Anúncios

O voto vai para o ‘nosso corrupto’

Da FOLHA

Por CLÓVIS ROSSI

Há uma contradição aparentemente insanável nos números coletados pelo mais recente Datafolha, publicados no domingo (30) : Luiz Inácio Lula da Silva é apontado como chefe do governo campeão no quesito corrupção, mas, ao mesmo tempo, lidera a corrida presidencial.

Suponho que os antilulistas terão uma de duas reações ou ambas: ou o povo não sabe votar e/ou não se importa com a corrupção.

Acho que não é bem assim. Se não se importasse com a corrupção, não teria havido a queda na pesquisa tanto de Geraldo Alckmin como de Aécio Neves, enrolados como Lula na Lava Jato.

E Marina Silva, não envolvida pelo menos até agora, não seria a única política capaz de ficar na frente de Lula num hipotético segundo turno.

Para explicar a contradição, recorro antes a uma lenda urbana que corria, nos anos 60, na redação do Estadão.

O jornalista português (e comunista) Miguel Urbano Rodrigues era o principal editorialista do jornal. Não me pergunte como um comunista podia escrever editoriais para um jornal ferozmente anticomunista. Nem Freud nem Marx explicariam.

O fato é que, à certa altura, houve uma ameaça da ditadura da época de prender Miguel Urbano. O diretor e grande patriarca do jornal, Júlio de Mesquita Filho, reagiu com a seguinte frase, segundo a lenda: “É comunista, mas é meu comunista”.

Miguel Urbano não foi preso. Júlio de Mesquita Filho fora um dos principais conspiradores para o golpe e, por isso, era respeitado pelos militares.

No caso da pesquisa Datafolha, suspeito que a fatia dos eleitores que quer votar em Lula pensa algo parecido: Lula pode ser corrupto, mas é “nosso corrupto”.

Elaborando um pouco: uma parte substancial do público acha que todo político é ladrão. É um preconceito e, como todo preconceito, é injusto. Mas é uma sensação disseminada não é de hoje e não é só no Brasil.

Se todo político, na visão popular, é ladrão, então o voto vai para o político mais próximo do povão, na linguagem, nas origens (por mais que delas se tenha afastado bastante) e no fato de que seu governo melhorou a vida de uma parcela da população.

Se é apontado como corrupto, paciência. Os outros também não o são?

Anúncios

5 Respostas to “O voto vai para o ‘nosso corrupto’”

  1. Luiz Carlos Luchetta Says:

    Nenhuma dessas duas “convicções.
    Mas eu tenho pelo menos duas outras: o “articulista” é petista/comunista/extrema-esquerda e o datafoice é uma fraude.
    Ah, parei de ler ali nas tais convicções. Tá cedo e não estou a fim de tomar plasil.

  2. Bruno de Melo Says:

    Folha anticomunista? Nunca foi, não é e jamais será. O resto é uma artigo bem escrito, mas simplista e daqueles que não acrescenta em nada.

  3. Nelson Coutinho Says:

    O Lula é ladrão.Roubou um pedalinho e um isopor . E roubou o coração do povo brasileiro.

  4. Luiz Carlos Luchetta Says:

    Roubar pedalinho e isopor continua sendo roubo.
    E não vejo diferença entre o ladrão e quem defende o ladrão

  5. Renato (@galenoeu) Says:

    “E roubou o coração do povo brasileiro.”

    Nelson Coutinho, que frescura!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: