Advertisements
Anúncios

Justiça decide que acusar Gabriel Chalita (PMDB) de receber propina tem fundamento e não pode ser tratado como calúnia

dilma  chalita

Recentemente, o analista de sistemas Roberto Grobman acusou o Deputado Federal Gabriel Chalita (PMDB), com farto material comprobatório, de receber propina e enriquecer de maneira ilícita enquanto ocupou o cargo de Secretário Estadual da Educação, em São Paulo.

Chalita processou seu acusador por calúnia, injúria e difamação, exigindo ainda R$ 135 mil de reparação.

Perdeu.

Em brilhante decisão, o Juiz Carlos Aleksander Goldman disse que Grobman se baseou em fortes indícios de irregularidades contra Chalita, portanto, sem nenhuma intenção de atentar contra sua honra, mas sim, de esclarecer a verdade.

Vale lembra que o Deputado é investigado  pelos crimes do qual é acusado não apenas pelo Ministério Público, mas também pela Procuradoria Geral da República.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: