Futebol do Palmeiras fracassa no campo e nas finanças

Leila Pereira

Recente relatório financeiro do Palmeiras, em poder do COF, indica quase R$ 90 milhões de déficit, apenas no departamento de futebol, até abril de 2020, ou seja, antes dos efeitos da pandemia.

A estimativa pós-Covid-19 é aterradora.

Fala-se que o rombo estaria próximo de R$ 200 milhões.

Soma-se a tudo isso a pendência que supera os R$ 100 milhões com a Crefisa, sob a qual incide juros e demais correções.

Toda essa irresponsabilidade sem contrapartida esportiva, levando-se em consideração os pífios resultados do futebol palestrino.

A gestão do clube é tocada por madame Leila Pereira, ao mesmo tempo patrocinadora e credora alviverde, apesar dos documentos serem assinados pelo presidente Maurício Galiotte.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.