Advertisements

O Pai de Santo e o dono do Helicóptero do Pó

Dentre tantas atitudes vergonhosas, imorais e criminosas cometidas por cartolas cruzeirenses, ao longo de anos recentes, nada poderia simbolizar mais a incapacidade de administrar do que o episódio, revelado ontem, do calote ao charlatão que se apresentava como ‘pai de santo’.

R$ 10 mil, prometidos, segundo relatos, por Zezé Perrela, para salvar o clube do rebaixamento.

É impossível dimensionar o sentimento de vergonha alheia.

O cartola, obviamente, assim como o fez no caso do ‘helicóptero do pó”, nega a paternidade de criança.

A fatura, porém, existe e está sendo cobrada judicialmente.

Um clube que, além de abrigar bandidos notórios do esporte, gasta dinheiro (e ainda dá calote) para comprar promessas de um espertalhão que negocia religião merece estar, por mérito, na segunda divisão.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: