Advertisements
Anúncios

Os crimes de Fernando Haddad (PT)

haddad-andres_thumb.jpg

Ontem, de mameira lamentável, a cidade de São Paulo foi exposta por seu Prefeito, Fernando Haddad (PT), em manipulação da verdade para atacar desafeto pessoal, o jornalista Marco Antonio Villa, da rádio Jovem Pan.

Inconformado com as críticas recebidas, o petista se julgou no direito de, em ato de molecagem, inserir no site oficial de Prefeitura a agenda do Governador Geraldo Alckmin, em vez da sua, no intuito de enganar o comentarista.

Esqueceu-se, porém, ou pouco se importou, que outras milhares de pessoas teriam acesso a informação mentirosa.

Haddad cometeu dois crimes em sua atitude: um moral outro penal.

O primeiro, óbvio, de utilizar-se do cargo para briga pessoal, levando a constrangimento toda a população que paga seus salários para que se comporte como gestor, não como adolescente transloucado.

Depois, o mais grave, incurso no código penal, que pode, em levada apuração a cabo, custar-lhe até o cargo.

Diz o Art. 299, do Código Penal:

Omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante:

Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa, se o documento é público.

Cabe agora ao Ministério Público de São Paulo e a toda a população atingida exigir investigação sobre o caso, com a devida punição, agravada pelo fato do próprio Prefeito, em nova molecagem, ter se gabado do feito em mídia social.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: