Anúncios

O mundo entre Grêmio e Real Madrid

dezembro 13, 2017

Após levar um susto ao final da primeira etapa, o Real Madrid recuperou-se contra a zebra Al Jazera e virou a partida para dois a um, classificando para enfrentar o Grêmio, no próximo sábado, na final do Mundial de Clubes da FIFA.

O espectador da partida custava a acreditar que até os 40 minutos do tempo inicial a partida estava zero a zero, diante da mais de uma dezena de gols perdidos pelos espanhóis, fruto da atuação de um goleiro, Al Khaseif, num dia espetacular.

Mais difícil ainda foi engolir, aos 41 minutos, o gol de Al Jazera, em verdade um golaço de Romarinho, o melhor em campo da equipe árabe.

No segundo tempo, impedimento milimétrico de Boussaufa impediu a validação de um segundo gol improvável, com um minuto de jogo, que seria suficiente para causar espanto no mundo do futebol.

Para azar do Al Jazera, o herói Al Khaseif contundiu-se e precisou deixar o gramado, facilitando a vida do Real, que não jogava tão bem quanto no primeiro tempo, mas ainda assim merecia resultado melhor.

Aos 06 minutos, no primeiro lance após a substituição, Cristiano Ronaldo recebeu a bola na área, e, com a categoria habitual, empatou o embate.

Sem ter o que perder, os árabes, impulsionados por um Romarinho endiabrado, vez por outra aproveitavam-se do ímpeto ofensivo do Real, que não cansava de perder gols, para tentar a sorte nos contragolpes.

O sossego dos espanhóis aconteceu apenas aos 35 minutos, quando Bale, que havia acabado de entrar no lugar de Benzema, marcou o gol decisivo.

Teremos agora, tudo indica, uma bela final de Mundial de Clubes, em que o Real Madrid é favorito, mas, pelo que se observou no jogo de hoje, com o Grêmio podendo, num dia inspirado, chegar a uma conquista, até então, considerada improvável.

Anúncios

Empresário Carlos Leite e cartolas Marcio Braga, Peter Siemsen, Celso Barros, Petráglia e Perrela também estão enrolados no FBI

dezembro 13, 2017

Ampliou-se a lista de cartolas delatados em investigação do FBI, com a adesão de um conhecido empresário de jogadores, em ação que tramita na Corte de Nova Iorque, nos EUA.

Juntaram-se aos quatro anteriores: Andres Sanches (Corinthians), Mustafá Contursi (Palmeiras), Carlos Miguel Aidar (São Paulo) e Arnaldo Tirone (Palmeiras), os seguintes nomes:

  • Carlos Leite (agente de jogadores atuante no Corinthians, Vasco da Gama e Seleção Brasileira);
  • Marcio Braga (ex-presidente do Flamengo);
  • Peter Siemsen (ex-presidente do Fluminense);
  • Celso Barros (executivo da UNIMED, ex-parceira do Fluminense e infelicitador da Portuguesa);
  • Mario Celso Petraglia (presidente do Atlético/PR)
  • José Perrela (ex-presidente do Cruzeiro, dono do “helicóptero do pó”, funcionário informal de Aécio Neves)

A informação é do jornalista Wanderley Nogueira, da rádio Jovem Pan.

Quarenta cartolas brasileiros estão delatados em investigação do FBI

dezembro 13, 2017

O jornalista Wanderley Nogueira, da rádio Jovem Pan, postou vídeo em que sua fonte garante a existência de quarenta cartolas brasileiros delatados em investigação do FBI (alguns mortos), todos inseridos em ação criminal que tramita na Corte de Nova York.

Nos últimos dias, quatro deles tiveram os nomes revelados: Andres Sanches, Mustafá Contursi, Carlos Miguel Aidar e Arnaldo Tirone.

Destes, Tirone foi o único que refutou as acusações, tanto para o Blog do Paulinho como também a Wanderley Nogueira.

Os outros permanecem calados.

MPF e Polícia Federal investigarão parceria entre Corinthians e UNIESP (Universidade Brasil)

dezembro 13, 2017

Luis Paulo Rosenberg

O deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL) acionou o MPF e a Polícia Federal, além do TCU e do MEC, para que retomem as investigações sobre crimes cometidos pela UNIESP, dona da Universidade Brasil, após a instituição, mais uma vez, ter descumprido TAC firmado em 2013.

A iniciativa é resultado de reunião do Conselho Nacional de Defesa Acadêmico (CONDAC), em que dezenas de alunos e ex-alunos da entidade, reunidos com o parlamentar, acusaram-na de reincidir no crime de estelionato.

Corinthians e Flamengo (que também, recentemente, colocou a marca da Universidade Brasil nos ombros) serão notificados.

Existem suspeitas, pelo menos no que diz respeito ao clube de Parque São Jorge, de facilitação à prática de crimes supostamente cometidos pela UNIESP, entre os quais “lavagem de dinheiro”.

Vale lembrar que a empresa foi apresentada ao clube por Luis Paulo Rosenberg e pelo presidente do CORI, Osmar Basílio.

Carlos Giannazi e alunos da UNIESP

Bandidos que se dizem flamenguistas tentam invadir hotel do Independiente, mas se dão mal

dezembro 13, 2017

Ontem, em mais um episódio deplorável da incivilidade de marginais “organizados”, bandidos que se dizem torcedores do Flamengo tentaram invadir o hotel em que está hospedado o Independiente, adversário de logo mais pela final da Copa Sul-Americana.

Diziam estar “vingando” a recepção que tiveram, dias atrás, na Argentina.

Não justifica.

Mas se deram mal.

Muitos apanharam da polícia, outros foram presos, mas todos receberam a inteligente resposta, pelo twitter, do próprio Independiente, que valeu por uma sessão da tapas na cara:

Ainda bem, para o Flamengo, que essa escória não entra em campo, apesar de, fora dele, ter ajudado, burramente, a estimular o adversário.

Goleiro que o Corinthians contratou para agradar empresário abandona a carreira para virar empreiteiro

dezembro 13, 2017

Em 2010, o treinador Mano Menezes, pouco antes de seu empresário, Carlos Leite, empurrar o goleiro Renan para o Corinthians, convocou-o para a Seleção Brasileira, facilitando assim não apenas a justificativa dos cartolas alvinegros para a aquisição, como os valores inseridos no negócio.

O clube vivia o auge do “Taxinhoduto”, que elevou o deputado federal Andres Sanches (apelidado “Taxinha” por agentes de futebol), antes “laranja” de seus familiares em empresas de fachada, a milionário de dinheiro com origem sabida, mas incomprovável.

R$ 5 milhões foram pagos ao Avaí, à época sob controle do traficante “Padrinho”, que foram devidamente rateados entre os partícipes do “esquema”.

Carlos Leite recebeu R$ 500 mil.

Após cinco anos de contrato (terminou em 2016), o Corinthians, entre aquisição e salários, gastou cerca de R$ 15 milhões no negócio, por um atleta que vestiu a camisa do Timão em apenas três oportunidades.

Na última semana, aos 27 anos, Renan decidiu, por conta da evidente inabilidade futebolística (não joga futebol desde que encerrou o vínculo com o Timão), encerrar a carreira e tornar-se empreiteiro de obras, associando-se a uma empresa do setor, em Santa Catarina.

Conselheiro tenta anular eleições do Santos, comete erros primários e toma pito do juíz

dezembro 13, 2017

Na última segunda-feira (11), o conselheiro e ouvidor do CD do Santos, Carlos Roberto Leite de Moraes, ingressou na 2ª Vara Civil do Município solicitando liminar para anulação das eleições do clube e consequente impedimento de posse do novo presidente eleito.

Passou vergonha.

Primeiro inseriu, inadequadamente, como réu o “Conselho Deliberativo do Santos”, levando a seguinte resposta do juíz Claudio Teixeira Villar:

“Figura no polo passivo o “Conselho Deliberativo do Santos Futebol Clube”. No entanto, tal ente interno do clube não possui personalidade jurídica, sendo certo que a questão de fundo da demanda volta-se contra a própria agremiação, ainda que por ocasião de ato supostamente irregular do conselho interno. A propósito, o CNPJ informado no preâmbulo é, justamente, do Santos Futebol Clube”

Ainda assim, benevolente, o magistrado passou por cima do equívoco e decidiu analisar o pedido, de teor ainda mais constrangedor.

Carlos Roberto queria anular as eleições por conta da existência de apenas 93 conselheiros efetivos (de um universo de 100), porém, em grave erro de interpretação, não percebeu que o texto do estatuto fala em “até 100 conselheiros”, não em “somente 100 conselheiros”.

O juíz, claro, deu-lhe um pito:

“Assevera que, por força do estatuto, o Conselho Deliberativo deve contar com 300 (trezentos) membros, sendo 100 (cem) efetivos e 200 (duzentos) eleitos. Afirma, no entanto, que o quadro de conselheiros efetivos estaria defasado, porquanto contando com apenas 93 (noventa e três) membros, de sorte que a convocação de assembleia, feita nesses termos, seria nula.”

“a letra ‘a’ do referido artigo determina que o número máximo de Conselheiros Efetivos será de 100 (cem). Respeitando entendimento contrário, temos que, número máximo, deve ser interpretado da seguinte forma: não pode ser 101, assim como não pode ser 99 (noventa e nove), tem que ser respeitado sempre o número máximo de 100 (cem), sob pena de comprometimento de sua composição e nulidade dos atos praticados pelo Conselho Deliberativo” (p. 03).”

“Não se vislumbra razão em dizer que o número de conselheiros efetivos deva ser, sempre, exatamente 100 (cem), como quer o autor, pois se essa fosse a intenção do estatuto, assim seria disposto, em vez de se grafar um limite máximo, e não mínimo.”No máximo 100 (cem)” não é sinônimo de “exatamente 100 (cem)”, sobretudo porque a categoria de conselheiros efetivos (aquela cuja numeração atual o autor impugna) exige requisitos para a sua elevação, razão pela qual pode acontecer que, em certos tempos, não haja pessoas qualificadas a tal grau, gerando a dita defasagem no número de membros.”

“Assim, tanto pela ausência da probabilidade do direito, quanto pela cautela em não se prestigiar aparente nulidade guardada, deve-se provisoriamente validar a eleição realizada, sem prejudicar regular posse dos novos eleitos.”

Com esse nível de conselheiro, evidenciam-se as razões pela qual as últimas gestões do Santos não encontraram dificuldades para executar notórios desvios de conduta.

TV Portuguesa acusa IURD, de Edir Macedo, de tráfico de crianças – parte 2

dezembro 13, 2017

Para assistir ao primeiro episódio clique no link a seguir:

TV Portuguesa acusa IURD, de Edir Macedo, de tráfico de crianças

A Estácio massacrou 1.200 mestres

dezembro 13, 2017

Da FOLHA

Por ELIO GASPARI

No mês das festas, o grupo educacional Estácio de Sá demitiu 1.200 professores. Com 207 mil alunos, a Estácio tem 7.700 mestres em 20 Estados e em Brasília. Os “çábios” que tiveram essa ideia devem ser descendentes diretos do índio que em 1567 flechou o olho do patrono da escola, matando-o.

A medida foi suspensa pela Justiça e a escola garante que ela nada teve a ver com a reforma trabalhista de Michel Temer. O massacre dos professores da Estácio foi condenado por Chaim Zaher, ex-presidente do grupo, numa entrevista à repórter Joana Cunha: “Um estrago. Essa ação isolada pode atrapalhar as reformas que são benéficas para o país.”

Até bem pouco tempo, Zaher era o maior acionista privado da Estácio e brigou com os fundos que controlam o grupo. Suas queixas refletem um sócio contrariado, mas iluminam o mercado de
ensino privado do país.

A primeira luz vai para a essência do setor. As universidades têm o nome de desbravadores como Anhanguera e Estácio de Sá, mas são empresas de capital aberto, com ações na Bolsa.

A Estácio, por exemplo, é gerida pela GP Investimentos e no ano passado cinco fundos controlavam 50% do seu capital. Por isso, Zaher explica que “não se pode confundir uma ação isolada de alguém que quer buscar resultado com uma tendência na educação. (…) Na minha opinião, essa demissão é uma busca por resultado. (…) Esses acionistas que querem resultado saem daqui a pouco, pegam outra coisa e vão embora.” (Nada de novo, em 2008 a Estácio demitiu 600.)

Buscando resultados, os “çábios” da Estácio oferecem bolsas de estudo com até 50% de desconto, desde que os interessados paguem a primeira prestação antes de submeter o pedido à escola. Só depois é que saberão qual desconto que lhes será dado. Se um comerciante fizer coisa parecida numa Black Friday terá sua loja depredada.

Zaher lançou luz também sobre o programa de financiamento público federal, o Fies. Para quem não lembra, o Fies petista foi aquela festa que emprestava até mesmo a quem tirava zero na redação.

No ocaso do governo de Dilma Rousseff, o MEC passou a exigir uma nota mínima no Enem para os candidatos. Na ocasião, o doutor Gabriel Mario Rodrigues, presidente da Associação Brasileira das Mantenedoras de Ensino Superior, classificou a providência como “uma cagada”.

Zaher mostra o metabolismo dessa indigestão que poderá custar R$ 500 bilhões ao Tesouro e neste ano está com 53% de contratos inadimplentes: “Quem acabou com o Fies foram os próprios donos das instituições. Eles foram com muita sede ao pote. Em vez de fazerem com que o Fies cumprisse a função dele, que era social, de atender aquele aluno que não podia pagar, eles ofereceram para quem podia pagar. Para a escola era vantajoso passar no Fies. O governo fez muito bem em pôr ordem na casa.” (Temer criou uma nova sistemática para os financiamentos.)

Em 2014 a Estácio recebeu R$ 683 milhões da Viúva. Duas faculdades do grupo tinham 6.900 alunos no programa original. Com a festa esse número subiu para 39,9 mil.

Houve uma época em que se reclamava do “capitalismo selvagem” de Pindorama. Os doutores da Estácio criaram o capitalismo antropófago. Afinal, a tribo do índio que flechou o patrono comia gente.

Um dia vai-se saber quanto cada “çábio” ganhou de bônus no ano do massacre.

Assine o canal do Blog do Paulinho no YouTube ! Vídeos inéditos diariamente !

dezembro 13, 2017

Pra ter acesso a conteúdos exclusivos do Blog do Paulinho assine nosso canal do YouTube:

https://www.youtube.com/paulinhonet

Outras mídias sociais do blog:

Twitter: @blogdopaulinho

Facebook: http://www.facebook.com/blogdopaulinho.com.br/

Instagram: http://www.instagram.com/blogdopaulinhooficial

WhatsApp: (11) 98402-3121

Íntegra da denúncia da PGR contra o deputado federal Andres Sanches (PT) no caso “Orion Embalagens”

dezembro 12, 2017

Clique no link a seguir para ter acesso à íntegra da denúncia da PGR contra o deputado federal Andres Sanches (PT), no STF, por crimes diversos no caso “Orion Embalagens”:

Denúncia da PGR contra Andres Sanches no STF – caso Orion Embalagens

Grêmio é finalista do Mundo !

dezembro 12, 2017

Numa partida dificílima contra um rival técnico e aguerrido, o Grêmio venceu, na prorrogação, ao Pachuca/MEX por um a zero, classificando-se para a final do Mundial de Clubes 2017.

O gol surgiu apenas aos 4 minutos da etapa inicial do tempo extra, através de Everton, que fez grande jogada individual e acertou chute espetacular, no ângulo esquerdo do arqueiro mexicano.

Antes, durante todo o tempo normal, o jogo havia se alternado no controle das duas equipes, cada qual a seu estilo, razão pela qual o empate em zero a zero foi absolutamente justo.

Na prorrogação, porém, o Grêmio voltou bem melhor e, mais tranquilo após a marcação de seu gol, dominou inteiramente o restante da disputa.

Destaques individuais vários podem ser citados pela equipe gaucha, desde Cortez, que evitou uma vantagem adversária em dois cortes providenciais no primeiro tempo, passando pela genialidade de Luan, um maestro, a garra de Geromel e a personalidade do autor do gol, Everton.

Agora, em missão bem mais complicada, o Grêmio disputará sua terceira final de mundial, muito provavelmente contra o Real Madrid, com um sonho na cabeça, o coração na chuteira e o desejo enorme de surpreender o planeta.

Mustafá Contursi também estaria enrolado no FBI

dezembro 12, 2017

Ontem, o jornalista Wanderley Nogueira, da rádio Jovem Pan, revelou que três ex-presidente de clubes brasileiros, Andres Sanches, Arnaldo Tirone e Carlos Miguel Aidar, estariam citados em inquérito criminal, proposto pelo FBI à Justiça Americana.

Destes, Tirone entrou em contato com o Blog do Paulinho e disse estar tranquilo, porque não teve relacionamento algum com Marin, Del Nero e J.Hawilla, investigados no “Fifagate”.

Sanches e Aidar não se pronunciaram.

No final do dia, Wanderley Nogueira revelou outro nome de cartola que estaria enrolado nas investigações americanas: Mustafá Contursi, o todo poderoso chefão palestrino.

E deu a dica: “leiam a íntegra dos depoimentos de Marin e Hawilla para entenderem o que está acontecendo”.

O novo indiciamento criminal do deputado federal Andres Sanches (PT)

dezembro 12, 2017

Em agosto de 2014, o Blog do Paulinho, com exclusividade, iniciou uma série de reportagens que revelaram os crimes cometidos pela ORCRIM Sol Embalagens, em que o deputado federal Andres Sanches e seus familiares obrigaram uma de suas funcionárias (secretária do ex-presidente alvinegro) a convidar a irmã para, em nome delas, constituírem a ORION Embalagens.

Ambas, depois, assinaram procurações aos criminosos que delas se utilizaram para golpear o mercado, algumas instituições bancárias e também a Receita Federal.

O famoso golpe da “arara”.

A cara de pau foi tão grande, que Andres Sanches, apesar de negar a proximidade na justiça, tinha até seu telefone pessoal, amplamente conhecido pela imprensa, em nome duma destas “laranjas”.

https://blogdopaulinho.com.br/2014/09/24/descuido-fatal-celular-utilizado-por-andres-sanches-ha-mais-de-uma-decada-esta-em-nome-da-laranja-que-vitimou/

Anos antes, já havíamos, com farto material comprobatório, publicado o perfil empresarial deste grupo, sempre utilizando-se dos mesmos métodos e revezando-se entre ‘Laranjas”, noutra sequencia de matérias que ficaram famosas pela alcunha “Salamandra”, que nomeava uma das factorings da quadrilha, comandada de uma matriz no Uruguai, por um parente do ex-presidente alvinegro.

Ontem, enfim, Andres Sanches foi denunciado, no STF, pelos crimes praticados na ORION.

É o fio da meada de uma centena de desvios de conduta que, se desvendados, poderão garantir-lhe muitos anos de prisão.

Sanches, conforme disse jornalista de Jovem Pan – e foi absolvido por isso, tem hábitos de bandido de altíssima periculosidade, cercado de malfeitores da pior índole, que precisa retornar ao Corinthians para garantir os sustento dos difíceis anos que estão por vir.

Não só por mais esta ação criminal no STF, mas pelo que, em breve, será anunciado pela Operação Lava-Jato e também pelo FBI.

Assista ao vídeo abaixo, gravado em outubro, e entenda, detalhadamente, o funcionamento da ORCRIM que tem o deputado federal Andres Sanches como um dos principais criminosos:

No links a seguir você relembrará detalhes da história:

Andres Sanches é acusado de utilizar “laranjas” para cometer crimes. Golpes teriam movimentado R$ 30 milhões

Receita Federal diz que Andres Sanches criou empresa de “fachada” para fraudar fisco e cometer crimes

Descuido fatal: celular utilizado por Andres Sanches, há mais de uma década, está em nome da “laranja” que vitimou

Secretaria da Fazenda do Ceará condenou empresa “laranja” de Andres Sanches por utilização de Nota Fiscal “inidônea”

TV Portuguesa acusa IURD, de Edir Macedo, de tráfico de crianças

dezembro 12, 2017

A TVI de Portugal apresentou uma série de reportagens, acusando a IURD, seita sob o comando do estelionatário da Fé, Edir Macedo, de operar, desde os anos 90, uma rede de tráfico internacional de crianças.

O MP português já entrou na jogada e investiga as denúncias.

Dois netos, adotados por Edir Macedo, teriam chegado ao Brasil de maneira irregular, utilizando-se do esquema.

O primeiro capítulo (serão dez episódios), denominado “O segredo dos Deuses”, foi exibido ontem, em rede nacional, e pode ser conferido logo abaixo:


%d blogueiros gostam disto: