Bolsonarista covarde confessa assassinato e tortura em ‘aula’ para policiais da ALFACON

“Uma vagabunda criminosa só vai gerar o que? Um vagabundinho criminoso. Por isso quando entrava chacinando, eu matava todo mundo: mãe, filho, bebê”


Confira, logo abaixo, trecho de ‘aula’ do professor de Direito Norberto Florindo Júnior, da AlfaCon, escola preparatória para aspirantes a policiais militares e federais, local em que Eduardo ‘bananinha’ Bolsonaro disse, tempos atrás, que bastariam ‘um cabo e um soldado para fechar o STF’, contendo admissão de torturas, homicídios (de mulheres e crianças) e demais barbaridades cometidas pelo covarde palestrante.

A AlfaCon, com uma unidade em São Paulo e duas no Paraná, onde fica sua sede, tem como acionistas a ‘Somos Educação’, empresa administrada pela Cogna Educação (ex-Kroton), que existe desde 1966 e engloba marcas de ensino como as universidades Anhanguera, Unopar, Unime e Unic, os colégios Pitágoras e a escola de cursos preparatórios e de pós-graduação LFG, entre outros.

Sua atuação vai da educação básica à pós-graduação, incluindo cursos à distância.

Ou seja, praticamente um curso de formação de genocidas funcionando com a parceria do Estado e de Instituições particulares de Ensino, com aval do presidente da República, conforme demonstra vídeo a seguir:

Evandro Guedes, dono da ALFACON ao lado de Eduardo ‘Bananinha’ Bolsonaro

Facebook Comments
Advertisements

One Reply to “Bolsonarista covarde confessa assassinato e tortura em ‘aula’ para policiais da ALFACON”

  1. Mais um famoso “cidadão de bem e pró família”……tinha que ser preso um cara desses……

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.