$ 52 milhões

Odir Cunha e José Carlos Peres

Desde 12 de abril, tramita, na 1ª Vara de Fazenda Pública, Ação Civil promovida pelo Ministério Público de São Paulo contra o Santos Futebol Clube, pedindo a anulação da doação do terreno em que está localizado o CT Meninos da Vila, alem de ressarcimento aos cofres públicos pela utilização irregular ao longo dos anos.

O valor previamente calculado seria de R$ 52 milhões.

A doação, realizada nos anos 90, previa obrigações que o Santos deveria ter cumprido no prazo de um ano, contados da assinatura do contrato, mas não foram realizadas, entre as quais “implantação de um conjunto poliesportivo e à ampliação de suas instalações sociais e esportivas”.

Em decisão liminar, datada de 16 de abril, o clube foi proibido de executar qualquer reforma que não fosse imprescindível para a deterioração do terreno durante o desenrolar do processo.

No mês de julho, o presidente do Peixe divulgou pelas mídias sociais a realização de serviços, no local, o que, em tese, desrespeitaria o entendimento da justiça.

Atento, o MP-SP juntou aos autos o suposto descumprimento e o juiz José Vitor Teixeira de Freitas deverá, com brevidade, pronunciar-se sobre o assunto.

Se perder o CT Meninos da Vila o Peixe, além do prejuízo dos investimentos já realizados poderá se endividar com a Prefeitura, por conta do ressarcimento exigido, e também com outros credores, que tem cobranças penhoradas na matrícula do imóvel.

Facebook Comments

Vereador cobra providências da Prefeitura sobre calotes de clubes ao IPTU

Isac Felix (PR)

Requerimento do vereador Isac Felix (PR) solicita informações à Secretaria Municipal da Fazenda de São Paulo sobre dívidas de clubes da capital com a Prefeitura, algumas oriundas dos anos 90.

Mais especificamente calotes no IPTU.

Os principais devedores são:

  • Jockey Clube de São Paulo – R$ 247,8 milhões;
  • Palmeiras – R$ 50,3 milhões;
  • Corinthians – R$ 28,7 milhões;
  • São Paulo – R$ 24,1 milhões.

A Prefeitura terá que responder as razões de, apesar de listar as pendências, não acelerar, como deveria, as cobranças.

Facebook Comments

Juca Kfouri – Entre Vistas: Luiz Fernando Casagrande Pereira

Facebook Comments

O narcisismo do homem das cavernas

Ilustração

Da FOLHA

Por MARCELO COELHO

Figuras como o cabo Daciolo e o capitão Jair Bolsonaro podem ser ridicularizadas com facilidade, mas nem por isso deixo de me preocupar.

Sem dúvida o imprevisto aparecimento do cabo, no debate da semana passada pela TV Bandeirantes, contribuiu para reduzir o tamanho do capitão.

Um é a lente de aumento da naniquice do outro. Ao mostrar-se menos tosco que Daciolo, Bolsonaro decepciona seus adeptos. Ao mostrar-se mais ignorante do que Bolsonaro, Daciolo faz o bolsonarista passar vergonha por ser quem é.

Cresce a impressão de que Bolsonaro perde gás. É que o jogo das alianças políticas foi bem jogado pelo candidato do PSDB. Apesar de seu desempenho —desinteressante como sempre— no debate, Alckmin se sente otimista.

Mas a triste verdade é que, por mais extravagante que pareça o cabo Daciolo, e por mais estreita que seja a plataforma de Bolsonaro, há uma enorme parcela de brasileiros pensando como eles.

Quem já não ouviu a frase segundo a qual “bandido bom é bandido morto”? Mesmo sem sair do meu nicho de classe alta, ouço diariamente frases homofóbicas, machistas, violentas, fundamentalistas e fascistoides.

A sensaboria de Alckmin não consegue refletir esse extremismo de direita, francamente em voga no país.

Pois, se alguma coisa caracteriza o conservadorismo atual, é seu horror ao eufemismo, ao disfarce, ao bom comportamento.

Tendo escolhido o “politicamente correto” como alvo preferencial, a direita passou a fazer questão de ser desbocada. Acha bonita sua primariedade. É o narcisismo do homem das cavernas.

Na audiência sobre aborto promovida no STF, um defensor dos direitos do embrião apresentava argumentos diversos, e respeitáveis, em favor de seu ponto de vista.

Seu desequilíbrio se traía, contudo, quando evitava o termo “negros” em suas reflexões demográficas e sociológicas. Só falava em “preto”.

Imagino a reação do direitista-padrão: “Ué, agora vão me policiar? Não é preto mesmo?” Ei-lo que se ofende. Reafirma seu vocabulário, e tem uma razão muito forte para isso.

Ao dizer “preto” em vez de “negro”, ele acredita estar sendo mais “verdadeiro”. Sem fazer concessões aos desejos e exigências dos movimentos sociais, o direitista pensa estar retratando a realidade “como ela é”.

Eis um dos grandes confortos intelectuais (e uma grande fantasia) dos ultraconservadores. Eles se sentem mais “verdadeiros” do que os adversários, exatamente porque estes são “utopistas”, sonham com “outra coisa”.

Só que, com isso, a extrema direita termina presa a uma espécie de mania “realista”. É o mundo do preto no branco. Do falou, está falado. Do é assim porque é assim.

Não é difícil ver até onde pode levar essa lógica de identidades estáveis, de fixidez vocabular e segurança essencial.

Quando tudo “é o que é”, impõe-se concluir: se Fulano é homem, então é homem. Se Fulana for mulher, então é mulher. Assunto encerrado, sem meio-termo.

Não é outra a mentalidade dos que acreditam no texto literal da Bíblia. Se tal coisa está escrita, então é isso o que está escrito. Não há entrelinhas.

Do mesmo modo, “quem é bandido sempre foi e será bandido”. Ingênuo quem pensa em “recuperar” o criminoso. Pau que nasce torto não se conserta.

Não espanta que a extrema direita também tenha atração pelo criacionismo. Macaco sempre foi e será macaco, como homem sempre foi homem, desde o início dos tempos.

Desde que concebido, o ser humano já é humano, argumentam os antiabortistas. Aqui tampouco há meio caminho. É uma visão de mundo em que nada muda, nada deveria mudar e, se mudou, está errada.

O horror à mudança recebe uma vestimenta retórica irresistível: a que diz que “o que é, é”. Nesses termos, evidentemente, tudo ganha forte sabor de verdade.

Bolsonaro se olha no espelho: ele se sente autêntico, verdadeiro, igual ao que sempre foi. Sua identidade se multiplica, se reafirma e ecoa em cada desfile militar, nos homens marchando de uniforme a um só passo. Assim é o que tem de ser: seus olhos azuis se fixam na autossatisfação.

Eis que… Surpresa! Um outro candidato, Daciolo, aparece! Espelho, espelho meu, haverá alguém mais direitista do que eu? O espelho responde que sim. O reflexo se torna caricatura; o idêntico é pior do que o original, a cópia denuncia a artificialidade do modelo, e a identidade entra em crise.

Facebook Comments

Andres Rueda revela que presidente do Santos faz negócios sem consultar Comitê de Gestão

Resultado de imagem para andres rueda

Com os bastidores do Santos pegando fogo, o empresário Andres Rueda, que, recentemente, pediu demissão do Comitê de Gestão do Santos, pediu a palavra na reunião do Conselho Deliberativo.

Explicou, resumidamente, que os ex-presidentes do clube, além do atual, descumprem norma estatutário porque não consultam o CG para fechar negócios, entre os quais transações de jogadores.

Pediu inserção de regulamentação punitiva para este procedimento.

No final, foi aplaudido de pé.

O Blog do Paulinho teve acesso a áudio (com voz atribuída a Rueda)* da reunião do Conselho Deliberativo do Peixe, que o leitor poderá conferir, logo abaixo:

*Corrigido

Facebook Comments

Canal do Blog do Paulinho no YouTube ! Assine Já !

Para ter acesso a conteúdos exclusivos do Blog do Paulinho assine o novo canal do YouTube (clique no link abaixo, depois no botão “inscreva-se” e, se quiser, no “sino” ao lado, para ser avisado sempre que houver novas postagens)

https://www.youtube.com/c/BlogdoPaulinhooficial


Ajude o Blog do Paulinho doando BITCOIN para a carteira:

171yZG4ZxoYnLNPT2WqLMhcExbcQcGWjZK


Outras mídias sociais do blog:

Twitter: @blogdopaulinho

Facebook: http://www.facebook.com/blogdopaulinho.com.br/

Instagram: http://www.instagram.com/blogdopaulinhooficial

Facebook Comments

Vice-presidente do Corinthians joga culpa do caos financeiro em Roberto Andrade e Mario Gobbi

Ontem (13), o vice-presidente do Corinthians, Alexandre Husni, em entrevista ao canal de youtube do jornalista Fredy Junior, ex-Jovem Pan, falou sobra a situação financeira do clube.

Criticou, primeiro, a falta de patrocínio master na camisa:

“(…) nós vencemos (as eleições) com Andres Sanches na presidência e agora estamos tentando fazer o melhor possível para o Corinthians”

“Não é fácil… nós estamos sem o patrocínio master, e fica difícil porque são pelo menos R$ 30 milhões ou mais um pouco que não estamos recebendo por ano… e assim mesmo a gente tenta equilibrar as finanças do clube”

Depois, ao revelar que novos prejuízos serão lançados no balanço alvinegro, tentou jogar a culpa do caos financeiro nos ex-presidentes Mario Gobbi e Roberto Andrade:

“(…) nós temos, na verdade, o nosso balanço agora vai dar um prejuízo nesse semestre… mas lembre-se que nós pegamos o clube em fevereiro… nós não tínhamos o controle do clube antes disso… e viemos com um grande deficit da gestão anterior (Roberto Andrade) e das gestões anteriores (Mario Gobbi), na verdade, porque o clube vem crescendo seu deficit”

Ao dizer que o grupo “Renovação e Transparência”, no poder há onze anos, não tinha controle do clube nos seis anos que antecederam a gestão Andres Sanches, dirigente que participou, ativamente, dos negócios do futebol, marketing e estádio durante todo o período, o vice alvinegro trata associados, conselheiros e torcedores alvinegros como desinformados.

Pra finalizar, Husni tentou minimizar os problemas administrativos, com o velho discurso de exaltação ao “pão e circo”:

“(…) mas é assim mesmo… clube não é para dar lucro… clube é para dar satisfação ao sócio, ao torcedor, tem que ganhar campeonatos para que ele sobreviva… depois “essas coisas” administrativas a gente vai tentando equalizar”

Facebook Comments

Irmã de produtor do programa “Estádio 97” denuncia agressões à polícia de São Paulo

Resultado de imagem para ba estadio 97
Bá, produtor do famoso programa de rádio “Estádio 97”

No dia 29 de janeiro, Sandra Regina Paglioni Albano, cansada e temerosa das constantes agressões, físicas e verbais, que, segundo ela, sofria de seu irmão, Osmar Fernando Paglioni Albano, vulgo “Bá”, produtor do famoso programa “Estádio 97”, compareceu ao 9º DP do Carandirú, ocasião em que registrou Boletim de Ocorrência, relatando o ocorrido.

Meses antes, porém, já havia conversado com o Blog do Paulinho sobre o assunto.

Sandra relatou ao blog procedimentos violentíssimos de “Bá”, inclusive ameaças de morte, mas relutou em procurar ajuda, por medos diversos (inclusive possível oposição familiar), procedimento padrão de várias mulheres, vítimas silenciosas da truculência desse tipo de gente.

Sandra, irmã do produtor “Bá”

Minutos antes de ir á delegacia, a irmã de Bá enviou a seguinte mensagem, recheada de desespero:

“Estou saindo do meu trabalho e antes de ir para casa, vou para uma delegacia… preciso de proteção”

No dia seguinte, Sandra parecia mais aliviada:

“(…) fiz o que deveria ter feito há tempos”

“Ontem precisei da proteção da polícia… entrando com medida protetiva, etc”

“Chega de viver calada… de chantagens baratas e ameaças infundadas”

“Tenho medo dele há anos por ter me agredido dentro de casa por duas vezes antes de morar com essa mulher atual”

“Ele vive de aparência… sai, viaja, se esquiva e se esconde”

“Vivi em meio a chantagens emocionais, ameaças, etc”

“A partir de hoje ele será chamado aqui na 9º DP”

Em tempos de vigilância mais acirrada da sociedade contra abusos cometidos contra as mulheres, o martírio de Sandra revela que os agressores nem sempre são pessoas à margem da sociedade, mas, como no caso de “Bá”, podem, vez por outra, angariar simpatia ao, diariamente, em postura, ao que parece, destoante da realidade, conviver em harmonia com colegas de profissão, enganando, em consequência, milhares de ouvintes que jamais imaginariam a personalidade submersa dentro do apresentado personagem.

Facebook Comments

Saiba quem são os “oposicionistas” que aprovaram as contas do Corinthians

Absolutamente nebulosas, segundo o ex-diretor de finanças, Emerson Piovesan: “maquiadas”, as contas do Corinthians, mesmo diante de evidentes distorções, nunca foram reprovadas nestes onze anos de gestão “Renovação e Transparência”.

As razões, óbvias, são os conselheiros eleitos juntos com o grupo de Andres Sanches, que, antes de escolhidos para pertencerem às chapas situacionistas, recebem “orientações” da obrigatoriedade de fidelidade (com eles, não com o clube)

Se a política do “cabresto” impera na maior parte do Conselho Deliberativo, é primordial que os grupos oposicionistas, em tese, libertos da opressão, comportem-se com dignidade, votando de acordo com os fatos, mesmo diante do quadro de derrota, quase impossível – pelo menos por enquanto, de ser revertido.

Porém, basta rápida olhada na lista dos que votaram favoravelmente à aprovação das contas alvinegras para notar que o discurso anterior às eleições – de lutar contra os desmandos da atual gestão, travava-se, para alguns, de mera retórica de politicagem.

Entre os candidatos a presidente, Paulo Garcia e Andres Sanches, por razões óbvias, sinalizaram pela legalidade nos números, enquanto Roque Citadini e Tuma Junior reprovaram o balanço (Felipe Ezabella não votou por não ser conselheiro, mas seu grupo, quase na totalidade, quando não aprovou, absteve-se de votar, o que, na prática, é estar com a situação).

Apenas para registro, o candidato a vice-presidente, Osmar Stabile, assinou a lista de presença, mas saiu antes de iniciada a votação, porque, segundo ele: “precisava jogar futebol com amigos”.

Os seguintes oposicionistas (ou membros de grupos que se apresentaram como de oposição) votaram à favor dos números apresentados pela diretoria do Corinthians:

  • Raul Antônio Correa da Silva
  • Claudio Faria “Vila Maria” Romero;
  • José Eduardo Savoia;
  • Carlos Alberto Marinho Pereira;
  • Silvio Romoaldo Junior;
  • Moacir Cestari Junior;
  • Marcelo roberto Milano;
  • Antonio Roberto Maia Simões;
  • José Carlos Passaretti;
  • Maria Lopes Rosenberg;
  • Benedito Aparecido Bueno Oliveira;
  • Cristian Roberto Ferrari;
  • Flavio da Silva Almeida;
  • José Francisco Teixeira de Oliveira;
  • Luis Augusto San Juan França;
  • Rogério Munhoz Lins
  • Antonio Jorge Rachid;

Abaixo, o expressivo número de “oposicionistas” que votaram “abstenção”, para alegria da diretoria alvinegra:

  • Sérgio Eduardo Mendonça de Alvarenga;
  • Rogério Mollica;
  • Thales Cezar de Oliveira;
  • Gilmar Cícero Altamirano
  • Sulivan João Correia;
  • Rodrigo Adura;
  • Richard de Paula Oliveira;
  • Paulo Sergio Daud;
  • Paulo André Reiter;
  • Nelson Martins Costa Filho;
  • Milton Guilherme Rossi Mendonça;
  • Jorge Antônio Picciocchi;
  • Jair Rodrigues Nunes;
  • Fabio Antônio Palmieri;
  • Dilson Costa de Menezes;
  • Denis Fuchman;
  • Claudio do Canto;
  • Carlos José Zaparoli;
  • Armando José Terreri Rossi;
  • Alexandre Tavares da Silva
  • Adilson Pavão Junior;
  • Cesar de Oliveira Sobrinho;
  • Cícero Mendes da Silva;
  • Claudemir Adalberto Inácio;
  • Claudio Nogueira de Almeida;
  • Cleonice Maria de Jesus;
  • Eloizio Martin Pagani;
  • Jairo Almeida Barros;
  • José Humberto Simplício da Silva;
  • José Valmir da Costa;
  • Osmar Aparecido Mendes da Silva;
  • Halison Gris Peres;

Facebook Comments

Aldo Neto, assessor de Marcelo Teixeira, mamou R$ 120 mil da teta santista, sem comprovação de trabalho

Aldo Neto (Filézinho), assessor de Marcelo Teixeira

Figura tão conhecida quanto mal-afamada na Vila Belmiro, Aldo Neto, assessor de Marcelo Teixeira, vive, há tempos, de mamar nas combalidas tetas do Santos Futebol Clube.

Na gestão do ex-presidente, agora presidente do Conselho Deliberativo, foi uma farra.

Mas outros mandatários do Peixe, posteriormente, também abrigaram Aldo Neto, talvez por que o sujeito sabia de coisas que poderiam, de alguma maneira, comprometê-los.

Recente auditoria nas contas do Peixe flagrou diversos pagamentos a empresas, sem comprovação da execução dos serviços contratados, durante o mandato de Modesto Roma Junior.

O desvio, milionário, inclui contrato assinado com a “Compartilhar Comunicação Integrada Eirelli”, CNPJ nº 24.272.798/0001-99, compreendido entre 01/01/2016 até 01/04/2017, no valor total de R$ 120 mil.

O serviço, segundo a auditoria, não foi executado, sugerindo a possibilidade de acordo “de fachada” para beneficiar o dono da empresa.

De fato, a documentação indica grande possibilidade de falcatrua.

A “Compartilhar” foi constituída, oficialmente, no dia 29 de fevereiro de 2016, quase dois meses após a assinatura do contrato com o Peixe.

Seu único proprietário é Aldo Andrade Silva Neto, vulgo “Aldo Neto”, ou “filézinho”, apelido, segundo fontes, conquistado em suas incursões, nem tão secretas assim, no “Massivo”, famosa casa noturna paulistana.

Confira, no vídeo abaixo, o nível de comportamento de Aldo Neto (Filézinho) ao impedir, nas eleições do Santos, em 2009, que seu patrão, Marcelo Teixeira, fosse filmado pelo Blog do Paulinho:

Facebook Comments

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: