Advertisements

Bolsonaro, Nelson Piquet e Ayrton Senna

O presidente Jair Bolsonaro, para não perder o hábito de dizer bobagens, afirmou, em rede social, que o autódromo do Rio de Janeiro receberá o nome de Ayrton Senna e será palco da Fórmula 1, em 2020.

Errou todos os chutes.

A não ser gerando grande prejuízo aos cofres públicos, porque teria que pagar a multa contratual prevista no contrato do Estado de São Paulo coma FIA, o governador Agripino Dória já deixou claro que não anuirá com a loucura.

No caso do autódromo, então, o delírio foi total.

Primeiro pela evidente falta de respeito com o também tri-campeão mundial Nelson Piquet, tratado como certo para dar nome ao local, mas também pelo desconhecimento da necessidade do pedido de autorização da família Senna, responsável pela marca do ex-piloto.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Bolsonaro, Nelson Piquet e Ayrton Senna”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: