Advertisements

Selvageria sem limites

Ontem fui até a casa de uma amigo para jantar e conversar sobre alguns assuntos.

Na volta peguei o metrô.

Assisti cenas lamentáveis de bandidos vestidos com a camisa do São Paulo.

Gritavam e ofendiam as pessoas dentro do vagão.

Na estação Sé, correram atrás de um garoto vestido com a camiseta do Palmeiras e que aparentemente nem sabia o que estava acontecendo por ali.

Deram-lhe uma rasteira e cerca de 20 bandidos o agrediram covardemente por alguns instantes.

A pronta chegada de seguranças do metrô o salvou do que poderia ter sido fatal.

Impunes, os covardes voltaram para o trem cantando hinos de guerra.

Todos jovens, perdidos no mundo e com formação de caráter abaixo da crítica.

Acreditando-se superiores apenas por freqüentarem os antros de marginais organizados.

Profundamente lamentável.

Facebook Comments
Advertisements

35 comentários sobre “Selvageria sem limites

  1. Carlos Almeida

    E pior só são machos, quando andam em turma. Não é sem razão que a PM classifica a Independente como a torcida mais violenta de São Paulo. Tinham mais que festejar a vitória, pois o resto é babaquice.

  2. Mauricio

    “Ontem fui até a casa de uma amigo para jantar e conversar sobre alguns assuntos.”

    Voce tem UM amigo??? Serio? Nao e’ possivel…

  3. Divanio

    São todos uns covardes e mereciam estar atrás das grades; deveriam ser proibidos de frequentar os campos de futebol pelo resto de suas pobres vidas!Incluo torcedores “bandidos”organizados de todos os times!O Incapez foi incapaz de acabar com estas quadrilhas!O ministério público faz vista grossa para eles!

  4. Denilson Martins

    Não sei como alguns programas esportivos da televisão, ainda dão espaço para estas quadrilhas organizadas.

    Enquanto esses bandos de bandidos não forem debelados, ir ao estádio com segurança, será uma utopia.

  5. Rodolfo

    Essa é a Independente….. Torcida mediocre que só mancha o nome do São Paulo….. Independente a vergonha do tricolor…..

    Assim como todas as outras (des)organizadas…..

  6. Julio Anderson

    Geraldo, por existir em todas as organizadas eu sou a favor da total extinção das mesmas. Essa estrutura estimula esse tipo de comportamento e elas mais atrapalham que ajudam o futebol.

  7. Palmeiras

    É triste você ter que ler noticias desse tipo, meu cachorro é muito mais inteligente que esse bando de marginais.

    E é mais triste ver que pessoas ainda vem aqui escrever tentando justificar essa atitude covarde desse bando…se você cruza com algum deles na segunda de manhã na sé aposto que nem olham na sua cara com medo… porque em 20 é facil correr atrás de 1, já mano a mano a coisa muda…bando de covardes!!!

  8. Anderson

    “Eles estão assim porque o Halley falou que o filho dele tem que ser corinthiano…”

    HUHUAHUHAUHUAHUHAUHUAHUHAUHUAHUHAUHUAHUHAU!!!

    BOA FABIÃO!

  9. Luciana Moura Nunes

    Torcida, presidente, diretor, treinador, jogadores….ali dentro o mais honesto troca a mae por pudim de leite!!

  10. Cleanderson

    Torcidas organizadas são compostas por dois tipos de gentinha:

    1. Os bandidos

    2. Os que toleram bandidos

    Cambada de vagabundos!!!

    Só agem quando estão em bando

    Paulinho: Raciocínio perfeito

  11. Bernardo

    De todas as organizadas, a mais marginal é a Independente. A Jovem do Santos está chegando ao mesmo baixo nível da sãopaulina.

  12. Marcus Vinicius

    Paulinho
    Qndo morava no Brasil ja tive o desprazer de entrar em um vagao do metro com organizadas,uma vez a do Santos ,naquele jogo em que o Dener fez uma pintura de gol e uma com a do Sao paulo em 91 pelo campeonato paulista.Ambas me assustaram ,mas a do Santos eh q mais me assustou…estavam querendo arrumar confusao.Sou Sao Paulino mas nao aprovo a violencia insana dos covardes organizados

  13. Rogerio C

    e pensar que há alguns anos os temidos era Gaviões e Mancha.
    Essas torcidas, o melhor gangues, só existem por que os repectivos clubes as sustentam.
    E não venham os elitizados torcedores do SPFW dizerem o contrário. No final TODOS os clubes são culpados. SEM EXCESSÃO!
    Aliás, os da elite deveriam dar exemplo.
    Ai sim eu acreditaria em toda pureza deles.

  14. Rogerio C

    E não pensem que em outros estados é muito diferente.
    No Paraná, onde moro, dia de Atlé-Tiba, é melhor não sair de casa.
    É o dia que a PM mais trabalha. E como trabalha.

  15. carlos balaró

    Estranho apenas o fato de, sendo jornalista, não ter tido o tino de fotografar ou filmar o referido episódio na medida em que, hoje em dia, qualquer um tem um celular com tais recursos.

    Paulinho: Eu tive, mas a bateria estava descarregada

  16. Osvaldo

    Paulinho

    Independente de torcida, existem bandidos em TODAS…Repito..EXISTEM BANDIDOS EM TODAS !!!

    O que falta aqui nesse país é lei, e sem essa de que lei não pega.

    Tem que fazer como na Europa, proibe o cara de ir pro estadio por uns 2 a 3 anos, no dia de jogos do time o cara seria obrigado a prestar serviços comunitários, e se não comparecesse é CANA MESMO.

    Outra coisa que se alguem tiver boa vontade e fizer algo é facil de acabar, é a raça de CAMBISTAS. Pegou vendendo mais caro, simples, CANA. Abuso de poder econômico. Crime contra a econômia popular.

    E fazer o infeliz pagar 100 vezes o valor que esta com ele, se não tem dinheiro, toma os bens dele, se não tem bens vai pro serviço comunitário, se não for pro serviço CANA.

  17. Osvaldo

    Complementando, eu tenho 44a, tive o prazer de freequentar estadios sem aquele monte de bandido organizado, sem divisão de torcida, alem dos jogos do meu Palmeiras, fui ver jogos do Santos, do Corinthians, da Portuguesa, quem não gostava de ver Enéas, Pitta, Socrates e outros jogarem ?

    Tem que acabar com divisão de torcida, muitos lugares que não tem essa proibição eles se respeitam, então acaba com essa palhaçada no estadio. Sai da linha, que se cumram as leis.

  18. blog do celso ricardo

    ola paulinho…

    temos que separar o joio do trigo.

    não é o fato de ser torcedor “organizado” de time a, b ou c… o problema é que esses marginais vagabundos tem que ser excluidos da terra… são lixo e não merecem e nem tem o direito de viver em sociedade.

    e mais uma coisa, são como todos os vagabundos que só andam em turma e com “amigos”…. só são homens com alguém do lado… agora eu pergunto, e se esse palmeirense tivesse armado, será que eles teriam sido tão valentes???

    essa merda desse pais tem que rever as leis, e eu vou falar uma coisa… matou, morreu… roubou, tem as pernas ou mãos decepadas… estrupou, vai morrer aos poucos, com crueldade… só assim pra esses vermes malditos não proliferarem mais.

    abraços paulinho

  19. Marcelo Abdul

    Lugar de bandido é na cadeia. Agressão e lesão corporal está no código penal. Esses marginais uniformizados são um câncer no futebol brasileiro.

  20. Alviverde/SP

    Isso é uma cena que se REPETIRÁ indefinidamente, até que as AUTORIDADES, POLÍTICOS e a JUSTIÇA(ou seja, os Poderes EXECUTIVO, LEGISLATIVO e o JUDICIÁRIO)do País tomem resoluções DEFINITIVAS para esse tipo de problema…

  21. Rogerio C

    O Osvaldo tá certo, tanto quanto às organizadas quanto cambistas.
    E os clubes tem sim uma grande parcela de culpa. Inclusive o SPFW.
    Cade os Saopaulinos para defenderem sua organizada?
    O dia que isso aqui deixar de ser o pais da impunidade, talvez mude alguma coisa.

  22. Ramón

    Cade a imprensa? Cade o ministério público? Já passou da hora de enquadrar esses bandidos camuflados de torcedores.

  23. NELSON SOUZA

    Lamentável, que isso ocorra, sou torcedor do são paulo e não fui no jogo por achar que não teria as devidas condições de segurança ou mínimas , para assistir o jogo, fiz a escolha certo, e o pior no domingo fui no museu do futebol, local onde encontrei com palmeirenses, corintianos, vascainos, flamenguistas, gremistas, todos visitando o muse ostentando a camisa do seu time, com orgulho, e sem vergonha e respeitando o torcedor “adversário” ao lado sem ofensas, ah se o futebol dentro do estádio e fora também fosse assim.

  24. Jair

    Se for ao Canindé assistir um jogo torcendo pelo visitante, não leve sua esposa, filha ou neta.
    Explico:
    No sábado, ao chegar com minha família no Canindé, na entrada uma policial feminina alertou minha esposa que havia excesso de lotação e que seria bom não entrarmos com as crianças ou ficarmos com as crianças próximos às saídas.
    Entramos, e de fato, não foi possível à minha esposa e as crianças assistirem o jogo.
    Ficamos por ali, nas escadas depois de ir de um lado à outro em busca de algum ponto que pudéssemos assistir a partida.
    Pra piorar, como se não bastasse termos pago o ingresso e não conseguirmos assistir a partida, minha filha de 6 anos pediu pra ir ao banheiro e ai começa a parte surreal.

    Um fiscal de federação paulista de futebol disse que banheiro feminino só tinha do outro lado. E me aconselhou a levar a menina no banheiro masculino mesmo. Inaceitável! E incabível de ser sugerido por um representate da federação paulista.

    Mas até ai, eu estava achando que “outro lado” significava o lado oposto da arquibancada. Coloquei a menina no ombro e fui abrindo caminho e pedindo licença até chegar no extremo oposto, sem ver qualquer banheiro nesse caminho.
    Ao chegar ao ultimo portão, fim da linha, e sem ter achado banheiro para a menina, perguntei a um vendedor que por ali estava onde era o sanitário.
    E recebi a mesma resposta: banheiro feminino só do outro lado.
    Expliquei que eu já tinha vindo do “outro lado”.

    Ele esclareceu que o “outro lado” era o lado da torcida da lusa.

    Pensei que fosse algum tipo de brincadeira. Mas várias mocinhas que estava por alí confirmaram, indignadas, que não tinha banheiro para elas.
    Saí de lá puto da vida (desculpe a expressão) entrando de novo no mar de gente, pedindo licença e abrindo caminho até chegar ao outro portão, onde vários fiscais da federação cuidavam das catracas. Desci as escadas e confesso que estava com vontade de brigar com alguém, mas mantive a educação que me ensinaram em casa.

    Perguntei pausadamente onde é que ficava o banheiro feminino. O fiscal, visivelmente constrangido, principalmente por ver que minha expressão era de alguém que estava no limite da paciência informou que não tinha banheiro feminino no setor de visitantes.
    -E o que é que eu faço com minha filha? Perguntei pausadamente.
    Ele então me recomendou levá-la à um canto do estacionamento, atrás do ônibus do batalhão do choque e que quando eu voltasse ele liberaria minha entrada, já que eu teria que sair pra fora do perímetro das catracas.
    Perguntei então, pausadamente, pra manter meu auto-controle, como é que a federação liberava um jogo num lugar que não tinha sanitários femininos. Ele não sabia.
    Como não havia a menor possibilidade da menina agüentar se segurar por mais de 45 minutos e sei lá mais quanto tempo até achar um sanitário na marginal Tietê, tive de aceitar a sugestão, e , constrangido, levar a menina para fazer xixi atrás do ônibus da polícia de choque.

    Pergunto como isso é possível.
    Sei da incompetência crônica dos cartolas da FPF, mas como liberam o jogo num lugar sem infra-estrutura básica? E como a policia concorda?
    Creio ser essa uma daquelas decisões tomadas sob por pressão.
    Se não autorizasse o jogo no Canindé, os arautos das conspirações ergueriam suas vozes denunciando tentativa de favorecer o São Paulo. Concordo que mudar o local do jogo poderia prejudicar a equipe lusa, mas porquê, pelo menos, não instalaram banheiro químicos ? Seria o mínimo do mínimo.
    Se um estádio não tem condições de receber o espetáculo, que mandem o jogo para outra cidade, outro estado se necessário.
    Digo mais : Ou foi vendido mais ingressos do que o anunciado, ou a capacidade do lugar onde ficou a torcida do São Paulo não tinha capacidade para dez mil torcedores. Se tivesse acontecido algum tumulto, teria havido uma tragédia pois tinha gente demais e portões de acesso fechados.
    Saí do estádio feliz pela vitória do meu time, mas triste como cidadão.
    Pra concluir, quero deixar claro que adoro a Portuguesa e torço pra que ela consiga se manter na primeira divisão.
    E pra deixar mais claro, considero serem uns canalhas as pessoas que obrigam menininhas de seis anos ao constrangimento de fazer xixi em público e incompetentes as autoridades que aprovam um espetáculo num local sem condições de sediá-lo.

    Jair

  25. carlos lopes

    Concordo plenamente,torcida uniformiza so tem bandido e vagabundo.
    O mais engraçado que TODOS aqui concordam mas tem gente que prefere
    comentar e falar sobre o SPFC,falar mal é lógico,caso dessa lucian(t)a
    Não consegue enxergar muito longe não é mesmo?
    O que esperar de alguem que declara isso no blog?

    lucian(t)a disse:

    “Existem aproximadamente 30 milhoes de brasileiros vivendo fora do pais, e o numero aumenta a cada dia, AQUI DENTRO ESTÃO FICANDO APENAS OS BANDIDOS E OS COVARDES. Eu estou indo esse fim de ano…”

    segundo o pensamento colonizado dessa figura o povo brasileiro está
    dividido entre bandidos e covardes…coitada.

  26. Castro Jr.

    É até engraçado (se não fosse trágico), ver algumas pessoas tentando justificar uma atitude desagradável como essa, que aliás, já tive o desprazer de presenciar tendo como protagonistas,os torcedores do SANTOS contra um pobre diabo, palmeirense também. Seja qual for o time, nada, absolutamente nada justifica esse tipo de atitude ridícula, sejam porcos, gambás, bambis ou o nome que quiser dar… Isso já passou do tempo de acabar. Mas Máfia é máfia, e assim como o PCC e outras bostas como essa, sempre tem vez e destaque na mídia brasileira, fazendo com que a coisa continue cada vez mais forte!
    Hoje em dia, a música exalta bandidos, mete broca na polícia e encoraja a promiscuidade de forma aberta e vulgar, não se vê mais ninguém protestando contra um governo corrupto e seus desmandos. Hoje em dia, não se vai ao estádio assistir À um espetáculo de futebol e sim a um espetáculo de violência, nos moldes do filme MAD MAX… que assistimos nos anos 80 e ficamos perguntando quando veriamos algo assim… Bom, bem vindos à era MAD MAX, e salvem-se os que puderem, da minha parte, parei com futebol. Ah, só mais um lembrete, já repararam que o ano eleitoral do Brasil, é sempre junto com a COPA do mundo? Vamos tratar de falar mal de argentinos e olhar pra nossa Brasília que lá o povo faz o que quer e quem toma na B…. somos nós!!!

  27. Monsueto Araujo de Castro

    Aniversário da cidade de São Paulo – 2009
    O aniversário da cidade de São Paulo se aproxima. No dia 25 de janeiro, a cidade de São Paulo estará completando 455 anos. Nas comemorações, o bolo do Bixiga faz parte dos festejos. Na confecção do bolo, deve trabalhar uma grande equipe, constituída de muitas pessoas, principalmente pessoas do SENAI, repetindo-se o que acontece nos anos anteriores.
    O bolo é feito com extremo cuidado e capricho, na classificação de qualidade: excelente.
    Esperamos que os organizadores, patrocinadores e confeiteiros do futuro bolo, não deixem acontecer, na próxima comemoração, a selvageria praticada contra o bolo do último aniversário. O egoísmo daquelas pessoas que avançaram sobre o bolo foi tanto que o despedaçaram, fazendo dele uma verdadeira “gororoba” ou melhor, plastas de bolo. Bolo era colocado em bacias, baldes, sacos plásticos e em outros recipientes, o que não permitia que mais gente comesse.
    Agora, venho repetir minha sugestão apoiada por muitas pessoas, inclusive de pessoas envolvidas na preparação do bolo, diversos organizadores da festa, e também de alguns patrocinadores: é a de que o bolo deve ser servido individualmente nas filas e não no avançar e atacar. Instituir a distribuição do bolo, de maneira organizada, vai fazer a festa do Bixiga dar uma grande demonstração de civismo e generosidade.
    A comemoração com o bolo do Bixiga, no aniversário da cidade deve ficar muito mais bonita, se a Sociedade de Defesa das Tradições e Progresso da Bela Vista (SODEPRO), organizadores e patrocinadores convidarem 500 pessoas voluntárias para ajudar na distribuição do bolo, estabelecendo fila a cada a 5 metros de bolo e servi-lo aos presentes. Mais uma vez, abaixo a selvageria e viva a educação para São Paulo e o Brasil.

    Monsueto de Castro
    monsuetodecastro@uol.com.br
    RG 4.672512-X ( Divulgação da mensagem autorizada )
    Tel. (11) 4796-2551
    Endereço: Rua João de Miranda Melo, 544
    Mogi das Cruzes – SP
    CEP- 08717-420

  28. sao paulino de panelas pe

    CALA TUA BOCA PORRA INDEPENDENTE E TERRORISTA PORRA A GENTE E TALIBAM EU SOU SUNITA E VOCE GOSTEI QUANDO OSAMA BINLADE DERRUBOU AQUELA MERDA DE TORRES GEMIAS DOS AMERICANO FOI LINDO ELAS CAINDO FIQUEI FELIZ E AGRADECIDO POR TUDO Q BIN LANLADE FEZ

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: