O vexame do Brasil de Dunga, Rinaldo (i) e Del Nero na Copa América

dunga e maradona 1

A Seleção Brasileira, jogando mais uma vez de maneira lamentável, foi derrotada pelo fraquíssimo Perú, por um a zero, e está eliminada na primeira fase da Copa América, num dos maiores vexames de sua história.

É bem verdade que o adversário foi beneficiado pela arbitragem, com a confirmação de um gol marcado com a mão, mas nada justifica a incapacidade de marcar gols em dois adversários medíocres do grupo, Equador e Perú, fazendo-o apenas contra o varzeano Haiti.

Somente para a Rede Globo, em inexplicáveis comentários de Ronaldo e Casagrande, o que se viu hoje no gramado merecia ser elogiado.

Convocações estranhas de Dunga e Rinaldo (i) aliadas à administração de um Marco Polo Del Nero que sequer pode sair do país com medo de ser preso, por corrupção, pelo FBI, explicam muito do que está acontecendo, e o que ainda está por vir.

O Brasil parecia ter chegado ao fundo do poço nos 7 a 1 perante a Alemanha, mas, na verdade, tratava-se apenas de um aviso, espécie de pontapé inicial de uma sequencia de acontecimentos constrangedores, sob a batuta de pessoas indignas de trabalhar numa Seleção com tanta história e conquistas.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.