Advertisements
Anúncios

International Board muda regra e acaba com toque de mão involuntário no futebol

Em reunião realizada ontem (02), a International Board, responsável pelas regras do futebol, decidiu que qualquer toque de mão, braço e afins, realizado no campo de ataque, principalmente se resultar em gol, mesmo que involuntário, terá que ser assinalado como falta.

Hoje em dia, os árbitros tem aplicado o mesmo entendimento no setor defensivo, marcando penalidades em ações semelhantes.

Trata-se de grande distorção do objetivo principal das regras – que é o de coibir apenas ação dolosa do jogador (quando há intenção de infringir as leis do jogo) nos lances cruciais de uma partida.

O retrocesso se dá, segundo explicações de bastidores, para evitar polêmicas na utilização do VAR.

Em verdade, trata-se de proteção à inabilidade de interpretação de alguns árbitros, cada vez mais exposta com a tecnologia.

Em tempo: nas demais alterações, as mais relevantes desobrigaram o tiro de meta ser batido de dentro para fora da área (o segundo atleta poderá tocar na bola no local que bem entender), treinadores e demais membros da comissão técnica passarão a ser apenados com cartões amarelos e vermelhos, e os goleiros, em vez dos dois pés, poderão permanecer com apenas um em cima da linha na cobrança de penalidades.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

1 comentário em “International Board muda regra e acaba com toque de mão involuntário no futebol”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: