As lições do caso ESPN Brasil, Arnaldo Ribeiro e Flavio Gomes

espn_brasil

Foi exemplar o tratamento dispensado pela ESPN Brasil ao caso envolvendo as declarações, via twitter, dos jornalistas Flavio Gomes e Arnaldo Ribeiro, consideradas ofensivas ao Grêmio.

Um exemplo a ser seguido por outras emissoras.

Demitiu o imperdoável e capitulou, não sem antes repreender, o excessivo, demonstrando enorme respeito pela inteligência de seu telespectador.

Ficou ainda mais nítido o acerto das decisões da emissora após as declarações, posteriores ao episódio, dos referidos jornalistas.

Gomes, soberbo, além de não dar o braço a torcer, tentou minimizar o que, de fato, não foi pequeno, dizendo que seu único arrependimento foi a declaração ter ocasionado a demissão.

Possivelmente, até, porque seu discernimento moral não consiga enxergar equivoco em declarações tão deploráveis, entre tantas que já fez em mídias sociais, sem contar o episódio, relatado recentemente no programa “Estadio 97”, em que admitiu ter “inventado” uma notícia da Formula 1, que depois teria virado manchete mundial, e se divertido com a repercussão, sem desmenti-la, posteriormente.

Não cabia realmente num canal de tão bons princípios como a ESPN Brasil.

Ribeiro, ao contrário, entendeu o excesso, foi humilde, aceitou a repreensão e ainda teve a hombridade de se desculpar não apenas com o presidente do Grêmio, Fabio Koff, como também com seus leitores.

Mereceu, sim, a segunda chance.

Que seja tratado pelo público, daqui por diante, com o mesmo respeito e inteligência que sempre pautaram seus comentários, sendo o episódio desta semana superado e absorvido como lição de vida aprendida.

Se o exemplo da ESPN Brasil fosse seguido por outras emissoras teríamos menos Netos, Chicos Langs e afins infelicitando o telespectador brasileiro, contribuindo para que o nível de avaliação do público sobre o esporte e suas nuances fosse bem mais elevado.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

102 respostas para As lições do caso ESPN Brasil, Arnaldo Ribeiro e Flavio Gomes

  1. Carlos Andrade disse:

    Paulinho, seguindo essa linha de “jornalista”, vc viu as declarações de Cesar Sacheto? Diz que sonha com a queda do SP (normal), mas que sonha tb que Muricy tenha um AVC e morra… Lamentável…

  2. MOSQUETEIRO II disse:

    Paulinho, na minha opiniao o tal Jornalista falou a verdade, vamos parar com esse falso moralismo, neste pais o que mais existe é o tal do bairrismo, quem nao é de Sao Paulo, detesta o paulista, eles só vem lamber o saco do povo paulistano quando precisam. O povo gaucho é o mais bairrista de todos. A ESPN fez o que tinha que fazer, que é agradar os falsos moralistas.

  3. Bozo disse:

    se fudeuferrou

  4. Marcelo Brazil disse:

    Infelizmente estamos cheios ‘falsos’ jornalistas,que não são éticos com o que falam e escrevem.mas quando existir ‘netos’ da vida sera apenas isso,puxando a sardinha para seu lado.

  5. É POR ISSO QUE ASSINO TEU BLOG PAULINHO.- NOTA DEZ.- SAUDAÇÕES GREMISTAS.-

  6. Orivaldo disse:

    Se o exemplo da ESPN Brasil fosse seguido por outras emissoras teríamos menos Netos, Chicos Langs e afins infelicitando o telespectador brasileiro, contribuindo para que o nível de avaliação do público sobre o esporte e suas nuances fosse bem mais elevado.

    se isso fosse seguida à risca, haveria uma infinidade de (pseudo) jornalistas trabalhando de flanelinhas

  7. matheus disse:

    o osmar de oliveira nao arrumaria emprego, esse é o pior jornalista e disparado.

  8. elias disse:

    Arnaldo Ribeiro só se desculpou com o pessoal do Grêmio pois poderia ser processado criminalmente diante do que escreveu. Fábio Koff é juiz de direito aposentado e não seria nada difícil um processo contra o tal jornalista.
    Flávio Gomes falou besteiras, graves, mas nada diferente do que vemos por aí, inclusive neste espaçõ. De qualquer forma, deveria se conter. Não foi profissional, o que é motivo suficiente para sua demissão.
    Apenas para lembrar um grande (grande de verdade) jornalista recentemente falecido, Joelmir Betting, que deixou o jornalismo esportivo quando percebeu não poder conter sua paixão pelo seu time de coração e ofendeu torcedores do time adversário.

  9. Antonio Carlos disse:

    A ESPN para mim acabou !!! o que tem isso de mais???

    O Corinthians venceu o Coritiba com o pênalti inexistente o mundo veio abaixo, a mídia nacional ridicularizou a instituição e não vi nenhum ”Joãos Palominos” vir a publico se retratar.
    O Gomes tem toda razão em não baixar a bola já que trocadilhos homofóbicos com torcida virou moda ou só vale para São Paulo (bambi) e Corinthians (Gaviões da Fie(lix) e pior são os mesmos que estão deitando o pau no Gomes usam desse expediente.

    O Ribeiro pediu investigação ao Koff, nada mais nada menos do que vejo diariamente nos Blogs e mídia como um todo para Presidentes de Corinthians, Flamengo, Galo etc….

  10. Marco Antonio disse:

    O Antonio Carlos disse tudo.
    O politicamente correto está deixando a cobertura esportiva cada vez mais chata.
    Se for para falar dos comentários, os do Arnaldo foram piores já que acusaram uma pessoa do clube de fazer o ilícito.
    O Gomes nunca usou o twitter como jornalista da ESPN, mas sim como torcedor e já brincou com todo mundo.
    Achei a demissão lamentável

  11. Sergio Silva disse:

    Evidentemente que houveram muitos exageros, principalmente por parte do Flavio Gomes. Contudo, é sempre bom lembrar que o twitter dele raramente tem um viés jornalístico. É quase sempre humorístico.
    Eu acompanho sempre e claramente foi uma briga de torcedor, como qualquer outro torcedor brigaria. Palavrões e ofensas partiram de ambos os lados.
    Ele se comporta na rede social como uma espécie de Alborghetti, o falecido Cadeia, ou o seu discípulo, o Ratinho. Obviamente isso não é para ser levado a sério.
    Enfim, estamos vivendo num mundo demasiadamente chato, onde qualquer palavra que fuja à ditadura do politicamente correto é imediatamente reprimida, tomando magnitudes que nunca deveriam tomar.

  12. André Silva Matos disse:

    Concordo com o Antônio Carlos e com o Marco Antonio.

  13. Джон монстра disse:

    Maracutaia existe em qualquer esporte onde haja dinheiro envolvido, infelizmente foi o que me afastou do futebol, minha maior paixão desde criança.
    O ponto é a forma com que os citados jornalistas se colocaram ante ao assunto. Foi inadmissível a reação do Flavio Gomes, o qual nunca gostei como jornalista, de xingar torcedores e após a demissão continuar afirmando que não fez nada demais.
    Espero que após a “cabeça esfiriar”, o episódio sirva como aprendizado, pois algumas pessoas só aprendem dessa forma, tomando na cabeça.
    Para mim, usar a sexualidade do outro como xingamento é falta de certeza na própria…

  14. A questão é que não precisa ser um idiota para assistir futebol, e xingamentos ofensivos já é ridiculo até em estádio de futebol que agora são arenas. Quem não se toca disso deve levar uma criança de 7 anos e ficar do lado de um mal educado, que logo vai perceber. Outra coisa que hoje podemos trocar de emissora e lá se foi um cliente. Sempre gostei do pessoal da sport tv, pois os caras principalmente o luis junior narra todos os jogos da mesma forma, com essa nova variavel da postura da espn, talvez muita gente ética considere uma opção de intertenimento.

  15. Paulo Drumond disse:

    Xará, lendo suas palavras, fica uma forte impressão de rusga anterior com o autêntico Flávio Gomes. Mas opinião é opinião. E na minha, a ESPN exagerou na dose.

    Paulinho: Nenhuma rusga, nem o conheço pessoalmente. Nunca sequer falei com ele. É apenas o que penso.

  16. Ari disse:

    Impressionante a falta de ética e o ímpeto em criticar colegas de trabalho. E ainda fala como se fosse exemplo de algo ou tivesse autoridade para tanto… esse é o retrato da nossa sociedade.

    Paulinho: Meu compromisso é com a verdade e com o público, nada mais.

  17. BizOuro KiSSucO disse:

    Tá ficando nazista viver no Brasil. Dizer que gaúcho dá a bunda, nordestino é ladrão e todo roqueiro é drogado e tem que morrer virou normal. Melhor uma “demagogia chata” ou um “nazismo babaquicicamente correto”?

  18. Adriano disse:

    Pra quem defende o fg, por favor olhe a tl dele no twitter e seja coerente consigo… nao me parece razoavel alguem conhecido na midia e funcionario de um lugar serio ficar postando pra torcedor “enfiar a bomba do chimarrao naquele lugar” o twitter desse sujeito sempre foi uma metralhadora de chorume.

  19. Roberto Lemos disse:

    BizOuro KiSSucO Disse:
    setembro 10, 2013 às 11:55 am
    Mas que português é burro pode?

  20. Roberto Lemos disse:

    Concordo com o Antônio Carlos e com o Marco Antonio.

  21. wilson disse:

    BEM QUE A BANDEIRINTHIANS PODERIA SEGUIR ESSE EXEMPLO E DEMITIR MERDAS COMO NETO,DR.OSMAR,DENILSON E PORQUE NAO A TAL RENATA FANFARRONA NAO FARAO FALTA ALGUMA.

  22. Roberto Calçado disse:

    Como tem jornalistas (e outras pessoas públicas) que não sabem lidar com as novas mídias sociais. Hoje tudo é discutido, questionado, resgatado e colocado a prova em tempo real. Duvido que os defensores do Flávio tenham visto o perfil dele no tt nesse episódio. Está se fazendo de coitado agora. Qualquer um pode e tem direito de criticar, discordar mesmo que esteja sozinho na batalha. O que o sr Flávio Gomes fez no seu perfil do tt é de uma escrotidão jamais imaginável para uma pessoa pública, quanto mais de uma emissora como a ESPN que talvez seja o maior canal de esportes do mundo. Foi baixo, ofendeu o Grêmio como instituição, a torcida do Grêmio, população do Rio Grande do Sul, esculachou mulheres gaúchas, e o pior de tudo: Chamou os colegas de profissão do SPORTV que transmitiam o jogo Grêmio x Portuguesa de “desonestos e fdp.”
    Vais ir lá no Sportv pedir emprego agora? “Olha, chamei vocês de desonestos e fdp fora do meu trabalho. Não considerem”

  23. carlos disse:

    Verdadeiros jornalistas são raros, precisam de talento e percepção do contexto da realidade e do segmento jornalistico que opinam, exatamente a carencia que existe em todas as midias que esses “jornalistas” atuam, alias mais como torcedores no segmento esportivo e requentadores de noticias em outras areas.
    Como tudo piora no Brasil lulo-petista o jornalismo tambem esta alinhado, parece que o que realmente importa é agredir, construir factoides e caluniar, profissionais e bloqueiros de merda que infestam as midias calhordamente sem parar.
    Pelo menos algumas empresas jornalisticas preservam seu staff contra gente grotesca e desqualificada como é o caso do rapaz, talves escrevendo sobre crimes tenha melhor sorte, esta no DNA…

  24. Fabricio disse:

    Arnaldo Ribeiro se retratou, pediu desculpas, deve ter implorado pelo emprego. E este tipo de jornalista que queremos? Qual e a credibilidade dele depois do episodio? Ele falara o que pensa ou o que garantira o emprego? Ja o Flavio e aquilo. Se gostam dele, acompanhem o programa e o sigam na net. Se nao, troquem de canal. Nao assisto Band nem Gazeta, mas acho otimo saber quem e quem para poder valorar as opinioes. Acompanho, em verdade, midias totalmente parcias e faco eu a devida ponderacao. A parcialidade e inerente ao ser humano. Jornalistas podem se autodeclarar imparciais, mas nao o sao nem nunca serao. E viva a hipocrisia!

  25. Vitor disse:

    Olá Paulinho!

    Concordo com a argumentação do exagero dos comentaristas, mas não concordo com a demissão de um e o afastamento do outro.

    Várias vezes, comentaristas da ESPN exageram (via rede social ou nos programas) em suas argumentações, abusando de ofender clubes e alguns atletas.

    O Mauro C. Pereira já cansou de ofender as equipes pequenas (principalmente, do interior de São Paulo), e a direção da ESPN sequer aplicou alguma sanção ao comentarista (protestos e reclamações não faltaram).

    Reitero que concordo que houve exagero, mas também houve exagero da ESPN Brasil nas reprimendas, demonstrando que não é só a Globo que age e pensa no estilo “bem, amigos”.

    Abraços

  26. Léo Santos disse:

    Mas o Ribeiro ainda não retirou do twitter a falsa acusação https://twitter.com/ArnaldoESPN/status/376522574726852609

  27. ANSELMO PEREIRA RIBEIRO disse:

    Paulinho, você deve estar brincando dizendo que o tratamento da ESPN foi exemplar. O Flávio Gomes utiliza o tweeter como ferramenta particular, e a faz com um humor sardônico, pessoal, nunca em nome da emissora, criando um personagem, pois quando estava no ar pela ESPN era totalmente diferente. É por esta razão que o futebol está chato, pois além do politicamente correto, ninguém quer desagradar à massa. Engraçado é que você ficava indignado porque a imprensa defendia os “apóstolos de Oruro” e porque a mídia esportiva não combateu o uso de dinheiro público em estádio privado. É claro que na realidade, além de interesses escusos, tem o fato de não querer bater de frente com uma torcida de massa, exatamente como fez a ESPN, sendo que neste caso, foi elogiada por você neste episódio, onde a democracia passou longe. Lamentável, a sua atitude…

  28. Jesus disse:

    O Flávio Gome é muito bom, quem perdeu foi a ESPN, que tem um monte de aposentados, vide Trajano, e amarelou para o Grêmio.

  29. Guilherme Corrêa disse:

    Informação….A ESPN não demitiu o FG sumariamente. Ele foi chamado e foi pedido que se retratasse. O cara fez biquinho então foi demitido. Uma retratação pública poderia ter evitado a demissão. Mas não fiquem com dó não porque ele tem sua agência de notícias e $$ suficiente para correr de carro e ser colecionador de raridades….

    Aos defensores do indefensável uma coisa é vc falar coisas em casa, com os amigos em um restaurante outra bem diferente é se manifestar de forma absolutamente baixa em um tuwiter que tem milhares de seguidores. Falou coisas absurdamente preconceituosas e ofensivas..é muito diferente de um stand up onde o politicamente incorreto deve prevalecer..pois se trata de humor.

    Saiu porque quis .. tivesse humildade de aceitar que estava errado estaria no canal. Mas humildade é o que mais falta para esse cidadão…

  30. Marco Antonio Roque disse:

    E viva a ditadura que ainda permanece viva nos meios de comunicação! Hoje, como outrora, vivenciamos casos de censura explícita acobertadas pela suposta liberdade de expressão. Realmente, como alguns relataram, o futebol não combina com o “politicamente correto”, o futebol é passional e, se assim não o fosse, talvez se relegasse a um mero esporte olímpico, tal como ginástica ou natação (jamais desmerecendo esses esportes). Mas não, o futebol é diferente, é cotidiano, faz parte do dia-a-dia do seu torcedor, conseguindo até mesmo alterar o humor daqueles que realmente sentem esse esporte. O Flávio Gomes fez seus comentários pessoais, no calor da paixão. porque é esse o sentimento move o futebol. Seu único pecado foi torcer pela Portuguesa. Tenho cá minhas dúvidas de que se o comentário tivesse sido feito em favor de algum dos “queridinhos” da mídia ele teria sido demitido. Enfim, cada um que carregue as cruzes de seus pecados e lembrem-se que o futebol está morrendo graças a ditadura que a mídia nos proporciona.
    Parabéns ao Flávio Gomes pela coragem em expor seus sentimentos e lamentável a póstura da ESPN.

  31. RODRIGO LEAO disse:

    Se a linha de raciocínio é essa, a ESPN deveria ter demitido o Trajano quando ele disse cobrar e lagartos em relação ao juiz William Neri na final da Taça Guanabara entre América e Botafogo. Obviamente, não foi! E não foi, obivamente, porque, apesar dos excessos, Trajano é um jornalista sério e independente, a ponto de, em certas ocasiões, deixar se levar pelas suas emoções que, por muitas das vezes, unem jornalista e torcedor. Assim como, uniu Flavio Gomes no episódio de sábado. E mesmo sendo excessos, não utilizou os canais de comunicação da ESPN para fazer seu desabafo. Uma pena que um jornalista competente e sério como ele tenha de sair da emissora porque fez um desabafo num espaço pessoal. Ao invés de contribuir para a demissão de Chico Langs, Netos etc., a ESPN – infelizmente, ficou mais parecida com a grande mídia ao ceder a um conservadorismo bobo de parte da sociedade, como a BAND quando demitiu Rafinha Bastos.

  32. Paulo Piva disse:

    Quem mandou ele mexer com o “timinho”. Agora ele vai pensar duas vezes antes de escrever um monte de m…..

  33. Thiago disse:

    Sou Vascaíno, o Flávio já “atacou” várias vezes o meu time e a diretoria do clube. Assim já faz a muito tempo, com todos, com xingamentos “pesados”, mas nada diferente do que vejo nas redes sociais entre São Paulinos e Corintianos, entre Vascaínos e Flamenguistas, nada diferente do que vejo em estádios, xingando a mãe do técnico, do jogador, do bandeirinha, do hárbitro e até do locutor da rádio, quando não passa disso e ao final do jogo, todo mundo volta pra casa tranquilo, é ótimo, estádio é pra isso, pra esbraveja contra os times, o seu e o adversário, o importante é quando a bola pare de correr, fique por isso mesmo, sem agressão. O que eu ví o Flávio fazer eu faço com Flamenguistas, com Tricolores e Botafoguenses, na internet e no estádio, os mando a merda, os mando a puta que os pariu. Mas se um jornalista não pode fazer isso em redes sociais, em um perfil totalmente pessoal, que são uma extensão do nosso mundo cotidiano, eu realmente lamento. O Galvão mandar o Dunga se foder ao vivo durante um jogo da Seleção, não pode, é claro, mesmo que tenha vontade e razão, mas acho que o caso do Flávio é muito diferente disso. Estão julgando um torcedor como profissional.

  34. Marcos disse:

    Como tem muita gente achando que a ESPN Brasil exagerou na dose, cabe um esclarecimento:

    A ESPN Brasil é filial da ESPN americana. Aqui nos EUA, todas as empresas de grande porte tem regra de conduta interna que prevê até demissão por comentários ofensivos postados em redes sociais, independentemente de terem sido feitos em caráter de trabalho ou não (sei disso porque trabalho em uma).

    A regra de conduta das matrizes americanas se estende para todas as filiais internacionais, respeitando-se quaisquer diferenças impostas pela legislação local.

    Assim sendo, a direção da ESPN Brasil apenas aplicou a regra da qual todos os funcionários ficam cientes quando da assinatura do contrato de trabalho.

    Portanto os jornalistas envolvidos sabiam muito bem do risco que estavam correndo quando fizeram tais comentários. Em vista disso, a atitude da ESPN Brasil não foi nem exagerada, nem exemplar: foi apenas o que já estava previsto no papel.

  35. Samir Ortiz disse:

    Ótimo texto. Só não precisava falar do Neto, pois pra mim ele é comediante (do mais sem graça), e não jornalista esportivo.
    Abraço!!

  36. Jalim disse:

    sabe o que é mais engraçado? é que em 2010 teve um lance em cima do ronaldo, exatamente igual, contra o cruzeiro, e a gde maioria da imprensa comemorou o acerto daquela marcação. Agora contra o Lusa, os mesmos se indignam contra o erro…..

  37. Parabens pelo texto se a bandeirantes tivesse o criterio da ESPN
    Neto, Milton Neves, Renata Fan , já estavam no olho da rua a muito tempo. abs!

  38. PH TRICOLOR disse:

    Dois péssimos profissionais!

  39. luis fernando disse:

    a espn decidiu de forma correta pela demissão desse Flávio gomes sempre mal humorado e desqualificava os comentários dos assinantes do canal,se esqueceu que é uma figura pública e deveria tomar mais cuidado com as palavras.o tal mauro césar pereira é outro sujeito que se acha o dono da verdade e já deveria estar na rua faz tempo.portanto Flávio gomes não fará falta na espn.

  40. emerson disse:

    Locutor gaucho pode dizer que o Gremio pisou, humilhou a camisa do São Paulo no Morumbi. Jornalista gaucho pode dizer qualquer barbaridade contra o povo de São Paulo, pode pregar separação do Brasil, pode praticar bairrismo descarado, agora o Flavio Gomes no seu twitter pessoal não pode brincar, mesmo que seja pesadamente. Daqui a pouco ate comentario de jornalismo bebado em boteco será motivo de demissão. A ESPN poderia não concordar e repreender o Flavio Gomes, mas demiti-lo é uma decisao digna de ditadores, de uma demagogia imensa, eu que não assisto televisão que o jornalista pode ser demitido por opiniao, aff maria.

  41. Raphael Carvalho disse:

    Paulinho, o problema é que ele usou o Twitter como torcedor e não como jornalista. Além disso eu como torcedor da Lusa estou cansado de ser roubado sistematicamente, nem todo mundo torce para um time sujo como o seu que vive sendo beneficiado.

  42. Ailton disse:

    No último parágrafo vc deveria ter escrito assim: Netos, Chicos Langs, Flávio Prado, Osmar, que, pra mim não é Dr. e afins.

  43. Sandro Macedo disse:

    por que não publicou o meu comentário?

  44. Sou Curintiano Corrupto e Pilantra disse:

    O Marco Antonio deve ser PTista, ao dizer que o “politicamente correto eh chato”.

  45. KI DÓ! KI DÓ! KI DÓ!!!!!! disse:

    VOCÊ É TÃO DESPREZÍVEL, QUE FALA MAU DE TODOS. PRINCIPALMENTE DO CORINTHIANS, E NÃO ESTÃO NEM AI COM VC, O QUE MAIS EU AMO QUANDO VC COMENTA MEU COMPROMISSO É COM A VERDADE E COM O PÚBLICO, BLOGUEIRO POUPE NOSSA INTELIGENCIA. VOCÊ É SUPRA SUMO DA INTELIGENCIA .

  46. black block disse:

    isso ai…. o cara faz uma piada(pesada mas piada) e é demitido ,
    ja que é assim todo jornalista que fizer graça com o time alheio deve ser demitido,precedente bom hein…

  47. Tricolor Loko disse:

    Avisem o cidadão esse que tem emprego de cortador de grama la no Canidé, mas não e para come-la…. Bem feita a demissao !!

  48. Paula disse:

    Em primeiro lugar, me parece claro que os comentários de uma pessoa que trabalha como jornalista esportivo, mesmo que em seu twitter pessoal, terão sim um peso maior do que uma pessoa comum. Portanto, ele exagerou e muito. No mais, quanto aos contra a “ditadura do politicamente correto”, o que se combate é o preconceito. Pode parecer extremamente engraçado para a pessoa que faz a piada, mas não é nada divertido para quem se sente ofendido. Portanto, quer chamar nordestino de vagabundo, pode chamar. Mas responda por isso e assuma as consequencias dos seus atos. Eu, mulher, gaúcha e gremista, me senti extremamente ofendida com os comentários desse cidadão (e ainda mais como mulher. E não, ele não pegaria ninguém por aqui….) Enfim, é preço da socialização das opiniões das redes: tu pode dizer o que tu quiser. Mas responderá por isso.

  49. Fabio Carneiro disse:

    Acho o que está em questão não é se o tal Jornalista já falava muito ou falou demais. A questão é que uma frase maldosa ou com segundas intenções, tem o poder de uma arma nas redes sociais e isso pode levar a incitação de torcidas e anarquismos nos estádios. Responsabilidade é a primeira norma a ser seguida na rede, depois aguenta o rojão.

  50. A ESPN. e dona do emprego e pode fazer o que quiser com ele. O Flavio e o Arnaldo são donos das suas vidas e podem dispor como quiserem. Isso e ponto pacifico. O que não se pode dizer e que a imprensa e livre. Todos são empregados e tem que rezar na cartilha. Isso e bom para acabar com o papo de independência pois isso nao existe em nenhuma relação patrão e empregado. Queria saber onde ficam as afirmações de jornalistas da ESPN sobre a independência permitida na emissora. No final são todas iguais e quem apregoava esse fato deveria se demitir.

  51. Laerte disse:

    Falso moralismo. Apenas isso.

  52. Paulo Henrique disse:

    A Espn foi traída pela própria imagem que sempre passou, demitir o Flavio Gomes está dentro das prerrogativas da empresa, mas ao demiti-lo apagou a imagem de empresa geração ‘Y” e respeitadora da paixão pessoal de seu funcionários, o FG pisou na bola e ofendeu o já melindroso, respeitosamente, orgulho gaúcho mas de agora em diante perdeu a moral para posar de “livre” e de que o jornalismo e jornalistas não devem andar junto com os interesses dos clubes, perdeu o encanto ficou uma SporTv C.D.F

  53. Sérgio disse:

    Viva o comentarista bundão. viva a hipocrisia e o falso moralismo.

  54. Marcel disse:

    É inacreditável que existam pessoas que ainda defendam o Flavio Gomes e que vão contra a atitude da ESPN que ,ao meu ver, foi exemplar! Essa história de que ” o jornalismo esportivo está ficando chato” …..”abaixo o politicamente correto” , está causando muita confusão na mente dos menos atentos. Há uma abissal diferença entre não ser politicamente correto e agir de forma irresponsável . Um jornalista, enquanto formador de opinião, deve agir com cautela ao fazer uso da palavra, seja em qual mídia for ! Flavio Gomes agiu de forma preconceituosa e ofendeu todo um povo ( o povo gaúcho) e não interessa o pretexto e tampouco o contexto. EU não sou gremista, não sou gaúcho, contudo, achei absurda a atitude do pseudo-jornalista! Exemplar a atitude da ESPN. Existem inúmeras maneiras de ser politacamente incorreto, contudo é algo que demanda inteligência…….ou seja, não é pra todo mundo !!

  55. Uma pessoa cuja profissão é a de ser jornalista, não pode dentro das redes sociais que são públicas, publicar textos ofensivos, mesmo que sejam, “de brincadeira”. A sua imagem é sempre atrelada ao nome da empresa onde trabalha. É regra dentro do mundo corporativo, aliás, corretíssima.

  56. irineu moreira jr. disse:

    É Paulinho, vc deve ser merecedor de trabalhar na ESPN. Assim não vou ter o desprazer de te ve ou ouvir tanta asneira

  57. Manuel H M Moreira disse:

    Tricolor Loko
    A grama do Canindé esta bem aparada,pois é lá que sua genitora pasta todo dia.

  58. Vou sair e dar uma porrada no Flavio campos pois tudo é brincadeira. vou roubar o meu vizinho, pois é chato ser politicamente correto…este é a mente do povinho brasileiro, vão viver e morrer no terceiro mundo em que nasceram…povinho malandro em q é legal falar mal, humilhar, e rir do próximo seja uma brincadeira, Vamos contribuir com o péssimo jornalismo brasileiro. Liberdade de expressão agora é ofender o outro. ta legal vamos continuar assim e vamos evoluir como já estamos.

  59. Guilherme Corrêa disse:

    Tem gente aqui falando em liberdade de expressão sem nem ao mesmo saber o que isso significa. Liberdade de expressão não significa liberdade de expressão de idéias e pensamentos. Vivemos em uma democracia. Vou chutar..muitos do que falam em liberdade expressão sequer viveram sob ditadura. FG não foi preso por se manifestar..foi demitido por não seguir as regras de conduta de sua empresa. Até a (argh) mídia ninja tem suas regras de conduta…só que estas já estão sob investigação faz algum tempo. Bando de tontos…

  60. Renato disse:

    ESPN sempre teve uma programação fraca e agora mostrou também uma habilidade e gestão ainda mais fraca… Não apoio nenhuma forma de agressão acho uma bobagem usar de qualquer preconceito, principalmente usando de palavras inapropriadas, mas ESPN sair por ai demitindo e pedindo desculpas… Vou assistir SportTV !

  61. Fabio Lombardi disse:

    Contraponto ao seu ponto de vista conservador. Comparar o Neto ao Flávio Gomes é uma PIADA!!!
    http://www.pedromigao.com.br/ourodetolo/2013/09/lacombianas-quando-torcer-e-um-problema/

  62. Rodrigo disse:

    @Marco Antonio Roque: “Parabéns ao Flávio Gomes pela coragem em expor seus sentimentos e lamentável a póstura da ESPN.”
    Expôr seus sentimentos?
    Esses são os sentimentos expostos pelo Sr. Flávio Gomes: “…gostam de dar a bunda. Enfia no c*. Ui, franga”.
    Belos sentimentos.

  63. Rodrigo disse:

    @emerson: “o Flavio Gomes no seu twitter pessoal não pode brincar, mesmo que seja pesadamente”.
    Genial seu comentário, Emerson. “brincar pesadamente” é a ideia mais estúpida que li neste blog.
    Outra coisa: F. Gomes não foi demitido por suas “opiniões”, mas pelas ofensas que dirigiu descaradamente a uma torcida de quase sete milhões de pessoas e ao próprio povo gaúcho.
    Foi convidado a se retratar, como fez Arnaldo Ribeiro, mas não deve ter aceito e, só então, foi demitido.
    Pior que distorcer os fatos sob uma ótica ignorante e imbecil é terminar a pérola do seu comentário com “afff”.

  64. CAMILA AZUL disse:

    O FG É MUITO BURRO! BASTA UM POUCO DE INTELIGÊCIA PARA FAZER AS PIADAS, PARA USAR A IRONIA, PARA USAR O SARCASMO E COMO A MAIORIA DOS ESPECTADORES SÃO BURROS COMO UMA PORTA NÃO HAVERIA TODA ESSA POLÊMICA. O TWITTER DELE É SIM USADO COMO FONTE DE IMFORMAÇÃO-JORNALISMO! O PIOR DE TUDO É TORCER PARA UM TIME FILAL DOS COLONIZADORES E SE DIZER DE ESQUERDA-COMUNISTA. A ESPN FEZ MUITO BEM NA DEMISSÃO, ALIÁS COMO PODE ALGUÉM SER TÃO BURRO E TORCER PARA A PORTUGUESA E ALÉM DISSO PERDER O EMPREGO POR CAUSA DE UM TIMINHO DESSE, É MUITA BURRIÇE, QUANTA BURRIÇE É BURRIÇE DEMAIS.

  65. Alberto Toldo disse:

    Bando de hipocritas!!
    Flavio Gomes mostrou sua indignaçao pelo jogador da Portuguesa ter sido agredido dentro de campo pela Policia Militar do Rio Grande do Sul.

  66. emerson disse:

    Senhor Rodrigo, creio que o senhor deve ser gaúcho, o Flavio Gomes errou, mas não estava trabalhando, estava no seu twitter pessoal. É só ouvir uma narração de um locutor gaucho e vc verá o que é xenofobia e preconceito, lembro d eum locutor gaucho gritando que o gremio e os gauchos humilharam o sao paulo, rasgaram e pisaram na camisa do são paulo, em narração carregada de superioridade gaucha. Já ouvi jornalista gaucho falar que Sao Paulo é o mal do Brasil, já ouvi todo tipo de barbaridade. Ai no sul inclusive tem grupos querendo a separação do Brasil,. Deixem d e hipocrisia e te querer ser santos, qualquer um conta piada de portugues e gaucho,gay,etc. O jogador da Portuguesa foi evitar que o juiz apanhasse dos jogadores e resolveu uma agressão covarde da brigada militar, ninguem pediu a demissao desse policial né bando de hipocritas.

  67. Fred disse:

    Das 2 umas:
    Ou vc é gremista (o que explica sua posição – embora passional).
    Ou vc é um mala do tipo politicamente correto e previsível.

    O Arnaldo não disse nada de mais… parece encomendado mesmo (obs: não sou torcedor da lusa).

    O Flavinho é maluco mesmo, sempre foi.

    A ESPN BR se diferenciava por não ter o rabo preso e por dar a opinião sem medo da hipocrisia…. parece que os tempos mudaram.

  68. ANSELMO PEREIRA RIBEIRO disse:

    Camila Azul, burriç(?)e (sic) mesmo é desconhecer a língua portuguesa… kkk

  69. Lourdes Moreira disse:

    Concordo plenamente com o Marco Antonio Roque.

    E viva a ditadura, a hipocrisia, e os dissimulados! O futebol tá ficando nojento. Já vi coisa muito pior, ao vivo e a cores, envolvendo autoridades com deboches, acusações levianas e não dá em nada. Chega de ‘lobos’ disfarçados de cordeirinhos!

  70. Guto disse:

    “Compromisso com o público e com a verdade”.
    Que verdade? A sua?
    Não concordo em quase tudo que o Flávio Gomes fala, porém ele estava em uma rede social, nada a ver com ESPN, os “jornalistas” e “comentaristas” citados no texto são todos dispensáveis, para mim.
    Porém é o povo que controla e decide o que pode apertar no controle remoto.
    Lamentável a atitude da ESPN, iguala-se outras tantas que quer tudo global, um monte de soldadinhos.
    Liberdade de expressão, tenha compromisso com isso.

  71. swamy santos disse:

    A ESPN Brasil tem se mostrado uma emissora de rodapé. É rodapé da seleção da rede globo, rodapé dos times de futebol. Se o Flávio tivesse falado do goiás, duvido que seria demitido. Essa diretoria da ESPN Brasil é CAGONA e capacho dos grandes clubes e da tv globo apenas para manter a transmissão da copa do brasil.

  72. moadir ferreira disse:

    quem saiu perdendo foi a espn, flavinho é um ótimo jornalista tanto de rádio com tv. Uma vergonha fizeram com ele, o que sempre combateram que era algum tipo de censura

  73. Marcelo Pierre de Lima disse:

    “A ESPN. e dona do emprego e pode fazer o que quiser com ele. O Flavio e o Arnaldo são donos das suas vidas e podem dispor como quiserem. Isso e ponto pacifico. O que não se pode dizer e que a imprensa e livre. Todos são empregados e tem que rezar na cartilha. Isso e bom para acabar com o papo de independência pois isso nao existe em nenhuma relação patrão e empregado. Queria saber onde ficam as afirmações de jornalistas da ESPN sobre a independência permitida na emissora. No final são todas iguais e quem apregoava esse fato deveria se demitir.”

    Eu fico pensando exatamente isso. A ESPN Brasil se tornou igual a essas outras? Nessas outras, estou incluindo a dona Fox Sports também.

  74. Rodrigo disse:

    @Fred:

    Caro internauta,

    1) O jornalista Arnaldo não se limitou a dizer “parece encomendado mesmo”. Também sugeriu investigar o presidente Fabio Koff, o que denota acusação / suspeita de crime.

    2) Justificar a falta de educação e respeito do Sr. Flávio Gomes (Flavinho?!) com a afirmação “é maluco mesmo, sempre foi” é uma tentativa ridícula e infantiloide. Homens, especialmente aqueles cujos atos têm REPERCUSSÃO PÚBLICA (inclusive em perfis pessoais de redes sociais) devem ter redobrada responsabilidade com o que fazem, dizem e escrevem. Agir como um imbecil e depois dizer “estava só brincando” ou “que gente correta e chata” é coisa de criança com menos de sete anos.

    3) A ESPN BR não reagiu às “opiniões” dos seus funcionários, mas sim a:
    – Acusações pessoais (graves, levianas e sem provas) contra o presidente do Grêmio.
    – Ofensas e palavrões dirigidos a um contingente de milhões de pessoas (torcedores do Grêmio e gaúchos em geral).

    4) Se não entendeu, forneça-me seu endereço de e-mail para que eu lhe envie um desenho didaticamente adequado a uma pessoa com sua idade mental.

  75. Fabio disse:

    Esse flavio gomes é arrogante. No blog dele ele já é um ditador há tempos. Não tem bom senso. Não tem noção. É um cara primário. Fraco. Bloqueia quem o enfrenta. Usa um argumento evasivo, tolo, e bloqueia a tréplica. Caiu a máscara. Qualquer um sabia que isso aconteceria.

  76. Aníbal disse:

    A declaração do Palomino falando em “até a pé nós iremos” foi de uma servilidade ímpar. Se abaixou tanto pra torcida do Gremio que não lhe passou a mão na bunda quem não quis. O compromisso da ESPN não é com a ética, é com a audiência.
    O tamanho da ofensa é relativo, sempre dói mais no ofendido. O comentário do FG ofendeu a bunda dos gaúchos e isto causou comoção, mas o rasteiro Juquinha K. sempre faz comentários depreciativos em relação à Portuguesa e só os seus torcedores se incomodam. A audiência é pouca, não faz diferença, não é?
    Se Neto e Chico Lang são prejudiciais ao esporte e à imprensa esportiva, o falso arauto da moralidade é muito pior, um desses tipos que acha que o mensalão “non ecziste”…

  77. Marcos disse:

    só acho estranho os seus comentários…acho que foi exagero do Flávio Gomes…mas você parece aqueles defensores da ditadura, que escreve como um censor..”Possivelmente, até, porque seu discernimento moral não consiga enxergar equivoco em declarações tão deploráveis, entre tantas que já fez em mídias sociais…”…cheira a ressentimento…bem, pelo menos acho que ele fez algumas divertidas…algumas crônicas até emocionantes…e algumas erradas…você, conheci pela busca do google…ontem…mas me incomodou pelo tom…não pela opinião…

  78. Até quando vai continuar esta deplorável falsidade dos orgãos de imprensa, de pregar uma posição e adotar outra contrária na prática. Sou um telespectador da ESPN Brasil desde o primeiro dia em que ela entrou no ar, mas, daqui em diante, jamais voltarei a ofertar a minha atenção a esta emissora que me passava uma boa impressão e que, agora, revelou-se tão hipócrita com as demais, sempre apregoando que respeita a opinião pessoal de seus funcionários, mas que, na hora “H”, mostra que não admite as opiniões próprias de seus funcionários. E estranhei muito que o José Trajano a quem sempre admirei pela sinceridade e destemor em relação ao que quer que seja, não dissesse no ar que discordava com esta malfadada atitude da ESPN. Pois é, Trajano, você também me decepcionou profundamente. Daqui em diante muda também minha opinião sobre o seu carácter. Sinceramente esperei mesmo que o único profissional de ESPN Brasil com culhões suficientes para vir a publico e coerentemente lamentar a atitude de sua contratante. Fico muito triste por isso, Trajano. Até lhe pelo desculpas por externar minha opinião sobre a sua ausência de um posionamento por mim esperado, ou seja, por um posicionamento de um homem de carácter e, com certeza o melhor jornalista esportivo que eu conhecia…. conhecia… conhecia, pois este que eu conhecia não existe mais, infelizmente.
    Mesmo assim, um abraço de seu ex-admirador
    Haroldo Amaral.

  79. Gilvannewton Souza disse:

    Absurdo este seu pensamento, Paulinho ! Twitter pessoal não pode ser monitorado e policiado pela empresa. ESPN está se tornando uma empresa reacionária (já estou com saudades do Trajano no comando). E você, neste caso, me decepcionou !

  80. Gilvannewton Souza disse:

    Sr. Rodrigo

    Falou e disse o dono da verdade !
    Respeite a opinião dos outros !

  81. Lucas disse:

    E ainda tem gente que defende essa criatura lamentável!
    O sujeito ofende a torcida do Grêmio, ofende os gaúchos (eu sou carioca), ofende o Náutico (sou botafoguense), escreve frases homofóbicas e machistas e ainda tem gente que culpa o “politicamente correto” e diz que foi exagero. Um sujeito sem noção, mal-educado e tendencioso desses não pode ter espaço em qualquer empresa séria. Quem acompanha as participações dele na ESPN Brasil sabe a quantidade de besteiras que ele fala. O infeliz já chegou a se gabar (no Bate-Bola 1) de alterar o horário do ticket de estacionamento em via pública para ganhar minutos a mais. Está mais do que claro que não é ético, não é inteligente, tampouco profissional. Lamento apenas encontrar pessoas que tentem justificar os absurdos injustificáveis que esse cidadão escreveu. A demissão é o mínimo que a ESPN deveria fazer e tenho muita pena dos alunos de jornalismo desse enganador.

  82. JOBERT SP disse:

    Os profissionais da Espn sempre se jactam de total independencia
    e liberdade para comentarem
    A mim ficou provado pode falar td q quiser desde q o titio Mickey
    concorde.

  83. Jece disse:

    O Trajano não teria demitido.

  84. Rodrigo disse:

    Sr. Gilvannewton,

    Pedes que eu respeite postagens com apologias ao jornalista mal-educado, exiges meu respeito.
    Valorizo o respeito, e muito.
    Pois bem.
    Se respeito também é importante para ti, surpreende-me que defendas as ofensas e palavrões escritos pelo Sr. Flavio Gomes, dirigidos à torcida do Grêmio e ao povo gaúcho.
    O conceito de “liberdade de expressão” não respalda o que ele fez.
    O fato de utilizar uma conta pessoal no Twitter não dá o direito de ser ofensivo, desrespeitoso e grosseiro, mesmo para o mais anônimo dos usuários.
    Quando se trata de um JORNALISTA TELEVISIVO, publicamente conhecido, a responsabilidade torna-se muito maior.
    Espanta-me que esse Flávio Gomes — que até professor universitário é — não tenha noção do quanto as suas ATITUDES podem afetar a imagem que a ESPN passa para o seu grande público. Vê bem: ATITUDES, não OPINIÕES.
    Essas atitudes ofensivas não foram proferidas em uma mesa de bar, após uma ou outra cerveja. A ESPN não ligaria para isso. O problema é fazer o que ele fez em um meio de comunicação de massa — afinal, se o Sr. Flávio tem centenas de seguidores no Twitter, isso se deve quase que totalmente ao destaque que conseguiu na citada Emissora.
    Não é necessário ser “chato” ou (no sentido pejorativo que os defensores da anarquia adoram empregar) “politicamente correto” para viver bem nesta era de comunicação ultra facilitada.
    Basta compreender que o respeito e a responsabilidade devem ser proporcionais ao alcance de suas palavras e atos.
    Simples, não?

  85. Raimilson disse:

    Acho que está havendo um exageiro, pois ao meu ver ele foi um tocerdor, alguém se lembra do cara ue mandou rasgar pisar na cabnisa do são paulo?

  86. Ricardo disse:

    ótima postura da espn! Mostra que além de ter ótimos e promissores profissionais, como Everaldo Marques e Paulo Vinicius coelho, não tem espaço para moleques retardados, como esse Flavio gomes.

  87. francisco roberto de angelis disse:

    quem é essa espn. é um canal falido que nimguem assiste,não tem competencia para bater com a spotv então so passa refugo,pois o que o telespectador quer ver é o seu time e não time da espanha ,da inglterra,etc….flvio gomes de graças por sair dai vc é muito para essa caca de espn

  88. Marcelo Pierre de Lima disse:

    OFF: a questão é que a ESPN, juntamente com o TCM, são elitizados pelas operadoras, ou seja, estão nos pacotes caros e o grande público é impedido de se ver a emissora. Entretanto, mal ou bem, tem as TV’s on line, mas, se vê a emissora com dificuldade.

  89. Diego disse:

    A história inventada pelom Flávio Gomes, de que o schumacher iria comprar a sauber, foi pra ilustrar uqe tem jornalista que nao se da ao trabalho de checar a fonte, publica qq coisa que ouve. Ele fez a provocação em uma conta pessoal. Pelo visto a pessoa publica tem mesmo que ser hipócrita e falsa o tempo todo. Avaliação bastante equivocada sua parte, na minha opinião.

  90. Rafael disse:

    Faltam profissionais como ele, com PEITO e CORAGEM de bancar as consequências de suas atitudes, sem medo de opinar e dizer “jornalismo de verdade é isento”. Isento uma ova, por acaso é escrito por robôs ?

  91. Lembremos o seguinte:
    Um jornalista mesmo que em sua rede social particular, mas pública, é uma pessoa pública e formadora de opinião, e por isso tem sim resposabilidade! O que o flávio gomes escreveu foi lamentável e ofencivo, não achei apenas justa a demissão como deveria de alguma forma ser processado.

    Talvez, se os jornalistas esportivos deixassem de lado esse amor clubístico, poderiamos ter torcidas partilhadas nos estádios e casa sempre cheias, mas sobre meu ponto de vista a mídia influencia de forma direta a violência nos estádios!

  92. Marcelo Pierre de Lima disse:

    Mas todo torcedor carioca sabe o time que os principais jornalistas esportivos torcem. Ex: Washington Rodrigues, torcedor fanático do Flamengo, mas, ele separa as coisas.

  93. Claudio Andrade disse:

    Desculpe a curiosidade, não conhecia seu trabalho…mas deixe adivinhar: Você é gremista?

    Paulinho: No blog sou jornalista. Fora dele, corinthiano

  94. Pepa de Moto disse:

    Futebol é isso. Tenho mais de 50 anos e joguei futebol, na várzea por 20 anos e tanto lá, como no “profissional” (a diferença entre ambos é o pagamento dos jogadores, pois as cusparadas, xingamentos, trancos, brigas, socos dentro da área, carrinhos violentos etc. são EXATAMENTE iguais) o sangue ferve, ninguém quer perder e, quando torcedor fanático, vai até o fundo na disputa, tentando, por humilhação, chegar mais longe. E o fim disso, às vezes é temeroso, pois pode gerar hospital, cadeia e cemitério. É o ser humano…

  95. Pingback: “Pau no c… da ESPN Brasil e do Grêmio”, diz jornalista Flavio Gomes | Blog do Paulinho

  96. Alexandre Gomes disse:

    É por opiniões como as do dono do blog que, a cada dia, deixo de ler, ver e ouvir futebol. O que vcs querem é futebol de video game. Fair Play chato !!!! Claro que existem alguns “jornalistas” que são malas mesmo, mas daí a não poder expressar sua opinião para não magoar torcedores do Gremio .. fala sério !!! Vai la tentar a sorte no Rio Grande da Argentina ! Eles se acham cara ! Separatistas, preconceituosos, etc. É porque se tratava da Lusa. Só por isso ! Aco que vc foi criado no Danone parceiro !

  97. chamblas disse:

    Queria lembrar do amarelo no Valdivia, que o pateta carioca da Sportv mandou chamar ao vivo, o donodo STJD e que culminou em outra suspensao.
    Lembrem-se o futebol ta ficando tao chato que esta acabando, e vcs sabem disso…

    Emissoras lixuuuuuu…

  98. Marcelo Pierre de Lima disse:

    Olha,que eu saiba, a CENSURA de críticas ao STJD é SOMENTE aos jogadores, aos cartolas e aos treinadores de futebol? Agora, colocar jornalistas, eu interpreto como uma CENSURA por parte das empresas de comunicação.

  99. Enquanto isso o Mauro Cezar Pereira, que já me ofendeu no twitter por eu discordar de uma opinião dele. E ainda ofendeu minha religião (sou evangélico). Em seguida ele me bloqueou;

  100. Paulo Márcio disse:

    O Mesmo deveria ocorrer agora com o Antero e o Mauro C.P, pois é uma vergonha o que eles estão fazendo com o Fluminense.

  101. parabéns para a espn ao demitir este suposto jornalista , pois o mesmo deixou claro que não tem nenhuma educação ,para com os nossoa irmãos gaúchos.

  102. dimitri disse:

    As pessoas discutem e omitem opiniões com tanta veracidade para se discutir ética, moral e bons valores. Concordo, com tudo que foi relatado acima. Mas, o que aconteceu não é opinião sobre o que o Flávio Gomes queria defender, que era de sua Portuguesa se sentir prejudicada, legalmente, dentro de campo Ué…ok! Ele tem o tal direito de discutir e opinar sobre a possibilidade da injustiça ou não. A demissão do jornalista não foi pela questão da sua indignação pelo seu clube e sim, da falta de respeito e dos xingamentos.
    Saiu da tentativa jornalistica de se fazer reportagem e dar noticias, mas sim,. de discutir “quem ele pagava lá no Sul” e ” dos ‘gaúchos” .
    Enfim… cuidado com o discernimento dentro de campo e o extra campo a nível de mágoas pessoais para denegrir uma cidade, pessoas.
    Enfi.. é minha opinião pessoal!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.