Advertisements
Anúncios

Documentos escancaram confusão na TV Corinthians e participação de assessor de Andres Sanches no negócio

A TV Corinthians, vendida pelo marketing do clube como a ideia mais genial dos últimos tempos, terminou, como era de se esperar, em prejuízo e litígio nos tribunais.

Tivemos acesso, ontem, a todos os documentos envolvendo a transação.

Desde o contrato firmado em 2010, quando Luis Paulo Rosenberg era vice-presidente de Marketing, garantindo aos “parceiros” do Corinthians, entre eles Oliverio Junior, assessor de Andres Sanches, à princípio, 50% dos lucros da empreitada, até o recente distrato, além de e-mails internos de ambas as partes.

contrato 2

E é exatamente na troca de mensagens que a verdade começou a aparecer, com acusações por parte da MIDIARESULTADO PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO LTDA., de um golpe aplicado pelo Corinthians, com participação do presidente Mario Gobbi, e de seu departamento de marketing, tratado como “Bandido” nos e-mails.

Na prática, os donos da TV Corinthians, em reunião com Gobbi e o Dr. Santoro, advogado do clube, combinaram assinar um distrato fajuto para que um contrato de gestão da emissora com a BAND pudesse ser concretizado.

Mas, segundo o combinado, mesmo fora do papel, a MIDIARESULTADO, que tem Oliverio Junior como proprietário oculto, permaneceria dividindo os lucros com o Corinthians, pelo menos até metade de 2015, período em que o contrato original seria finalizado.

No meio do caminho, Gobbi afirmou que o contrato já havia sido assinado pela BAND, mas que estava sendo pressionado pelo marketing a não honrar sua palavra pelo Corinthians, situação essa que fez o distrato fajuto se tornar verdadeiro, finalizando a TV Corinthians, sem que os antigos gestores recebessem qualquer tipo de indenização.

Confira abaixo alguns e-mails que selecionamos para comprovar melhor a confusão

Em 11 de maio de 2013, Carlos Carreiras, um dos donos da MIDIARESULTADO tenta acalmar o apresentador e principal contato entre a TV Corinthians e o clube, Gil Latoreira, que já demonstrava preocupação com o não cumprimento do acordo entre o clube e a emissora.

Carreiras, citando seu sócio, Olivério Junior, garante que encaixará Latoreira noutro projeto da empresa.

email 5

No dia seguinte, Latoreira responde ao email do amigo, num desabafo indignado sobre o tratamento que o Corinthians estaria dando ao episódio.

Afirma ter escutado do presidente do Corinthians, Mario Gobbi, que já estaria com o contrato da TV Corinthians assinado pela BAND, mas que ainda não havia rubricado pelo clube por sofrer pressões do Departamento de Marketing.

Em determinado momento, Latoreira insinua desconfiança nos procedimentos de Mario Gobbi, dizendo até achar que o presidente alvinegro “não está limpo” no negócio.

Trata também o gerente de marketing do Corinthians, Caio Campos, como “bandido” e “filho da puta”.

email 4

Em 28 de maio de 2013, Carlos Carreiras envia email a Caio Campos, com cópia para Mario Gobbi e Dr. Santoro, pedindo um posicionamento oficial do Corinthians sobre o acerto com a BAND.

E escancara a negociata:

“Em reunião com o Presidente (Mario Gobbi), você (Caio Campos) e o Dr. Santoro ficou acertado que era só eu assinar o distrato que em seguida seria assinado com a Bandeirantes.”

email 2

A resposta de Caio Campos veio no dia seguinte, afirmando que o vice-presidente da BAND, Paulo Saad tem cobrado pessoalmente um posicionamento do clube, mas que a decisão não era dele, e sim da diretoria.

Anexou email enviado pelo então diretor de Marketing, Ivan Marques, ao dirigente da BAND, com desculpas de “falta de tempo para priorizar o assunto”, demonstrando que o Corinthians empurrava o negócio com a barriga.

Na sequencia, Carreira responde dizendo que falará, então, diretamente com o presidente Mario Gobbi.

email 3

Ainda sem solução para o assunto, o apresentador Gil Latoreira, mantendo-se como intermediário entre a empresa e o Corinthians, envia email, no dia 11 de julho, a Carreiras, dizendo ter conversado com Guilherme Prado, assessor de imprensa do clube, além de ex-funcionário de Olivério Junior, sobre a situação da TV Corinthians.

Diz ainda que estará presente em nova reunião com o clube sobre o assunto, a ser realizada com o Dr. Santoro, advogado alvinegro.

Alega que pleiteará a volta da BAND ao negócio, como havia sido combinado entre as partes, em reunião anterior com Mario Gobbi, ou a dissolução amigável do distrato fajuto, retornando a vigorar o contrato inicial, assinado por Andres Sanches, até metade de 2015.

email 1

ÚLTIMA PÁGINA DO CONTRATO FIRMADO PELO CORINTHIANS COM A MIDIARESULTADO, ASSINADO POR ANDRES SANCHES E CAIO CAMPOS

contrato 1

*Detalhe: assinatura de Andres Sanches com “três pontinhos”, normalmente utilizados por membros da maçonaria.

DISTRATO “FAJUTO” ASSINADO POR MARIO GOBBI E CAIO CAMPOS, EM 5 DE MARÇO DE 2013

distrato 1

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: