90 anos do gerente Cláudio Cristovam de Pinho

Por JOSÉ RENATO SATIRO SANTIAGO

O futebol é marcado por muitos jogadores que fizeram história.

Raros são aqueles que são a própria história.

Talvez esta seja a forma mais razoável para tentar definir quem foi Cláudio Cristovam de Pinho.

Hoje no aniversário de 90 anos de seu nascimento podemos lembrar várias de suas conquistas.

O santista Cláudio estreou no futebol na equipe alvinegra da baixada de onde saiu para ir jogar no Palestra Itália.

Com a mudança de nome da equipe que passou de Palestra Itália para Palmeiras, coube a ele entrar na história da equipe alviverde ao marcar o primeiro gol sob o novo nome em 1942, com 20 anos.

Voltou ao Santos e ao se destacar no Peixe, foi contratado pelo Corinthians.

No alvinegro paulistano, Cláudio não foi simplesmente um jogador.

Foi o “gerente” da equipe, grande líder responsável direto por conquistas dentro e fora do campo.

Nos gramados foram três títulos paulistas em 1951, 1952 e 1954 e três torneios Rio-São Paulo em 1950, 1953 e 1954.

Como se não fosse suficiente, marcou 305 gols e é até hoje o maior artilheiro da história do Corinthians.

Ao final de sua carreira ainda jogou no São Paulo, se tornando o primeiro jogador a atuar nas quatro grandes equipes do futebol paulista.

Fora dos gramados, no entanto, Cláudio conquistou muitas outras coisas.

A admiração de milhões de amantes e torcedores de seu futebol era capaz de incríveis feitos.

Alguns dias atrás, ouvi de um deles, Juca Kfouri, que seu pai o convenceu a passar a comer agrião, porque, segundo ele, Cláudio só entrava em campo com um “punhado” de agrião guardado no calção.

Passaram se alguns anos até que o menino Juca descobriu que não tinha como se guardar agrião no calção. Mas, de qualquer forma, o agrião já tinha passado a fazer parte do cardápio.

Depois de muitos anos o, agora adulto, Juca ao encontrá-lo não se furtou a contar este história ao “Gerente” que, no alto de todos os seus feitos, humildemente comentou: “Pelo menos para isso eu servi”.

Cláudio faleceu em 1° de janeiro de 2000.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.