Advertisements

Dirigentes do Corinthians financiaram assassinos “organizados” de garoto boliviano

É prática comum a deplorável distribuição de ingressos para torcedores “organizados”, verdadeiros bandidos, realizada pela diretoria dos principais clubes do país.

No Corinthians, então, se trata de acordo político.

Se a torneira de “benefícios” fechar, seja o dinheiro para o carnaval, os ingressos, com direito a estadia em jogos no exterior e até as propinas pagas para livrar muitos da cadeia, a insatisfação será demonstrada nas arquibancadas.

Ontem, centenas de criminosos dos Gaviões da Fiel viajaram à Bolívia, sem a menor preocupação em justificar ausência no emprego, à custa dos cofres alvinegros.

E, como de costume, diversos crimes foram cometidos.

Assaltaram comerciantes durante o caminho, espancaram outros mais para mostrar “poderio”, até culminar no absurdo assassinato de um garoto de 14 anos.

Todos os que se dizem torcedores, que viajaram para a Bolívia, são absolutamente conhecidos dos atuais gestores alvinegros, que vivem lhes beijando as mãos, e, de joelhos, temem contrariá-los.

Razão pela qual, por ação, medo e omissão, devem ser também responsabilizados pelo triste episódio que vitimou o garoto boliviano.

O Corinthians financiou a viagem de assassinos, tendo conhecimento de quem de fato se tratavam.

E, pior, já enviou advogado para defender os marginais de possível sanção da Justiça local, tornando-os ainda mais cúmplices da bandidagem hoje detida para averiguação do homicídio.

E pensar que o presidente do Corinthians é um delegado de polícia.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: