Brasil decepciona no empate contra o México

image

A Seleção Brasileira não jogou bem no empate contra o México, em zero a zero, no Castelão.

Poderia até ter pedido a partida, contra um adversário sempre perigoso, e corajoso, apesar de ter também criado, poucas, mas boas oportunidades de gol.

Thiago Silva foi o melhor brasileiro no gramado.

O início do primeiro tempo foi brigado, com o México chegando junto em todas as jogadas, enquanto o Brasil buscava romper o bloqueio defensivo, quase sempre por iniciativa de Neymar.

Em contragolpe, aos 26 minutos, Herrera arriscou de longe, Julio César fez grande defesa, mas a arbitragem não viu o nítido escanteio.

O Brasil respondeu, dois minutos depois, quando Daniel Alves cruzou pela direita, Neymar cabeceou no chão, e o arqueiro mexicano fez milagre para salvar.

Aos 28 minutos, Oscar arriscou, mas a bola bateu na zaga, facilitando a defesa.

O jogo era duro, com o Brasil no ataque, mas o México, corajoso, marcando bem, e tentando surpreender.

Em cobrança de escanteio, aos 34 minutos, Neymar colocou a bola na cabeça de Fred, que bateu no meio do gol.

Vasquez, aos 41 minutos, bateu cruzado da direita para a esquerda, e quase colocou o México em vantagem, com a bola passando rente a trave de Julio Cedar.

Neymar, aos 43 minutos, bateu falta na área, Thiago Silva desviou, e Paulinho dividiu com o goleiro, que saiu bem.

Buscando definir o jogo, Felipão trouxe o Brasil para o segundo tempo com Bernard na vaga de Ramirez.

Aos 2 minutos, Daniel Alves fez grande lançamento para Bernard, que cruzou, mas a zaga salvou antes que a bola chagasse para Neymar.

Guardado arriscou, aos 8 minutos, a bola desviou em Paulinho e passou perto, por cima da meta.

Um minuto depois foi a vez de Vasquez fazer Julio César trabalhar.

O México passou a atacar mais e o jogo ficou absolutamente aberto, imprevisível.

Herrera, aos 11 minutos, na pressão mexicana, fez a bola passar rente ao travessão brasileiro.

Neymar, aos 17 minutos, bateu falta da intermediária com grande perigo, e a bola passou perto.

Jô entrou no lugar de Fred, inoperante, os 22 minutos.

Na seqüência o goleiro mexicano fez grande defesa em batida dentro da área de Neymar.

O Brasil começa a pressionar, e o México recua.

Bernard serviu a Jô, pela esquerda, aos 30 minutos, que bateu cruzado, mas a bola saiu à esquerda.

Willian entrou no lugar de Oscar, aos 38 minutos.

Ochoa fez grande defesa, aos 40 minutos, em cabeçada cara a cara de Thiago Silva, após levantamento de Neymar.

Vasquez, de curva, aos 44 minutos, fez a bola raspar o travessão do Brasil.

No minuto seguinte, Julio César fez defesa difícil, salvando o Brasil em batida cruzada mexicana.

Ao final, o empate, frustrante, deixou o Brasil ainda bem colocado para se classificar, mas acende a luz amarela para diminuir a euforia, claramente desproporcional ao futebol apresentado pela seleção, até o momento, o Mundial.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.