Advertisements

(N)O mundo dos amados batistas

Por PASQUALE CIPRO NETO

“É bom que se diga que não é preciso ser cristão para ter nojo da tortura, venha ela de onde vier”

Corriam os tristes anos 70, quase 80. Em seu memorável LP “Nos Dias de Hoje”, Ivan Lins incluiu a canção “Aos Nossos Filhos” (melodia dele; letra de Vítor Martins).

A gravação de Ivan é linda, mas a de Elis Regina é mais do que antológica. Encarnando cada palavra da pungente letra do ituveravense Vítor Martins, Elis chora e faz chorar qualquer ser humano minimamente sensível. Se você nunca ouviu a canção na voz de Elis, ouça-a. E tente saber do que tratam os versos de Vítor.

Eis a letra: “Perdoem a cara amarrada / Perdoem a falta de abraço / Perdoem a falta de espaço / Os dias eram assim / Perdoem por tantos perigos / Perdoem a falta de abrigo / Perdoem a falta de amigos / Os dias eram assim / Perdoem a falta de folhas / Perdoem a falta de ar / Perdoem a falta de escolha / Os dias eram assim / E quando passarem a limpo / E quando cortarem os laços / E quando soltarem os cintos / Façam a festa por mim / Quando lavarem a mágoa / Quando lavarem a alma / Quando lavarem a água / Lavem os olhos por mim / Quando brotarem as flores / Quando crescerem as matas / Quando colherem os frutos / Digam o gosto pra mim”.

O tempo passou, as coisas mudaram (um pouco só, creio) etc., e, diferentemente do que ocorria naquela época, hoje o brasileiro pode dizer o que bem entender (ou quase isso).

E aí vem um cantor e compositor popular –bem popular– e concede uma entrevista em que declara que mereceu o “castigo” que lhe foi dado, já que ele “estava errado” e recebeu de quem representava o poder estabelecido o mesmo castigo que pais e mães podem dar a seus filhos a título de correção de comportamento, de conduta etc. O “artista” disse que seu “erro” foi ter usado de suas prerrogativas de funcionário de uma livraria para ceder a algumas pessoas livros considerados “subversivos”.

O cantor disse que foi preso e torturado, física e psicologicamente, mas não acha que seus torturadores erraram, embora ele não recuse os mil e tantos reais que recebe mensalmente por ter sido vítima dessa tortura.

Como sempre digo neste espaço, é preciso saber ler as linhas e, sobretudo, as entrelinhas do que se diz ou se escreve. Em outras palavras, o tal “artista” disse que pais e mães podem torturar, se o objetivo é “corrigir”. Enfim, quem faz coisa errada tem mesmo é que apanhar, ou, numa outra versão, menino levado tem mesmo é de ir para o pau de arara.

É incrível como nessas horas sempre se esquece um princípio básico da Constituição, segundo o qual o Estado é responsável pela integridade dos que estão sob sua custódia. É mais do que incrível ler nas tais “redes sociais” baboseiras mil, de gente que não consegue de jeito nenhum ater-se à essência da coisa. Haja!

Nisso tudo há uma grande ironia, que está no significado do nome e do sobrenome do autor da pérola: o termo “amado” dispensa explicações; “batista” é aquele que administra o batismo. Como se sabe, o batismo é o primeiro sacramento do cristianismo, cujos princípios dispensam explicações e teorias, mormente em pleno feriado de Corpus Christi. Definitivamente, não é nem um pouco cristão defender a tortura, seja lá qual for a razão de sua prática. E, é bom que se diga, não é preciso ser cristão para ter nojo da tortura, venha de onde vier.

É, meu caro Vítor, o tempo passou, mas, para muita gente escura e sombria, os teus nobres versos ainda não se materializaram. Muita gente ainda não cortou os laços, ainda não soltou os cintos. A alma ainda não foi de todo lavada. A água também não foi lavada; continua suja, muito suja, talvez mais suja do que era quando lavraste os versos de “Aos Nossos Filhos”. E os frutos, se é que foram colhidos, são ácidos, meu caro, e têm um gosto ruim, muito ruim. É isso.

Advertisements

Facebook Comments

32 Responses to “(N)O mundo dos amados batistas”

  1. Ernesto Says:

    Paulinho,

    posso estar errado, mas entendi de uma outra forma a declaração de Batista. Como a comissão da “verdade” quer simplesmente dar uma visão unilateral sobre o tema, ele (Batista) quis mostrar o outro lado da moeda. Ou alguém aqui concorda o que os guerrilheiros fizeram, como grupo de Dilma Roussef, não mereceria repressão?

  2. Asiatico Says:

    Engraçado que esses que chamam esse periodo de “ditadura” (sic) amam usar esses relatos de cantores, atores, e quem é do meior artístico ou opositor para sustentar seus argumentos fracos.

    O mais interessante que todos os famosos que citam esse periodo como o pior periodo da história do Brasil não tem um passado limpo, muitos tinha simpatia pelo comunismo, e muitos faziam parte dos guerrilheiros comunistas. Pode se notar que eles são os primeiros a detonar o regime, mas nunca falam seu passado simplesmente porque eles tem um passado sujo e repugnante. O próprio Caetano Veloso sempre foi um liberal e um anarquista, nunca se preocupou pelo país como ele afirma. O Chico Buarque apesar de ser um bom entendedor de futebol sempre apoiou a causa dos comunistas. Logo dá para entender do porquê essa gente tem ódio dos militares.

    Esses mesmos que dizem terem sofrido tortura na realidade nunca se preocuparam com país e com o povo Brasileiro. Dizem essas coisas como se o país inteiro sofresse isso quando na realide foi uma porcentagem muito pequena. Dentre essa porcentagem incluem comunistas, guerrilheiros, anarquistas e indivíduos que não portavam documentos. Em outras palavras, a tal tortura foi para a minoria.

    Eles dizem que não tinham liberdade, mas esse argumento cai por terra uma vez que muitos poderiam viajar para o exterior e dentro do país, poderiam ir a estadios, estudar e acreditem até mesmo para opnar sobre política, educação e sociedade. A conferência de 1974 na Unicamp é um dos exemplos onde estudantes não concordavam com a política do país, porém, a policia só esteve lá para manter a segurança do local.

    Eles dizem que não tinha eleições diretas o que é meia verdade, mas em 76 o Brasil teve eleições diretas para governador, prefeito, deputados e senadores.

    Eles dizem que música, filmes e novelas estrangeiras não eram bem vindos nessa época o que é motivo de piada e dou muitas gargalhadas. Musicas estrangeiras já se ouvia nos anos 70 com Jonny River “Rock in Roll Lullaby” que fora tema da novela Sleva de Pedra de 1972. A produção “Vila Cesamo” nada mais, nada menos que uma produção Americana dos anos 70. O filme Embalo de Sábado a Noite é uma produção norte-Americana. E não é somente isso, músicas francesas e italianas entraram e muito no Brasil nessa época.

    Outra piada é dizer que o regime atrasou o Brasil. Mew… programas como Proalcool surgiu nessa época, a educação Brasileira era muito melhor que nos dias de hoje, e muitas obras incluindo o metrô paulistano veio nesse periodo em 1974.

    Fácil é dizer esse conto da “tortura e perseguição” que é contado nesses livros didáticos da MEC, difícil para os ignorantes realmente fazer igual eu e tentar procurar todos os detalhes da época. Eu sei disso porque eu pesquisei muito, entrevistei pessoas de todos os níveis sociais, vi livros e vídeos e logo vi que o que eu aprendera na escola no Brasil era somente um conto de gente magoada com o regime.

    PS: Não sou simpatizante do regime, mas também percebo que o livro de história é muito bias em favor do atual governo.

  3. peixoto-pres.prudente/sp Says:

    Mas o que esperar de um “cantror” como esse Amado Batista????.
    É até covardia comparar um compositor/letrista como o Vitor Martins com um capial desse..
    Meu Deus, como é que pode um “artista” desse naipe ter vendido tantos discos???
    Este cara devia pedir perdão por escrever tantas asneiras. Mas ele é tão tapado e simplório que não deve ter calculado a dimensão das besteiras que disse…ou quem sabe, disse exatamente isso, direcionado aos seus fâs que, movidos pelo gosto musical tão pobre e falta de raciocínio, devem ter aplaudido o que esse energúmeno falou…
    Lamntável…

  4. Carlitus Says:

    O Sr. Amado Batista apenas e tão somente não assumiu a “cultura” do coitadismo oportunista dos terroristas, que querem atribuir a si mesmos, rótulos de heróis.
    Agora, seu amado, por que o Sr. tá pegando essa merreca de milão, heim? Deixa de ser sovina cara!!!

  5. Ismael Batista Says:

    porque esse bosta continua recebendo a grana do governo,se ele achava que estava fazendo coisa errada? infelizmente eu não consigo entender a MARÍLIA GABRIELA ,será que tá tão difícil achar pessoas importantes prá intrevistar ?????????

  6. MOSQUETEIRO Says:

    Esses militares incompetentes, nao conseguiram aniquilar da face da terra toda essa camarilha petista.

  7. Chico Santos Says:

    Vi essa entrevista e ele disse mesmo, mas porque a “tal” apresentadora ficou instigando a favor desse governo sujo do PT. Ele disse mt bem as pessoas que estavam lá na sua loja, fazendo reuniões para atos terroristas, por isso ele achou certo levar um corretivo!
    Mts dos q iam em sua loja, mataram, seqüestraram, foram exilados, voltaram e hoje estao no poder… Isso sim é uma vergonha!!!

  8. Carlos Says:

    Os terroristas capturados peos militares não eram colegiais inocentes. Eram treinados em Cuba. Tanto que soltavam bombas, sequestravam e matavam. Queriam o que? Ser tratados com café e bolo?

    Conversei com muitos militares aposentados e eles foram bem claros: quem enfrentou morreu. Quem está vivo está se aproveitando daquele período para ganhar dinheiro fácil passando-se por herói.

  9. júlio césar Says:

    quem entra em uma arena , tem que enfrentar o touro , ou o cara quer o que ? 15 dias no caribe ? . se eu entro , com uma camisa do palmeiras , no meio da torcida do são paulo , que eu espero da torcida do tricolor ? uma cervejinha gelada ?

  10. Aurélio Says:

    Paulinho, sou seu admirador mas desta vez discordo, O Amado Batista reconheceu que estava errado e que os militares sufocaram uma revolução que iria implantar o regime comunista no Brasil. Pior foi a Marília Gabriela que não respeitou sua posição e se indignou como todos da esquerda fazem quando são contrariados. Atitude corajosa do Amado Batista.

  11. filipi Says:

    Em uma discussão sempre existem 3 versões, no caso, a versão dos militares, da guerrilha e a CERTA!

  12. MOSQUETEIRO Says:

    Completando meu comentario acima….que pena.

  13. David Says:

    Eu assisti a entrevista e pel oque vejo na repercussão, distorceram bastante o que ele quis dizer, ele diz que é contra a tortura, mas que não guardava magóa pois sabia ser errado na época por “enfrentar” o governo vigente, depois da marilia continuar esbravejando que ele faz essas citações sobre corretivo, que os maldosos e tendencionistas utilizam fora de contexto pra dizer que ele tá contente por ter apanhado, que a ditadura era maravilhosa e outras asneiras que os ignorantes reverberam pela net e imprensa em geral…

    em tempo: NÃO sou favorável a ditadura, nem ao regime militar, mas também não caio na armadilha fácil e confortável de demonizar TUDO daquela época. E também sou preocupado por achar que a população brasileira não está preparada para a democracia total, haja vista a reeleição frequente de denunciados, condenados e envolvidos em escândalos mil, um pais culturalmente desenvolvido, em um estado democrático ideal, não elege tantos políticos comprovadamente corruptos e/ou incompetentes como o nosso faz…

  14. Vitor Says:

    O mais triste é ver as boçalidades que essa galera escreve, não conhecem a história brasileira, falar que o regime militar trouxe uma boa educação é de ferrar…

  15. Marcos Says:

    Pelo que entendi ele quis dizer que eram mesmo terroristas treinados que seus interesses não eram o povo, mas o regime…Pra mim a Dilma ficou chateada com ele!

  16. Michel Says:

    Paulinho, você apanhou muito quando era criança? É por isso sua revolta? Percebo que hoje, com esse discurso moralista de apoio as criancinhas, o governo tem tirado o poder dos pais de corrigir o comportamento dos filhos. Neste quesito, nunca se viu tantas criancinhas marginais, matando a sangue frio, ateando fogo em pessoas que não satisfazem seus desejos por míseros reais. Estamos vivendo a libertinagem legitimada pelo governo, em breve a anarquia será geral, pois os criminosos são apoiados pelo governo e por “moralistas” que nunca colocam a barbárie que nossa sociedade está passando nesses dias. Por favor, Paulinho, coloque posts sobre os crimes hediondos que estão ocorrendo em nossa cidade pelos “menores abandonados”.

  17. dododabahiagod1pressmeej Says:

    Antologicamente Paulinho!

  18. Sebastian Says:

    Vivi essa época do regime militar e digo e repito a quem quiser; sem o apoio da sociedade civil organizada eles não teriam feito nada. Nem o poder sequer teriam tomado. Banqueiros, montadoras automotivas e organizações americanas de toda ordem davam as cartas por aqui. Sempre deram e é assim até hoje. Não havia liberdade de expressão e havia censura; verdade. Mas e hoje temos tudo isso com civis no poder? Prisões arbitrárias e tortura existem até hoje. Mas isso não desculpa nem redime os TERRORISTAS que assaltavam bancos e matavam e roubavam civis simplesmente por dinheiro usando uma “causa” como desculpa. Organize um blog como esse e fale mal do Sarney, Lula, FHC ou Maluf (mesmo tendo provas), pra ver a quantidade de processos e perseguições que irá sofrer!! Isso é liberdade? Isso é democracia?

  19. Ouvidoria Says:

    Chico Buarque eh aquele que sutilmente em suas musicas criticava a ditadura militar e hoje nem musica faz, primeiro porque os seus amigos estao no poder e que estao transformando numa ditadura e segundo porque sua conta bancaria esta polpuda com indenizacao e aposentadoria como vitima da ditadura militar. Quero ver ele fazer musica agora.

  20. Amauri Says:

    Quando os militares saíram do poder; eu comemorei muito; mas meu PAI olhou para mim e disse ” toda vez que os militares saíram do poder esse pais virou uma BAGUNÇA ” eu fiquei bravo com ele!
    Não demorou muito, vi que meu PAI estava certo!!! ( Sarney Collor Fernando Henrique Lula ), e todos que estava exilados voltaram para roubar o povo brasileiro…
    Eu vivi a época da ditadura militar, eu sei oque esto falando!!!
    A educação era muito melhor do que a de hoje!!! A saúde também era melhor e a segurança era MIL VEZES melhor do que hoje!!!
    Existia RESPEITO e DISCIPLINA !!! E hoje oque temos???
    Eu nunca vi um TRABALHADOR honesto ser importunado pelos os militares!!!
    Falam tanto de tortura!!! ( eu sou contra a tortura )
    Mas oque os políticos, juízes,traficantes,assassinos,ladrões e a MÍDIA fás com o povo brasileiro, NÃO É TORTURA ???

  21. Sérgio Says:

    Gente na boa, não mudou nada. Tem muita hipocrisia aí. Vai criticar o governo atual deliberadamente pra ver o que acontece. Veja o que estão fazendo com o Lobão, Luana Piovani e etc. Cada um tem sua opinião e temos que respeitar, qualquer coisa fora disso é ditadura. Tem muita gente falando mal da ditadura hoje, mas na época se calou e viveu trabalhando e enriquecendo da mesma maneira que acontece hoje.

  22. djliquelikeque Says:

    falacia pura!!!

  23. Antonio Cesar De Oliveira Says:

    Parabens Asiatico….seu comentario foi muito mais informativo, do que a Postagem do Paulinho….quem pena heim Paulinho, voce acha que sem o militarismo de antes, voce estaria com um BLOG hoje em dia?
    abraco
    Cesar

  24. Aurélio Says:

    Vitor, o regime militar trouxe boa educação sim :
    Falem o que quiserem, mas os presídios da época da ditadura militar eram muito bons.
    Existem comprovações irrefutáveis de que recuperaram presos e deveriam servir de exemplo para o mundo.
    Nenhum país e nenhum modelo prisional conseguiu reabilitação igual. Orgulho brasileiro!
    ENTRARAM:
    – GUERRILHEIROS,
    – FRAUDADORES,
    – LADRÕES,
    – ASSASSINOS E – SEQUESTRADORES.
    E SAÍRAM:
    – GOVERNADORES,
    – MINISTROS,
    – PREFEITOS,
    – DEPUTADOS,
    – SENADORES,
    – VEREADORES e

    – DOIS PRESIDENTES DA REPÚBLICA.

  25. Alemão Says:

    Asiatico,

    “Eles dizem que não tinha eleições diretas o que é meia verdade, mas em 76 o Brasil teve eleições diretas para governador, prefeito, deputados e senadores.”

    Não tivemos eleições diretas para governador em 1976, Tanto que em 1977 no ” pacote de abril” foi criado o senador de biônico. Inclusive a eleição de Tancredo, o primeiro não militar, foi indireta.
    A emenda nr 15 de 1980, foi quem instituiu as eleições diretas para governador de estados e capitais, e fim do senador bionico.

    Na oposição ao regime militar havia sim muito vagabundo e gente que protestava sem entender de que. Desnecessário citar os vagabundos e oportunistas, visto que muitos deles estão ou estiveram no poder na era Lula.

    A luta armada contra o regime ocorreu no governo de Costa e Silva, quando foi instituido o AI5, institucionalizando definitivamente a ditadura militar.
    A luta contra a oposição continuou no governo do Medici.
    Houve sim tortura brutal e desnecessária. Muita gente apanhou sem saber por que. Mas hoje a poliícia continua torturando e matando incentes.
    Um grande feito do regime militar foi manter a ordem. Havia mais segurança. O crime organizado, como o PCC e CV, não existitiram. Nasciam mortos.
    A educação e a saude pública eram muito acima do que temos hoje.
    Não fosse a incapacidade administrativa e econômica dos militares, o regime teria ido mais longe.
    Quando veio a crise do petroleo e a balança comercial ficou desfavorável, isso no governo do Figueiredo, a inflação disparou, aumentou o desemprego,e para nossa desgraça, o sindicalismou ganhou força, dando origem ao PT.
    O problema é que tinhamos uma dívida externa enorme e os juros internacionais aumentaram por conta da crise do petroleo.
    O barril saltara de 1 Dolar para 11!
    Qqer economia que dependesse do petroleo e não tivesse uma boa reserva monetaria, quebraria. Era nosso caso, da Argentina, Chile e Uruguai.

    Dai surgiu o PT. No começo os ideis eram nobres. Havia um princio de ética. Até que chegaram ao poder.
    Tal qual escrevera Orwel na ” Republica do Bichos”.
    Tal qual dissera um presidente americano sobre o caráter e o poder.

  26. Paulo Henrique Says:

    A prática de sequestros e roubo à banco, que hoje financia o crime organizado foi muito utilizado pelos “guerrilheiros politicos” nos anos 60/70 , o Comando Vermelho, alusão ao comunismo, mas hoje organização criminosa, surgiu no coração dos que supostamente lutavam contra o regime, no Brasil com Ditadura, era possivel formar grupos revolucionários e brandar palavras de ordem contra políticos, mas quando começaram a assassinar pessoas inocentes, isso já estava passando dos limites, como agora o Estado do Rio hasteando a bandeira Nacional em plena demonstração de estado de guerra nos morros cariocas, o AI-5 foi instituído, dos torturados e presos daquela época ficaram, ministros , Senadores Governadores e uma Presidenta prova de que a tal ditadura foi cruel com o povo e não com a corja que sobrou.

  27. terenciotrindade Says:

    Infelizmente está sendo criado no Brasil uma cultura onde as pessoas tem mesmo de opinar, principalmente contra o Governo. Cada vez mais, vemos menos empresários fazerem declarações que são contra a política do governo. Alguma irão dizer que é porque tem rabo preso e recebem tratamento diferenciado. Mas se olharmos com mais calma, existe uma grande quantidade que se cala com medo de repelresálias. E claro que alguma tem benécies mas a grande maioria se cala por medo. Já perdemos a conta de quantas vezes este governo já tentou passar leis que limita ou censuram a atuação da imprensa. Até agora não conseguiram. Mas cm certeza irão continuar tentando. Não sei qual a razão pela qual Amado Batista falou o que falou. O que sei é que vivemos momentos complicados e por não ter passado por tortura é difícil dar alguma opinião sobre Amado. Claro que do ponto de vista racional o ele disse é uma sandice, mas vai saber por o que ele passou, como passou e o que veio depois.

  28. SÉRGIO ROSWELL Says:

    PAULINHO, sou seu A-D-M-I-R-A-D-O-R há muito tempo !! E sempre postei lhe apoiando. MAS AGORA NÃO DÁ…VOCÊ, PAULINHO, não — NÃO — VIVEU AQUELE TEMPO. EU SIM. Os MILITARES FORAM CHAMADOS, — CHAMADOS — pelo que tinha de responsável da sociedeade organizada para impedir que nos tornássemos uma CUBA COM ELEFANTÍASE, ou tivessemos uma FARC hoje em dia…PASQUALE CIPRO NETO É PETISTA DE CARTEIRINHA. PROFESSOR DE PORTUGUÊS MORRE DE FOME NO PAÍS DE LULLA, que se orgulha de NUNCA ter lido UM LIVRO. PASQUALE VIVE DO QUÊ ?…. MARÍLIA GABRIELA, a ANCIÃ, é como todo JORNALISTA POLITICAMENTE CORRETO (que você, PAULINHO, não é, ou NÃO ERA). Prá agradar seus “AMIGOS” ARRRRTISSSTAS E CONTINUAR NA PATOTA e agradar PTISTAS, ela FORÇOU E DISTORCEU UMA DECLARAÇÃO IMPORTANTE POLITICAMENTE E CRIMINALMENTE, — QUE DEVERIA SER LEVADA À ‘COMISSÃO DA MENTIRA’ que vige em BRASÍLIA., eis que, COMBINAVAM CRIMES — CRIMES — CONTRA A SOCIEDADE BRASILEIRA, E AMADO BATISTA VIU E NÃO CONCORDAVA…PASQUALE CIPRO NETO É VENDIDO AO PT HÁ MUITO TEMPO. E A MARÍLIA GABRIELA, bem…é como todos os outros ARRRTISTASSS BRASILEIROS (“entrevistadora” no caso), tudo para ficar do lado da PATOTA QUE É TODA, (quase) PETISTA. POBRE AMADO BATISTA. FOI CORAJOSO. FOI HONESTO. E ESTÁ SENDO CRITICADO POR ISSO. POR SER HONESTO….

  29. Iuri Says:

    Caramba, é assustador ver a quantidade de pessoas hoje em dia que apoiam a ditadura militar. Vocês são desumanos ou não sabem o que é tortura! Nunca havia lido tanta besteira em tão pouco tempo.

  30. jbtricolor Says:

    da nojo de ver esses “intelectuais” da imprensa, musica e arte brasileira, que se julgam os perseguidinhos de um regime ditatorial instaurado no país. quando eu tinha meus 16 18 anos e era um jovem querendo ser revolucionario rsrsrs como todo jovem nessa idade, admirava e muito cuba, che guevara, mst, pc do b mariguela e todos esses representantes da esquerda mundial, abobinava os “terriveis” militares ditadores brasileiros. hj com meus trinta e alguns anos, um pouco mais de vivencia e conhecimento da realidade, ainda continuo admirando, apenas che guevara, não pelo que ele representa, mas pela pessoa que, esse sim acreditava no que dizia e fazia, diferente de todos o resto que citei acima. mas como disse a vivencia nos mostra muita coisa, e uma das coisas que vi é que esses terriveis militares, não eram tão terriveis assim, e que se usaram de força, foi para manter a ordem. ou somos ingenuos a ponto de acreditar que só um lado era o mal e outro o bomzinho, sendo o lado mau os militares e os bonzinhos os universitarios que clamavam por democracia hahaha democracia? esses ditos universitarios ou melhor guerrilheiros queriam uma ditatura comunista ou estou delirando hein senhor PAULINHO? e outra, a merda se instaurou quando a constituição foi feita por parte desses subversivos que em 1988 estavam no poder, fizeram uma constituição baseada no medo e liberarismo desses, onde tudo se pode e nada se cobra. resultado, essa democracia em que vagabundos bandidos nos aprisionam em nossas casas e que pior invadem nossas casas e praticam absurdose esses intelectuais vibram, isso é democracia e no periodo militar a era negra. meu amigo, eu como cidadão de bem, trabalhador e contribuinte, creio que é muito melhor andar em uma rua com um rapaz vestindo uma farda a cada esquina, que deixar de andar pelas ruas, pois a cada esquina tem 5 rapazes fazendo comercio de entorpecentes com outros rapazes que usam como moeda produtos de latrocinio. essa comissão da verdade, por um acaso, vai investigar quantos soldados foram mortos em confronto e a familia desses soldados, pagar uma boa indenização por honrados serviços prestados a nossa nação. ótimo, hj estamos nessa onda de comissão da verdade, mas espero que a verdade tenha dois lados e não somente o lado que imprensa e os ditos intelectuais da midia querem. vivemos democracia? como se até um evento privado de comemoração feita por ex militares foi alvo de intrasigentes manifestantes comunistas, que agrediram senhores da terceira idade. isso é democracia? comissão da verdade é uma mentira!!!!!!!!!!!!!!!!!

  31. Asiatico Says:

    Iuri e Vitor

    Vocês só sabem falar de tortura. A verdade é que a tortura foi só para a minoria da população, tortura essa que foi dada para pessoas que simpatizava com comunismo, guerrilheiros, etc… Então, pazme, não venha generalizar algo como se o povo inteiro tenha sofrido isso.

    Feliz é o trabalhador honesto que vivia tranquilamente nessa época.

  32. Asiatico Says:

    jbtricolor

    A verdade que esses que se acham intelectuais dizendo que anos 70 foi anos de chumbo não sabem da historia do Brasil. Falam isso porque tiveram professores e livros didaticos dizendo isso, mas nunca tiveram curiosidade e interesse em aprofundar nesse estudo.

    Eu já passei a acreditar que o militarismo foi algo terrivel quando muito jovem, mas após eu estudar profundamente, fazer pesquisas, entrevistar pessoas, ler e assistir videos da época, refleti um pouco e vim a conclusão que o que fora ensinado é algo muito bias a favor do governo dos civis(collor, lula, fhc, e outros).

    Triste, mas os jovens de hoje acham que só porque leram um livro didatico da escola estadual já acham que sabem mais do que aqueles que estudaram e pesquisaram a cerca do assunto.

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: