Anúncios

Vagner Mancini pede desculpas a Felipe Garrafa e ao Corinthians

agosto 22, 2017

Por VAGNER MANCINI

Diante da repercussão causada pela publicação de um áudio, gostaria de pedir desculpas publicamente. A todos da torcida do Corinthians, saibam que meu sentimento sempre foi e será de máximo respeito. Por isso, liguei para o presidente do clube, Roberto de Andrade. Esclareci o fato e pedi desculpas se ofendi a instituição e a torcida. Em momento algum quis insultar o Corinthians e seus torcedores.

A partida de sábado foi histórica para mim e para o Vitória, pela campanha invicta e pela grandeza do Corinthians. Motivos para compartilhar essa conquista entre amigos (alguns corintianos) em tom de desconcentração e provocação provocação sadia, mas, novamente, sem qualquer intenção de ofender. Infelizmente, esse momento entre amigos numa rede social, que é extremamente comum entre os profissionais do futebol, tornou-se público, fora de contexto.

Tanto fiz questão de ligar para o jornalista Felipe Garraffa e me desculpar pelo que foi dito no áudio vazado. Respeito muito o trabalho da imprensa. Errar é o do jogo. Acredito que ele errou ao me indagar com informações equivocadas, e eu errei no modo como me referi ao jornalista no áudio. Espero que o Garraffa siga uma bela carreira no jornalismo, profissão tão relevante no país.

Sobre minha postura e meu trabalho, gostaria de enfatizar que procuro fazer com enorme comprometimento e respeito a todos, apesar de todas as dificuldades que a realidade nos impõe. E, quando ganhamos, gostaria ao menos que o trabalho não fosse desvalorizado, pois a luta diária é grande e a cobrança que o futebol nos traz é pesada.

Abaixo vídeo e áudio geradores da confusão:

Anúncios

Luis Paulo Rosenberg faz parte do “bando” que se apoderou do Figueirense

agosto 22, 2017

Alex Bourgeois e Luis Paulo Rosenberg

Recentemente, o Figueirense, em situação caótica, sequer reagiu ao ser tomado de assalto por um grupo de investidores do qual pouco se sabia, apenas que o líder, Alex Bourgeois, demitido duas vezes do São Paulo, por dois presidentes, num período de apenas cinco meses, protagonizou, também, capítulos pouco louváveis do livro “A Privataria Tucana”, acusado de emprestar contas bancárias a malfeitores peesedebistas.

No Tricolor, o francês, apelidado “o breve”, por conta das demissões, inseriu em contrato para ocupar o cargo de CEO do clube uma cláusula para que fosse remunerado em 10% do EBITDA anual, o que, se fosse levado à risca, proporcionaria-lhe retiradas de R$ 10 milhões anuais, além do salário que agora cobra do clube, em ação trabalhista.

A parceria com o Figueira foi acertada por vinte anos, renováveis por mais quinze.

De coração pluri-clubístico, Bourgeois ingressou no futebol pela mal-afamada TEISA, grupo de investidores obscuros, que entrou no Santos como parceira do clube na aquisição de direitos de atletas, a princípio, sem objetivo comercial definido.

O discurso era o de ajudar o Peixe, recebendo de volta apenas a correção monetária do dinheiro aplicado após a venda de jogadores.

Descobriu-se, depois, por conta de reportagem do Blog do Paulinho, que, anonimamente, dirigentes do Santos pagavam até R$ 300 mil por cota da TEISA, que a composição da empresa permitia, diferentemente do discurso, contratar jogadores doutras agremiações e que era especificada divisão de 25% dos lucros da operação entre os acionistas.

A TEISA, antes de Neymar ser negociado ao Barcelona, quando poucos, além do estafe do atleta, do Barça e do próprio presidente do Santos sabiam da operação, comprou 5% dos direitos do jogador, retirando do Peixe muitos milhões de reais que foram repassados ao tais “beneméritos”.

Ao ingressar no Figueirense, Bourgeois concedeu entrevista em que pouco revelou.

Não se sabia, até então, dados da empresa, em que local estaria sediada, o nome dos investidores e, sequer, a origem real do recursos, que, segundo o dirigente, “brotariam” de parcerias com EUA, Emirados Árabes, etc., sem porém detalhar procedimentos básicos da operação.

O Blog do Paulinho teve acesso a algumas informações que, em vez de aliviar a apreensão dos que torcem pelo Figueirense, ampliará as suspeitas:

  • O Figueirense Ltda, que já existe e é responsável, em exemplo, pelo registro dos jogadores, será incorporada pela Figueirense S/A (de Bourgeois), ainda com investidores sob anonimato, que controlará 95% do clube, restando ínfimos 5% à agremiação.
  • Será criado um Conselho de Administração com nove membros (todos remunerados), destes sete indicados por Bourgeois e apenas dois pelo clube;
  • Estão confirmados cinco nomes do Conselho:

Luis Paulo Rosenberg (ex-vice-presidente do Corinthians, sócio informal do deputado federal Andres Sanches);

Claudio Vernalha (advogado de Florianópolis, dono da Gnc Global Group LLC, sediada em Miami/EUA, ligada a offshores complicadas, que iniciou as primeiras conversas com o Figueirense);

Luiz Eduardo Baptista, o BAP (ex-vice-presidente do Flamengo, presidente da SKY);

Cesar Grafietti (Itaú/BBA);

Luis Lara (publicitário ligado a Rosenberg)

  • o departamento de futebol será tocado por um grupo de empresários ligados ao treinador Milton Cruz (ex-São Paulo), que assumirá também, em breve, o comando técnico da equipe.

O objetivo primordial, segundo fonte, é lucrar com as transações de jogadores de futebol, que serviriam, também, para dar origem a dinheiro do exterior, evitando movimentar capital nacional, a não ser os óbvios, ligados a diretos de transmissão e cotas da CBF.

Ouça a rádio Rock n’ Gol ao vivo !

agosto 22, 2017

http://rockngol.com.br

Blog do Paulinho

Treinadores erram ao buscar mudanças pela CBF

agosto 22, 2017

Comitê de treinadores leva propostas à diretoria da CBF (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Ontem, os principais treinadores do pais reuniram-se, na sede da CBF, para discutir mudanças na profissão, entre as quais limitação para troca de técnicos por clubes durante a temporada (no máximo uma demissão).

Tite, Falcão, Zico, entre outros nomes, nem todos com boa fama, sentaram ao lado de Marco Polo Del Nero, procurado pelo FBI pela prática de corrupção.

O erro é evidente: buscar melhorias em local inadequado, pautado em atender os interesses dos cartolas, nunca o de profissionais do futebol.

Para mudar, faz-se necessário que os próprios treinadores comportem-se, alinhadamente, com dignidade, colocando em prática o que propuseram na CBF, denunciando e recusando-se a trabalhar em clubes que descumpri-las.

Eis a questão: boa parte dos que lá estavam, apesar de discursarem por mudanças, são pilares do atraso e da sacanagem instituída, oferecendo-se para o lugar de quem está empregado, fomentando imprensa para derrubada do companheiro, aceitando, por vezes, qualquer condição de trabalho, entre as quais divisão de lucros com dirigentes.

Entre os decentes, convenhamos, há de se ter limites até para a inocência.

A reunião com a cúpula da CBF serviu apenas aos interesses da entidade, colando em Marco Polo Del Nero a imagem de pessoa aberta ao diálogo, o que, todos sabem, não trata-se de verdade, sendo bem ruim à imagem de muitos que, diferentemente dele, possuem histórico de comportamento íntegro no esporte.

Eduardo Savoia concorrerá ao Conselho do Corinthians

agosto 22, 2017

O jornalista Eduardo Savoia, da rádio Transamerica, concorrerá a uma cadeira no Conselho Deliberativo do Corinthians, nas eleições previstas para fevereiro de 2018.

Sua chapa será a “Inteligência Corinthiana”, formada, em grande parte, por dissidentes da gestão Andres Sanches.

Savoia, a bem da verdade, sempre foi crítico à administração do deputado do Timão.

Não há indicativo, ainda, de quem o jornalista apoiará à presidência do clube.

Nas últimas eleições, Savoia, segundo consta, votou em Roque Citadini, porém boa parte dos membros de sua chapa divide-se entre apoiar a candidatura de Romeu Tuma Junior e o desejo de uni-lo a outros oposicionistas.

Outro jornalista, também da Transamerica, convidado a participar do pleito alvinegro, não na condição de candidato, mas de assessor de imprensa de Tuma Jr, é o repórter Marco Bello, sob promessa de manter-se no cargo em caso de êxito do ex-delegado.

Eduardo Savoia chegou a conversar, objetivando entrar na disputa pelo conselho alvinegro, com a chapa “Lava-Jato”, mas acabou fechando, por proximidade de pensamentos, com a “Inteligência”.

Grupos de unem para discutir política no Palmeiras

agosto 22, 2017

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Vontade de sair gritando: Palmeiras !

agosto 22, 2017

Por GILTO AVALLONE

Cena acontecida hoje dia 21 de agosto.

Sala de espera de um hospital de posse de senha para ser encaminhado aos setores de atendimento.

Menino de no máximo 9 anos de idade com um blusão surrado daqueles comprados de camelô com o emblema do nosso Palmeiras.

Levanta a primeira vez de perto do pai e foi até o balcão, passa por um cidadão que brinca e diz a ele:

“Tá mal teu time hein”

Ele com toda candura de uma criança ergue o blusão e beija o símbolo do nosso Palmeiras estampado.

Na volta passa por uma senhora que faz o sinal de positivo, ele repete a cena do beijo no símbolo.

Sentado de frente para o pai pergunto:

Ele é torcedor assim do Palmeiras?

Sim responde o pai.

Continua: “quando o time perde faz questão de sair à rua com alguma roupa com o distintivo do Palmeiras, e vai a escola com a camisa do time por baixo do uniforme dizendo que não tem vergonha porque o time perdeu”.

Que vontade tive de pegar aquela criança no colo e sair gritando:

Palmeiras ! Palmeiras ! Palmeiras ! Palmeiras ! Palmeiras ! Palmeiras ! Palmeiras !

*GILTO AVALLONE é advogado, conselheiro e membro do COF do Palmeiras

A emocionante despedida de Neymar, Messi e Suarez

agosto 22, 2017

Entre refugos e vitórias, Baloubet Du Rouet será lembrado por muito tempo

agosto 22, 2017

Pessoa e Baloubet, na prova olímpica de Sydney-2000

Da FOLHA

Por EDGARD ALVES

O legendário Baloubet Du Rouet partiu para sempre, aos 28 anos. Mesmo assim, suas façanhas e tropeços serão citados por muito tempo. Lembram-se dele? Foi o cavalo que refugou na disputa da medalha de ouro na Olimpíada de Sydney-2000 e quatro anos depois deu a volta por cima, reconquistando o prestígio nos Jogos de Atenas.

É difícil encontrar um brasileiro que tenha vivenciado aqueles tempos e não se recorde do garanhão francês. Montado pelo cavaleiro Rodrigo Pessoa, o conjunto integrou a equipe de saltos do Brasil, bronze na Austrália.

No torneio individual daqueles Jogos era apontado como o favorito, um ouro inédito almejado pelos torcedores brasileiros. Mas na hora decisiva o cavalo cometeu uma falta e depois empacou em outro obstáculo, provocando a eliminação.

A cena virou piada, um carimbo de voto de desconfiança. O conjunto, porém, persistiu na luta e limpou a sua imagem em Atenas. Ganhou a prata, também uma glória olímpica. Assim saiu na foto da entrega das medalhas.

Entretanto, passados cerca de sete meses, a prata virou ouro. Isto porque os exames de controle do cavalo Waterfor Cristal, o vencedor, montado pelo irlandês Cian O’Connor, apontaram que o animal havia competido dopado. O ouro passou para o time brasileiro.

Baloubet morreu neste agosto, em Portugal. Mas deixou muitos descendentes. Aposentado, na última década o cavalo seguiu como um dos maiores reprodutores do mundo.

Durante a Olimpíada do Rio esta Folha revelou que duas filhas e um neto de Baloubet foram titulares naqueles Jogos. Uma foi a égua Sydney Une Prince, montada pelo francês Roger-Yves Bost; outro, o neto First Class (filho de Balou du Rouet, que chegou ao sétimo posto no ranking mundial de saltos), com o alemão Daniel Deusser.

E completando: a égua Bonne Chance CW, da suíça Janika Sprunger. Esta amazona foi proprietária de outro filho de Baloubet, o Palloubet d’Halong, e vendeu o cavalo por US$ 11 milhões em 2013 para a federação do Catar. O animal vendido esteve no Rio, como reserva.

Com Baloubet, Rodrigo Pessoa teve destacada participação em torneios e, em especial, na Copa do Mundo, na qual conquistou o tricampeonato (98/99/2000). Baloubet competiu até os 17 anos e foi aposentado em 2006.

Nelson, o Neco, ex-cavaleiro e há anos treinador, e o filho Rodrigo receberam Baloubet com cinco anos. A família Pessoa vive na Bélgica, onde mantém um centro de treinamento de animais para competição.

No livro “Você Será um Cavaleiro, Meu Filho”, de autoria de Sabrine Delaveau, que aborda a saga Pessoa, despontam revelações curiosas.

Rodrigo destaca que amava em Baloubet o sentimento de invencibilidade, pois ele tinha mais facilidades do que os outros. “Mas não me liguei a ele, pois ele me traiu várias vezes. Nós dois conhecemos grandes desilusões juntos e, quando ele faltou comigo, foi em momentos importantes e de uma maneira irrevogável”.

E o desabafo não para. “Seu proprietário (de Baloubet), Diogo Coutinho (de origem portuguesa), contribuiu para estragar nossa história… Esse homem era tão duro, ofensivo e irritante, que não merecia um campeão desse porte, e é verdade que, às vezes, lamentei que Baloubet não fosse um mau cavalo.”

As confidências de amor e ódio nas relações envolvendo Baloubet no livro de Delaveau são picantes. Antes dessa publicação, via mídia em geral, prevalecia mais o lado da cumplicidade do conjunto, da parceria.

Apesar dessas revelações, um pouco tardias é verdade, eu sempre admirei Baloubet. Não torci, mas acompanhei tenso e atento as disputas em Sydney e Atenas. Afinal, estava na cobertura pela Folha, e tanto o sucesso como o fracasso da delegação do Brasil em eventos daquele porte significavam muito trabalho.

Assine o canal do Blog do Paulinho no YouTube

agosto 22, 2017

Pra ter acesso a conteúdos exclusivos do Blog do Paulinho assine nosso canal do YouTube:

https://www.youtube.com/user/paulinhonet

Outras mídias sociais do blog:

Twitter: @blogdopaulinho

Facebook: http://www.facebook.com/blogdopaulinho.com.br/

Instagram: http://www.instagram.com/blogdopaulinhooficial

WhatsApp: (11) 98402-3121

 

Nike começa a delatar clubes brasileiros na Justiça Americana

agosto 21, 2017

Na última sexta-feira (18), quatro executivos da Nike pretaram esclarecimentos à Justiça Americana sobre a relação da empresa com as diversas confederações pelo mundo.

A informação, exclusiva, é do jornalista Wanderley Nogueira, da rádio Jovem Pan.

Os depoimentos serão retomados, hoje, diante do juíz, do procurador e de agentes do FBI.

Clubes brasileiros foram delatados e apontados como “muito hábeis em convencer outros co-irmãos a apoiar a CBF”, em troca de retribuição da Casa Bandida.

Doleiros também foram citados, entre os quais: Oscar Frederico Jager, Favel Bergaman Vianna, Lisabelle Chueke , Henrique José Chueke, Dario Messer , Antonio Oliveira Claramunt (Toninho Barcelona), Raul Henrique Srour, Benjamin Katz e Alberto Youssef.

Foram identificadas, também, contas bancárias em nome de terceiros, mas pertencentes a importantes cartolas do futebol.

Vale lembrar que, além da Seleção Brasileira, a Nike veste apenas dois clubes no país: Corinthians e Internacional.

Levantamento de sócios, disfarçado de pesquisa, cai por terra no Parque São Jorge

agosto 21, 2017

No último final de semana, os associados do Corinthians foram tomados de surpresa por suposta pesquisa eleitoral, nas dependências do clube, realizada por empresa ligada, segundo fontes, ao empresário Ricardo Maritan.

O próprio, em algumas conversas, revelou que o objetivo seria o de ouvir 600 sócios alvinegros.

A metodologia, porém, indicava mais um levantamento de dados privados sobre os votantes do que propriamente a intenção de saber a quem estariam apoiando.

Nome, endereço, telefone e até faixa salarial foram questionados.

Suspeita-se que Maritan estaria interessado em colher dados, para, talvez, repassá-los, não se sabe com quais argumentos, a candidato específico.

A “pesquisa”, porém, caiu por terra.

Além da pequena adesão, o fato da grande maioria dos ouvidos dentro do clube estarem ligados à gestão (com cargos, carteirinhas, etc), inviabiliza, por razões óbvias, a manifestação pública dos que, por ventura, desejem apoiar candidatos oposicionistas.

Maritan votou, na eleição passada, em Andres Sanches, tem frequentado reuniões na casa de Roque Citadini e conversado, também, com Romeu Tuma Jr.

Ouça a rádio Rock n’ Gol ao vivo !

agosto 21, 2017

http://rockngol.com.br

Blog do Paulinho

Coluna do Fiori

Roberto Andrade não quer apoiar candidatos nas eleições do Corinthians

agosto 21, 2017

Fruto da imaginação do ex-presidente Andres Sanches, o atual mandatário do Corinthians, Roberto Andrade, objetiva deixar a condição de poste para agir como força política nas próximas eleições alvinegras, a serem realizadas em fevereiro.

Se, publicamente, o silêncio predomina, aos seus o discurso é o de que não pretende apoiar ninguém.

Para tal, porém, será necessária a medição do percentual de amarração, em diversos níveis, que a “Criatura” possuí com o “Criador”, fator que determinou, no último pleito, o apoio, a extremo contragosto, de um então presidente Mario Gobbi ao candidato de Andres Sanches, mesmo um querendo ver o outro pelas costas, tanto que, desde então, nunca mais se falaram.

Na primeira prova, em que relutou ao aceitar a ingerência do deputado em sua gestão, Roberto, para não cair em impeachment, ficou de “recuperação”, conseguindo frear o ímpeto do ex-presidente no futebol profissional, mas sendo obrigado a abrir-lhe as portas no amador.

Porém, é exatamente esta mágoa, gerada pela chantagem daquele momento, que fomenta Andrade a não apoiar Andres como candidato oficial da gestão, que enfraqueceria as pretensões do parlamentar.

Resta saber se há margem no relacionamento, obscuro, de ambos para tomada de decisão tão ousada e radical.

O Corinthians teria, então, depois de longo período, candidatos sem a chancela oficial, já que Roberto também não declinaria apoio aos outros, sejam eles Roque Citadini e Osmar Stabile, que representam uma oposição com discurso mais equilibrado, Tuma Jr e seu comportamento radical ou até mesmo Paulo Garcia, que se diz oposicionista, mas está mais ligado ao presidente do que Andres Sanches na atual composição da administração.

Dória, Nike e Ronaldo “Fenômeno” driblam a lei em evento no Ibirapuera

agosto 21, 2017

Ronaldo “Fenômeno” e o Prefeito de São Paulo, João Dória Junior, posaram para fotos, ambos trajados com material de propaganda da empresa Nike, em evento realizado no Parque do Ibirapuera, denominado “Nike- Ibira Vem Junto”.

Deram, porém, um drible na lei.

Segundo processo nº 6068.2017/0000334-5, deferido apenas parcialmente pela Comissão de Proteção à Paisagem Urbana do Município, a Nike foi proibida de expor, conforme pedido, as inscrições “#vem junto” e “Nike+SP”, em backdrop, por possuírem “caráter publicitário”, descumprindo a Lei nº 14.223/2006, que diz, em seu art. 9º, parágrafo II:

“É proibida a instalação de anúncios em:

II – vias, parques, praças e outros logradouros públicos, salvo os anúncios de
cooperação entre o Poder Público e a iniciativa privada, a serem
definidos por legislação específica, bem como as placas e unidades
identificadoras definidas no § 6º do art.22 desta lei;:”

Dória e Ronaldo, então, para atender os interesses da empresa, funcionaram como backdrops ambulantes, vestindo a camisa da Nike, o primeiro em exemplo ruim, agravado por ocupar cargo de Prefeito, ensinando a driblar Lei Municipal, o segundo, funcionário antigo da multinacional, conhecido pela flexibilidade de princípios.

Desde o início da nova gestão municipal, a Nike vem atuando no Ibirapuera, quase sempre intermediada pela empresa “Banco de Eventos Ltda”, presidida pelo empresário José Victor Oliva, responsável pela solicitação à Prefeitura da autorização ao “Ibira Vem Junto”, tendo vetada a exposição da marca, mas sempre encontrando meios e facilitadores, para, efetivamente, realizá-la.

Confira abaixo despacho da Prefeitura, publicado no Diário Oficial de 18 de agosto de 2017, em sua página nº 26, dando conta do que poderia ou não ser efetuado no evento retratado:

DESPACHO SMUL.SEOC.CPPU/4152955/2017

Processo: 6068.2017/0000334-5
Interessado: BANCO DE EVENTOS LTDA
Local: ARENA DE EVENTOS DO PARQUE IBIRAPUERA
Assunto: EVENTO : “ NIKE – VEM JUNTO”

PROCESSO DEFERIDO PARCIALMENTE

1. À vista do solicitado pelo interessado, da Lei nº 14.223/2006, da Resolução SMDU.CPPU/001/2010 (Regimento Interno), das manifestações da Gerência de Planejamento da Paisagem (4207127) e (4207203), e da Resolução SMDU. CPPU/020/2015, o presente processo não requer submissão ao colegiado da Comissão de Proteção à Paisagem Urbana – CPPU.

2. Nestes termos, em relação a comunicação visual do evento “Nike – Ibira Vem Junto”, a ser realizado no dia 20 de agosto de 2017, das 16h às 22h, na Arena de Eventos do Parque Ibirapuera, localizada na Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n, Distrito Moema, Prefeitura Regional Vila Mariana, DEFIRO a comunicação visual do backdrop, palco e pórtico, sob a condição de se adequarem às dimensões estabelecidas na Resolução SMDU.CPPU/020/2015, e INDEFIRO a inserção de ambas “letra caixa” (“#vemjunto” e “Nike+ SP”), por possuírem caráter publicitário, descumprindo com a Lei nº 14.223/2006.


%d blogueiros gostam disto: