Anúncios

Rogério Ceni e Eduardo Baptista

Corinthians e Ponte Preta praticamente selaram suas classificações às finais do Campeonato Paulista após a respectivas vitórias contra o São Paulo (2 a 0) e o Palmeiras (3 a 0).

Embora seja possível, os adversários não tem demonstrado, dentro de campo, condições técnicas suficientes para reversão das vantagens.

Rogério Ceni é um treinador promissor, mas ainda iniciante, inexperiente, e, como esperado, necessitará de tempo para maturação.

Além disso, o grupo de jogadores do São Paulo, limitado e mal-contratado, não ajuda.

O dirigentes tricolores, diante do que está por vir (eliminações na Copa do Brasil e Paulista, além de dificuldades nos próximos torneios) precisam definir os objetivos com rapidez, além de esclarecê-los aos torcedores.

Para apostar em Ceni, será necessário ter paciência, no mínimo, até o final do ano, sendo desejável que o prazo se estenda ainda por 2018.

Somente assim saberemos se o potencial demonstrado pelo Mito (da ofensividade), amadurecerá, de fato, com o equilíbrio necessário (para conseguir resultados) á ser utilizado em equipes de ponta como o São Paulo.

Em não dando certo, que Rogério siga seu caminho, que poderia ser até dentro do próprio São Paulo, talvez em funções admiistrativas.

A situação do Palmeiras é menos confortável.

O clube, iludido com a conquista do Campeonato Brasileiro (por conta de um trabalho encaixado de Cuca), liberou a esbórnia comercial de um diretor de futebol comprometido com o que há de pior no mercado (agentes de atletas), amparado por dinheiro de origem controversa, e a colocação, cirúrgica, de um treinador que aceita, sem discutir, ser parceiro de soluções e problemas que não deveriam estar sob sua alçada, e que nada tem a ver com a formação técnica da equipe dentro de campo.

Eduardo Baptista é um treinador mediano, com dificuldades em armar equipes que se sobreponham a adversários com razoável nível, afeito a práticas “luxemburguianas”, sem a estatura necessária para um clube com  o tamanho e o investimento (mesmo inadequado) do Palmeiras.

Anúncios

Uma resposta to “Rogério Ceni e Eduardo Baptista”

  1. wiliam l oliveira (@wiloliveria) Says:

    Treinador de football manager. Fraco, compromisso com o erro ao insistir com o Cícero.
    Não sabe treinar a equipe, cheia de buracos e falhas defensivas.
    Mesma zaga do ano passado e tomando gol toda partida.
    Ontem emulou o Murici, jogando com dois homens de área.
    Péssimo, devia voltar a estudar e começar debaixo.
    Mal pagou a passagem e quer sentar na janelinha, precisa comer muita grama ainda.
    Sou são paulino.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: