Advertisements

TAM é obrigada a indenizar nadadora do Corinthians após extravio de bagagem, mesmo sem adesão a seguro

Recentemente, Victória Eduarda Izidro de Moura, atleta de natação do Corinthians, teve todos os seus pertences, que estavam inseridos em mala, extraviados em viagem de avião da empresa TAM, que negou-se a ressarci-la pela não adesão ao seguro no ato da compra da passagem.

O transtorno foi grande, obrigando-a a recomprar em Aracaju/SE, local de destino, objetos de higiene pessoal, roupas e uniformes para que pudesse competir no II Campeonato Brasileiro Escolar de Natação, e, posteriormente, seguir à Colômbia, convocada que estava para o Campeonato Sul-Americano Juvenil 2017.

No processo, a TAM insistiu em não pagar pelo infortúnio, alegou novamente a não adesão ao seguro e a impossibilidade de saber, ao certo, o que poderia estar dentro da mala.

Mas caiu do cavalo.

Victória, através de manifestação de sua mãe, Luciana (que a representou na ação), inseriu nos autos documento, assinado pela empresa, em que a listagem de pertences foi catalogada.

A Justiça, então, deu ganho de causa à nadadora, condenando a TAM a ressarci-la em R$ 15,1 mil por danos materiais, acrescendo mais R$ 10 mil por danos morais, além dos pagamentos de custas processuais e correções monetárias.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: