Advertisements
Anúncios

Arena Fundo vendeu 76,5% dos CIDs do estádio de Itaquera

O Blog do Paulinho tem noticiado, desde outubro de 2017, o extrato detalhado de negociações realizadas pelo Arena Fundo de Investimentos, gestor do estádio de Itaquera, com os CIDs fornecidos pela Prefeitura de São Paulo, a pretexto de serem utilizados para abater a dívida da obra com a Odebrecht.

Foram R$ 420 milhões iniciais, acrescidos de R$ 143 milhões em novas emissões, que perfazem o total de R$ 563 milhões.

A última conta demonstrava que, da soma geral, restavam apenas R$ 242.045.000,00, ou seja, foram comercializados R$ 320.955.000,00.

Recentemente, novos repasses de CIDs foram autorizados.

Os documentos nº 01/1.124, 01/1.604, 01/1.716 a 01/1.724 e 02/0.731 a 02/2.410, no valor de R$ 109.915.000,00, foram transferidos para CNO S.A (Construtora Norberto Odebrecht S/A).

No extrato mais recente, o número de CIDs destinados a terceiros atingiu R$ 430.870.000,00, sobrando, portanto, R$ 132.130.000,00 dos R$ 563 milhões recebidos.

Ou seja, 76,5% dos Certificados já foram comercializados.

À margem dos fatos, comprovados por documentos oficiais da Prefeitura, o presidente do Corinthians, Andres Sanches, segue não contando a verdade à imprensa ao sugerir que ainda faltam a totalidade dos CIDs para abater a dívida do estádio de Itaquera.

Por conta desses repasses, a dívida do clube com a Odebrecht – estranhamente priorizada no acordo, praticamente está quitada (resta apenas pouco mais de R$ 1 milhão).

O Arena Fundo, porém, em seu mais recente Informe Mensal, protocolado na CVM, cobra R$ 109 milhões em repasses de ingressos vendidos no estádio de Itaquera, que o Corinthians, indevidamente, embolsou.

Restariam ainda as pendências tomadas junto ao BNDES, por intermédio da CAIXA (R$ 400 milhões), em emissões de debentures (aproximadamente R$ 250 milhões) e também os afamados empréstimos pontes (na casa de R$ 230 milhões), sem contar juros e demais correções.

Não se sabe, ao certo, quanto deste montante foi amortizado (tanto Corinthians quanto Fundo escondem os números), porém, ao enviar documentos de recuperação judicial à Justiça de São Paulo, a Odebrecht alegou que a dívida ainda seria de R$ 650 milhões.


SUBSECRETARIA DO TESOURO MUNICIPAL
DESPACHO
Processo SEI n° 6017.2019/0032520-8

Arena Fundo de Investimentos Imobiliários S.A. FII e outros. – Transferência de Certificado de Incentivo ao Desenvolvimento – CIDs.

I – No exercício da competência que me foi atribuída pelo §1º do artigo 3º da Lei Municipal nº 15.413/201, nos termos do Decreto Municipal nº 52.871/2011, do Regimento Interno do Comitê de Construção do Estádio da Copa do Mundo de Futebol de 2014, da Deliberação nº 01/2018 – SMTE e com fundamento nos documentos e manifestações que instruem o presente, especialmente da Supervisão Geral de Administração e Finanças e do Comitê de Construção do Estádio da Copa do
Mundo de Futebol de 2014, homologo e torno pública a transferência do Certificado de Incentivo ao Desenvolvimento – CIDs de nº 01/1.124, 01/1.604, 01/1.716 a 01/1.724, 02/0.731 a 02/2.410 da Arena Fundo de Investimentos Imobiliários FII para CNO S/A., inscrita no CNPJ sob o n° 15.102.288/0375-07.
II – PUBLIQUE-SE

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: