Anúncios

Archive for abril \30\UTC 2015

São Paulo pagou 47% de comissão em transação de empréstimo

abril 30, 2015

aidar

Em balanço recém publicado, o São Paulo indicou valores pagos, a título de comissão, para intermediários, grande parte em negociações de jogadores de futebol.

Porém, o percentual que mais chama a atenção é de um item denominado “empréstimos”, deslocado em meio a uma relação de jogadores (fora do campo empréstimos bancários), como se necessário fosse escondê-lo.

Talvez pelo fato do “emprestador” (que não é informado), provavelmente empresário de jogador, não poder aparecer, diferentemente do que ocorreu na tomada de dinheiro de instituições bancárias, que o Tricolor discriminou, uma a uma, claramente.

O valor tomado foi de R$ 1.736.000.

Porém, a comissão indicada, de R$ 815 mil (sem a indicação de para quem foi paga), corresponde a incríveis 47% da transação.

27% a mais do que a generosa administração Aidar acertou pagar para Cinira Maturana, 1/2 namorada do Presidente, em contrato revelado, recentemente, rompido após grande pressão de conselheiros.

No mesmo documento o clube cita outros pagamentos de intermediação, desta vez de atletas, também sem expor o nome de quem teria sido agraciado com os comissionamentos.

R$ 1,5 milhão na venda de Aloísio para o Shandong Luneng

R$ 1,22 milhão na transação de Douglas para o Barcelona

R$ 706 mil na aquisição de Lucas Evangelista do Deportivo Brasil

Anúncios

Justiça indica perito no processo em que Carla Dualib cobra R$ 14,4 milhões do Corinthians

abril 30, 2015

carladualib

Em reviravolta processual, Carla Dualib, neta do ex-presidente do Corinthians, Alberto Dualib, por intermédio da empresa SMA, conseguiu reabrir o processo pelo qual cobra R$ 14,4 milhões do Timão, entre indenizações e comissões supostamente devidas.

A Justiça, em primeira instância, havia decidido pela prescrição.

O clube tentou se livrar da ação denunciando Dualib (o ex-presidente), mas o pedido foi indeferido:

“Inconsistente a pretensão do réu ao denunciar à lide o senhor Alberto Dualib, na medida em que se mostra defeso a inserção de fundamento novo na lide em testilha, já que seria necessário, no caso de procedência da ação, demonstrar a infração que aquele cometeu quando presidente do Corinthians, usurpando de suas funções e cometendo grave prejuízo ao patrimônio do demandado. Como tal debate não está inserido nos liames estabelecidos nesta ação, a meu aviso, não é o caso de deferimento da denunciação à lide, eis que não configurada a hipótese prevista no artigo 70, inciso III, do Código de Processo Civil”

Ontem, o juiz Marcello do Amaral Perino, da 42ª Vara Civil, decidiu pela produção de prova pericial para comprovação de “existência de valores não pagos, cumprimento correto do contrato e pertinência da indenização pretendida em virtude da exclusividade contratual.”

Foi nomeada a perita Dra. Adriana Lucena, que, em cinco dias, estipulará os honorários do trabalho, com prazo, depois, de mais 30 dias para apresentar o laudo pericial, partindo-se, então, para a conclusão do embate.

FHC e a maconha

abril 30, 2015

fhc maconha

Da FOLHA

Por ROGÉRIO GENTILE

Os defensores da liberação da maconha no Brasil costumam argumentar que a política de guerra às drogas fracassou –pois não reduziu a produção nem o consumo– e que a medida é necessária para esvaziar o crime organizado.

FHC é o principal expoente dessa bandeira, chegando ao ponto, na semana passada, em evento no Rio de Janeiro, de dizer que o “governo atual não tem, aparentemente, sensibilidade com a questão das drogas”, como se ele tivesse feito algo diferente na sua passagem pela Presidência.

O tucano defende basicamente que o Estado passe a regular a venda da maconha, retirando-a “das mãos do crime organizado”. Ainda bem que esse tipo de ingenuidade ocorreu ao ex-presidente somente na planície, longe do poder e livre dos compromissos com a realidade.

A legalização da venda da maconha não seria um grande problema para o crime organizado, que continuaria a existir da mesma forma, negociando todo tipo de droga. Não precisaria abdicar nem mesmo da maconha. Teria apenas de trocar o verbo “traficar” pelo não menos violento “contrabandear”.

Exatamente como ocorre atualmente com o tabaco. Anualmente, cerca de 33 bilhões de cigarros, ou um a cada três fumados no Brasil, são ilegais, trazidos essencialmente do Paraguai por quadrilhas internacionais que, obviamente, não pagam imposto nem respeitam as normas do Ministério da Saúde.

Os chamados cartéis do cigarro atuam na base da propina e da violência. Não é à toa que cidades localizadas em região de fronteira chegam a ter um índice estratosférico de homicídios, de cerca de 98 para cada 100 mil habitantes –a média nacional, que já é elevada, é de 29 homicídios por 100 mil.

A liberação da maconha, além de não enfraquecer o crime organizado, como crê FHC, lhe traria, na verdade, um estímulo. O mercado consumidor potencial passaria a ser bem maior que o atual.

Federações Estaduais e o Marketing da Benemerência

abril 30, 2015

cartola

(trecho da Coluna de JUCA KFOURI, na Folha)

Cerca de 20 mil profissionais do futebol passarão o feriado do Dia dos Trabalhadores sem ter o que comemorar.

Ao contrário, desde que os campeonatos estaduais terminaram para os clubes pequenos, jogadores, técnicos, preparadores físicos, auxiliares técnicos, massagistas, roupeiros etc., olham para 2015 e sabem que só resta esperar pelo Réveillon porque o ano acabou para eles.

Mas as inúteis capitanias hereditárias, as federações estaduais, proclamam que, beneméritas, dão emprego a tanta gente.

Sabe esta coisa do marketing da benemerência do qual se aproveitam mais os promotores que os alvos da generosidade?

Sim, não é fenômeno exclusivo do futebol, mas também dele, assim como já foi dos bicheiros e atualmente é explorado pelos traficantes, assim como por uma porção de fundações, ONGs e assemelhados.

Daqui para frente, o de sempre.

Os pequenos entram em quarentena e os grandes não param.

O falso Novorizontino do Paulistinha

abril 30, 2015

novorizontino

Por IGOR MUNARIM

Não confundam esse Novorizontino com aquele vice-campeão do Paulistinha em 1990

Muita gente pensa que o Novorizontino voltou a elite do Campeonato Paulista de futebol. Não é verdade!

O nome oficial do Novorizontino que foi vice-campeão Paulista de 1990 perdendo para o Bragantino é o Grêmio Esportivo Novorizontino. O clube fechou as portas (ou faliu) em 1999 graças ao estrago feito por Marquinho Chedid que arrendou o clube em 1994. A sua ultima participação na elite do Paulistinha foi em 1996.

O nome oficial desse Novorizontino que subiu a elite do Campeonato Paulista é o Grêmio Novorizontino (sem o Esportivo). Eles vão estrear na elite do Paulistinha em 2016.

As três coisas que o Grêmio Novorizontino (sem o Esportivo) está herdando do Grêmio Esportivo Novorizontino são as cores (amarelo e preto), o escudo e o mascote (Tigre).

As unicas diferenças o nome oficial e a data de fundação (Grêmio Esportivo Novorizontino foi fundado em 1973 e morreu em 1999, o Grêmio Novorizontino foi fundado em 2010).

Os direitos do nome Grêmio Esportivo Novorizontino ainda pertencem a família Chedid.

Vozão campeão no Castelão !

abril 30, 2015

ceará

Por JUCA KFOURI

Senhoras e senhores, acaba de acabar um jogo disputado com uma velocidade que não se costuma ver no sul maravilha e adjacências.

A decisão da Copa do Nordeste foi alucinante, no Castelão lotado (63.903 pagantes, mais de 64 mil presentes, recorde absoluto na temporada nacional) e lindo, num show da torcida do Ceará, que chorou no ano passado ao ver a festa da Sport e que agora comemora o título numa noite memorável.

Se o jogo tivesse oito gols não seria exagero, tantas as oportunidades criadas também pelo Bahia, num jogo eletrizante decidido por dois gols de cabeça de dois zagueiros, Charles e Gilvan, um em cada tempo, aos 16 e aos 8 minutos.

Se você não viu, dirá que há excesso de boa vontade no que está escrito.

Se viu, provavelmente concordará: foi um jogo que a Premier League assinaria embaixo.

Estádio belíssimo, gramado impecável, jogo lá e cá, o gol como objetivo, jogo vertical durante 90 minutos, um ESPETÁCULO.

Empolgante mesmo!

O Chelsea tem Drogba, 37 anos?

Pois o Ceará tem Magno Alves, 39!

E jogando muito.

O único senão: 2 a 1 mente sobre o que foi o jogo.

O Bahia, como se fosse um time alemão, não desistiu até o fim, tanto que descontou aos 44, com Max Bianchucci, em falha do goleiro cearense.

Fosse 5 a 3 ficaria melhor.

E para qualquer lado, embora, de fato, por tudo, fosse mesmo a vez do Vozão.

Graaaaande campeão!

Saiba como Lula faz a cabeça dos “companheiros”

abril 29, 2015

image

PGE-TRE/SP pede reprovação de contas do Dep. Federal Andres Sanches (PT), que pode ser cassado

abril 29, 2015

andres-e-a-champagne.jpg

Em 17 de março de 2015, a Procuradoria Geral Eleitoral do TRE-SP, após analise minuciosa, enviou parecer à Justiça Eleitoral pedindo a reprovação das contas de campanha do Deputado Federal Andres Sanches (PT).

O processo nº 573.849.2014.626.0000 está, desde o dia 19 de março, no gabinete da Desembargadora Dra. Diva Prestes Marcondes Malerbi, que deve, nos próximos dias, proferir a sentença.

Em caso de condenação, a PGE pedirá, além da aplicação de pesada multa, a cassação do mandato e diploma do ex-presidente do Corinthians.

Os procuradores encontraram diversas irregularidades nas contas apresentadas por Sanches, que não conseguiu, por exemplo, explicar os gastos de campanha realizados às empresas de fachada, ligadas a Edinho Silva (PT), então tesoureiro de campanha da presidente Dilma Rousseff.

A denúncia foi encorpada por requerimento de investigação, protocolado no TRE-SP, pelo associado do Corinthians, Sr. Rolando Wohlers, o Ciborg, inserindo documentação fornecida pelas matérias do Blog do Paulinho.

https://blogdopaulinho.wordpress.com/2014/10/05/despesas-de-campanha-de-andres-sanches-sao-desviadas-para-empresas-fantasmas-do-pt-e-a-uma-laranja-de-19-anos/

CONFIRA ABAIXO AS PRINCIPAIS MOVIMENTAÇÕES DO PROCESSO QUE PODE LEVAR À CASSAÇÃO DO DEPUTADO PETISTA ANDRES SANCHES

04/11/2014 – Processo é distribuído para a vara da Desembargadora Dra. Diva Prestes Marcondes Malerbi

18/11/2014 – A SCI (Secretaria de Controle Interno), após verificar irregularidades, solicita diligências para comprovar as acusações

21/11/2014 – Andres Sanches recebe autorização para ter acesso ao processo e prazo de 72 horas para explicar as irregularidades

27/11/2014 – Exatamente às 12h18m, Andres Sanches é comunicado que desobedeceu à determinação de apresentar defesa (prazo venceu em 26/11)

27/11/2014 – No desespero, às 13h08m, cinquenta minutos após a comunicação anterior, Sanches protocola (fora do prazo) documento com supostos esclarecimentos sobra as acusações

03/12/2014 – Seis dias após analisar os argumentos de Andres Sanches, a SCI emite parecer conclusivo pela desaprovação das contas de Andres Sanches, e, no mesmo dia, envia o relatório para a Procuradoria Geral Eleitoral

07/12/2014 – Após analisar a documentação, a PGE entende também pela reprovação das contas, pedindo ainda para que Andres Sanches seja notificado, novamente, para prestar esclarecimentos

10/12/2014 – Andres Sanches recebe novo prazo de 72 horas para contestar parecer da Procuradoria

11/12/2014 – A PGE junta no processo documento nº 213.327/2014 dando conta de “irregularidades na prestação de contas do candidato” Andres Sanches (PT)

12/12/2014 – No desespero, Sanches junta nova defesa, nº 242.241/2014

24/02/2015 – Após a virada do ano, a SCI devolve o processo em que havia solicitado vistas, mantendo parecer pela reprovação das contas

17/03/2015 – Em decisão definitiva, a PGE, depois de duas oportunidades fornecidas a Andres Sanches (PT) para explicar as contas de campanha, envia o processo para o Gabinete da Juíza, com parecer pela reprovação das contas

19/03/2015 – A ação chega às mãos da Desembargadora para conclusão, que deve ocorrer, nos próximos dias.

contas andres 1

contas andres 2

contas andres 3

contas andres 4

 

contas andres 5

contas andres 7

contas andres 8

contas andres 9

contas andres 10

contas andres 11

contas andres 12

 

O escândalo das taxas de juros dos empréstimos de empresários ao Corinthians

abril 29, 2015

raul correa

O Conselho Deliberativo do Corinthians, excetuando-se o conselheiro Rubens Gomes, o Rubão, aprovou, recentemente, as contas da gestão Mario Gobbi, mesmo com claros indícios de irresponsabilidades, para não dizer coisa pior.

Fica claro, após a divulgação do balanço, que empresários de jogadores (alguns com discurso de benemerência) levaram grande vantagem ao emprestar dinheiro ao clube.

Não apenas pela taxa de juros cobrada (maiores do que as de instituições financeiras com as quais o clube mantém conta corrente), mas pela claro vínculo de negociações (nem sempre favoráveis ao Corinthians) como garantia de pagamento.

Enquanto o Bradesco cobrou 1,2% e o Itaú 1,1% para emprestar dinheiro ao Timão, o então conselheiro alvinegro, Fernando Garcia, exigiu (e receberá) 1,4%.

Puro ato de “corinthianismo”, como definiu o irmão Paulo Garcia, dono da Kalunga, que também infelicita o Parque São Jorge.

Há outros, como Carlos Leite, que cobrou 1,5% e o BMG (que tratamos como empresários), com extorsivos 1,86% (justificados pelo retorno de 0,5%, que, comprovamos, é depositado na conta do “olheiro” Mauro “Van Basten” para depois ser dividido com dirigentes do Timão).

A justificativa do Diretor Financeiro à época dos empréstimos, Raul Corrêa da Silva, ao Blog do Perrone, que “qualquer taxa de juros abaixo de 2% ao mês boa”, e “valeu a pena pagar taxas mais altas e conseguir o dinheiro mais rapidamente” demonstra, com exatidão, as razões do clube viver, atualmente, situação financeira tão lamentável.

Negócios tão ruins realizados por gestores que nunca erram em suas finanças pessoais (a cada ano, mesmo não sendo remunerados no Corinthians, ostentam mais riqueza) são claros indícios de que existem mais coisas entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia…

TJ-SP reverte sentença que obrigava São Paulo a pagar R$ 277 mil de ISS por alugar Morumbi para shows

abril 29, 2015

06c40-cadeirasmorumbi-numeradainferior

Em 2011, o São Paulo foi condenado a pagar R$ 277 mil de ISS à Prefeitura por alugar o estádio do Morumbi às empresas CIEBRASIL e PLANMUSIC, responsáveis pela realização dos shows das bandas U2, Aerosmith e Roger Waters.

Inconformado, o clube recorreu.

Na última sexta-feira (24), o TJ-SP entendeu que o imposto não deveria incidir sobre o clube, apenas locador do espaço, mas cobrado dos contratantes, reais fornecedores do serviço.

Por consequencia os débitos fiscais foram anulados e a Prefeitura condenada a pagar as custas processuais.

Futebol decadente

abril 29, 2015

favela-futebol_thumb.jpg

Por GILTO AVALLONE*

A decadência do nosso futebol vem se acentuando ano a ano.

Revelações que brotavam diariamente no futebol estão cada vez se tornando mais raras.

Soma-se a isso falta de novos técnicos com novas ideias os existentes hoje estão ultrapassados e muito envelhecidos.

Além do que dirigentes cada vez mais interessados em negócios para si, os mecenas do futebol desapareceram.

Tristemente hoje se observa a degradação dos clubes considerados de pontas, perdendo dia a dia seu lugar para equipes menores composta de jogadores com poucas qualidades técnicas.

Estão todos os clubes, de porte médio e grande, endividados, demorarão muito para se acertarem, se conseguirem.

Esse ano nos campeonatos regionais, programado para os grandes passarem as finais, em diversos estados “a zebra está correndo solta”.

Pernambuco: Santa Cruz e Salgueiro decidem o titulo.

Paraná: Coritiba e Operário decidem o campeonato, o Operário leva vantagem no segundo jogo, pois venceu o primeiro jogo por 2×0.

Bahia: Bahia e Vitoria da Conquista nas finais, Vitoria da Conquista venceu o primeiro jogo 3×0.

Minas Gerais: Atlético e Caldense fazem a final, Caldense faz o segundo jogo pelo empate.

Só essas amostras já demonstram a decadência do nosso futebol, clubes de ponta com folha de pagamento de jogadores altíssimas contra times cuja folha deve ser paga com o salário de um ou dois de seus jogadores.

Estamos ladeira abaixo.

*GILTO AVALLONE é advogado e membro do COF da Sociedade Esportiva Palmeiras

Antônio Abujamra (1932-2015)

abril 28, 2015

abujamra

Antonio Abujamra (82), ator, diretor de teatro e apresentador do polêmico programa “Provocações”, da TV Cultura, foi encontrado morto, em sua residência, pelo próprio filho.

Infarto do Miocárdio foi a causa da morte.

Nascido em 15 de setembro de 1932, atuou em 14 novelas e 19 filmes para o cinema.

Recebeu os prêmios: Juscelino Kubitschek, pela direção de “A Cantora Careca”, em 1959, Melhor ator de Teatro por “O Contrabaixo” (1987), Kikito (festival de Gramado) pela atuação no filme “Festa” (1989), APCA pela atuação na novela “Que Rei Sou Eu ?”, da Rede Globo e o Lifetime Achievement, como diretor, no XI Festival Internacional de Teatro Hispânico, em Miami (1998).

Em 2011, este jornalista concedeu entrevista, tensa, ao “Provocações”, em que foi duramente sabatinado por Abujamra, (“bate e leva de volta”, definiu o apresentador) num programa recorde de audiência (naquele ano) na TV Cultura, citado pela FOLHA como “Melhor do Dia”.

Paulinho na FSP - 26-07-11 (2013_03_07 19_30_38 UTC)

Em homenagem ao apresentador, com absoluta gratidão pela oportunidade, reproduzo o encontro, na íntegra, logo abaixo:

Lava-Jato chega a Edinho Silva (PT), deixando Dilma Rousseff (PT) e Andres Sanches (PT) preocupados

abril 28, 2015

nilza, edinho e andres 2

Ainda durante a campanha eleitoral, publicamos provas de que parte do dinheiro arrecadado pelo então candidato a Deputado Federal, Andres Sanches (PT) foi desviado para empresas de “fachada” controladas por Edinho Silva (PT), então tesoureiro de campanha da presidente Dilma Rousseff.

https://blogdopaulinho.wordpress.com/2014/10/05/despesas-de-campanha-de-andres-sanches-sao-desviadas-para-empresas-fantasmas-do-pt-e-a-uma-laranja-de-19-anos/

O dinheiro, recebido de diversas fontes (quase todas, excetuando-se a Kalunga, de difícil comprovação), era enviado à gráficas e empresas de publicidade (inexistentes), transformado, por consequencia, em pagamento de serviços, para depois retornar e beneficiar os envolvidos no esquema.

Ontem, o site “O Antagonista”, com repercussão em diversas mídias, como a VEJA, encontrou novas fontes de “lavagem” do dinheiro de campanha da presidente, também operadas por Edinho Silva.

http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/2015/04/27/tesoureiro-de-dilma-repassou-r-16-milhoes-a-grafica-fantasma-registrada-em-nome-do-irmao-de-kennedy-alencar/

Ambas as informações (e documentos), tanto as levantados pelo Blog do Paulinho, quanto pelo “O Antagonista”, já são de conhecimento da Polícia Federal, que, em nova fase da “Operação Lava-Jato”, pode levar à comprovação de crimes cometidos, não apenas pela campanha de Dilma Rousseff (PT), mas doutros petistas, como os Deputados Andres Sanches (PT) e Arlindo Chinaglia (PT).

Vale lembrar que no caso do desvio de dinheiro da campanha do ex-presidente do Corinthians, nossa matéria comprova, também, a participação de Nilza Fiuza (foto com Andres Sanches e Edinho Silva), chefe de Gabinete da Presidência da República, em São Paulo.

Presidente do Flamengo pede retirada do Art. 8º da MP do Futebol

abril 28, 2015

eduardo bandeira

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, concedeu interessante entrevista ao Estadão, que pode passar despercebida de parte do público por ter sido alocada no caderno de Economia, não de Esportes.

Destacamos dois trechos interessantes.

No primeiro, em avaliação da MP do Futebol, Bandeira diz que o clube está adaptado ao principal Artigo do texto, o 4º, que trata das contrapartidas, mas entende ser necessários alguns aperfeiçoamentos:

“É um bom ponto de partida, mas existem pontos que precisam ser aperfeiçoados. O artigo 8º pode ser totalmente suprimido. Ele interfere na gestão de risco dos clubes, ao exigir que todas as receitas transitem por uma conta única”.

Em verdade, a retirada do referido artigo, proposta pelo Flamengo, é absolutamente temerária, e poderia dificultar o controle do Governo sobre os valores a serem destinados para a quitação dos débitos fiscais, facilitando, em tese, que os devedores ocultem entradas de dinheiro que poderiam justificar, por falta de caixa, eventual novo calote.

Por fim, em ótima avaliação, Bandeira demonstra como dirigentes utilizam-se de “pirotecnia” financeira para enganar torcedores no intuito de viabilizar conquistas rápidas (para benefício político), a custo do futuro de suas agremiações:

“Em clubes como o Flamengo, que têm uma torcida muito grande, sempre há o risco de dirigentes agirem de maneira irresponsável para conseguir resultado esportivo imediato. Isso foi fonte de todos nossos problemas aqui no clube”.

Basta um pequeno exercício de memória recente para encontrar dezenas de gestões baseadas em práticas de irresponsabilidade e pupulismo, que, num primeiro instante, saem consagradas pela ignorância popular, para depois, descobertas, servirem até para encorpar estatísticas policiais.

CONFIRA ABAIXO O ARTIGO 8º DA MP DO FUTEBOL, CITADO PELO PRESIDENTE DO FLAMENGO

Art. 8º O parcelamento de que trata esta Seção fica condicionado à indicação, pela entidade desportiva profissional de futebol, de instituição financeira que centralizará todas suas receitas e movimentações financeiras, inclusive relativas a direitos creditícios decorrentes de contratos celebrados com patrocinadores, com veículos de comunicação ou provenientes de direito de arena. 

§ 1º No caso de alteração da instituição financeira centralizadora, a entidade desportiva profissional de futebol deverá comunicar o fato aos órgãos referidos no caput do art. 7º no prazo máximo de trinta dias.

§ 2º Os depósitos de valores referentes aos direitos creditícios referidos no caput e a quaisquer outras receitas dos clubes de futebol deverão ser realizados exclusivamente na instituição centralizadora.

§ 3º No momento da adesão ao parcelamento, a entidade desportiva profissional de futebol deverá outorgar poderes para que a instituição financeira centralizadora debite, em sua conta, o valor da parcela devida mensalmente e promova o seu recolhimento, em nome da entidade desportiva profissional, por meio documento de arrecadação de tributos federais, ou, no caso do Banco Central do Brasil, por meio de transferência bancária para a conta corrente indicada no termo de parcelamento.

§ 4º Na hipótese de os recursos disponíveis na conta corrente da entidade desportiva profissional de futebol não serem suficientes para o pagamento da parcela devida no mês, a entidade desportiva profissional de futebol deverá realizar, no vencimento, o pagamento do saldo da parcela por meio de documento de arrecadação de tributos federais ou, no caso do Banco Central do Brasil, por meio de transferência bancária para a conta corrente indicada no termo de parcelamento.

Santos tem três dias para pagar calote em duplicata de Hotel

abril 28, 2015

santos julho 2014

Na última sexta-feira, o Hotel Nacional Dutra Ltda, da cidade de São José dos Campos, ingressou com ação de cobrança contra o Santos Futebol Clube, que se hospedou no local em julho de 2014 (foto).

O valor é de R$ 104.720,13.

A duplicata já está negativada em cartório.

O Juiz Rogério Marcio Teixeira decidiu, ontem, que o clube terá três dias para quitar a pendência, sob pena de nova penhora.


%d blogueiros gostam disto: