Advertisements
Anúncios

Rogério Ceni perde pênalti e São Paulo só empata com o Corinthians

Mais de cinquenta mil pagantes assistiram a um interessante zero a zero proporcionado pela rivalidade entre São Paulo e Corinthians.

A primeira etapa foi amplamente dominada pelo Tricolor, não apenas na posse de bola, mas também nas oportunidades de gols.

O Corinthians, apático, não criava e encontrava dificuldades para destruir.

Aos 8 minutos, Jadson recebeu bom passe de Maicon e arriscou, na entrada da área, levando perigo à meta alvinegra.

Cassio defendeu bem batida de Ademilson, aos 20 minutos.

A bola passou raspando o ângulo esquerdo do goleiro corinthiano, aos 20 minutos, em chute cruzado de Maicon.

Só o São Paulo atacava, e, aos 25 minutos, Alosio complementou de cabeça cruzamento pela esquerda, mas a bola foi na direção em que Cassio estava, facilitando a defesa.

Somente aos 28 minutos, em arrancada de Romarinho, bem defendida por Rogerio Ceni, o Corinthians conseguiu levar algum perigo ao Tricolor.

Um minuto depois, porém, Maicon perdeu gol incrível ao errar cabeçada, sozinho, na pequena área, em cruzamento de Douglas.

Aos 30 minutos foi a vez de Adenilson bater em cima de Cassio, depois de boa assistência de Jadson.

Em jogada ensaiada, o Timão, que quase não via a bola, levou perigo ao São Paulo, quando Sheik tentou desviar de peixinho, após desvio de Paulo André, aos 34 minutos.

No intervalo, marginais da facção criminosa denominada “Independente” tentaram invadir o setor dos vagabundos dos Gaviões da Fiel, entraram em conflito com a polícia, mas foram devidamente amansados na base da borrachada.

Parabéns aos policiais, que agiram com correção, preservando a integridade dos verdadeiros torcedores.

Voltando a falar de futebol, o Corinthians voltou melhor no segundo tempo, e a partida se equilibrou.

Aos 12 minutos, Tite sacou Danilo e colocou Diego Macedo.

Quatro minutos depois, Sheik recebeu grande passe de Diego Macedo, e bateu na saída de Rogerio Ceni, que defendeu com os pés, evitando o gol alvinegro.

Paulo Miranda quase marcou de cabeça, aos 21 minutos, após levantamento de Jadson e a ineficiência habitual de Cassio na saída do gol.

Aos 26 minutos, Paulo André quase marcou um golaço ao pegar, de primeira, rebote da área tricolor, com a bola raspando a meta de Ceni.

Um minuto depois, Diego Macedo arrancou pelo meio e serviu a bola para Sheik, sozinho, perder gol inacreditável, cara a cara com Rogério.

Se o Tricolor comandou a primeira etapa, o segundo tempo, até então, tinha o Corinthians como senhor das jogadas.

Romarinho, cansado, saiu para a entrada de Ibson, aos 31 minutos.

Pelo São Paulo, Wellington entrou na vaga de Aloisio.

Depois Lucas Evangelista no lugar de Ademilson.

Rogerio Ceni fez milagre, aos 36 minutos, em cabeçada de Paulo Andre, na pequena área.

Aos 42 minutos, a arbitragem marcou penalidade duvidosa de Diego Macedo, que Rogério Ceni bateu, dois minutos depois, e Cassio defendeu, com a bola batendo na trave, posteriormente.

No final, o empate pouco modifica a situação do Corinthians, mais preocupado com a Copa do Brasil do que com o Brasileiro, mas mantém o torcedor Tricolor apreensivo, com a equipe ainda beirando a zona de rebaixamento.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: