Advertisements

Imoralidade: dono de Universidade que será inaugurada na Arena era fiscal das contas da gestão Andres Sanches

Osmar Basilio e Andre Negão

Há poucos dias, o educador Osmar Basílio renunciou à presidência do Conselho Fiscal do Corinthians, órgão pelo qual, como apoiador, político e financeiro, que sempre foi da gestão Andres Sanches, ajudava a facilitar a vida do dirigente.

Especulou-se que a desistência ao cargo se daria pelos pedidos de investigações que seriam levados à justiça por associado alvinegro, relatando a promiscuidade do relacionamento entre suas empresas e o clube de Parque São Jorge, incompatíveis com a função exercida pelo cartola, àquele momento.

Foi muito mais do que isso.

Basílio inaugurará, nas próximas horas, uma Universidade Drummond dentro da Arena de Itaquera.

Evidentemente, esse tipo de negócio não é fechado da noite para o dia e foi alinhavado no período em que o educador fiscalizava as contas do presidente alvinegro, responsável por ceder-lhe o espaço no estádio.

Mais indecente, impossível.

Não é de hoje que Osmar Basílio tem realizado negócios com o Corinthians, mas, sem dúvida, ainda não havia ousado dar um passo tão relevante.

Coincidentemente, o que se falava no início do ano é que a Universidade Brasil, que foi apresentada ao clube pelo ex-presidente do Conselho Fiscal e também por Luis Paulo Rosenberg, seria a protagonista do Campus que será inaugurado hoje em Itaquera, projeto que, aparentemente, seria abortado por conta da prisão de seus proprietários, por corrupção, lavagem de dinheiro, fraudes, etc.

Fica a impressão, diante da troca da Universidade Brasil pela Drummond, que o segundo sempre esteve junto do primeiro e agora, diante do imprevisto policial, deixará os bastidores para assumir o protagonismo.

Resta ao Conselho Deliberativo do Corinthians, para não passar novamente como conivente, no mínimo, pedir explicações sobre o contrato, valores, etc., além de tornar nulas todas as decisões do Conselho Fiscal, presidido por Osmar Basílio enquanto articulava negócios com o presidente que tinha as contas por ele avaliadas.

Devem ficar atentos também a CAIXA e o Arena Fundo, que, por contrato firmado para viabilização da Arena de Itaquera, são credores de 100% da arrecadação da Arena.

Não seria nenhuma loucura supor que Andres Sanches e Osmar Basílio, parceiros de longa data, levados pela ‘emoção’, poderiam, de alguma maneira, ‘errar’ na prestação de contas durante a imoral parceria.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: