Advertisements

Corinthians, FIFA e naming-rights

Recentemente, o Cruzeiro foi apenado pela FIFA por conta de calote na transação do jogador Denilson.

Iniciará a Série B com seis pontos negativos.

Péssimo pagador notório desde que Andres Sanches assumiu o poder, o Corinthians precisará se coçar para não ter destino semelhante.

A entidade máxima do futebol notificou o Timão sobre falta de pagamento na contratação de Bruno Mendez, concedendo prazo máximo de 45 dias para quitação de quantia próxima dos R$ 5 milhões.

Existe ainda outro problema, também sob análise da FIFA, referente a falta de quitação de R$ 2,6 milhões do empréstimo de Sidcley junto ao Dínamo de Kiev.

Em recente ‘live’, Sanches garantiu que o Corinthians não mantinha pendências com a entidade.

Mentiu.

Levando-se em consideração que boa parte dos atletas alvinegros estão sendo negociados do exterior, é bem provável que as confusões não parem por aí.

A diferença é que, enquanto a Justiça brasileira limita-se a bloqueios de recebíveis, a FIFA ‘ataca’ a questão esportiva, através da incompetência e irresponsabilidade dos próprios clubes.

No primeiro momento, perda de pontos; na reincidência, rebaixamento.

É pouco provável que, em momento eleitoral, a diretoria do Corinthians deixe de resolver a questão, até porque os agentes com ela envolvidos, por motivações comerciais, não podem ter suas ‘mercadorias’ desvalorizadas, mas o simples fato desses vexames terem tornado-se internacionalmente publicos respingará na credibilidade da agremiação, inviabilizando outros negócios que poderiam surgir no futuro.

Alguém tem dúvida ainda das razões da inexistência de interessados em dar nome ao estádio de Itaquera?

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: