Advertisements

A politica interdição dos Aflitos

O STJD errou feio, mais uma vez.

Interditar o estádio dos Aflitos é uma maneira de punir o Náutico.

A equipe pernambucana é a menos culpada nos incidentes ocorridos na partida contra o Botafogo.

Se é que tem alguma culpa.

Mas já que resolveram pela interdição que a fizessem por um motivo claro e justo.

Não é o caso.

Os motivos foram absolutamente mentirosos e políticos.

Por não terem encontrado razão suficiente para aplicar a punição eles resolveram que os Aflitos têm problemas estruturais.

Como se os demais estádios brasileiros fossem cinematográficos.

E só descobriram isso após a partida citada acima.

Não sinto cheiro de honestidade na decisão.

Facebook Comments
Advertisements

23 comentários sobre “A politica interdição dos Aflitos

  1. Brav0

    Aih Paulinho, tou com uma dúvida aqui matutando a cabeça, ouvi dizer que no jogo Boca vs Flu um torcedor invadiu o campo, levou uma gravata e foi arrastado de campo por seguranças particulares.

    E aih, vão interditar o Maracanã e punir mando de campo do fluminense?

    Ah, pouxa, me esqueci que futebol brasileiro é essa piada de CBF+GLOBO+++

  2. Marco Antonio

    E as vozes calaram com relação ao Maracanã. Essas mesmas vozes calaram com relação ao Pacaembu, morte de torcedor a pauladas dentro de campo. Todas as vozes calaram com invasão de campo no morumbi no gol do Acosta. E essas vozes não param de calar.

  3. Marcelo

    Para mim o erro deles foi trancar a porta, qual a necessidade daquela porta estar trancada?

  4. Carlos-Botucatu-SP

    Existem coisas que não podem mais ser aceitas no futebol.
    Um absurdo o tratamento que o BOTAFOGO recebeu nos AFLITOS.
    O episódio DA PORTA TRANCADA DO VESTIÁRIO BOTAFOGUENSE E A FORÇA EXACERBADA DA POLÍCIA, remeteM aos piores momentos de uma partida de várzea.
    Pior foi a declaração DO PRESIDENTE DO NÁUTICO, dizendo que o próprio BOTAFOGO havia provocado a situação.
    Coisa de gente mediocre.
    Pura várzea.
    A punição é justa e foi baseada no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD):
    “deixar de tomar providências capazes de impedir ou prevenir desordens em sua praça de competição”

    As palavras acima são sua, prezado Paulo, somente as grafadas em maiúsculas foram trocadas no texto original.
    abç

  5. Guilherme

    Que eu saiba, a porta dos vestiarios nao estavam abertas quando o jogador foi expulso. Isso nao eh culpa do Nautico?
    O resto realmente nao foi, mas logico que deixar um jogador irritado no banco apos ser expulso nao eh de bom senso, concorda?
    Abracos!

  6. João Batista Machado

    Paulinho, não entendi. Você escreveu que não sente cheiro de honestidade na decisão.
    Segundo o noticiário a decisão de interditar o estádio do Náutico foi do presidente do STJD, Sr. Rubens Aprobato Machado, tio do técnico Geninho do Botafogo.
    O que me intriga é que esse senhor é também conselheiro do Corinthians e um dos líderes da oposição.
    Meu Deus. A diretoria que saiu foi uma tragédia. Se a que esta aí não fica atrás da anterior e na oposição temos pessoas que tomam decisões que não cheiram honestidade, definitivamente estamos perdidos!

  7. Andre

    Abrir ou nao abrir a porta do vestiario eh funcao da Federacao Pernambucana de Futebol (FPF), nao do Clube Nautico. O funcionario da FPF que tinha a chave do vestiario se recusou a abrir a porta, seguindo orientacao da policia. Nada a ver com o Nautico.

    Nao podemos nos esquecer que quem DESENCADEOU a situacao foi o tal de Andre Luis que, completamente fora de controle, 1) chutou uma garrafa que atingiu um torcedor, 2) fez gestos obcenos para a torcida e 3) desacatou a policial.

    A proposito, a policia, em minha opiniao, foi de um despreparo colossal, sendo a principal culpada por aumentar as proporcoes do problema. Mas o Nautico tambem nao tem culpa se a policia jogou a merda no ventilador.

    Interditar o estadio do Nautico foi uma decisao, no minimo, equivocada. Ridiculo.

  8. Nando Barbosa

    Sao absurdos como esse que dao forças a ideologicos do mal… como Junior Viana…

    pena, pena q nada vai mudar nesse pais…

  9. DONIZETE

    Paulinho, vc é hilário. Quando foi que esses caras acertaram ? Eles fazem política, enquanto que deveriam julgar.

  10. Marcelo Carneiro Leão

    UM PAÍS DE CAOLHOS!!

    Um OLHO vê o portão do vestiário dos aflitos fechado.
    O OUTRO OLHO é cego para enxergar o portão fechado em São Januário, que impediu o Sport Recife de aquecer no gramado, tendo que fazê-lo dentro de um vestiário com cheiro de cola de sapateiro e de tinta de parede.
    Um OLHO arregala-se para ouvir a referência de caráter Wanderley Luxemburgo dizer que teve dificuldades para chegar à ilha, e que a comida de um Hotel 5 estrelas fez mal aos seus jogadores.
    O OUTRO OLHO é cego para enxergar as imagens do ônibus do Sport Recife sendo apedrejado no mesmo São Januário.
    Um OLHO vê a “truculência” da Polícia Pernambucana ao prender um indivíduo (igual a outro qualquer), após desrespeitar várias leis (gestos obscenos, agressão, etc.).
    O OUTRO OLHO é cego para enxergar a mesma “truculência” quando no Morumbi um jogador argentino foi algemado e preso ainda no estádio.
    Um OLHO assiste passivamente o presidente da federação carioca de futebol pedir para que não haja mais jogos de futebol em Pernambuco.
    O OUTRO OLHO é cego para lembrar que o estádio de São Januário pertence a um clube filiado a esta mesma federação carioca.
    Um OLHO se enche de brilho para falar e criticar os fogos de artifícios soltados por torcedores no Recife em frente a hotéis que hospedam delegações de clubes do sul.
    O OUTRO OLHO é cego para enxergar as imagens dos foguetórios realizados em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro, sempre que partidas decisivas são realizadas lá.
    Um OLHO se abre para criticar o Estado de Pernambuco, seus Estádios de Futebol (onde se diga nunca houve mortes por brigas de torcidas), e seus Clubes.
    O OUTRO OLHO fica cego e não se lembra das mortes de torcedores em estádios do sudeste e do sul.
    Um OLHO se abre de PRECONCEITO.
    O OUTRO OLHO se fecha de VERGONHA.

    Marcelo Brito Carneiro Leão

  11. LLC

    O fato aconteceu aonde?
    Punição é merecida.
    Agora se os motivos foram absurdos, deve-se apurar.

  12. Rogerio

    Paulinho. Fala sério? Você viu o que tinha de gente do Nautico dentro do estádio, junto com policiais.? Foi uma grandeza.
    Tinha mais policiais dentro do campo do que fora do alambrado. Porque?
    Para proteger quem?
    Um absurdo, e você vem aqui defender essa gente?

  13. SIDNEY

    A CBF ESTÁ ESCOLHENDO UM CLUBE PARA CAIR PARA A SEGUNDONA, E PELO QUE PARECE O NAÚTICO É UM DELES, JÁ COMEÇOU A FRITURA.

  14. Hilton Biller

    Marcelo;

    “Um olho ve andre luis mostrar o dedo pra galera e abusa da autoridade, causando toda a confusao, afinal como vc mesmo disse, ele era carioca.”

    “Outro olho ignora os mesmo gestos de Carlinhos Bala para a mesma torcida, no mesmo estadio, mas um mes antes. Nao tendo nenhuma reacao da policia pernambucana contra um atleta pernambucano”

    Realmente o pais esta caolho, a comecar por ai….

  15. Hilton Biller

    Ps: O olho que se abre de preconceito foi o de Junior Viana ??

    E o que se abriu de vergonha foi o dos brasileiros ao ver a atuacao da policia militar pernambucana??

  16. Marcos

    Se o Palmeiras foi culpado pelo gás e você considerou justa a punição por duas semanas seguidas de perguntas. O Náutico deixou de tomar providencias para garantir a segurança do jogo.

  17. Marcelo Carneiro Leão

    Prezado Hilton Biller.
    Desculpe, mais sua frases são a mais pura expressão desse país de caolhos!!!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: