Advertisements

Novo treinador da base do Corinthians é agente de jogadores, funcionário de Fernando Garcia

Célio Silva

O novo treinador da equipe sub-13 do Corinthians, idade interessante para cooptação de jovens valores, será o ex-jogador alvinegro Célio Silva, ídolo dos anos 90.

No clube, está sendo apresentado como gestor de um projeto social.

Trata-se de meia verdade.

Célio Silva ganha a vida empresariando jogadores de futebol, as vezes por conta, noutras pela empresa ART SPORTS, que é do agente Fernando Garcia (irmão de Paulo Garcia, dono da KALUNGA), apesar de, como é de hábito em seus negócios, estar inscrita em nome de prepostos.

Há pelo menos 20 jogadores na base alvinegra ligados à referida empresa.

No dia 21 de dezembro de 2014, listamos, em matéria, 25 atletas alvinegros que, à época, foram colocados ou cooptados pela ART no Parque São Jorge, além da relação de funcionários de Fernando Garcia, entre os quais Célio Silva, tratado como responsável por “intermediações de negócios”.

O site diz ainda que a ART é parceira da LF Assessoria (em nome de Fernando Garcia) e do SONDA (na verdade, dos outros dois sócios de Garcia, Guilherme Miranda e Gustavo Ferro – que eram da referida empresa):

Fernando Garcia esconde 25 jogadores do Corinthians na “laranja” ART SPORTS SOCCER

Revelamos também, em 06 de janeiro de 2014, que Célio Silva utilizou-se de recibos de contratos oriundos de uma empresa de serviços automotivos, a CS.3 (clara alusão às iniciais do nome ex-zagueiro alvinegro (que está no contrato social), e o número da camisa de quando era jogador) para colocar jogadores no Palmeiras.

Empresários ligados ao Corinthians negociam jogadores do Palmeiras com recibo de empresa automotiva

Este negócio foi realizado em parceria com o ex-jogador Bernardo, também agente, que desde os tempos de Nesi Curi infelicita o departamento amador do Corinthians, quase sempre com anuência e participação do deputado Federal Andres Sanches (PT).

Comandada por bicheiros que obedecem ao citado parlamentar, com a submissão do presidente Roberto Andrade, as categoria de base do Timão transformaram-se em quartel general do que há de pior no Parque São Jorge, entre dirigentes e conselheiros, representados, para que possam se ocultar, por empresários de atletas de má-fama no mercado.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: