Reformado pela WTorre, estádio do América/RJ cai aos pedaços

wtorre-america

No último dia 31 de dezembro, a cobertura metálica do estádio Giulite Coutinho, de propriedade do América/RJ, foi arrancada, cedendo à uma ventania no local.

A obra foi executada pela WTorre Engenharia.

Não é o primeiro problema da empresa com, tudo indica, utilização de materiais desqualificados em seus empreendimentos.

Basta simples busca em ações judiciais contra a construtora para constatar a periodicidade.

Teria a WTorre, empresa investigada pela Operação Lava-Jato, utilizado da mesma prática ao construir o estádio do Palmeiras ?

Sabe-se, comprovadamente, que a Arena foi construída, integralmente, com dinheiro que a construtora tomou junto à instituições bancárias, e que, até o presente momento, sem diminuição da dívida, vem sendo enrolado com a barriga.

A WTORRE tentou ainda, sem sucesso, obter outras quantias.

A não entrada de dinheiro poderia, talvez, ter limitado a qualidade dos materiais, razão pela qual o clube, para segurança do negócio e, principalmente, do torcedor, deveria contratar uma auditoria, livrando-se, assim, de consequencias futuras em caso de eventuais problemas.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.