Advertisements

Saída de Renê Simões do São Paulo foi estimulada por “esquemas” da base

Após nove meses, Rene Simões, apresentado como esperança de reformulação das categorias de base do São Paulo, pegou seu boné e foi embora.

A versão oficial, “problemas pessoais”, não condiz, num todo, com a realidade.

Simões, profissional correto, estava desgastado e desestimulado com as frequentes denuncias de favorecimentos a personalidades conhecidas do Tricolor no departamento que tentava profissionalizar.

A exposição pública, recente, de algumas dessas mazelas, com nomes, inclusive, e a falta de vontade da diretoria tricolor em investiga-las, parece ter sido a gota d’água.

O ex-coordenador deve agora seguir carreira solo em algum clube do Brasil – fala-se até no Vasco da Gama – interrompendo um trabalho que, a principio, tinha tudo para ser revolucionário.

Não foi.

Culpa do sistema corrupto que beneficia funcionários, conselheiros e empresários dos principais clubes de futebol do Brasil, e somente será combatido, um dia, por dirigentes com coragem de bater de frente com os mafiosos do esporte.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: