Advertisements

Jorge Jesus e a torcida do Flamengo tem objetivos diferentes

Quando o treinador Jorge Jesus chegou ao Flamengo o objetivo principal, acima de montar uma grande equipe, era o de servir como soldado de agentes ligados ao grupo do qual faz parte o iraniano Kia Joorabchian.

Não à toa tentou-se primeiro o Atlético/MG – parceiro histórico de Ricardo Guimarães, dono do BMG, que é associado ao intermediário.

A oportunidade de gerir o Flamengo se deu após encontro de Kia com Marcos Braz, que também é afeito a essas iniciativas.

Por conta disso, Jesus foi contratado antes da queda de Abel Braga e, já no Brasil, assistiu a jogo do clube num dos camarotes do BMG, ao lado de Guimarães e Lucca Bertolucci (preposto do iraniano)

Pouco antes, Jesus foi flagrado em reunião com Pini Zahavi – ligado a Kia, justamente com quem Marcos Braz se encontrou às costas de Abel Braga.

Toda essa movimentação foi noticiada, à época dos fatos, pelo Blog do Paulinho:

Interesse do Flamengo em Jorge Jesus não é nada inocente

Jorge Jesus foi contratado pelo Flamengo há 15 dias

Obviamente, após a efetivação do negócio, o Flamengo esperava que um bom trabalho fosse realizado, mas o objetivo principal das pessoas envolvidas era, primordialmente, a realização de bons negócios.

Porém, no meio disso tudo, Jesus teve desempenho histórico, com cinco títulos e um vice-campeonato mundial.

Há um paralelo semelhante ocorrido no Corinthians: quando Andres Sanches contratou Ronaldo Fenômeno, quase aposentado, a intenção era lucrar com marketing e também politicamente, mas, por sorte e felicidade do clube o atleta, em último suspiro de genialidade, jogou seis meses magníficos, suficientes para encobrir todo o restante.

Foi assim no Flamengo.

Ocorre que, agora, com a moeda brasileira cada vez mais desqualificada, Jesus foi ‘convocado’, sem possibilidade de recusar, a assumir outro ‘posto de negócios’, bem conhecido de seus parceiros comerciais.

O Benfica, historicamente, serve de entreposto de atletas, espécie de vitrine de jogadores brasileiros e africanos que precisam abrir espaço para voos maiores no futebol europeu.

Esse é o ponto: objetivos.

Jorge Jesus fez história no Flamengo e, certamente, jamais se esquecerá de sua passagem pelo rubronegro, mas, diferentemente do torcedor, é, antes de tudo, um homem de negócios.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: