Advertisements

Coluna do Fiori

fiori_g.jpg

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.br   Email: caminhodasideias@superig.com.br

 

 

REMEMORANDO

Quando iniciei na arbitragem isto em 1.972, carregava em minhas entranhas que o arbitro era a pessoa na qual todos poderiam depositar confiança, uma vez que praticavam a aplicabilidade das leis do jogo com total independência, desprovidos das cores dos times pelos quais poderia ter alguma atração.

Entendo que todos que arbitram futebol tenham pequena queda de encanto por algum time, do contrario não estariam neste campo de atividade semi-profissional, porem, quando no exercício da função, sua principal obrigação e dever é aplicar com todo o vigor as leis do jogo, este papo de dizer que não é simpático por nenhum time ou que seu time é de outro estado, em meu abranger é nos chamar de obtuso.

Aquém disto, observei que grande parte dos integrantes da arbitragem, tanto os antigos ou recém formados, bajulavam jornalistas, dirigentes, políticos e todos aqueles que ocupavam alguma posição e tivessem livre acesso ao prédio da federação situado na época no bairro da Bela Vista, na rua Brigadeiro Luiz Antonio.

Este comportar, foi um claro sinalizar, que a maioria dos árbitros de minha turma 1971/72 usaria de expedientes vários para transpor quaisquer obstáculos com o principal fito de alcançar objetivos e isto ocorreu realmente, presenciei e ouvi coisas do arco da velha, em todas as oportunidades dizia na lata destes, tudo e mais um pouco do nojo que lhes sentia, por entendê-los vendilhões das entranhas dos apaixonados pelo futebol, que se iludiam pelas manchetes dos órgãos de nossa imprensa, ávida por noticias que viessem a dar furos e que tinha em suas hostes profissionais que se locupletavam com as mazelas dos imundos bastidores do nosso futebol.

Dito isto, posso afirmar que naquele tempo tínhamos os chamados bandeirinhas oficiais que se adaptavam com os árbitros que eram sempre os mesmos, os chamados cardeais da arbitragem, estes não permitiam renovação e os dirigentes por sua vez não queriam arriscar em novos nomes, sendo assim o circulo tornou-se vicioso, com rabo preso a rabo, num demonstrar explicito de que algo de podre havia no terreiro de cada um destes. 

Como exemplo posso lhes dizer que naquela época, tínhamos trios de árbitros fixos, ou seja; arbitro e bandeirinhas, hoje denominados assistentes, caso houvesse problema com um dos assistentes o substituto deveria de ser um dos quais o árbitro tinha relacionamento no campo de trabalho.

De minha turma de formandos, vários puxavam o saco dos cardeais para se alçarem como seus bandeirinhas ou conseguirem dos mesmos, indicação para trabalharem como arbitro principal em partidas de divisões inferiores, alguns também, presenteavam dirigentes e funcionários com mimos para serem lembrados quando da confecção das escalas para as partidas sobre a responsabilidade da FPF.

Este rememorar tem como propósito de alertar aos incautos ou desmemoriados, que o dito por dirigentes de algumas federações, dentre estas, encontra-se Marco Pólo Del Nero, bem como o senhor Marinho presidente da Comissão de Árbitros da Federação Paulista de Futebol, que irão aplicar novidade nas escalas dos árbitros, para os campeonatos estaduais do próximo ano, formando trios fixos.

Isto é o copiar o passado e afiançar as palavras do comunicador Abelardo Barbosa, o querido Chacrinha:

“Neste Mundo Nada Se Cria, Tudo se Copia.”

POLITICA

De agora para frente os deputados e senadores otimamente remunerados, com verba para gabinete onde colocam seus parentes e apadrinhados, aquém destas mordomias, fora as grandes falcatruas nas quais envolvidos, ostentam o poder da caneta, cuja tinta desliza na assinatura de papéis importantes que lhes dão algum a mais.

Quando estas imundices se tornam publicas, seus pares vêem a publico dizendo que farão levantamento, ao fim, fica tudo com antes neste quartel de malandragem oficial, onde todos encontram na chamada imunidade parlamentar e no foro privilegiado, o subterfúgio para traírem nossas esperanças e de nosso voto, estarão empenhados na luta pela eleição dos candidatos de seus partidos, partidos estes que deveriam de ter programas e estes deveriam de ser seguidos pelos eleitos, porém, como estamos no Brasil-brasileiro os partidos são usados para o registro e dos votos, com isto incentivam-nos a votar em nomes e não em programas partidários, usando-nos para auferirem mais algum dinheirinho.

Acorda, Brasil.

24/07/08

As opiniões constantes neste espaço são de minha inteira e total responsabilidade e são publicadas pelos blogs:

blogdopaulinho.wordpress.com

pitacosdobodaum@bol.com.br

Facebook Comments
Advertisements

2 comentários sobre “Coluna do Fiori

  1. daniel rodrigues dos santos

    com relação à política, será que fortalecer partidos como o pmdb, aliado de qualquer partido que esteja no governo, o psdb entreguista, o dem(paradoxal este nome né?!, somos tão idiotas! esquecemos do tempo da ditadura….vai esperando!).
    acho urgente uma reforma política, mas qual?
    fortalecer este tipo de partido, esta maneira de fazer política eu sou totalmente contra.
    abraço paulinho!

  2. euclydes zamperetti fiori

    Senhor Daniel Rodrigues dos Santos, pelo visto o senhor não entendeu que critiquei todos, e o senhor dei la por qual razão, não citou o PT , pertido do famoso braço curto q. pouco trampou e rico ficou, juntamente com seus filhos. Seus amigos tb assim o fizeram e nós do povão top top. Nosso problema é a nojenta cultura do é dando que se recece ou ele rouba + faz, tanto o senhor quanto eu sabemos qu8e o pior ladrão é o falso moralista que estando na oposição grinta e fala tudo que pode contra os q. estejam no poder, porém , em lá estando fazem canalhices bem piores e ainda distribuem cestas básicas ou vendem ilusões aos que assim queiram ou se beneficiam.
    Acorda, Brasil.
    Saiba se no poder estiver um parente meu e souber que venha a fazer safadezas, na primeira opoertunidade dou-lhe uma surra de palavras em publico.
    Saiba tb q. se estes trutas que estão no poder e fizem oq. estão fazendo em Cuba ao tempo do Fidel Castro, seriam encaminhados ao famoso paredom e fuzilados.
    Este papo de esquerdista é jogar conversa fora, eles e os que os apoiam são ladrões,tanto é verdade q. Heloisa Helena e outros sairam deste mato, por conter muitos ratos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: