Anúncios

Arquivo do Autor

Blog do Paulinho em manutenção

abril 21, 2018

O Blog do Paulinho está em manutenção de equipamentos.

Assim que possível novas postagens estarão no ar.

Grato pela paciência do leitor.

Anúncios

Corinthians terá retorno da “sustentabilidade” de Raul Corrêa da Silva

abril 20, 2018

Sem alarde, o ex-diretor de finanças do Corinthians, Raul Corrêa da Silva, está participando da confecção de novo “relatório de sustentabilidade”, que será assinado, oficialmente, pelos atuais dirigentes do clube.

O documento deixou de ser publicado na gestão Roberto de Andrade, após desmoralização pública por conta da manipulação de dados contábeis que quase levou quatro cartolas alvinegros á prisão.

Logo depois, Raul Corrêa, um dos indiciados ao lado de Andres Sanches, Roberto Andrade e André Negão, foi acusado pelo sucessor, Emerson Piovesan, de “maquiar” as contas alvinegras.

Com o retorno de Sanches ao poder, velhos hábitos retomam espaço no Parque São Jorge, objetivando, diante da complicada situação financeira do Timão, expor aos torcedores, associados e conselheiros uma “irrealidade” mais agradável.

Banco do Mensalão dá as cartas no Galo

abril 20, 2018

Ricardo Guimarães e Kia Joorabchian

É preocupante a revelação de que no último apanhado de contas do Atlético/MG, a dívida do clube com seu ex-presidente, Ricardo Guimarães, oficialmente ligada às suas empresas, o BMG, conhecido como “banco do Mensalão”, e a EGL empreendimentos, atinge R$ 123,6 milhões.

O Galo deve, no total, R$ 197,3 milhões.

Considerando que o estado de promiscuidade entre as partes, originadora de suspeitas diversas (principalmente em transações de jogadores), muitas delas divulgadas, em primeira mão, pelo Blog do Paulinho, atinge mais de uma década, o resultado é absolutamente inexpressivo.

Sem títulos relevantes e com acréscimo de pendências, algumas bem questionáveis.

O Atlético/MG precisa mudar o rumo, com urgência, sob possibilidade de, nas mãos de quem pouco se importa com o clube, apequenar-se, sem perceber, financeira e esportivamente, no cenário nacional.

Corinthians tentou esconder quase R$ 10 milhões em empréstimos de agentes de jogadores

abril 20, 2018

Lucas Sanchez, Andres Sanches e o filho de Giuliano Bertolucci

O último balanço do Corinthians revela que os agentes de jogadores Carlos Leite e Giuliano Bertolucci, os queridinhos da gestão alvinegra (ao lado de Fernando Garcia), emprestaram, nos últimos meses, quase R$ 10 milhões ao clube.

R$ 4,1 milhões de Carlos Leite (sem contar o cheque de R$ 200 mil para compra de votos) e R$ 5,2 milhões de Giuliano Bertolucci, que o MP-SP sempre apontou como preposto de Kia Joorabchian, ex-MSI.

Detalhe: enquanto os bancos, inclusive os que o Corinthians mantém conta, cobram, em média, valores próximos de 1% ao mês para repassar dinheiro, os agentes aproveitaram-se da situação.

Leite cobrou 1,94%; Bertolucci 1,5%.

Porém, pior do que a promiscuidade, embutida no péssimo negócio, foi o procedimento adotado pelo ex-vice de finanças Emerson Piovesan, que, provavelmente na intenção de ocultar a origem dos recursos, discriminou Carlos Leite no documento como “Cardoso”, e Bertolucci pelo sobrenome “Pacheco”.

Levando-se em consideração o lema “Renovação e Transparência”, a atitude, nada transparente, junta-se ao não “renovador” hábito de, para quitar as pendências (ou não pagar, talvez, propositalmente), trocar dinheiro por negociatas de jogadores, benéficas a alguns poucos, mas sempre lesivas ao Corinthians.

Ninguém pagou mais comissão do que o Corinthians no Brasil

abril 20, 2018

Números oficiais da CBF indicam que o Corinthians foi o clube que pagou mais comissões, em 2017, a agentes de jogadores no Brasil.

R$ 12,9 milhões.

Quatro vezes mais do que o São Paulo, segundo colocado.

A Receita Federal, que investiga os repasses, acredita que a conta, verdadeira, deve ser bem maior, e que os “empresários”, responsáveis pelas declarações de seus rendimentos na Casa Bandida, quando não ocultam 100%, subfaturam o real valor recebido.

Ainda na “oficialidade”, o restante da lista dos maiores pagadores é composta por:

  • Corinthians: R$ 12,9 milhões;
  • São Paulo: R$ 4,5 milhões;
  • Santos: R$ 4 milhões;
  • Internacional: R$ 3,7 milhões;
  • Palmeiras: R$ 1,2 milhão;
  • Cruzeiro: R$ 1,2 milhão

Justiça manda soltar “organizado” indiciado por homicídio

abril 20, 2018

Por decisão da 1ª vara Criminal de Itaquaquecetuba, o marginal Rafael Silva Galdino, membro de facção “organizada” que se apresenta como “torcida”, teve prisão preventiva revogada.

Galdino está indiciado por homicídio qualificado.

O rapaz, junto com outros “organizados”, participou de briga generalizada entre corinthianos e santistas, ocorrida em 04 de março, que culminou na morte de Danilo da Silva dos Santos.

Para soltá-lo, a justiça acolheu argumentação da defesa, de que seu cliente, “apenas” agrediu pessoas e danificou veículo, não incindindo, diretamente, no homicídio.

Rafael deverá ser solto hoje, com as seguintes recomendações:

  • comparecimento, em juízo, para justificar suas atividades;
  • não se ausentar da comarca de domicílio por mais de oito dias sem autorização do juízo;
  • proibição de frequentar estádios de futebol
  • comparecimento em todos os atosGALDINO – RAFAEL SILVA GALDINO manejou pedido de revogação de prisão preventiva ao argumento de que é pessoa

Aécio resiste no Sindicato do Chopp

abril 20, 2018

Do UOL

Por RENATO TERRA

Perigote do Senado exala carisma e virilidade no bar em frente à praia

Assim como Lula em São Bernardo, Aécio Neves escolheu um sindicato que representasse sua vida pregressa para simbolizar a resistência aos desmandos da Justiça. Desde terça, quando virou réu, o perigote do Senado vem exalando carisma e virilidade no bar Sindicato do Chopp, na zona sul do Rio, em frente à praia.

Logo na primeira hora, foi seguido por uma multidão de três pessoas: Alexandre Accioly saiu do mar direto para a mesa 7. Ronaldo Fenômeno, faminto, perguntou se o filé aperitivo era Friboi. Zezé Perrela, o último a chegar, veio de helicóptero assim que soube da heroica resistência. Luciano Huck ainda não se manifestou.

José Serra chegou para prestar apoio. Entrou pelos fundos. Ao ser informado que o bar não adotava mais o nome de Sindicato do Chopp, franziu a testa. “Ué, mudou?”, perguntou, antes de sair de fininho.

Na quinta à noite, um carro de som começou a tocar em frente ao bar “Sweet Dreams (Are Made of This)”. O furdunço reuniu um animado grupo de turistas argentinos.

Aécio subiu no carro de som para dar um tostão de sua voz: “Querem me condenar porque sou um cara família. Já provei isso construindo um aeroporto no terreno do meu tio e aderindo a uma sociedade na rádio Arco Íris com minha irmã e minha mãe. A rádio, inclusive, recebeu verbas de publicidade estatal enquanto eu era um governador exemplar, que zelava por aqueles que ama”.

E completou: “Sou só um homem de bem que faz tudo pelos familiares, sou o genro que a pátria-mãe sempre almejou”.

Ao notar a presença de uma equipe de TV, que chegou ao local sem ser agredida, Aécio se empertigou: “Câmeras, close”. E anunciou: “Não vou mais gastar com advogados os R$ 2 milhões que peguei emprestados com o Joesley. Ou seja: chope liberado até domingo! Venham de verde e amarelo! Tragam suas famílias!”

Acostumado a magnetizar olhares femininos e semear a invídia dos mancebos, o esbelto senador tirou a camisa e distribuiu adesivos com os dizeres “Enlarge your patrimônio. Pergunte-me como”.

No fim da tarde, ligou para um amigo empresário e pediu empréstimo em dinheiro, sem contrapartidas, assim que olhou o cardápio de pizzas.

CONTADOR

Estamos trabalhando há 37 dias sem saber quem matou —e quem mandou matar— Marielle Franco.

Tábuas da Lei; alega que Moisés era gago

abril 20, 2018

Da FOLHA

Por REINALDO AZEVEDO

O valente afirmou não ver a necessidade de uma nova Constituinte

O mundo conheceu até agora dois grandes legisladores, cada um deles “primus inter pares” desde que não postos em confronto. Houve o Licurgo de Esparta. E há o Licurgo de Ipanema, que também atende por Roberto Barroso, que, li numa entrevista, admira Beethoven e Taiguara. “Gente amarga mergulhada no passado/procurando repartir seu mundo errado”… Numa palestra proferida na segunda passada (16) nas dependências de Harvard, mas não em Harvard, o valente afirmou não ver a necessidade de uma nova Constituinte.

Que coisa! Concordamos nisso e no Beethoven. Mas… Tan, tan, tan, tan! Nos dois casos, deve ser por motivos distintos. Eu quero que a Constituição que temos permaneça. E que seja profundamente reformada por quem tem o poder para fazê-lo: o Congresso. Já o admirador de Taiguara defende a permanência da Carta para continuar a esculhambá-la à vontade. “Só feche o seu livro quem já aprendeu/Só peça outro amor quem já deu o seu”.

Se o Altíssimo cochilar, Barroso ataca. Anda de olho nos Dez Mandamentos. No papel de Moisés, teria dado um truque nas Tábuas da Lei antes de terminar de descer o Sinai.

Do Êxodo, ele gosta daquela parte em que Deus manda o povo ficar longe… “Alteraste, Barrosão, o que cravei a fogo na pedra? Como ousas?” Agastado, responderia: “Vós sois uma mistura do mal com o atraso e pitadas de psicopatia!” E, depois de ensaiar, sem gaguejar! Emendaria outro belo pensamento, adaptando o que dissera sobre a Constituição ao negar o habeas corpus a Lula: “Essas Tábuas da Lei são apenas princípios; não são normas”. Se Barroso fosse Moisés, ele próprio esculpiria um Bezerro de Ouro por dia.

Eu não apoiaria uma nova Constituinte, como Lula chegou a defender em seu comício pré-prisão, porque a nova Constituição sairia pior do que o soneto. Mas e Barroso? Não sei por que ele gosta de Beethoven, mas sei por que ele quer que se conserve o atual status: vai que o Parlamento feche aos caminhos ao Grande Legislador. Vai que a nova Carta o impeça de rasgar o Código Penal, por exemplo, como ele fez no caso da legalização cartorial do aborto até o terceiro mês.

Na quarta-feira (18), mais uma vez, doutor resolveu assombrar os que têm memória. A sua estreia no Supremo se deu ressuscitando o que a Lei 8.038 havia enterrado: os embargos infringentes. É bem verdade que sobreviveu no Regimento Interno do STF.

O PT, que o guindara ao tribunal, estava então no poder. Parecia mais eterno do que os diamantes e as respectivas embalagens de Creme de Arroz Colombo e Emulsão Scott. O expediente beneficiou, à época, os petistas João Paulo Cunha, José Dirceu e Delúbio Soares. “Lá colhi uma estrela pra te trazer/Bebe o brilho dela até entender”.

O doutor resolveu votar contra os infringentes para Paulo Maluf. E barbarizou: ora, se, num tribunal de 11, são necessárias quatro divergências para que se aceite o recurso, então, nas turmas, com cinco membros, seria preciso haver 1,8 ministro. Arredondou para dois. Como só ocorrera uma divergência no caso de Maluf, então ele negou o dito-cujo. O sujeito que atropela a letra explícita da Carta, do Código de Processo Penal, do Código Penal (e Deus que cuide!) chega ao extremo de transformar arredondamento de ministros (!!!) em categoria jurídica. E contra o interesse do réu.

Fez mais. Tentou reescrever a história para atender à demanda dos desmemoriados. Ao afirmar em 2013, ele explica agora, que as penas do mensalão tinham sido “pontos fora da curva”, estaria, na verdade, elogiando a então nova postura do tribunal. Mentira. Tanto é que, em todas as oportunidades que lhe foram dadas, votou em favor da redução das penas.

O ministro que hoje mantém gente em cana em nome do “sentimento social”, ao justificar, há cinco anos, a sua postura favorável, na prática, aos petistas, respondeu assim (https://bit.ly/2qN5rpl) a uma ironia do ministro Marco Aurélio: “Não estou almejando ser manchete favorável. (…) Se a decisão for contra a opinião pública, é porque este é o papel de uma corte constitucional”.

O PT virou carne queimada, e o Licurgo de Ipanema descobriu “o sentimento social”.

Canal do Blog do Paulinho no YouTube está com endereço novo. Assine Já !

abril 20, 2018

O endereço do Blog do Paulinho no YouTube mudou porque alguns incomodados com o trabalho reclamaram ao site, simultaneamente, sobre nossas postagens.

Tática de guerrilha.

Punidos, perdemos, até então, mais de onze mil seguidores, que precisarão assinar novamente nosso canal para ter acesso aos milhares de vídeos, que estamos repostando, um a um (trabalho de uma semana).

Tenho certeza que os. em média, mais de quarenta mil acessos diários do Blog do Paulinho darão resposta à intimidação.

Conto com seu apoio, divulgação e adesão !

Pra ter acesso a conteúdos exclusivos do Blog do Paulinho assine o novo canal do YouTube:

https://www.youtube.com/channel/UCnXAUTE_6g1nLKYo2yE8WXQ

(clique no botão “Inscreva-se” e, se quiser, no “sino” ao lado, para ser avisado sempre que houver novas postagens


Ajude o Blog do Paulinho doando BITCOIN para a carteira:

171yZG4ZxoYnLNPT2WqLMhcExbcQcGWjZK


Outras mídias sociais do blog:

Twitter: @blogdopaulinho

Facebook: http://www.facebook.com/blogdopaulinho.com.br/

Instagram: http://www.instagram.com/blogdopaulinhooficial

WhatsApp: (11) 98402-3121

Portal ligado a Rosenberg teria sido utilizado para pressionar Balbuena

abril 19, 2018

Resultado de imagem para balbuena

“No site Meu Timão, principalmente, saiu muitas mentiras, eu fiquei surpreso pelo que saiu, um site que muitos torcedores seguem e leem lá.”

(BALBUENA, após a partida entre Corinthians e Independiente)


O Blog do Paulinho revelou, na última semana, a relação umbilical entre o diretor de marketing do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg, e o site de torcedores “Meu Timão”, alçado a “portal” após o início desta relação.

Dias atrás, o site teria sido utilizado para pressionar o zagueiro Balbuena, em “matéria” com o sugestivo título:

“Corinthians chega ao limite financeiro para renovação de Balbuena: agentes terão que ceder”

Parece evidente que a intenção era demonstrar a diretoria de Rosenberg, historicamente beneficiada por empresários de jogadores, como “vítima”, e jogar o torcedor contra Balbuena.

O tiro saiu pela culatra.

Bem informado, Balbuena jogou tudo o que podia no ventilador, detonando e expondo o teclado “parceiro” do dirigente corinthiano:

“Eu falei para o Duílio (Monteiro Alves, diretor de futebol)…já estava acertado faz dez dias.”

“Depois da primeira final contra o Palmeiras, acertamos tudo. Faltava a parte de questões burocráticas.”

“Eu não queria falar nada, mas saiu muita coisa na imprensa.”

“No site Meu Timão, principalmente, saiu muitas mentiras, eu fiquei surpreso pelo que saiu, um site que muitos torcedores seguem e leem lá.”

Blog do Paulinho vence Roberto Cavalo e José Roberto Lamacchia (Crefisa), na Justiça

abril 19, 2018

Em 2017, o Blog do Paulinho revelou verdades à respeito do treinador Roberto Cavalo e do empresário José Roberto Lamacchia, dono da Crefisa.

Ambos, inconformados, ingressaram na Justiça requerendo condenação criminal deste jornalista.

Caíram, literalmente, “do cavalo”.

Quase simultaneamente, porém em tribunais diferentes, ambos, que já haviam perdido nas primeiras e segundas instâncias, foram derrotados em recursos especiais, encerrando a questão.

Vale sempre a pena lembrar que o Blog do Paulinho é defendido , espetacularmente, pela Dra. Danúbia Azevedo.

Empresa de alambrados processa Corinthians por calote

abril 19, 2018

No dia 16 de março, a empresa Help – Telas e Alambrados ingressou com ação de cobrança contra o Corinthians.

O calote foi de R$ 18,1 mil.

A Help executou a colocação de alambrados no entorno de quadras e campos esportivos no Parque São Jorge.

Por determinação do juíz Ju Hyeon Lee, do Tribunal de Pequenas Causas, a audiência de conciliação será realizada no próximo dia 08 de maio, ás 14h.

Justiça afasta marginais da “independente” de jogos do São Paulo

abril 19, 2018

Decisão do Juizado Especial do torcedor afastou de todos os jogos do São Paulo os seguintes marginais, ligados á facção criminosa “Independente”, que entraram e confronto com torcedores do Palmeiras:

Fernando Rodrigues de Barros, Luis José de Souza, Adilson Martins Belo, Robson Oliveira dos Santos, Alis Rodrigues da Silva, robson caril Kogevnikovs e Jesus, Jhonatan Cuersi Bazarello, Vagner dos Santos Moura, Jhonatan Willian dos reis Silva, Everton Jesus de Souza, Raphael Costa de Cristo, Jean Carlos Santos Juliani, daniel paulo Gonçalves ribeiro, Rodolfo Nascimento de França e Antonio Pereira dos Anjos.

O MP-SP queria a prisão preventiva, mas ela somente será aplicada se as medidas alternativas forem descumpridas;


Abaixo, trecho da sentença do Juiz Ulisses Augusto Pascolati Junior:

As medidas cautelares penais serão aplicadas observando-se a necessidade de aplicação da lei penal, a necessidade para a investigação ou instrução penal e para evitar a prática de infrações, adequando-se à gravidade do crime, às circunstâncias do fato e às condições pessoais do indiciado ou acusado, nos termos do artigo 282, incisos I e II do Código de Processo Penal.

Igualmente, a prisão preventiva só é cabível, como dito, quando as outras medidas cautelares se mostrarem insuficientes ou inadequadas para o caso concreto, segundo dispõe o artigo 282, § 6º, do Código de Processo Penal.

Pois bem.

Tenho que os fatos foram praticados tendo como pano o futebol. Em outras palavras, ao que parece, os fatos ocorreram unicamente em virtude da existência de rivalidade entre as torcidas e na ocasião da partida disputada entre as equipes São Paulo Futebol Clube e Sociedade Esportiva Palmeiras.

Ao que consta dos autos, os indivíduos armaram-se e se dirigiram à Estação Antonio Gianetti Neto unicamente porque receberam a informações de que torcedores palmeirenses estariam desembarcando no local.

Nesse sentido, anoto que o afastamento dos réus dos estádios de futebol é suficiente, ao menos por ora, para se garantir a aplicação da lei, a instrução criminal indene de influência externa e, principalmente, evitar a prática de novos delitos que tenham como pano de fundo, saliente-se, o futebol, patrimônio cultural brasileiro.

O que se quer evitar, em suma, é qualquer tipo de manifestação que possa originar atos de violência, como os descritos na inicial.

Ademais, os crimes foram praticados em decorrência da realização de eventos esportivos (partida entre as equipes São Paulo Futebol
Clube e Sociedade Esportiva Palmeiras) tendo como um dos desideratos o fato da vítima pertencer à torcida rival.

Logo, nos termos dos art. 282, inc. I, §2º c.c art. 319, inc. II e IV do CPP e art. 41-B, §2º da Lei 10.671/03 (este aplicado analogicamente), é o caso de se impor, cumulativamente, as medidas cautelares restritivas previstas no art. 319, inc. II, III e IV do CPP.

Diante do exposto, nos termos do art. 282, §2º, imponho aos réus as seguintes medidas cautelares:

  • I proibição dos réus de ausentarem-se da comarca, salvo com autorização do juízo (art. 319, inc. IV);
  • II – Proibição dos réus de frequentarem qualquer partida de
    futebol disputada pelo São Paulo Futebol Clube.

Esta medida é necessária eis que os crimes possuem liame causal tanto pelo fato dos réus, todos, serem de torcida organizada (Torcida Independente) como pelo fato de que os crimes somente ocorreram em virtude de uma rivalidade por ocasião da partida entre as equipes do São Paulo Futebol Clube e Sociedade Esportiva Palmeiras.

Assim, a proibição de comparecimento a qualquer jogo do São Paulo, mantendo-se os réus afastados dos locais de disputa das partidas, evitará a prática de novas infrações (art. 319, II, CPP). Portanto, durante o trâmite da ação penal, até o trânsito em julgado, nos dias de jogos do São Paulo Futebol Clube, em todos os campeonatos disputados tanto no Brasil (nacionais, regionais ou estaduais), quanto no Exterior, os réus deverão comparecer na instituição designada pela Central de Penas e Mediadas Alternativas, 2 (duas) horas antes da partida, saindo 15 (quinze) minutos após o término do jogo.

Advirta-se os réus que o descumprimento de qualquer das cautelares (proibição de ausentaram-se da comarca e proibição de frequência aos jogos do São Paulo) ensejará a revogação do benefício e a decretação de prisão preventiva, com a consequente expedição de mandado de prisão, nos termos do art. 282, §4º e art. 312 do CPP.

‘Golpe’ faz CBF trocar de mãos, mas se manter a mesma na essência

abril 19, 2018

Da FOLHA

Por JUCA KFOURI

A única vantagem do novo presidente (será?) está em ele poder viajar

A frase é conhecida e serve como luva, para não sujar as mãos, para a eleição que marca a nova velha situação na CBF: “Tudo deve mudar para que tudo fique como está”.

O autor, o escritor italiano Giuseppe Lampedusa, em seu livro mais famoso, “O Leopardo”, retratava a decadência da aristocracia na Sicília.

Um patrício português a traduziu para o popular: “Mudam as moscas, a m… é a mesma”.

Mais adequadas impossível.

A CBF muda de mãos, mas não muda.

Assume um cartola tão inexpressivo que quase nenhum torcedor sabe quem é, embora seja o braço direito do Marco Polo que não viaja, destronado pela Fifa, ou melhor, pelo FBI.

Seu nome é Rogério, agraciado com um golpe no estatuto da entidade, o “golpe Caboclo”, seu sobrenome.

Obrigada por lei a aumentar o colégio eleitoral com a inclusão dos clubes da Série B, a CBF aumentou de dois para três o peso dos votos das dependentes federações estaduais, de modo a assegurar-lhes a maioria.

Manobra contestada em nossa morosa, quando não age seletivamente, Justiça, e, por isso, destinada a vigorar.

O “golpe Caboclo” é um escárnio como a impunidade dos ex-presidentes da Casa Bandida, Ricardo Teixeira e Del Nero.

Porque o novo ungido é tão mais do mesmo que chegou lá levado por Del Nero, seu protetor desde os tempos da Federação Paulista de Futebol (FPF).

Fosse novo e não conviveria com quem convive, embora provavelmente, também não fosse capaz de multiplicar 17 vezes seus bens em tão pouco tempo, desde 2001 quando chegou à FPF, como revelou o repórter Diego Garcia, nesta Folha, em 22 de março passado.

Nem com Gustavo Perrella, o do helicóptero, nem com o coronel Furtado, o dos jogos de azar.
Muito menos aceitaria ser testa de ferro de Del Nero.

Ou pagar mesadas para os marmanjos das federações estaduais, enfim, participar da gestão pornográfica que é marca registrada do futebol brasileiro.

Quem acredita em Caboclo é capaz até de acreditar que Aécio Neves é mesmo ingênuo ou em que Agripino Doria cumpre suas promessas, pois até quando representou Del Nero no Chile ia e voltava a cada jogo da seleção brasileira, chefe itinerante da delegação, como foi gari e prefeito provisórios.

A diferença entre o presidente afastado e o eleito está em que o segundo pode viajar.

Se significa vantagem para o futebol brasileiro é discutível.

Há que se aguardar para saber se evitará gafes ou vexames pelo mundo afora como, dizem os corredores da CBF, serem comuns na Barra da Tijuca, sede da entidade, principalmente depois do almoço.

O mais triste em tudo isso é constatar a submissão dos cartolas dos grandes clubes do país, cordeiros até como oposicionistas, porque incapazes, como os do Flamengo e do Corinthians, de dar um basta a golpe tão rasteiro.

Como é deplorável que o torcedor brasileiro a tudo veja passivamente, sem entender que reclamar de jogador é fácil, difícil é enfrentar os responsáveis pelo estado cada vez mais miserável de nosso futebol.

Vencer a Copa do Mundo não resolverá absolutamente nada.

Seguiremos periféricos, terceira divisão do futebol mundial, exportadores de pé de obra.

E de golpes.

Blog do Paulinho sem internet

abril 19, 2018

Estamos sem internet na redação do Blog do Paulinho.

Voltaremos assim que possível.

Desculpe-nos pelo transtorno.


%d blogueiros gostam disto: