Advertisements
Anúncios

O que a atual gestão do Palmeiras faz é um mergulho no atraso e na imoralidade

Por CONSELHEIROS DO PALMEIRAS

Modernidade sim, indecência não

Palmeirense. Amigos e amigas associados,

No próximo dia 04 de agosto iremos votar, na Assembleia Geral dos Sócios, algumas mudanças estatutárias. Para muitas das perguntas que nos são feitas, incluindo coisas tão simples como uma atualização de endereço, devemos dizer sim. Três questões, entretanto, merecem maior reflexão e têm como pano de fundo perguntas muito mais sérias: *Vale tudo pelo poder?* Os fins justificam a utilização dos mais indecentes meios? Convido-lhe a responder não a essas questões, mas explico.

Para quem não acompanha as entranhas políticas do Palmeiras de perto, é fácil se confundir. Afinal, turbinada por um caminhão de dinheiro e por muita PROPAGANDA, uma versão associando o SIM à modernidade circula amplamente. Já este texto, escrito com o coração na mão, precisa de você para que seja devidamente compartilhado e lhe pede para que não deixe meias-verdades se afirmarem pela repetição. Olhe, só um pouquinho, para o problema em perspectiva e pergunte-se, diante das urnas: o dinheiro deve poder comprar opiniões? Sim ou NÃO? Festas, pizzas e jantares devem poder comprar o apoio político de nossos conselheiros? Sim ou NÃO? É isto que está em jogo! Se você, no seu íntimo, responde não para estas questões, parabéns!

Porém, você tem uma importante missão:

  1. Explicar a todo associado o que está em disputa na votação.
  2. Comparecer dia 04 de agosto à Sociedade Esportiva Palmeiras, com orgulho, para defender que qualquer coisa que se faça no Palmeiras seja feita, em primeiro lugar, com decência.
  3. Votar NÃO aos itens 6, 6A e 9 da reforma estatutária.

Mas por que o voto SIM nestes três itens representa uma indecência?

1) Porque o que se busca ao mudar o estatuto nunca foi tornar o Palmeiras mais moderno. Muitos dos que turbinam a campanha pelo sim querem apenas se manter no poder. Mudar o estatuto para permanecer mais tempo no comando (quão Mustafista e errado isso lhe soa, palmeirense?). Pare por um instante, e reflita: que tipo de revolução um ano a mais de mandato pode trazer? Qual é esta receita mágica, que só o Palmeiras possui? Como estender o tempo de mandato (afetando, potencialmente, um candidato a reeleição), pode ser nosso passaporte para modernidade? É óbvio que este é um argumento vazio! A mudança do tempo de mandato busca atender interesses pessoais e políticos. Preste atenção na justificativa dada por quem está a todo instante na rede social ou na televisão camarada (cuja empresa é anunciante). É quase um sim porque sim e pronto. Por que tanta gente que você considera justa e honesta está contra essa questão? Já fez essa reflexão?

2) Quem frequenta nosso clube pode ver com seus próprios olhos. Festas, pizzas, churrascos, cargos e promessas. Tente não ter indigestão. O modo de operar de quem quer se eternizar no poder representa o mais perfeito exemplo do pior da política brasileira. Não adianta, amigo e amiga associado, indignar-se com nossa política e, na primeira oportunidade, dizer sim a tais práticas em nossa vida privada. Mudar o Palmeiras, ou o Brasil, começa pelo repúdio interno, em nossas consciências, de qualquer troca-troca político. Começa por não aceitar a retaliação de quem não topa entrar na dança. Mudar, de verdade, começa por mudarmos a nós mesmos, e não aceitar certos meios, por princípio. Promessas de dias melhores, quem tem boca é capaz de fazer. Promessas multiplicam-se especialmente, da boca de quem não tem compromisso com a verdade, de quem se contradiz muitas vezes, confundindo a todos e nos desorientando. Não lhe culpo se você está desorientado. Essa é a arte dos que manipulam. Mas é fácil desmascarar impostores. Olhe a história. Veja quem traiu os amigos. Veja quem ameaça retirar seu apoio se não tiver o que quer. Veja quem diz que doa e depois cobra como se fosse empréstimo. É a estes que você dará seu voto de confiança?

3) Não se deixe manipular! Repare como tudo é desenhado para lhe enganar. Olhe a lista de itens da votação. Diversos itens irrelevantes trazendo pequenos e irrecusáveis ajustes. O item 2, por exemplo, era um simples adendo ao item 1, mas ganhou vida própria, como se fosse questão crucial para nosso futuro. Tudo é desenhado para que você diga SIM, que pegue o embalo no começo e vá em frente, sem atentar-se demais. No meio de tudo, três itens da agenda do atraso, camuflados em palavras difíceis. Dois deles juntos em um só número (6 e 6A) como se fossem coisa de menor valor. Eles lhe perguntam, desavergonhadamente. Você quer manter o número de vitalícios em nosso conselho? E te pedem que responda que SIM. Para lhe confundir, associado, a pergunta tem a seguinte redação: “Alteração da Composição do Conselho Deliberativo”. Por que não: “Aceitar a Manutenção de 148 Conselheiros Vitalícios?” Querem te enganar, associado. Quanto mais cargos vitalícios, menos poder na sua mão! VOTE NÃO no item 9.

4) Quem te manipula não te quer bem! Entenda como este processo foi conduzido até aqui! Antes de seu voto ser necessário, associado, apenas conselheiros indecisos eram convidados para pizzas e churrascos, jogos em camarote institucional, viagens para jogos do clube fora de casa. Na votação destes temas no Conselho, a redução do número de vitalícios foi convenientemente colocada no fim da pauta, momento em que muitos conselheiros já abandonam, infelizmente, a reunião. Com pouco quórum, por meio dessas pequenas sutilezas e com muita PROPAGANDA E PROMESSAS, que a vergonha se mantém no poder. Assim como nossos políticos e ministros.

5) Quem defende a modernidade? Algumas das principais vozes hoje contra Mustafá não hesitaram em ingressar no clube (e no Conselho), graças ao seu apoio. Nem em lhe doar dinheiro e ingressos (veja o velho método aí de novo – inclusive cobrando a doação agora como se fosse empréstimo). Nem em abandoná-lo quando conveniente, mudando de opinião como tantas vezes fizeram.

6) Que modernidade é essa que depende de uma pessoa, ou uma empresa? A Sociedade Esportiva Palmeiras é hoje um dos clubes mais ricos do continente graças EXCLUSIVAMENTE a sua própria torcida, que enche o estádio, se associa ao Avanti e compra camisas como ninguém faz. Quem conhecia a Crefisa antes de patrocinarem o Maior Campeão do Século XX? Somos NÓS que impulsionamos a marca de nossos parceiros, JAMAIS o inverso.

7) Veja a alteração no tempo de mandato presidencial, o famigerado item 6. Você prefere 2, 3 ou 4 anos? Você apoia reeleição ou é contra? Os órgãos reguladores do poder executivo não deveriam se adequar ao novo modelo, também? Veja, são perguntas complexas, que demandariam debate. Associado(a) do Palmeiras, perdoe o tom, mas é preciso usar as palavras com seus reais significados: esses itens NÃO FORAM DISCUTIDOS. Estão aí apenas para atender uma agenda específica. Preste atenção. Você acha certo que tudo seja feito açodadamente para que o próprio presidente em exercício possa se beneficiar nessa eleição? O item 6A não discute o tempo de mandato, apenas coloca freios para que não se façam mais mudanças no estatuto às vésperas da eleição. Mauricio Galliote na votação do Conselho disse que a alteração precisa valer desde já, em uma clara demonstração de favorecimento próprio.

Em algum momento é preciso dar um soco na mesa e dizer NÃO! JÁ BASTA.

Este momento chegou. Por decência e contra a manipulação, é imperativo discordar desse jeito de fazer política. Pequenos favores não valem mais do que os padrões de decência que DEVEMOS DEFENDER. Por isso associado, peço que se pergunte, ao olhar no espelho na manhã do dia 04, se apertar o botão do SIM na urna e se somar a estas práticas condiz com seus valores. Se são estes os valores que você ensinaria aos seus filhos. Se são estes os valores que você quer ver em nossos políticos, seja no Palmeiras ou no Planalto. Ao vestir aquele sagrado manto verde, tão injustiçado pelo poder político e pelo poder do dinheiro, e marchar para a Rua Palestra Italia para decidir nosso futuro, eu preciso que você se pergunte: você quer um Palmeiras igual ou diferente de tudo que aí está? *Um Palmeiras diferente se constrói com muitas mãos*. Com princípios e decência. E sem os personalismos da pior espécie. É por essa razão, e apelando para nossos valores, que peço seu voto NÃO também aos itens 6 e 6A, em repúdio ao show de horrores que todos estamos assistindo. Barrar essa alteração agora não impacta nenhuma lei de incentivo, como falaciosamente alguns têm dito. Há muita desinformação circulando. Muitas pessoas decentes estão sendo enganadas por um festival de mentiras e propaganda, que usa nosso símbolo e o endereço que você forneceu ao clube (para outros fins) para lhe influenciar.

INDIGNE-SE. Não aceite um festival de mentiras. Explique. Ajude. *Vote Consciente*. Vote NÃO à indecência.

Vote contra vitalícios (NÃO NO ITEM 9).

Vote contra a extensão do mandato presidencial (NÃO NOS ITENS 6 e 6A).

Vote favoravelmente aos demais itens, se assim julgar correto.

*PALMEIRENSE, VOTE CONSCIENTE*

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: