Advertisements
Anúncios

Abafa: Diretor de futebol não será tratado como investigado no Comitê de Ética do Corinthians

ze da mooca e edu 1

Por imposição do deputado federal Andres Sanches (PT), dono do presidente do Corinthians, Roberto “da Nova” Andrade, o Comitê de Ética do clube já organizou, como prevíamos, a “operação abafa” no que deveriam ser os procedimentos de investigação dos comprovados (documentalmente e por testemunhos) desvios de conduta de dirigentes e conselheiros nas categorias de base alvinegras.

O relator do caso será o advogado, vulgo “Zé da Mooca”, parceiro de Movimento “Fora Dualib” do diretor adjunto de futebol (que assinou o documento avalista das ações criminosas), Eduardo “Gaguinho” Ferreira, que, pasme, em vez de ser ouvido como “Investigado”, será tratado, indevidamente, apenas como “testemunha”.

Fala-se, também, que a decisão final, pré-determinada, será pelo “arquivamento”, e que o processo sequer chegará às mãos do Conselho Deliberativo.

Em se confirmando, todas as “peles” estarão salvas, inclusive a do conselheiro Mané da Carne (que alguns queriam fritar), que tem, no Comitê, um de seus advogados como julgadores.

De todos, o nome mais chamuscado no episódio, segundo informações, não participou das negociatas, mas está sendo acusado pelo grupo de Sanches de tê-la delatada à imprensa: trata-se do vice-presidente Jorge Kalil, que, inclusive, vem sendo ameaçado, nos últimos dias, através de telefonemas anônimos.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: