Advertisements
Blog do Paulinho

Corinthians rompe com SPR (Poderoso Timão) e cobra R$ 6,6 milhões na Justiça

Andres Sanches e Luis Paulo Rosenberg (abaixo), Alex Watanabe e Caio Campos, ainda dirigentes do Timão (acima), em confraternização da SPR – julho de 2017

No último dia 30, o Corinthians ingressou na Justiça com pedido liminar para romper o acordo, que vigora desde 2008, com a SPR (ex-Poá Textil), ligada ao ex-vice-presidente Luis Paulo Rosenberg e a seu sócio, Andres Sanches, ex-presidente do clube.

Ambos, fora do contrato social.

A SPR era responsável pela franquia de lojas ‘Poderoso Timão’ e também única fornecedora autorizada destes produtos.

Após a entrada de Duílio ‘do Bingo’ Monteiro Alves na presidência, a relação desandou.

Primeiro, o Corinthians decidiu que somente a agremiação cuidaria das franquias, razão pela qual firmou-se aditivo, aceito pela SPR, condicionado a que a empresa continuasse na condição de fabricante e distribuidora exclusiva dos produtos.

Agora, na Justiça, o Timão pede o rompimento total.

As alegações são graves.

O Corinthians lista fraudes, entre as quais ocultação de vendas que impactariam nos valores a serem recebidos pelo clube; produtos de má-qualidade; venda para terceiros fora do escopo contratual, etc.

Notificada para rescisão amigável, a SPR alegou que o contrato continua vigente e que é o Corinthians que o teria descumprido.

A Justiça, nas próximas horas, decidirá se a liminar a cabível.

O mérito deverá demorar alguns anos.

Pelo rompimento, o Corinthians cobra R$ 8 milhões (percentual de R$ 12 milhões do que ainda restaria a cumprir de contrato) dos quais serão descontados R$ 1,5 milhão que o clube confessa dever à empresa a título de adiantamento de royalties (empréstimo) – que não consta no balanço do clube.

Todos os problemas atrelados à relação entre SPR e Corinthians são conhecidos há muitos anos – foram, inclusive, denunciados pelos lojistas e também por este Blog do Paulinho – assim como as ligações comerciais, ainda que ocultas, com cartolas alvinegros.

Um dos gestores do estádio de Itaquera, Caio Campos – funcionário de Luis Paulo Rosenberg, continua no Corinthians e, tempos atrás, antes do retorno ao Parque São Jorge, havia migrado do departamento de marketing alvinegro para a função de CEO da SPR.

Este rompimento, cercado de acusações, precisa ser minuciosamente investigado.

As vantagens indevidas, oriundas de falcatruas – denunciadas, agora, pela própria diretoria alvinegra – não são fatos recentes e teriam sido testemunhadas por pessoas que ainda possuem cargos no Timão, mas, por razões estranhas, permanecem calados.

Quem embolsou?

Os conselheiros do Corinthians tem obrigação de buscar respostas.

É grande o impacto político, que sugere divisão no grupo que circula, há mais de uma década, no poder em Parque São Jorge.

Se faz necessária, também, atenção ao aspecto comercial envolvido nessa inusitada, e provável, troca de parceria.

Que grupo será responsável por dar sequência ao trabalho antes realizado pela SPR?

Serão ligados, como anteriormente, a cartolas do clube?

A família Monteiro Alves, que comanda o Corinthians, não possui fonte de renda comprovável e os produtos licenciados surgiriam, ao que parece, como se fossem a ‘galinha dos ovos de ouro’.

Ganho maior do que estes somente no departamento de futebol, do qual o atual Presidente Duílio é oriundo e mantém em cargo de confiança dirigente – que com ele dividia funções – tratado como réu por roubo e estelionato pela Justiça de São Paulo (https://blogdopaulinho.com.br/2022/06/02/justica-torna-diretor-de-futebol-do-corinthians-reu-por-roubo-e-estelionato/)

Facebook Comments
Advertisements

Um comentário sobre “Corinthians rompe com SPR (Poderoso Timão) e cobra R$ 6,6 milhões na Justiça

  1. Pingback: O ‘crédito’ do Corinthians e a possibilidade de golpe na ação da SPR – Blog do Paulinho

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: