Advertisements

São Paulo sofre para vencer bolivianos no Morumbi

O São Paulo não jogou bem, encontrando enormes dificuldades para vencer o fraco The Strongest, por dois a um, no estádio do Morumbi.

Osvaldo, novamente, foi o nome do jogo.

Logo no início do primeiro tempo, o Tricolor foi com tudo para cima dos bolivianos, e, aos 40 segundos, a arbitragem errou ao marcar falta em Osvaldo, retirando a vantagem do ataque, que concluiu para as redes com a partida já parada.

Na cobrança, aos 2 minutos, Rogério Ceni bateu com maestria, mas Daniel Vaca fez grande defesa.

Com alguma dificuldade na criação, o São Paulo permaneceu atacando, porém criava oportunidades apenas em batidas a longa distância.

Surpreendentemente, aos 20 minutos, Pablo Escobar bateu escanteio pela esquerda, Cristaldo deixou Rogerio Ceni vendido num leve desvio e Barrera empurrou para a rede.

Com o gol sofrido, o Tricolor se enervou, propiciando equilíbrio à partida para o The Strongest, que infernizava a zaga do clube em jogadas de bola paradas batidas por Pablo Escobar.

Somente aos 39 minutos voltou a levar perigo quando Aloisio deixou Luis Fabiano na frente de Daniel Vaca, mas o atacante bateu por cima do gol.

Dois minutos depois, novamente em bola levantada por Escobar, a defesa bobeou e o atacante boliviano chegou um pouco atrasado no segundo pau.

Para alivio do torcedor são-paulino, Luis Fabiano girou dentro da área, Vaca fez grande defesa, mas, no rebote, Osvaldo não perdoou.

A segunda etapa o The Strongest continuou jogando muito bem, marcando com qualidade, sem dar chances ao Tricolor, e, vez por outra, arriscando o contragolpe.

Tecnicamente, somente Osvaldo jogava bom futebol no São Paulo.

Aos 15 minutos, Jadson arriscou batida na entrada da área que beijou o travessão.

Um minuto depois, Ney Franco colocou Ganso em campo, no lugar de Denilson.

Aos 22 minutos, em contra-ataque, Reina cabeceou sozinho, mas Rogerio Ceni defendeu.

Estava realmente difícil.

E só melhorou aos 34 minutos, quando Canhete encontrou Ganso dentro da área, que levantou a cabeça e deu o gol para Luis Fabiano, colocando o Tricolor em vantagem.

Daí para frente foi só administrar a vantagem, sempre atento com as investidas corajosas da equipe boliviana.

Valeu pelos três pontos conquistados, que deixam o Tricolor em situação mais confortável para suas próximas disputas na Libertadores.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: