Santos deverá ficar com apenas R$ 16,4 milhões dos R$ 51 milhões pagos pelos franceses por Thiago Maia

A DLX Sports, representada pela advogada Gislaine Nunes, cobra R$ 14,2 milhões do Santos na Justiça, 28% dos direitos, da venda realizada ao Lille da França, por R$ 51 milhões.

Porém, o prejuízo pode ser ainda maior.

Do valor cheio, além dos citados R$ 14,2 milhões, o Peixe comprometeu-se a pagar R$ 15,3 milhões ao próprio atleta, além de R$ 5,1 milhões de comissão.

Ou seja, dos R$ 51 milhões, o clube, tudo indica, ficará com apenas R$ 16,4 milhões.

É notório, no mundo do futebol, que muitos destes pagamentos de comissões são divididos com dirigentes de clubes de futebol, que ocultam-se à sombra de empresários para obter lucro indevido.

Com relação ao processo promovido pela DLX, a ação tramita na 6ª Vara Civil de Santos e o clube, em recente despacho, recebeu intimação para dizer se já está com dinheiro da comercialização de Thiago Maia, indicando, após apresentação de provas robustas pelos empresários, que o pagamento realmente deverá ser executado.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.