Clubes não podem aceitar novo regulamento da CBF

Cortes de Mano Menezes demonstram submissão a José Maria Marin

O repórter Rodrigo Mattos, em seu blog, revelou trecho inacreditável do novo Regulamento Geral de Competições da CBF:

”Declarações antidesportivas e as que venham a macular a imagem da competição ou da CBF serão passíveis das punições previstas no art. 53 deste RGC, independentemente das sanções que forem impostas pelo STJD.”

A citada punição prevê as seguintes penas:

1) proibição de registros de jogadores; 2) advertência; 3) multa; 4) desligamento de competições.

Ou seja, a CBF, com a interpretação que melhor lhe convier, poderá eliminar de seus campeonatos qualquer clube que venha a se contrapor publicamente a seus métodos, que, segundo o FBI e o relatório alternativo da CPI do Futebol (e apenas eles, já que a Justiça brasileira se omite) seriam criminosos.

Os clubes, diante de tamanho escárnio, só tem um caminho a seguir: rejeitar o regulamento e exigir alterações, sob pena de passarem 2017 inteiro ajoelhando-se aos desejos da Casa Bandida do Futebol.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.