Advertisements
Anúncios

Processo de cobrança de Sindicato pode complicar a vida do Corinthians e de seus dirigentes

Emerson Piovesan e Raul Corrêa da Silva

Desde 2016, o Corinthians vem sendo cobrado, judicialmente, pela Federação das Associações de Atletas Profissionais, que, por lei, tem direito a repasse sobre rendimentos de jogadores.

A conta, num dos processos, atinge R$ 600 mil.

É exatamente neste que o clube, aparentemente, poderá se complicar.

A FAAP pediu, e a justiça acatou, cópia de documentos que podem indicar o desconto dos valores dos jogadores (na fonte), mas o não repasse à entidade.

O clube terá 30 dias para providenciar a documentação.

Em comprovado o crime de apropriação indébita, o que seria apenas um problema de cobrança cível pode se transformar numa bola de neve penal.

Vale lembrar que, em passado recente, quatro dirigentes do alvinegro (Andres Sanches, Raul Corrêa da Silva, André Negão e Roberto Andrade) foram indiciados em três ações criminais – que ainda estão ativas, acusados de praticas semelhantes às sugeridas neste novo procedimento.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: