Advertisements

Será que dá ?

O que aconteceu com o Fluminense no primeiro tempo da partida contra a LDU ?

Apático, sem alma, a equipe carioca parecia disputar um treino nas Laranjeiras.

Enquanto isso, o LDU, que não tinha nada a ver com isso, foi fazendo os gols.

O primeiro saiu logo no primeiro minuto de jogo.

Em jogada pela direita, a bola é cruzada, Bieler se antecipa a Thiago Silva e abre o marcador.

O Flu até tentou reagir, mas parecia ter os pés pregados ao chão.

Washington, aos 5 minutos, perde um gol impossível, na frente do goleiro.

Aos 11, a esperança carioca ressurgia.

Em uma cobrança de falta espetacular, Conca empata a partida.

Daí por diante foi um massacre da LDU.

Aos 28 minutos, Fernando Henrique defende com os pés chute dentro da área, a bola sobra para Guerrón que não perdoa e faz o segundo gol equatoriano.

A defesa do Flu pedia para levar mais, e foi atendida.

Aos 33 minutos, escanteio batido no primeiro pau, Campos, de costas para o gol, antecipa com a cabeça e faz o terceiro gol.

O LDU ampliaria aos 45 minutos em outra jogada de escanteio.

Washington, uma nulidade na partida, corta mal de cabeça e a bola sobra para Urrutia ampliar o desastre.

O Flu, sentindo os efeitos da altitude, teve muitas dificuldades na segunda etapa.

Que foi carente de bons lances.

Mas logo aos 6 minutos, em cruzamento pela direita, Thiago Neves antecipou de cabeça e deu novo alento para a equipe.

O jogo foi se arrastando e Renato Gaucho, pedia para que sua equipe segurasse a partida. Acredita que perder por dois gols de diferença, diante das circunstancias, era um resultado aceitável.

E foi o que a equipe carioca fez.

Mas por pouco não leva o castigo no final.

Aos 42 minutos, Fernando Henrique faz milagre, a bola pega no travessão e volta para as mãos do goleiro.

A partida termina e ambas as equipes saem satisfeitas.

O LDU acha que a vantagem lhe dá o titulo.

Já o Fluminense acredita que dois a zero pode ser revertido.

Uma coisa é certa.

Teremos um grande jogo no Maracanã.

Facebook Comments
Advertisements

8 comentários sobre “Será que dá ?

  1. Alexandre

    Fluminense

    Time da soberba.

    Pode ser que dê.

    Mas, se não ganhar….

    A confiança extrema do Renato pode ser a sua maior insegurança para o resto de sua carreira de treinador.

    Que prevaleça a mística do Maracanã.

    Não ao Maracanazo.

  2. Rodolfo

    Adeus Fluzão…… Adeus Fluzão!!!!

    Acabaram os gols espiritas, os lances casuais….. Acabou a sorte desse time que é a vergonha nacional…… Deste time que deveria ter subido de divisão de maneira honrada….. E o pior!!!! Caiu duas vezes para a segundona, só desceu na segunda…… Caiu para a terceira, NÃO CONSEGUIU SUBIR…… Foi convidado para um campeonato de primeira e por ai ficou…… É a vergonha do futebol…..

    Aos que pensam que o Fluminense é Brasil na Libertadores, aquele abraço!!!! Pode ser que eles virem, eu nao acredito e torço contra……

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. sten

    Poxa tava torcendo pro Flu, mas o que é que foi aquele jogo?, o Fluminense não entrou em campo, só não tomou o quinto gol porque o FH resolveu fazer milagre. O Washington tava irreconhecivel, parecia que tava jogando pra LDU, como que ele perde aquele gol logo no inicio, fora a lambança que ele fez la atras. Agora depois que eu vi no intervalo aquele cocô mole do Caca Bueno com a camisa do Flu eu parei de torcer por nojo. Por mim o Fluminense merece perder essa Libertadores, jogar uma final sem raça e sem o menor comprometimento tem mais é que perder mesmo.

  4. Carlos Lopes

    Tomar de 4 numa final e ainda fazer”cera”.
    Nunca vi um time perdendo de 4, fazendo cera pra não tomar mais gol.
    Ainda mais numa final de Libertadores.
    Agora, se ganhar no Rio,Renato Gaucho é nome certo na seleção.
    Querem apostar?

  5. bruno

    fluminense eh equipo chico heehheehe so ganha carioquinha eheee tipico time do rio,sempre amarelando na hora do vmu ver

  6. Carlos Lopes

    Só pra ficar claro:
    Longe de mim querer o Renato Gaucho na seleção mas sabe como que é
    CBF….técnico de time do Rio…..sabe né?

  7. geraldo c araujo

    A apatia apresentada pelo Fluminense deve ser creditada à estratégia elaborada pela direção de abandonar a disputa do Brasileiro, deixando o time longo tempo sem jogar. Não se tem notícia, no restante do mundo, de clubes que, em disputa de competições simultâneas, poupem seus jogadores, priorizando um torneio em detrimento de outro. Só por aqui. Atualmente, os intervalos entre dois jogos são cientificamente adotados e já se estabeleceu como norma a disputa de dois jogos por semana. Nada justifica essa eleição da Libertadores como meta, a não ser a empáfia de alguém que julga que, “após a conquista da Libertadores, o time brincará no Brasileiro”, ou a arrogância de quem, mesmo após fragorosamente derrotado, tem o desplante de afirmar que, “no Maracanã, quem tem que se desesperar é o adversário”. Resultado que se anuncia: nem Libertadores, nem “brincadeira” no Brasileiro; e, se duvidar, a segundona é logo ali! E há precedentes…

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: