Após ter registro negado, Maurren Maggi concorre a vereadora de São Paulo sob efeito de liminar

No último dia 18 de outubro, Maurren Maggi (Democratas) teve registro de candidatura a vereadora de São Paulo negado pela Justiça Eleitoral.

Segundo o juiz Marco Antonio Martin Vargas, a ex-atleta não prestou contas em 2018, quando de sua tentativa ao cargo de Senadora.

Porém, o TSE, em liminar, decidiu deixá-la concorrer até que o julgamento do recurso sobre a eleição anterior tenha resultado final.

Ou seja, se vencer, poderá ser eliminada posteriormente.

Maggi apoiou Jair Bolsonaro à presidência da República.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.