Declaração de Russomano (IURD) deve ser investigada

Ao declarar que gastou pouco mais de R$ 1 milhão em sua campanha eleitoral, dezenas de vezes menos do que outros candidatos, Celso Russomano (IURD) praticamente escancarou estar cometendo crime eleitoral, para não dizer outras coisas.

Fica claro que enquanto seus adversários receberam recursos de origem declarada e conhecida, o candidato de Edir Macedo não tem como justificar os gastos de sua campanha.

É público e notório que o dinheiro proveniente da sede dos “estelionatários da fé”, seus mantenedores, não entra “oficialmente” no caixa, e por isso não pode ser constatada a “saída”.

Basta uma simples avaliação não apenas nos materiais de campanha, como também nos programas de televisão, para constatar que o gasto declarado não corresponde ao despendido.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.