Coluna do Fiori

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.br Email:caminhodasideias@superig.com.br

COMISSÃO DE ÁRBITROS DA CONMEBOL

Na tarde desta sexta feira (20), folheando o jornal Lance!, encontrei na coluna – De Prima – sob responsabilidade do jornalista Marcelo Damato, que o ex-árbitro Sálvio Spinola, foi convocado pela CONMEBOL para assumir o lugar ocupado pelo amigo do poder, ou melhor, pelo Armando Marques, sim; aquele que aprontou horrores, mesmo assim, é aplaudido por gente que a ele se equipara, por serem farinhas do mesmo saco.

No caso do Spinola, entendo ter sido prêmio justo, por não ter contado tudo que viu, ouviu e praticou, durante sua caminhada pelos campos e bastidores do futebol; especialmente, quando lhe tiraram o distintivo FIFA, entregando, para Francisco Carlos Nascimento.

BRASILEIRÃO – SÉRIE A – 9ª Rodada

Sábado 14/07/2012

Corinthians 2×1 Náutico

Árbitro: Wagner Reway (MT)

No item disciplinar poderia ter sido mais rigoroso, no todo; não teve influência no resultado, atuação aceitável.

Ponte Preta 4×1 Coritiba

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Trabalho normal

Domingo 15/07/2012

Palmeiras 1×1 São Paulo

Árbitro: Péricles B. Pegado Cortez (FIFA-RJ)

Quando da cobrança da penalidade máxima favorável à equipe palmeirense, convertida em gol, pela imagem da TV, observei Casemiro, atleta da equipe do Morumbi, invadindo a área.

Aquém deste fato; trabalho normal.

10ª RODADA

Quarta Feira 19/07/2012

Santos 0x0 Botafogo

Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE)

Trabalho aceitável

Flamengo 0x3 Corinthians

Árbitro: Sandro Meira Ricci (FIFA-PE)

Não comprometeu, atuação aceitável.

LEMBRETE:

Comentando pela Plim, plim, o ex-árbitro Arnaldo César Coelho, afirmou que o assistente 01 não havia sinalizado impedimento em determinado lance por não querer complicação.

Justamente o Arnaldo, contumaz bajulador do Havelange, do Ricardo Teixeira e, vários outros dirigentes; que quando arbitrava, dizia para seus auxiliares:

Se um atacante partir livre, levante a bandeirinha, tenho nome, sou internacional, assim sendo; sinalizarei impedimento, certamente, sobrara para vocês.

CONCLUSÃO:

A sujeira nos bastidores do futebol é aprovada por grande parte dos políticos que deviam legislar para todos, no entanto, o fazem em causa própria, como também, por juiz das diversas escalas do judiciário, por membros da promotoria, por diversos “jornalistas” e diretores das empresas de comunicação que não se acanham em fazer a cabeça do povo em troca do nojento: Toma Lá Dá Cá.

POLITICA

Na data da eleição para prefeito da capital do estado de São Paulo, votarei no candidato e educador Carlos Giannezi do PSOL, por ser combatente, coerente e honesto.

Acorda Brasil

SP- 21/07/2012

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.