Conexão Paraguai – parte 2: contrato de Mendieta indica pagamento de comissão na conta do jogador

regis marquesbrunoro

Recentemente, publicamos uma matéria, denominada “Conexão Paraguai: os negócios lucrativos de Brunoro e Regis Marques no Palmeiras”, indicando uma parceria dos referidos, dirigente e empresário, em detrimento da saúde financeira do Palmeiras.

http://blogdopaulinho.wordpress.com/2014/01/15/conexao-paraguai-os-negocios-lucrativos-de-brunoro-e-regis-marques-no-palmeiras/

Dissemos que o clube pagou US$ 1,2 milhão pelo atleta, acertando, também, salário de R$ 128 mil mensais, destes, R$ 40 mil destinados à conta de Regis Marques, que seriam, posteriormente, divididos com o dirigente palmeirense.

Dos citados, Marques, desmentiu, desde a informação, até os valores citados, Brunoro se calou e Mendieta fingiu que não era com ele.

Resolvemos, então, publicar a integra do contrato firmado entre Palmeiras e Mendieta, em nosso poder, que, por sinal, não apenas comprova muito do que dissemos, mas, também, fornece novos dados, alguns inacreditáveis.

Entre eles, a formalização do pagamento de comissão, US$ 200 mil, convertidos em R$ 432 mil, a ser depositada na conta do atleta, e que, segundo informações, teriam como reais destinatários Brunoro e Regis Marques.

Ou seja, de US$ 1,2 milhão, somente US$ 1 milhão foi pago à equipe paraguaia, que também, segundo consta, teria pago comissionamento a Regis Marques, numa espécie de mão dupla de negociação.

Estranha o fato do presidente Paulo Nobre, e seu departamento jurídico, com assinatura de Guilherme Lipi, com tantas histórias cercando a vida da dupla citada na matéria, não tenham ao menos, desconfiado da operação.

Mas há outras clausulas, também constrangedoras, para não dizer, surreais.

Vamos por partes.

PRIMEIRA PÁGINA DO CONTRATO

Abaixo você confere a primeira página do contrato, indicando o nome do jogador, Mendieta, e do contratante, Palmeiras, além de seu presidente, Paulo Nobre.

capa contrato

VIGÊNCIA E SALÁRIO DE MENDIETA

Na sequencia, temos a vigência do contrato, de 07/06/2013 à 31/05/2017, ou seja, quatro anos, com a indicação do salário mensal, R$ 128,5 mil, exatamente como publicado pelo Blog do Paulinho, em sua matéria inicial.

vigência e salário

MULTA POR RESCISÃO DE CONTRATO

Se o Palmeiras negociar Mendieta para equipes nacionais, a multa, acertada em contrato, é de R$ 80 milhões, enquanto, para o mercado internacional, 50 milhões de Euros.

multa rescisão

DISFARÇANDO A COMISSÃO

Pelo contrato, o Palmeiras se obriga a pagar a Mendieta, depositando na conta do jogador, a quantia de US$ 200 mil, convertidos para R$ 432 mil, especificando que trata-se de 20% do valor acertado na negociação.

Somente sendo muito inocente para deixar de perceber que trata-se, na verdade, de comissionamento pela operação, disfarçado de cumprimento de legislação paraguaia, que, se fosse verdadeira, não deveria ser paga pelo clube, que responde às leis brasileiras.

Informações dão conta de que o dinheiro sequer esquentou a conta de Mendieta, sendo destinado, quase que imediatamente (a parcela inicial e as subsequentes), aos verdadeiros “proprietários”.

comissão 20%

PROIBIÇÃO DE RECLAMAR ATRASOS DE SALÁRIOS

Chega a ser surreal, engraçada, até, a inserção de uma cláusula no contrato de qualquer trabalhador que indique a possibilidade de haver atraso no pagamento de salários.

Pior ainda é estipular uma multa, no caso de Mendieta, de 40% dos vencimentos, se houver reclamação publica sobre eventual calote.

Ou seja, além de não receber, o jogador passa a ser devedor do Palmeiras em caso de justa reclamação de direitos.

Se não ilegal, a clausula, além de risível, é claramente imoral.

multa 40% se reclamar atrasos

FECHAMENTO DO CONTRATO COM AS REFERIDAS ASSINATURAS

Assinaturas

AO CLICAR NO LINK ABAIXO VOCÊ TEM ACESSO À INTEGRA DO CONTRATO ENTRE PALMEIRAS E MENDIETA

Contrato Palmeiras-Mendieta

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.