Advertisements

A lei é igual para todos

 

 

Senhores conselheiros do Corinthians.

Dia 30 de setembro vocês foram incumbidos de votar pela expulsão de Alberto Dualib e Nesi Curi do quadro de associados do clube.

O motivo alegado é o de “difamar o nome da entidade” publicamente.

Realmente justo.

Mas não podem parar por ai.

Muitos dentro do Corinthians infelicitam o torcedor e o associado com atos que além de também difamar o nome do clube contribuem para subtrair dinheiro de seus cofres.

Não puni-los é cometer injustiça com os que serão punidos.

Todos devem passar pelo mesmo julgamento.

Para ajudá-los vou relacionar alguns nomes que se enquadram perfeitamente no quesito “Difamar o nome do clube”.

1-      Andres Sanches (o presidente que tem medo)

 

Trabalhou a favor da parceria com a MSI, fez discursos elogiosos a Kia Joorabchian, emprestou dinheiro ao clube de sua própria factoring, foi expulso das categorias de base por Nesi Curi enquanto desviava jogadores para empresários e outras equipes, participou desse mesmo departamento nos anos em que muita corrupção foi comprovada, negociou o atleta Jô com Kia Joorabchian mesmo após o mafioso ter lesado os cofres do clube, falta com a verdade constantemente em reuniões do Conselho e em declarações a imprensa, é acusado de negociar jogadores e de ser dono os direitos federativos de alguns deles, empossou como vice-presidente um homem acusado de superfaturar obras na gestão anterior, etc…etc…etc…

 

2-      Heleno Maluf (vice-presidente)

 

Acusado de superfaturar obras na gestão Dualib, de realizar obras irregulares (o prédio na nova sede corinthiana não possui nem o HABITE-SE), levou para o clube o seu parceiro Roberto Cerqueira Cesar, o Robertinho, que teve diversas irregularidades comprovadas em serviços executados a mando de Heleno, etc…etc…etc…

 

3-      Mario Gobbi (Vice-presidente de Futebol)

 

Um verdadeiro desastre. Diz não saber de futebol, mas ocupa o principal cargo do setor. Nunca se fez tantos negócios com atletas como em sua administração. Empresários amigos beneficiados. Trouxe para o clube Antonio Carlos, funcionário de Luxemburgo. É ferrenho defensor de Nesi Curi, a quem chama de pai. Para ele a parceria com a MSI foi lícita. Depois que tive acesso aos arquivos de sua vida no DETRAN comecei a entender muitas de suas atitudes.

 

4-      Raul Corrêa da Silva (Vice-Presidente Financeiro)

 

O pior de todos. O mais incompetente. O mais perigoso. Amigo de Kia e braço direito de Andres Sanches. Seus balanços chegam a ser vergonhosos. Não passa uma reunião do CORI sem ser desmascarado. Foi ao casamento de Kia Joorabchian, mesmo após ele ter roubado o clube, disse que o mafioso iraniano é honesto e o que ele fez qualquer comerciante faria. Não falou a verdade sobre os valores de negociação com a Poá Têxtil. Perdoou a divida dos Gaviões da Fiel com o clube, etc…etc…etc…

 

5-      Roberto de Andrade Souza (vice-presidente)

 

Conhecido como Robertinho da Nova, ele é acusado de lesar o clube em diversas oportunidades. A mais conhecida foi o aluguel de um carro para um funcionário do futebol amador por suaves R$ 6 mil por mês, etc…etc…etc…

 

6-      Fernando Alba (vice-presidente de esportes aquáticos)

 

Justiça seja feita, seu departamento é um dos melhores do clube. Mas cometeu um erro daqueles difíceis de perdoar. Esteve com Kia Joorabchian em Londres e ouviu de sua boca o golpe de Lyon. Chegando ao Brasil, se calou. Além disso, já o alertei das falcatruas de seu patrão, mas politicamente finge não ver nada.

 

7-      Luiz Paulo Rosemberg (vice-presidente de Marketing)

 

Uma verdadeira piada. Seus projetos fazem o clube passar vexame todas as semanas. “Mano do mano”, “Timão Tur”, Foto na camiseta da segunda divisão, entre outras pérolas. Possui o defeito da falta de gratidão e da traição. Fez uso dos dois com Valdemar Pires. É suspeito de ter levado comissão nas camisetas “Eu nunca vou te abandonar”, etc…etc…etc…

 

8-      Mané da Carne (ou das cargas)

Um dos recordistas de suspeitas contra sua honestidade. Durante anos vendeu carne para o clube com preço acima do mercado e sem concorrência. É suspeito de irregularidades no futebol amador. Suspeito também de se locupletar com ingressos e de ser o fornecedor dos cambistas no clube. Além disso, é “adorado” pelas seguradoras de roubo de cargas. Teve o “azar” de ter alguns de seus caminhões roubados, etc…etc…etc…

 

9-      André Negão

 

Suspeito de negociações pouco lícitas com atletas. Bateu em um associado com testemunhas e requerimento enviado para o secretário da presidência. Suspeito de realizar coisas erradas no futebol amador, além de ter sido preso algumas vezes acusado de contravenção penal, etc…etc…etc…

 

10-  Waldir Coxinha

 

Suspeito de receber dinheiro por intermédio de notas fiscais frias sem efetuar os serviços, além de outras suspeitas de coisas erradas. Costuma-se dizer no clube que se Andres Sanches mergulhar na piscina, Coxinha morre afogado.

 

A lista é realmente extensa.

Citei alguns nomes que me recordei de cabeça.

Todos eles merecedores da mesma punição imposta a Alberto Dualib e Nesi Curi.

Precisam, no mínimo, ser investigados.

Ou vocês, senhores conselheiros, tem rabo preso com alguns deles ?

Provem que não e comecem a faxina.

Tenho certeza que as coisas irão melhorar no clube.

Não peço nada de extraordinário.

Apenas que cumpram o estatuto.

Simples, não ?

Facebook Comments
Advertisements

15 comentários sobre “A lei é igual para todos

  1. Donatella

    Querido Paulinho, assistindo todos os dias a novela A Favorita, da Globo, venho tentando traçar um paralelo entre voce e o jornalista Zé Bob. Ele, persegue o politico Romildo e tenta desvendar suas falcatruas. Voce, persegue o presidente do Corinthians, Andres Sanches e tenta a todo custo atraves de uma massificante campanha diaria revelar e denunciar seus podres. Voces 2 acreditam que podem mudar o mundo atraves do jornalismo. Mas as diferenças entre voces começam a partir do ponto em que o personagem, que é jornalista e empregado de uma redaçao de jornal, vive em busca de provas para dar um xeque-mate no politico corrupto. Já voce, se vale de historias nem sempre comprovadas e não se inibe e nem se intimida por publica-las. Ze Bob vem recebendo informacoes pelo telefone de uma fonte que nao se identifica, que muito provavelmente seja da propria filha do politico, uma dondoca desvairada.Voce, pelo jeito, tambem recebe informacoes de varias fontes e pelo que percebi, nao importa qual seja, desde que a informacao colabore para voce atingir o seu objetivo, que é o de atingir parte da diretoria do Corinthians, como no caso da gravaçao da conversa entre o vice-presidente Mario Gobbi e o conselheiro Mané das Cargas ou das Carnes, como voce sempre cita. Ali está claro que nao foi objeto de grampo, a conversa foi gravada, ja que somente um dos lados, no caso o do Sr. Mané das Cargas ou das Carnes, o som está claro e limpo. E a gravacao so pode ter sido feita, é claro, pelo Mané das Cargas ou das Carnes, o que de certa forma pelo menos nisso voce tem certa razao, o conselheiro não é flor que se cheire. Mas o Zé Bob é um personagem. Voce acredito que nao seja. Mas tente se inspirar um pouco nele, que é um respeitavel jornalista, apesar de viver enrolado com as mulheres, que caem aos seus pés pela sua beleza e despojamento, ja que é um jornalista moderninho. Beijos e sucesso na sua trajetoria

  2. fernando

    essa turma do pinóquio não tem jeito, estão armando a defesa de nesi curi( que fala com mané da carne todo dia), você esqueceu alguns nomes, como: robertinho das obras( o rei da sacanagem), jassa( contraventor e empresário de jogador), carla dualib( sem comentários) , arizão( pede comissão) entre outros

  3. Marcos Aurelio

    Sr. Paulo bom dia! Quais são os nomes isentos, sem ficha suja, sem falcatruas no corinthians?

  4. zelão

    Com um elecon contando com: “ZÉ DA CARNE, WALDIR COXINHA E ANDRÉ NEGÃO”, que se pode esperar?
    socorro!!!

  5. Thiago

    O CORINTHIANS VENCEDOR EM CANNES

    Em “Linha de Passe”, a busca por uma vida digna

    SÃO PAULO (Reuters) – No jargão do futebol, “linha de passe” define a troca de passes entre os jogadores de um time sem que a bola seja interceptada pelo adversário. O termo, que também serve de título ao novo filme de Walter Salles e Daniela Thomas, se encaixa perfeitamente na história de uma mãe e quatro filhos que buscam melhorar de vida. Todos têm de tocar a bola sem deixar que ela escape de seu controle.

    Os “jogadores” do filme, ambientado na periferia de São Paulo, são os cinco personagens centrais.

    Dario (Vinicius de Oliveira, que estreou em “Central do Brasil”, também de Salles) sonha ser jogador de futebol e tem talento para isso. Porém, se aproxima dos 18 anos e suas chances são cada vez mais limitadas.

    Dinho (José Geraldo Rodrigues), evangélico, é frentista num posto de gasolina; Dênis (João Baldasserini), motoboy, não vê muitas perspectivas para o futuro; e Reginaldo (Kaique Jesus Santos), o caçula, é um menino negro em busca do pai, motorista de ônibus.

    A mãe, Cleuza, é interpretada pela atriz de teatro Sandra Corveloni, que conquistou o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes, desbancando a favorita Angelina Jolie. Novamente grávida, ela trabalha como doméstica, e é uma torcedora fanática do Corinthians. “Eu sou a mãe e o pai de vocês”, costuma dizer.

    A linha do tempo do filme acompanha as diversas peneiras pelas quais Dario passa, enquanto a vida dos membros da família cozinha em fogo brando. Todos com uma vontade de mudar, mas, aparentemente, sem poder de ação.

    Dario tem muito talento para o futebol, mas é fominha demais com a bola. Por isso, nunca é escolhido nas seleções. Quando surge a oportunidade, ele tem de subornar o técnico de um pequeno time para conseguir a chance de entrar em campo. Dario não tem o dinheiro, mas promete conseguir.

    Dênis tem um filho e, eventualmente, passa a noite com a mãe da criança; mas também seduz a secretária da agência de motoboys onde trabalha.

    Em sua terceira parceria, Salles e Daniela lançam um olhar carinhoso sobre uma parcela da população mais humilde. Eles já haviam trabalhado juntos em “Terra Estrangeira” (1996) e “O Primeiro Dia” (1998).

    Sem fazer julgamentos ou manipulações, os diretores mostram vidas cujas opções são limitadas ou quase inexistentes. Não culpam a sociedade nem apresentam soluções.

    “Futebol é coletivo”, diz o técnico numa das peneiras enfrentadas por Dario. Assim, o esporte, no filme, ganha status de metáfora da vida. Cleuza acompanha a queda do Corinthians para a segunda divisão, sai frustrada e impotente dos jogos. Mas o mesmo acontece em sua vida, sobre a qual não consegue ter controle, enquanto é achatada pela falta de esperança.

    Num momento crucial de “Linha de Passe”, um personagem desesperado diz: “Olha para mim”. Em sua frase de múltiplas interpretações ecoa toda uma família, uma fatia da população em busca de uma vida mais digna. Mesmo sem buscar culpados ou soluções, o filme passa a mensagem de que a mudança é possível -basta olhar com mais atenção ao redor.

    (Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

  6. fernando

    Paulinho, duas perguntas:

    1)Por que vc nunca lembra que o Citadini era o vice de futebol na época da Hicks Muse?

    2)Você acha que a parceria com a Hicks Muse foi benéfica para o Timão?

  7. Mariah Zinguine

    É isso aí Paulinho que a justiça seja feita!!!! Todos estes devem sair só vejo problemas no Corinthians hoje! Chega que entra alguém capaz de levantar a Nação!
    Paulinho pq vc não se candidata? Todas as vezes que leio o seu blog, apesar de não conhecê-lo, lhe vejo no poder! Parabéns por este espaço, onde mostra a realidade e nos deixa por dentro da verdadeiro situação do timão!

  8. Marcelo Silber

    Caro Paulinho

    Você não me conhece. sou Médico, Pediatra e trabalho no Hospital Israelita Albert Einstein. Sou sócio do Corinthians e embora não concorde com vários atos da atual diretoria, vejo inumeros avanços neste último ano de nova gestão. mas não é por isso que escrevo.
    Conheço Fernando Alba e sua família. Duvido, veja bem, duvido,que exista entre os conselheiros do Corinthians alguém mais honesto do que ele. Empresário honesto, ótimo marido, pai dedicado de dois filhos pequenos, Me pergunto Por que Motivos, você o odeia e o difama tanto.
    Você não aceita opiniões divergentes das suas?? Todos os seus “aliados” no Corinthians (Citadini, Paulo Garcia, etc..) são pessoas imaculadas??
    Fernando Alba é uma pessoa do bem !!!!!
    Afirmo e Reafirmo isso.
    Com todo o respeito.
    Gostaria de uma resposta sua.
    Dr Marcelo Silber.

    Paulinho: Dr. Marcelo, não difamo o Fernando, pelo contrário, escrevi até que seu departamento está sendo bem gerido. O que disse sobre ele já lhe falei pessoalmente. É apenas a verdade dos fatos. Ele foi para Londres, ouviu o golpe da boca do Kia e se calou por causa de politica. Em segundo lugar, não tenho aliados, trabalho sozinho. Abraço. Paulinho

  9. Marcelo Silber

    Paulinho
    Obrigado pela consideração e por sua pronta resposta
    Abraço
    Dr Marcelo Silber

  10. Izaura

    Senhor Luiz Paulo Rosemberge lembra-se da Lina sou filha dela!
    Gostaria muito de falar-lhe pessoalmente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: