Advertisements
Anúncios

Os auditores das contas do Corinthians nas gestões Sanches e Gobbi. As “manipulações” de Raul Corrêa da Silva

gaguinho raul

Após o escândalo fiscal que colocou por terra todo o discurso de modernidade e lucratividade exposto pelas últimas gestões alvinegras, em balanços manipulados e Relatórios de Sustentabilidade risíveis, culminando no indiciamento criminal de quatro dirigentes, entre eles o diretor financeiro, Raul Corrêa da Silva, também acusado de fraude em ações semelhantes em sua empresa, a BDO/RCS, decidimos pesquisar os auditores das contas corinthianas nos últimos períodos.

O resultado é absolutamente esclarecedor.

Não por acaso, o primeiro balanço da gestão Andres Sanches, o de 2008, que compreendia parte da gestão Dualib e inicio da “Renovação e Transparência” foi auditado pela BDO.

No ano seguinte, 2009, com números de 2008, também.

Assim como em 2010, referente ao exercício de 2009, ainda na gestão Andres Sanches, a responsável foi a parceira de Raul Corrêa da Silva.

2011 ? Referente a 2010 ? Claro… BDO novamente.

Porém, em 2012, com a situação já incontrolável, Raul Corrêa da Silva, em aparente ato de “malandragem”, talvez para não comprometer sua própria empresa, colocou para auditar as contas de 2011 do Corinthians uma empresa denominada GRANT THORNTON AUDITORES INDEPENDENTES.

Uma fraude, na verdade, porque quem assina o parecer é o auditor DAVID ELIAS FERNANDES MARINHO, funcionário do diretor financeiro do Corinthians em sua BDO/RCS, conforme comprovamos nos documentos abaixo:

balanço 1

balanço 2

balanço 3 balanço 4

 

GRANT THORNTON AUDITORES INDEPENDENTES retorna em 2013, analisando as contas de 2012, com a assinatura de MARCOS VENÍCIO SANCHES, não por acaso ex-funcionário da BDO.

Por fim, em 2014, as contas de 2013, as mais complicadas, aprovadas pelo Conselho com ressalvas de 13 conselheiros, foram auditadas pela inexpressiva RSM FONTES, que teve seu proprietário, LUIZ CLAUDIO FONTES, cassado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) após inúmeras irregularidades cometidas no exercício da profissão, que podem ser conferidas em matéria do link abaixo:

Auditor que assinou balanço do Corinthians teve registro cassado no CVM e tem histórico problemático na profissão

auditoria corinthians

Não é necessário ser nenhum gênio para entender as manipulações efetuadas nas auditorias dos balanços do Corinthians, todos inclusos no “famoso” Relatório de Sustentabilidade, retratando uma dívida que nunca crescia e receitas estrondosas, milionárias.

A farsa, porém, foi revelada pela Justiça Federal, trazendo aos holofotes a realidade, marcada por uma dívida que se aproxima dos R$ 500 milhões, sem contar os mais de R$ 2 bilhões que devem se transformar as pendências do estádio, além das obrigações trabalhistas, embasadas em dezenas de processos, todos para estourar, num prejuízo ainda incalculável para os cofres do Corinthians.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: